RESISTIR ÀS TENTAÇÕES - LITURGIA DIÁRIA , 10 DE JANEIRO DE 2014

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014


RESISTIR ÀS TENTAÇÕES
Enquanto vivemos neste mundo não podemos fugir às tribulações e às tentações. Não é acaso uma luta a vida do ser humano sobre a terra? (Jó 7,1). Todos devemos, pois, estar atentos às tentações e perseverar na oração, para que o diabo, que ronda sempre à procura de quem devorar (1 Pd 5,8), não encontre forma de nos enganar. Não é possível viver inteiramente sem ser tentado, como o são mesmo os santos e as pessoas mais perfeitas

Mas as tentações, quando molestas e grandes, nos são muito úteis: humilham-nos, purificam-nos e contribuem para nossa formação. Todos os santos passaram por muitas tribulações e delas tiraram proveito. Os que, porém, não lhes puderam resistir, caíram e se separaram de Deus. Não há forma de viver tão santa nem lugar tão preservado em que não haja tentações e dificuldades. Nesta vida não nos poderemos furtar às tentações, pois elas nascem de nós mesmos

Tendo herdado o pecado desde o nascimento, perdemos o dom da felicidade. Apenas se afasta uma tentação, aparece logo outra, de tal forma que nunca deixamos de estar ameaçados. Muitos procuram fugir às tentações e nelas caem ainda mais gravemente. Para vencê-las não basta evitá-las, precisa-se nos tornar mais fortes que o inimigo pela paciência e pela verdadeira humildade. Quem só afasta exteriormente as tentações e não lhes arranca as raízes, não só nada consegue, como permite que voltem ainda mais depressa e mais fortes

Pouco a pouco, com paciência e coragem, sem violência nem erro, com a ajuda de Deus, poderás ir superando as tentações. Aconselha-te mais frequentemente quando és tentado e não trates com dureza quem está sendo tentado, mas procura consolá-lo como gostarias que fizessem contigo. Na origem de todas as tentações está sempre a falta de firmeza da pessoa e sua pouca confiança em Deus. O ser humano passivo e esquecido de seus propósitos é diversamente tentado como um navio sem leme, à mercê das ondas

O fogo prova o ferro, a tentação o justo. Ignoramos o que valemos e a tentação nos permite saber o que somos. Está principalmente atento ao brotar da tentação, pois, é mais fácil vencer o inimigo se não lhe abres a porta do coração nem o deixa entrar. Resiste-lhe no limiar, como diz o poeta: atalha no princípio, o remédio já vem tarde (Ovídio). Primeiro apresenta-se no espírito um simples pensamento. A imaginação o reforça. Desperta o prazer, a má inclinação e por fim, o consentimento. Aos poucos o inimigo vai assim se intrometendo, quando não se lhe opõe resistência desde o princípio

Quanto mais tardar a resistência, tanto será mais fraca e o inimigo se tornará mais forte. Alguns são mais tentados no início da vida cristã, outros, quando já maduros. Outros, durante todo tempo. Alguns são levemente tentados de acordo com a sabedoria e a equidade divinas, que dispõem a respeito do estado e do mérito de cada um, e tudo decide em função da salvação de seus eleitos. Não nos devemos, pois, desesperar quando tentados, mas orar de maneira mais intensa para que Deus nos ajude em meio a todas as tribulações, pois, como diz São Paulo, com a tentação ele nos dará  o auxílio para que possamos resistir-lhe (1 Cor 10,13)

Humilhemo-nos, pois, sob a mão de Deus em todas as tentações e tribulações, pois ele salva e exalta os humildes. Nas tentações e tribulações a pessoa é provada, cresce espiritualmente, merece e suas virtudes são mais bem manifestadas. Não é vantagem sentir devoção e fervor quando não se enfrentam contrariedades; sustentar-se, porém, na dificuldade é penhor de grande proveito. Às vezes se resiste às grandes tentações, mas se é levado a ceder às pequenas, para não se iludir sobre si mesmo e conservar a humildade de quem se vê derrotado nos combates mais insignificantes[FONTE : Tomás de Kempis – Imitação de Cristo]






LITURGIA DO DIA 10 DE JANEIRO DE 2014
PRIMEIRA LEITURA (1JO 5,5-13)
LEITURA DA PRIMEIRA CARTA DE SÃO JOÃO - Caríssimos, 5quem é o vencedor do mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus? 6Este é o que veio pela água e pelo sangue: Jesus Cristo. (Não veio somente com a água, mas com a água e o sangue.) E o Espírito é que dá testemunho, porque o Espírito é a Verdade. 7Assim, são três que dão testemunho: 8o Espírito, a água e o sangue; e os três são unânimes. 9Se aceitamos o testemunho dos homens, o testemunho de Deus é maior. Este é o testemunho de Deus, pois ele deu testemunho a respeito de seu Filho. Aquele que crê no Filho de Deus tem este testemunho dentro de si. 10Aquele que não crê em Deus faz dele um mentiroso, porque não crê no testemunho que Deus deu a respeito de seu Filho. 11E o testemunho é este: Deus nos deu a vida eterna, e esta vida está em seu Filho. 12Quem tem o Filho, tem a vida; quem não tem o Filho não tem a vida. 13Eu vos escrevo estas coisas a vós que acreditastes no nome do Filho de Deus, para que saibais que possuís a vida eterna - Palavra do Senhor
SALMO RESPONSORIAL (SL 147)
GLORIFICA O SENHOR, JERUSALÉM!
— Glorifica o Senhor, Jerusalém! Ó Sião, canta louvores ao teu Deus! Pois reforçou com segurança as tuas portas, e os teus filhos em teu seio abençoou
— A paz em teus limites garantiu e te dá como alimento a flor do trigo. Ele envia suas ordens para a terra e a palavra que ele diz corre veloz
— Anuncia a Jacó sua palavra, seus preceitos, suas leis a Israel. Nenhum povo recebeu tanto carinho, a nenhum outro revelou os seus preceitos
EVANGELHO (LC 5,12-16)
PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO + SEGUNDO LUCAS - 12Aconteceu que Jesus estava numa cidade, e havia aí um homem leproso. Vendo Jesus, o homem caiu a seus pés, e pediu: “Senhor, se queres, tu tens o poder de me purificar”. 13Jesus estendeu a mão, tocou nele, e disse: “Eu quero, fica purificado”. E imediatamente, a lepra o deixou. 14E Jesus recomendou-lhe: “Não digas nada a ninguém. Vai mostrar-te ao sacerdote e oferece pela purificação o prescrito por Moisés como prova de tua cura”. 15Não obstante, sua fama ia crescendo, e numerosas multidões acorriam para ouvi-lo e serem curadas de suas enfermidades. 16Ele, porém, se retirava para lugares solitários e se entregava à oração - Palavra da Salvação


MENSAGEM DE NOSSA SENHORA EM MEDJUGORJE – “Desejo convidá-los a agradecer a Deus por todas as graças que Ele Ihes tem concedido. Rendam graças a Deus por todos os frutos e dêem-Lhe glória. Queridos filhos, aprendam a ser reconhecidos nas coisas pequenas e, assím, saberão render graças também pelas grandes coisas” – MENSAGEM DO DIA 03.10.85

A IGREJA CELEBRA HOJE , FREI GONÇALO DE AMARANTE - Nasceu no século XIII, em Arriconha, freguesia de Tagilde, próximo a Guimarães, norte de Portugal. Muito cedo, ele se viu chamado ao sacerdócio. Em sua formação humana e cristã, Frei Gonçalo passou pelo Convento Beneditino, depois por Braga, lugar onde foi ordenado pelo Arcebispo. Não demorou muito para ser abade em São Paio. Frei Gonçalo de Amarante pôde fazer várias peregrinações que muito enriqueceram sua vida espiritual e também apostólica. Ele foi a Roma, visitou os túmulos de São Pedro e São Paulo e tomou um “banho” de Igreja. Visitou a Terra Santa, conheceu os lugares santos por onde Jesus passou. Seu amor foi crescendo cada vez mais por Nosso Senhor. Depois de voltar dessas peregrinações, ele teve ainda mais ardor para evangelizar. Discerniu sua vida religiosa e entrou para a família dominicana, daí vem o “frei”. Quanto ao “Amarante”, com seus irmãos de comunidade, ele foi para a cidade de Amarante em missão. Ele ficou conhecido como um segundo fundador dessa cidade, porque o seu amor apostólico o levava a ser um sinal no meio da sociedade. Em 1262, partiu para a glória, deixando para o povo de Amarante, para todas as gerações ao norte de Portugal, para toda Europa e para todo o mundo, um testemunho de santidade que colabora para uma civilização mais justa - Frei Gonçalo de Amarante, rogai por nós!


Evangelho (Lc 5,12-16)
— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
—Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.
12Aconteceu que Jesus estava numa cidade, e havia aí um homem leproso. Vendo Jesus, o homem caiu a seus pés, e pediu: “Senhor, se queres, tu tens o poder de me purificar”. 13Jesus estendeu a mão, tocou nele, e disse: “Eu quero, fica purificado”. E imediatamente, a lepra o deixou. 14E Jesus recomendou-lhe: “Não digas nada a ninguém. Vai mostrar-te ao sacerdote e oferece pela purificação o prescrito por Moisés como prova de tua cura”.
15Não obstante, sua fama ia crescendo, e numerosas multidões acorriam para ouvi-lo e serem curadas de suas enfermidades. 16Ele, porém, se retirava para lugares solitários e se entregava à oração.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.


Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by