A SANTA MISSA – Testemunho de CATALINA (cont.)

quarta-feira, 21 de março de 2012


Queridos irmãos, queridas irmãs, a paz! Continuamos hoje a publicação, aqui no blog, do precioso testemunho de Catalina Rivas – uma grande mística estigmatizada dos nossos dias – sobre a Santa Missa, que lhe foi explicada por Jesus e Maria. Hoje vamos surpreender-nos com o que nossa Santa Mãe nos ensina sobre o ofertório e o papel que os anjos nele desempenham.

III
Ofertório

Um momento depois, chegou o Ofertório, e a Santíssima Virgem disse:

Reze assim (e eu ia repetindo): “Senhor, ofereço-Te tudo o que sou, o que tenho, o que posso; tudo coloco em Tuas mãos. Constrói Tu, Senhor, com esse pouco que eu sou. Pelos méritos de Teu Filho, transforma-me, Deus Altíssimo! Peço-Te pela minha família, por meus benfeitores, por cada membro do nosso Apostolado, por todas as pessoas que nos são contrárias, por aqueles que se encomendaram às minhas pobres orações... Ensina-me a caminhar com um coração humilde, para que a caminhada dos outros seja menos dolorosa”. Assim rezavam os santos, assim quero que vocês façam.

É que assim pede Jesus, que tenhamos um coração humilde para que os outros não sintam a sua dureza, mas que os aliviemos com a nossa pequenez. Anos depois li um livrinho de orações de um santo de quem muito gosto, Josemaría Escrivá de Balaguer, e ali pude encontrar uma oração parecida com a que me ensinou a Virgem. Talvez esse Santo, a quem me recomendo, agradasse à Virgem Santíssima com aquelas orações.

Logo começaram a ficar em pé umas figuras que não tinha visto antes. Era como se, do lado de cada pessoa que estava na Catedral, saísse outra pessoa, e o lugar se encheu de uns personagens jovens, belos. Vestiam-se com túnicas muito brancas e foram saindo até o caminho central, dirigindo-se para o Altar. Disse nossa Mãe:

Observa, são os Anjos da Guarda de cada uma das pessoas que estão aqui. É o momento em que o seu Anjo da Guarda leva suas oferendas e pedidos diante do Altar do Senhor.

Naquele momento eu estava completamente atônita, porque esses seres tinham rostos muito bonitos, tão radiantes como não se pode imaginar. Ostentavam semblantes muito lindos, quase femininos, no entanto a constituição de seus corpos, suas mãos, sua estatura, era de homens. Os pés descalços não pisavam o solo, mas era como se deslizassem. Aquela procissão era muito bonita.

Alguns deles tinham como que uma fonte de ouro com algo que brilhava muito com uma luz branco-dourada. Disse a Virgem:

São os Anjos da Guarda das pessoas que estão oferecendo esta Santa Missa por muitas intenções, aquelas pessoas que estão conscientes do que significa esta celebração, aquelas que têm algo a oferecer ao Senhor...

Ofereçam neste momento..., ofereçam seus sofrimentos, suas dores, seus sonhos, suas tristezas, suas alegrias, seus pedidos. Lembrem-se de que a Missa tem um valor infinito, portanto, sejam generosos em oferecer e em pedir.

Atrás dos primeiros Anjos vinham outros que nada tinham nas mãos, levavam-nas vazias. Disse a Virgem:

São os Anjos das pessoas que, embora presentes, nunca oferecem nada, que não têm interesse em viver cada momento litúrgico da Missa e não têm nada para oferecer diante do Altar do Senhor.

Por último iam outros Anjos que estavam meio tristes, com as mãos unidas em oração, mas com os olhos baixos.

São os Anjos da Guarda das pessoas que, estando aqui, não estão, isto é, das pessoas que vieram forçadas, que vieram por obrigação, mas sem nenhum desejo de participar da Santa Missa. E os Anjos vão tristes porque não têm o que levar diante do Altar, a não ser suas próprias orações.

Não entristeçam o seu Anjo da Guarda... Peçam muito, peçam pela conversão dos pecadores, pela paz do mundo, por seus familiares, seus vizinhos, por aqueles que se recomendaram às suas orações. Peçam, peçam muito, não somente por vocês, mas também pelos outros.

Lembrem-se de que o oferecimento que mais agrada ao Senhor é quando vocês se oferecem a si mesmos como holocausto, para que Jesus, ao descer, os transforme por Seus próprios méritos. Por si mesmos, o que têm para oferecer ao Pai? O nada e o pecado; mas, ao se oferecerem unidos aos méritos de Jesus, esse oferecimento é agradável ao Pai.

Aquele espetáculo, aquela procissão era tão linda, que dificilmente seria comparável a qualquer outra. Todas aquelas criaturas celestes fazendo uma reverência diante do Altar, umas deixando sua oferenda no chão, outras prostrando-se de joelhos com a fronte quase no chão e, assim que ali chegavam, desapareciam de minha vista.
Compartilhe este artigo, evangelize! :

Um comentário:

  1. maravilhoso sabermos à importancia da Santa Missa, para assim participarmos com mais fervor e fé!!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by