JESUS É MISERICÓRDIA , E SUA MISERICÓRDIA É INFINITA - LITURGIA DIÁRIA , 26 DE JUNHO DE 2013

terça-feira, 25 de junho de 2013

JESUS É MISERICÓRDIA , E SUA MISERICÓRDIA É INFINITA
MEU DEUS, MEU DEUS, COMO É GRANDE VOSSA MISERICÓRDIA!



Nos caminhos da vida encontramos tantos obstáculos, desilusões e decepções vindas das mais diferentes fontes até de pessoas que nunca passou em nossa imaginação, pudessem provocar chagas tão profundas em nosso coração. Por estes e outros motivos é que este coração vai se fechando, endurecendo e começamos a atirar pedras em tudo e para todos os lados, como se fôssemos donos de toda a verdade. Passamos a nos sentir vítimas e instrumento de malhação por tudo e por todos.Por essas e outras razões, vem a nossa reação, o nosso humano fala alto e começa aí o nosso revide. Fechamo-nos dentro de nós mesmos, como se fôssemos uma grande trincheira começamos aí a grande batalha. Só vemos inimigos diante de nós. O rancor, o ódio e a ira começam a crescer dentro de nós e as maquinações na nossa mente são inevitáveis. Por isso as conseqüências são imprevisíveis, porque vem daí o ressentimento, a falta de perdão e junto com estes, o desanimo, a angustia, a tristeza, o desgosto pela vida, o desespero, a depressão e uma série de doenças até incuráveis. Quando disse no inicio, Meu Deus, meu Deus, como é grande a vossa misericórdia é porque Este é o Caminho, e este Caminho é JESUS. CRISTO, o Senhor. A chave é o perdão proclamado por Jesus. Quando Jesus disse ao paralítico, teus pecados te são perdoados imediatamente ele andou. Mt 9,2. O perdão foi um dos brados de Jesus, lá no alto da cruz, Lc. 24,34. Porque Pedro estaria tão interessado em saber quantas vezes perdoar? Mt. 18,21. O perdão é o grande remédio para a maioria de nossos males . Muitos de nós podem até dizer que isto é muito difícil. Como vou dirigir-me a tal pessoa para perdoá-la ou pedir perdão? Meu irmãozinho, minha irmãzinha, pode até ser difícil, mas este é o preço do remédio para a sua cura. Faça a experiência e verá. Perdôa, dê a vitória a Jesus e acontecerá com certeza uma linda transformação na sua vida e você terá alegria em testemunhar para a glória de Nosso Senhor Jesus Cristo. É maravilhoso, agrada o coração de Deus e em você descerá as bênçãos do céu porque Deus é Pai. A gente volta a sorrir, o mundo fica mais bonito e cheio de PAZ. Não se esqueça... muitos santos passaram pelos mesmos problemas que nós e hoje são santos porque desejaram e deixaram Jesus agir em seus corações


JESUS É MISERICÓRDIA E A SUA MISERICÓRDIA NOS LEVANTA! Não tenha medo de se aproximar de Jesus. Como assim? Como a misericórdia pode nos levantar? Você pode compreender melhor esta insistência de Jesus ao observar o que aconteceu com o apóstolo Pedro. Ele - como eu e como você - era uma pessoa fraca. Quando foi preciso que ele desse testemunho de que conhecia Jesus, de que era discípulo do Senhor, o que aconteceu? O apóstolo O negou ? e não apenas uma, mas, três vezes. O grande apóstolo sentiu uma profunda tristeza por agir assim, pois, não era a maneira como gostaria de ter agido. "Então Pedro chorou amargamente" (Lc 22,62). A tristeza por ter traído o Messias deve ter sido muito grande, pois ele resolve voltar à antiga vida de pescador. É o que nos narra o Evangelho de São João, no capítulo 21. Ele está pescando quando o Senhor vai ao encontro dele. Cristo sempre vem ao nosso encontro quando não temos forças para nos levantar: "Jesus apareceu aos seus discípulos, na beira do lago da Galiléia" (Jo 21,1)


E o que foi fazer Jesus? Foi levantar Pedro, pois por três vezes se dirigiu a ele: "Pedro, tu me amas"? Estranha a pergunta de Jesus a Pedro, não parece? Imagine, se você depois de uma queda ouve essa pergunta? Não há nada de estranho na pergunta, porque Jesus sabia que, no fundinho do coração, Pedro não queria negá-Lo. Assim como sabe que você, no fundo do  coração, muitas vezes não quer pecar, mas não tendo forças em si mesmo acaba por cair. Não foi ? toa que Jesus disse em João 15,5: "Porque sem mim vocês não podem fazer nada". "Pedro, tu me amas"? Jesus perguntou isso, pois, sabia que só o amor pode levantar uma pessoa que se encontra caída, só o amor pode dar a força a alguém para se levantar e continuar a seguir adiante. Foi este amor de Jesus que fez Pedro se levantar e continuar a caminhar confirmando-o no seu ministério: "Apascenta as minhas ovelhas" (Jo 21,18). Você já caiu alguma vez? Já negou a Jesus Cristo com seus atos, palavras e omissões alguma vez? Estas palavras de Jesus Misericordioso são dirigidas a você: "Que a alma fraca, pecadora, não tenha medo de se aproximar de Mim, pois, mesmo que os seus pecados fossem mais numerosos que os grãos de areia, ainda assim seriam submersos no abismo da Minha misericórdia" (Diário de Santa Faustina, n. 1059)


O Senhor, durante este tempo novo que estamos vivendo, convida-nos a cada momento para nos aproximarmos d'Ele, de forma a não nos desviarmos do verdadeiro caminho. "Eu, o Senhor teu Deus, te ensino coisas úteis, te conduzo pelo caminho em que andas" (Isaías 48,17b). É muito fácil nós nos confundirmos, errarmos o caminho, cairmos no buraco e nos perdermos. Somos como as ovelhas: possuímos pouca "visão" e não sabemos caminhar por conta própria. Sozinhos, sem alguém para nos orientar, corremos o risco de nos perder, principalmente quando agimos a partir de nossos sentimentos feridos. Jesus é o "Conselheiro Admirável" , e junto d'Ele precisamos permanecer, para que as coisas deste mundo não nos levem a perder de vista as coisas essenciais. Várias vezes Jesus pediu a Santa Faustina para rezar por um pecador "porque já caiu no desespero". Desespero que, sendo pecado contra o Espírito Santo, é o maior pecado que podemos cometer e que "não será perdoado" se a alma não sair desse terrível estado. "Oferecei vossas preocupações, vossas angústias, vossas mortificações, vossas contrariedades... por todas as almas que se deixarão ir ao desespero à vista desses terríveis acontecimentos e vendo a grande malícia de seus pecados!" (msg recebida em Montreal pela Ir. Grise da Caridade em 14/12/1949)


Na realidade, a Misericórdia Divina sabe perdoar até os pecados mais graves, mas, ao fazê-lo, estimula os fiéis a conceber uma dor sobrenatural, não meramente psicológica, dos próprios pecados, de forma que, sempre com a ajuda da graça divina, formulem um firme propósito de não voltar a pecar. Tais disposições da alma obtêm efetivamente o perdão dos pecados mortais quando o fiel recebe frutuosamente o sacramento da Penitência ou se arrepende dos mesmos mediante um ato de contrição e de sofrimento perfeitos, com o propósito de retomarem o mais depressa possível a prática do próprio sacramento da Penitência: de fato, Nosso Senhor Jesus Cristo na parábola do filho pródigo ensina-nos que o pecador deve confessar a sua miséria a Deus dizendo: "Pai, pequei contra o Céu e contra ti; já não sou digno de ser chamado teu filho" (Lc 15, 18-19), admoestando que isto é obra de Deus: "estava morto e reviveu; estava perdido e encontrou-se" (Ibid., 15, 32)


Jesus tem confiança em nós, na nossa capacidade de nos recuperarmos, por mais que tenhamos sido e sejamos pecadores; e também da alegria que Deus “experimenta” quando um pecador – por mais “trapo sujo” que seja – se volta para Ele, arrependido e com amor. Há um poeta católico francês, Charles Péguy, que captou muito bem a beleza deslumbrante da misericórdia e da esperança que ela suscita. Vale a pena lembrar o seguinte trecho de um de seus poemas :


"Deus pôs a sua esperança em nós. Foi Ele que começou. Ele esperou que o último dos pecadores, que o mais ínfimo dos pecadores, fizesse pelo menos algum pequeno esforço pela sua salvação, por pouco, por pobremente que se esforçasse, que se ocupasse ao menos um pouco disso. Ele esperou em nós. Virá a ser dito que nós não esperamos nele? Deus depositou a sua esperança, a sua “pobre” esperança em cada um de nós, no mais ínfimo dos pecadores. Virá a ser dito que nós, ínfimos, que nós, pecadores, vamos ser nós a não depositar a nossa esperança nele? É essa riqueza do amor paternal de Deus a que se vê de forma tocante na parábola do filho pródigo. O filho menor abandona a casa paterna, comete pecado atrás de pecado, disparate atrás de disparate, e Jesus mostra-nos o seu pai, que simboliza Deus, encostado ao limiar da porta de casa, perscrutando o caminho, na esperança de ver um dia o filho voltar. E quando enxerga ao longe uma nuvenzinha de pó, o seu coração adivinha o retorno do filho, e quando já se aproxima aquele mendigo empoeirado, o pai já sabe que é ele, e, então, movido de compaixão, correu-lhe ao encontro, lançou-se-lhe ao pescoço e o cobriu de beijos (Lc 15, 20). Bastou ao filho a boa vontade de arrepender-se, de voltar, de abrir o coração para dizer, com doída sinceridade: Pai, pequei contra o céu e contra ti… , para ser envolvido por todo o amor do pai. Quem não sabe dizer pequei, esse não sabe dizer Pai! Porque só quem descobriu o amor de Pai que Deus nos tem pode dar-se conta de como lhe pagou mal tanto amor, de como o esqueceu, de como lhe desobedeceu, de como o ofendeu…., e então pode doer-se por amor, que é o verdadeiro arrependimento, a verdadeira contrição"


Convém deixar claro que a misericórdia de Deus pode ser experimentada a partir do momento em que recorremos a Ele em contrição e arrependimento. Não há coração quebrantado que não obtenha, pela misericórdia de Deus, o perdão, a salvação e a graça . Logo descobrimos que, conforme o texto de Lamentações, "as misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos"


Abra o seu coração ao Deus da misericórdia, hoje Ele deseja transformar sua vida...Sua misericórdia não se esgotou para com você, Sua misericórdia se renova sobre você a cada dia , Sua misericórdia te revela o quanto Ele é grande! . Basta a contrição perfeita e o sincero arrependimento de nossos pecados , seguidos de nossa confissão ao sacerdote




LITURGIA DO DIA 26 DE JUNHO DE 2013
PRIMEIRA LEITURA: GÊNESIS 15, 1-12.17-18

XII SEMANA COMUM , (VERDE - OFÍCIO DO DIA) - LEITURA DO LIVRO DO GÊNESIS - Naqueles dias, 1Depois desses acontecimentos, a palavra do Senhor foi dirigida a Abrão, numa visão, nestes termos: "Nada temas, Abrão! Eu sou o teu protetor; tua recompensa será muito grande." 2Abrão respondeu: "Senhor Javé, que me dareis vós? Eu irei sem filhos, e o herdeiro de minha casa é Eliezer de Damasco." 3E ajuntou: "Vós não me destes posteridade, e é um escravo nascido em minha casa que será o meu herdeiro." 4Então a palavra do Senhor foi-lhe dirigida nestes termos: "Não é ele que será o teu herdeiro, mas aquele que vai sair de tuas entranhas." 5E, conduzindo-o fora, disse-lhe: "Levanta os olhos para os céus e conta as estrelas, se és capaz... Pois bem, ajuntou ele, assim será a tua descendência." 6Abrão confiou no Senhor, e o Senhor lho imputou para justiça. 7E disse-lhe: "Eu sou o Senhor que te fiz sair de Ur da Caldéia para dar-te esta terra." 8"O Senhor Javé, como poderei saber se a hei de possuir?" 9"Toma uma novilha de três anos, respondeu-lhe o Senhor, uma cabra de três anos, um cordeiro de três anos, uma rola e um pombinho." 10Abrão tomou todos esses animais, e dividiu-os pelo meio, colocando suas metades uma defronte da outra; mas não cortou as aves. 11Vieram as aves de rapina e atiraram-se sobre os cadáveres, mas Abrão as expulsou. 12E eis que, ao pôr-do-sol, veio um profundo sono a Abrão, ao mesmo tempo que o assaltou um grande pavor, uma espessa escuridão. 17Quando o sol se pôs, formou-se uma densa escuridão, e eis que um braseiro fumegante e uma tocha ardente passaram pelo meio das carnes divididas. 18Naquele dia, o Senhor fez aliança com Abrão: "Eu dou, disse ele, esta terra aos teus descendentes, desde a torrente do Egito até o grande rio Eufrates - Palavra do Senhor

SALMO RESPONSORIAL(104)

REFRÃO: O SENHOR SE LEMBRA SEMPRE DA ALIANÇA

1.
Dai graças ao Senhor, gritai seu nome, anunciai entre as nações seus grandes feitos! Cantai, entoai salmos para ele, publicai todas as suas maravilhas! -R.

2. Gloriai-vos em seu nome que é santo, exulte o coração que busca a Deus! Procurai o Senhor Deus e seu poder, buscai constantemente a sua face! -R.

3. Descendentes de Abraão, seu servidor, e filhos de Jacó, seu escolhido, ele mesmo, o Senhor, é nosso Deus, vigoram suas leis em toda a terra. -R.

4. Ele sempre se recorda da Aliança, promulgada a incontáveis gerações; da Aliança que ele fez com Abraão, e do seu santo juramento a Isaac. -R.

EVANGELHO: MATEUS 7, 15-20

PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO, SEGUNDO MATEUS - Naquele tempo, 15Guardai-vos dos falsos profetas. Eles vêm a vós disfarçados de ovelhas, mas por dentro são lobos arrebatadores. 16Pelos seus frutos os conhecereis. Colhem-se, porventura, uvas dos espinhos e figos dos abrolhos? 17Toda árvore boa dá bons frutos; toda árvore má dá maus frutos. 18Uma árvore boa não pode dar maus frutos; nem uma árvore má, bons frutos. 19Toda árvore que não der bons frutos será cortada e lançada ao fogo. 20Pelos seus frutos os conhecereis - Palavra da salvação





MENSAGEM DE NOSSA SENHORA EM MEDJUGORJE – “Hoje, convido-os à oração. Eu estou com vocês e amo a todos. Eu sou Mãe de vocês e desejo que os seus corações sejam semelhantes ao meu Coração. Filhinhos, sem a oração vocês não podem viver nem dizer que são meus. A oração é alegria, a oração é aquilo que deseja o coração humano. Por isso, filhinhos, aproximem-se do meu Coração Imaculado e descobrirão a Deus” -  MENSAGEM DO DIA 25.11.94


Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by