PREPARAÇÃO PARA O NATAL , PARTE 06 : O ADORÁVEL SACRIFÍCIO DA SANTA MISSA - LITURGIA DIÁRIA , 23 DE DEZEMBRO DE 2013

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013


PREPARAÇÃO PARA O NATAL , PARTE 06 : O ADORÁVEL SACRIFÍCIO DA SANTA MISSA

Este título está ligado à memória de uma página da vida de São Francisco de Sales. Sabemos quão terna era sua piedosa devoção ao adorável sacrifício da Missa, e, por isso, tantas vezes Deus teve por bem recompensá-lo com os mais doces favores. No dia de Natal que precede sua morte, a madre de Blonay, superiora da casa de Dijon, viu, enquanto Francisco entoava o Glória, o Arcanjo Gabriel ao seu lado[1]. Somente o santo teria podido nos expor o que ele vira, contudo, apesar de seu silêncio, não nos parece que então no tabernáculo, nova manjedoura que seu amor fez no meio de nós, Jesus viria sorrir ao seu olhar e ao seu coração?

Este fato, por si só, justificaria o título dado a esta página, mas devemos adicionar outras provas sobre as cerimônias

Para representar a viagem de Belém, o padre vai para o meio do altar. Ali, segundo São Boaventura, lembrando a palavra do Rei-Profeta, “o Senhor, aparecendo no meio de nós, terá piedade de Sião, porque essa será a hora da misericórdia”, ele implora fervorosamente esta piedade e esta misericórdia por uma tríplice oração dirigida a cada uma das pessoas da Santíssima Trindade

Pai santo, que enviaste vosso Filho a fim que Ele nascesse da Virgem, tenha piedade de nós
Kyrie eleison

Jesus Cristo, Filho do Deus vivo, que dignaste nascer da Virgem Maria, tenha piedade de nós
Christe eleison

Espírito Santo que encheste Maria de vossa graça, quando ela concebeu o Salvador, tenha piedade de nós

Kyrie eleison

O padre, elevando em seguida os olhos e suas mãos para o céu, entoa o canto dos anjos em torno do berço do menino Deus, nos campos de Belém:

Glória a Deus nas alturas, e paz na terra aos homens de boa vontade

Gloria in excélsis Deo. Et in terra pax hominibus bonae voluntatis

Em seguida, todo o coro continua, pois, para ele, estas alegres  aclamações representam a vontade dos pastores em prestar suas homenagens ao Infante divino. Por isso, observemos bem como nesse canto a Igreja pôde nos recordar a memória dos anjos, dos pastores e dos magos, adoradores de Jesus Cristo no estábulo. Os anjos o louvam em seus cânticos, e, com eles, também somos convidados ao louvor: Laudamus –te. Os pastores respondem, glorificando-o: Glorificamus-te. Os magos o adoram, e com eles, a Igreja nos faz adorar: Adoramus-te

No passado, Honório de Autun fala que para representar os reis magos e seus presentes, três acólitos subiam ao altar portando turíbulos, de onde emanavam perfumes suaves 

Quantas emoções devem preencher nossos corações durante o hino angélico, pois Jesus está no tabernáculo tão realmente como outrora no estábulo! Seu corpo divino repousa ali sobre as toalhas, novas fraldas da pobreza eucarística. Está frio, pois o inverno o cerca, o inverno da indiferença, assim como em Belém. Circundemos a manjedoura com Maria e José, louvemos-lo com os anjos que enchem o santuário, com os magos, ofereçamos-lhe como presentes, santos desejos e um coração puro

DURAND, A. Le culte catholique dans ses cérémonies et ses symboles; d’après l’enseignement traditionnel de l’Église. Tradução de: Robson Carvalho. Paris, Jouby et Roger, 1868, c. VI, p.79-81







LITURGIA DO DIA 23 DE DEZEMBRO DE 2013
PRIMEIRA LEITURA (ML 3,1-4.23-24)
LEITURA DA PROFECIA DE MA­LA­QUIAS - Assim fala o Senhor Deus: 1“Eis que envio o meu anjo, e ele há de preparar o caminho para mim; logo chegará ao seu templo o Domi­nador, que tentais encontrar, e o anjo da aliança, que desejais. Ei-lo que vem, diz o Senhor dos exércitos; 2e quem poderá fazer-lhe frente, no dia de sua chegada? E quem poderá resistir-lhe, quando ele aparecer? Ele é como o fogo da forja e como a barrela dos lavadeiros; 3e estará a postos, como para fazer derreter e purificar a prata: assim ele purificará os filhos de Levi e os refinará como ouro e como prata, e eles poderão assim fazer ofe­ren­das justas ao Senhor. 4Será então aceitável ao Senhor a oblação de Judá e de Jerusalém, como nos primeiros tempos e nos anos antigos. 23Eis que eu vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o dia do Senhor, dia grande e terrível; 24o coração dos pais há de voltar-se para os filhos, e o coração dos filhos para seus pais, para que eu não intervenha, ferindo de maldição a vossa terra” - Palavra do Senhor
SALMO RESPONSORIAL (SL 24)
LEVANTAI VOSSA CABEÇA E OLHAI, POIS A VOSSA REDENÇÃO SE APROXIMA!
— Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos e fazei-me conhecer a vossa estrada! Vossa verdade me oriente e me conduza, porque sois o Deus da minha salvação!
— O Senhor é piedade e retidão, e reconduz ao bom caminho os pecadores. Ele dirige os humildes na justiça, e aos pobres ele ensina o seu caminho
— Verdade e amor são os caminhos do Senhor para quem guarda sua Aliança e seus preceitos. O Senhor se torna íntimo aos que o temem e lhes dá a conhecer sua Aliança
EVANGELHO (LC 1,57-66)
 PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO + SEGUNDO LUCAS - 57Completou-se o tempo da gravidez de Isabel, e ela deu à luz um filho. 58Os vizinhos e parentes ouviram dizer como o Senhor tinha sido misericordioso para com Isabel, e alegraram-se com ela. 59No oitavo dia foram circuncidar o menino, e queriam dar-lhe o nome de seu pai, Zacarias. 60A mãe porém disse: “Não! Ele vai chamar-se João”. 61Os outros disseram: “Não existe nenhum parente teu com esse nome!” 62Então fizeram sinais ao pai, perguntando como ele queria que o menino se chamasse.63Zacarias pediu uma ta­bui­nha, e escreveu: “João é o seu nome”. 64No mesmo instante, a boca de Zacarias se abriu, sua língua se soltou, e ele começou a louvar a Deus. 65Todos os vizinhos ficaram com medo, e a notícia espalhou-se por toda a região montanhosa da Judeia. 66E todos os que ouviam a notícia, ficavam pensando: “O que virá a ser este menino?” De fato, a mão do Senhor estava com ele - Palavra da Salvação



 
 Mensagem extraordinária do dia 2 de dezembro 2013 - "Queridos filhos, com um amor maternal e uma paciência maternal eu estou olhando para a sua busca incessante e como vocês estão perdidos . É por isso que eu estou com vocês. Eu desejo ajudá-los primeiro a encontrar e conhecer a si mesmos, para que , então , você sejam capazes de reconhecer e admitir tudo o que não permite que vocês conheçam o amor do Pai Celestial , honesta e sinceramente. Meus filhos, o Pai vem a ser conhecido através da cruz. Portanto, não rejeitam a cruz. Esforcem-se para compreende-la e aceitá-la com a minha ajuda . Quando vocês forem capazes de aceitar a cruz vocês também entenderão o amor do Pai Celestial , vocês caminharão com o meu Filho e comigo , vocês se diferenciarão daqueles que ainda não chegaram a conhecer o amor do Pai Celestial , aqueles que O ouvem, mas não O entendem, aqueles que não caminham com Ele - que não chegaram a conhecê-Lo. Eu desejo que vocês venham a conhecer a verdade do meu Filho e sejam meus apóstolos , para que, como filhos de Deus , vocês possam se elevar acima da maneira humana de pensar e sempre e em tudo , procurarem novamente o modo de pensar de Deus. Meus filhos, rezem e jejuem para que você possam ser capazes de reconhecer tudo isso que estou pedindo de vocês. Orem por seus pastores e anseiem por vir a conhecer o amor do vosso Pai Celestial, em união com eles. Obrigada" – Mensagem de Nossa Senhora em Medjugorje

A IGREJA CELEBRA HOJE , SÃO JOÃO CÂNCIO - João nasceu em Kety, na diocese de Cracóvia, Polônia, em 1390; estudou na Cracóvia e foi ordenado sacerdote. Durante muitos anos foi professor da Universidade de Cracóvia; depois foi pároco de Ilkus. À fé que ensinava uniu grandes virtudes, sobretudo a piedade e a caridade para com o próximo, tornando-se um modelo insigne para seus colegas e discípulos .Enquanto nas regiões vizinhas pululavam as heresias e os cismas, o bem-aventurado João ensinava na Universidade de Cracóvia a doutrina haurida da mais pura fonte, e explicava ao povo com muito empenho, em seus sermões, o caminho da santidade, confirmando a pregação com o exemplo da sua humildade, castidade, misericórdia, penitência e todas as outras virtudes próprias de um santo sacerdote e de um zeloso ministro do Senhor. Ao longo do dia, uma vez cumprido o seu dever de ensinar, dirigia-se diretamente à igreja, onde durante muito tempo se entregava à oração e à contemplação diante de Cristo na Eucaristia. Tanto nas pequenas como nas grandes adversidades, João teve sempre em mente algo de bem superior ao prestígio, à carreira e ao bem-estar materiais: “Mais para o alto!” repetia sempre. Em todas as circunstâncias, só tinha Deus no seu coração, só tinha Deus na sua boca. Morreu em Cracóvia, com a idade de oitenta e três anos, no ano de 1473 - São João Câncio, rogai por nós!





Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by