Entrevista com o Pe. Francesco Rizzi

terça-feira, 8 de abril de 2014



Queridos irmãos, queridas irmãs, a paz. Numa entrevista à Rádio Maria em março de 2008, o Pe. Francesco Rizzi, autor do livro “Medjugorje, o novo mundo de paz”, falou ao padre Livio Fanzaga sobre a tão famosa Paróquia de São Tiago Maior, a Paróquia de Medjugorje.
Padre Livio – Na sua opinião, por que será que as mesmas pessoas que costumam estar adormecidas em nossas paróquias vão em peregrinação a Medjugorje? Será que procuram por algo extraordinário ou seria porque nós não conseguimos acordá-las?
Padre Francesco - Padre Slavko escreveu num de seus livros que a mensagem mais importante de Medjugorje é a presença de Maria. Medjugorje é certamente um lugar de graça, os peregrinos quando chegam começam a rezar, sobem o Monte meditando a Via-Sacra, aproximam-se da igreja... e o que é que eles encontram? Encontram uma paróquia! 

Padre Livio - Este fato é fundamental, porque proporciona segurança no que diz respeito à fé. 
Padre Francesco – É verdade, e também tranquiliza os sacerdotes que vão a Medjugorje, porque eles podem celebrar a missa, confessar e animar os diversos momentos de oração. Durante estes anos, encontrei milhares de sacerdotes e dificilmente conheci sacerdotes que tenham ficado decepcionados com a experiência vivida em Medjugorje. 

Padre Livio - Mas isso também se aplica aos peregrinos: a maioria volta sempre feliz para casa. 
Padre Francesco - Sim, são como lâmpadas que se acendem. 

Padre Livio - Como explicar isso? Mesmo do ponto de vista arquitetônico, em Medjugorje não há nada fora do comum, não tem o fascínio que se pode encontrar em Lourdes ou Fátima. Existe apenas uma igreja simples, no entanto as pessoas voltam para casa felizes. 
Padre Francesco - É um milagre espiritual, é a graça do lugar, é a presença de Maria, é a abertura do coração através da oração. Através da adoração eucarística se reza com o coração e se abre o coração, e assim acontece uma verdadeira renovação espiritual. Muitos peregrinos já me disseram: “Padre, eu mudei de vida graças à experiência que vivi em Medjugorje”. 

Padre Livio - Numa mensagem de 1984, Nossa Senhora disse que havia escolhido a paróquia e que queria convertê-la, para que todas as pessoas que fossem àquele lugar se convertessem. Nossa Senhora parece assim ter escolhido uma paróquia para iniciar uma obra de renovação das paróquias no mundo. Agora, olhando para trás, vemos que este programa foi amplamente realizado, quando pensamos no número impressionante de sacerdotes que vão a Medjugorje todos os anos. Sabemos muito bem que nem mesmo a paróquia de Medjugorje é feita de anjos, mas de seres humanos com seus defeitos e suas limitações. Portanto, o que há de especial nesta paróquia? 
Padre Francesco - A paróquia obedece ao que Nossa Senhora pede. Por mais de 20 anos todos os dias na paróquia de Medjugorje se recitam os três terços, a santa missa diária, a adoração eucarística, também no programa da noite todos os dias há três horas de oração e, além disso, na sexta-feira a paróquia sobe o Monte da Cruz rezando e no domingo sobe o Monte das Aparições. Todos os dias, se faz uma média de quatro horas de oração na paróquia de Medjugorje, além das Missas celebradas em outras línguas. A força de Medjugorje, na minha opinião, além da presença de Maria, é justamente a força da oração. Isso me testemunharam muitos padres que foram a Medjugorje: quando voltaram para as suas próprias paróquias,  reintroduziram a prática da adoração eucarística e viram como as pessoas reagiram de forma positiva. Nossa Senhora nos ajudou a colocar Cristo no centro da atividade paroquial de Medjugorje. Você sabe como Nossa Senhora convidou, em particular, para a participação na Missa e a prática da confissão. Falando sobre a confissão, Nossa Senhora disse que é como um remédio. No entanto, muitos dizem, “mas eu não tenho nenhum pecado, por que preciso me confessar?” No entanto, Nossa Senhora nos ensinou que na confissão nós recebemos força, graça e luz para um bom combate espiritual. 


Padre Livio - Então Nossa Senhora organizou as atividades da paróquia em torno da oração católica, isto é, a Santa Missa e os sacramentos, especialmente a Confissão, que está em função da Eucaristia. 
Padre Francesco - Sim. Medjugorje hoje é conhecida mundialmente como o confessionário do mundo, porque o número de pessoas que se aproximam do sacramento da confissão é o mais alto em comparação com os outros santuários. 

Padre Livio - Na verdade, eu fiz uma turnê em todos os principais santuários da Europa, mas nenhum pode ser comparado a Medjugorje. Mas você também precisa reconhecer que, quando as pessoas veem os franciscanos, elas se sentem seguras, porque os frades são uma figura muito católica. Além disso, me vem sempre à mente a palavra que Jesus falou a São Francisco: “Vai, e renova minha igreja”. Então, eu percebo um chamado especial da ordem franciscana a este empenho. 
Padre Francesco - Acho que a vocação de Medjugorje a ser o confessionário do mundo nasceu no dia 2 de agosto de 1981, quando Nossa Senhora convidou os presentes a tocar nas Suas vestes, e logo depois os videntes perceberam que o vestido de Maria tinha ficado sujo. Nossa Senhora disse que Seu vestido tinha ficado sujo por causa daqueles que não estavam na graça de Deus, e convidou as pessoas a irem à igreja para confessar-se. Então todo o povo foi à igreja, e por dois dias se confessaram. Chamaram até mesmo os padres de outras paróquias franciscanas. Através dessas coisas, você pode ver como foi mesmo Nossa Senhora que guiou a paróquia. Trata-se de um acompanhamento espiritual de Maria, que nos mostra como viver a vida cristã e como realizar um verdadeiro caminho de conversão. A mensagem mais importante que Nossa Senhora nos deixou é justamente a conversão diária e o convite a pedir a fé a cada dia. 

Padre Livio - Não nos esqueçamos de que a conversão se concretiza exatamente com a confissão. É uma coisa incrível ver filas de pessoas que esperam até mesmo por três ou quatro horas para confessar-se. 
Padre Francesco - E isso acontece até mesmo no frio inverno... 

Padre Livio - Mas, então, o sacramento da confissão está realmente em crise, como muitos dizem, ou estamos em crise nós sacerdotes que não dedicamos tempo suficiente a ele? 
Padre Francesco - Aproximar-se do sacramento da confissão significa fazer a experiência da misericórdia de Deus. Eu gosto de falar sobre Medjugorje também como de um lugar de misericórdia, porque os peregrinos que chegam em Medjugorje se encontram com a misericórdia de Deus através do encontro e da mediação de Maria no sacramento da reconciliação. Os peregrinos se sentem acolhidos, amados, perdoados, e renascem espiritualmente. 
Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by