O Rosário da Paz

quinta-feira, 5 de setembro de 2013



Queridos irmãos, queridas irmãs, a paz! Falando aos peregrinos, em Medjugorje, após estar recebendo diariamente as aparições da Virgem Maria por 32 anos, o vidente Ivan lembrava que, no início das aparições, em 1981, a primeira pergunta que, ajoelhados, dirigiram a Maria, foi: “Quem é Você? Como se chama?” Ela respondeu: “Eu sou a Rainha da Paz. Eu vim, queridos filhos, porque meu Filho me envia para ajudá-los. Queridos filhos, paz, paz, somente a paz. Que a paz reine no mundo. Queridos filhos, a paz deve reinar entre os homens e Deus, e entre os homens. Desejo repetir-lhes ainda mais uma vez este convite: a paz deve reinar entre os homens e Deus, e entre os homens. Queridos filhos, este mundo, esta humanidade, encontram-se diante de um grande perigo: o risco da auto-destruição”.
Ivan declara: “Essas foram as primeiras palavras, as primeiras mensagens que, entre o segundo e terceiro dia, Nossa Senhora transmitiu para o mundo através de nós, videntes. Por essas mensagens, nós descobrimos qual é o Seu principal desejo: é a paz entre os homens e Deus, e entre os próprios homens”.
Queridos irmãos, queridas irmãs, Nossa Senhora não vem a nós para fazer sensacionalismo. Ela é a mais humilde de todas as criaturas. Ela vem a nós e Se apresenta como a Rainha da Paz.
O nosso papa Francisco tem repetidamente invocado a Rainha da Paz, dizendo, e nos convidando a dizer: “Maria, Rainha da Paz, rogai por nós”. E ele convocou para o próximo sábado, dia 7 de setembro, um dia mundial de jejum e oração pela paz na Síria, em todo o Oriente Médio e no mundo inteiro. Vamos unir-nos com todo o coração àquele que é o representante de Cristo na terra e rezar pelas intenções que ele nos recomendou e que são, também, as intenções de nossa Santa Mãe.
Segue abaixo o texto do “Rosário da Paz”, escrito pelo nosso inesquecível Pe. Slavko que, durante tantos anos, foi o diretor espiritual dos videntes de Medjugorje.



O Rosário da Paz, pelo Pe. Slavko Barbaric
ORAÇÃO INICIAL: Pai Celeste, creio que Tu és bom e que és Pai de todos os homens.
Creio que mandaste ao mundo teu filho Jesus para que Ele vencesse o mal e o pecado e estabelecesse a paz entre os homens, pois todos são teus filhos e irmãos de Jesus. Cientes disso, fica-nos ainda mais incompreensível e dolorosa qualquer destruição e violação da paz. Concede agora a mim e a todos, que oram pela paz, rezar com o coração puro e, assim, Tu ouvirás a nossa prece e dar-nos-ás a verdadeira paz do coração e da alma. A paz para nossas famílias, a paz para a nossa Igreja, a paz para o mundo inteiro. Pai de bondade, afasta de nós toda espécie de inquietude e de confusão e dá-nos alegres frutos de reconciliação e de harmonia contigo e com toda a humanidade. Isto pedimos com Maria, Mãe do teu Filho, Rainha da Paz. Assim seja!

PRIMEIRO MISTÉRIO: Jesus oferece a paz ao meu coração.
“Eu lhes deixo a paz; eu lhes dou a minha paz. Eu a dou, não como a dá o mundo. Que o coração de vocês não fique angustiado, nem perca a coragem.”
                                                                                  Jo 14,27
Jesus, dá tranquilidade ao meu coração. Abre-o para a tua paz. Estou cansado de tanta perturbação e incertezas. Fui enganado, meu Jesus, por vãs esperanças, e abatido por tantos infortúnios. Não tenho paz. Deixo-me facilmente abater pelos problemas e pelo desânimo. O medo e a desconfiança me perseguem. Esperei muito deste mundo, pensando encontrar a paz, e o meu coração só encontrou perturbação. Por isso, meu Jesus, suplico, com Santo Agostinho, a fim de que meu coração encontre a paz e em Ti descanse. Não permitas que as ondas do pecado o invadam. Sê Tu, de agora para a frente, o meu rochedo e a minha fortaleza! Volta, Senhor, e fica comigo, porque Tu és a única fonte da verdadeira paz. Obrigado pelas palavras de consolo que teu discípulo predileto nos transmitiu:
“Disse-vos isto para que tenhais paz em mim; no mundo tereis aflições, mas tende confiança: Eu venci o mundo!”
                         Jo 16, 33
Pai-nosso, dez Ave-Marias, Glória e “Ó meu Jesus, perdoai-nos...”

SEGUNDO MISTÉRIO: Jesus oferece a paz à minha família.
“Entrando em alguma cidade ou aldeia, procurem saber quem nela é digno e fiquem na casa de tal pessoa até saírem dessa cidade. Ao entrarem numa casa, cumprimentem. Se a família for digna, desça sobre ela a paz de vocês; se não for, que esta paz volte para vocês.”
                                                                                                  Mt 10, 11-13
Ó Jesus, obrigado porque pensaste, também, em nossas famílias. Obrigado por teres enviado os apóstolos para levarem paz às famílias. Peço-te, neste instante, com todo o coração, que faças minha família ser digna de tua paz. Purifica-a de toda mancha do pecado, a fim de que tua paz possa florescer e crescer em nós. Que a tua paz afaste de nossa família qualquer angústia e conflito. Faze que sejamos totalmente envolvidos pela tua paz e que Tu, Portador da paz, sejas sempre o primeiro hóspede de nosso lar. Pedimos-te pelas famílias vizinhas: que sejam elas, também, repletas de tua paz e, assim, a alegria será vivida por todos.
Pai-nosso, dez Ave-Marias, Glória e “Ó meu Jesus, perdoai-nos...”

TERCEIRO MISTÉRIO: Jesus oferece a paz à sua Igreja, convidando-a a difundi-la.
“Portanto, se alguém está em Cristo, ele é uma nova criatura. O ser antigo desapareceu e já nasceu um novo ser. E tudo isto vem de Deus, que nos reconciliou consigo por meio de Cristo, e nos confiou o serviço da reconciliação. Pois era Deus que, em Cristo, estava reconciliando o mundo consigo, não levando mais em conta as faltas dos homens e colocando em nossos lábios a mensagem da reconciliação. Somos, portanto, embaixadores de Cristo e é como se Deus mesmo exortasse por meio de nós. Em nome de Cristo, suplicamos: reconciliem-se com Deus!”
                                                                                                                                        2Co 5,17-20
Jesus, suplico-te de todo o coração: dá paz à tua Igreja. Pacifica nela tudo o que está conturbado. Abençoa os sacerdotes, os bispos, o Papa, para que vivam em paz e desenvolvam a obra da reconciliação. Tira da tua Igreja toda perturbação. Reconcilia os que estão em desarmonia na tua Igreja, os quais, por causa das múltiplas controvérsias, escandalizam os pequenos. Congrega as várias comunidades religiosas. Que a tua Igreja, sem ruga e sem mancha, viva em paz constante e a promova sem cessar.
Pai-nosso, dez Ave-Marias, Glória e “Ó meu Jesus, perdoai-nos...”

QUARTO MISTÉRIO: Jesus oferece a paz ao seu povo.
“Chegando mais perto, Jesus viu a cidade e chorou sobre ela, dizendo: Ah! Se ao menos neste dia você também compreendesse o que conduz à paz! Mas isto agora está oculto aos seus olhos... Porque dias virão sobre você em que seus inimigos hão de cercá-la de trincheiras, investirão contra você e a apertarão de todos os lados. Eles a destruirão, junto com seus moradores que estiverem na cidade, e não deixarão aí pedra sobre pedra, porque você não soube reconhecer o tempo da visita de Deus”.
                                    Lc 19, 41-44
Jesus, Tu choraste sobre tua cidade e sobre teu povo. Ofereceste a eles a paz, mas, como eram cegos e surdos, nada viram nem ouviram. Obrigado pelo amor que demonstraste a teu povo. Faze com que eu saiba guiar, em direção ao bem, o meu povo, a minha cidade e a minha pátria. Peço-te pelos membros de minha pátria, pelos meus compatriotas, por todos os que têm cargos de responsabilidade. Não permitas que eles fiquem na cegueira, mas, pelo contrário, que saibam ter discernimento e reconheçam o que devem fazer para a concretização da paz. Que não haja mais corrupção nem contendas entre o meu povo, mas que todos solidifiquem seu crescimento espiritual, fundado na paz e na alegria. Que cada um viva em paz e seja arauto dessa mesma paz.
Pai-nosso, dez Ave-Marias, Glória e “Ó meu Jesus, perdoai-nos...”

QUINTO MISTÉRIO: Jesus oferece a paz a todo o mundo.
“Tomai a peito o bem do país para onde vos exilei e rogai por ele ao Senhor, porque só tereis a lucrar com a sua prosperidade.”
                                             Jr 29,7
Na terra, Jesus, há muito está semeada e está germinando a perigosa semente de guerras e dos mais diferentes conflitos. Eu bem sei que a minha paz, como a de todos os homens, depende da paz entre os povos e as nações do mundo. Por esta razão, eu te peço, pelo teu divino poder, que arranques a nefasta semente da anarquia e do pecado, que são o motivo básico de toda desordem. Que todo o mundo seja aberto à tua paz. Todos os homens, sobrecarregados em sua vida, têm necessidade de ti. Ajuda-os, portanto, a encontrarem e a viverem a paz. Muitos povos perderam a sua identidade. Muitos temem os mais poderosos e ricos. Muitos pobres e perseguidos se afligem e se revoltam, porque são esmagados pela prepotência dos poderosos magnatas. A paz normalmente não existe e a que temos é pouca. Por isso, envia sobre nós o teu Espírito Santo, para que, às nossas desordens humanas, Ele imponha aquela primitiva ordem divina. Faze com que os povos curem suas feridas espirituais adquiridas, a fim de que haja uma possibilidade de mútua reconciliação. Envia, a todos os povos, os arautos e mensageiros da paz, para que cada um saiba como é profunda a verdade, quando disseste, através da boca de um grande profeta:
“Quão formosos são, sobre os montes, os pés do mensageiro, que anuncia a paz, que traz a boa nova, que apregoa a vitória, que diz a Sion: ‘O teu Deus é Rei’.”
                                                                                                   Is 52,7

ORAÇÃO FINAL: Senhor, Pai dos céus, dá-nos a tua paz. Pedimos-te nós, teus filhos, a quem deste o desejo de possuir a paz e a reconciliação. Nós te pedimos, juntamente com aqueles que, nos sofrimentos atrozes, anseiam pela paz. Depois desta vida que, na sua grande parte, transcorre na tribulação, acolhe-nos no teu reino de eterna paz e, também, no teu amor. Recebe, igualmente, os que tombaram, vítimas de guerras e conflitos. Aceita, finalmente, aqueles que procuram a paz por caminhos tortuosos. Isso te pedimos, Senhor, por Jesus Cristo, Rei da Paz, e por intercessão de nossa Mãe celestial, a Rainha da Paz. Amém!

Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by