O CRISTO QUE VAI MORRER - LITURGIA DIÁRIA , 07 DE JANEIRO DE 2012

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

O CRISTO QUE VAI MORRER
O CÁLICE DO SENHOR INEBRIA OS HOMENS DE TAL FORMA QUE SE TORNAM SÓBRIOS. LEVA SUAS MENTES À SABEDORIA CELESTE DE MANEIRA QUE CADA UM PERDE O GOSTO PELAS COISAS DESTE MUNDO E SE ABRE À COMPREENSÃO DAS COISAS DE DEUS. ASSIM COMO O VINHO COMUM ALEGRA O ESPÍRITO, DESCANSA A ALMA E PÕE EM FUGA TODA DOR, TAMBÉM, QUANDO BEBEMOS O SANGUE DO SENHOR E O CÁLICE DA SALVAÇÃO, A LEMBRANÇA DO HOMEM VELHO É VARRIDA DE NOSSO ESPÍRITO E ESQUECEMO-NOS DE NOSSA ANTIGA CONDUTA NO MUNDO, E O CORAÇÃO TRISTE, ABATIDO, CARREGADO DE PECADOS E ANSIEDADES, VÊ-SE REPLETO DA FELICIDADE DO PERDÃO DIVINO - S. CIPRIANO, EPÍSTOLA 63, XI

"[A EUCARISTIA] É O PRÓPRIO SACRIFÍCIO DO CORPO E DO SANGUE DO SENHOR JESUS, QUE ELE INSTITUIU PARA PERPETUAR ATRAVÉS DOS SÉCULOS, ATÉ O SEU RETORNO, O SACRIFÍCIO DA CRUZ, CONFIANDO ASSIM À SUA IGREJA O MEMORIAL DA SUA MORTE E RESSURREIÇÃO" (COMPÊNDIO, N. 271). TODAS AS VEZES QUE COMERDES DESTE PÃO E BEBERDES DESTE CÁLICE, ANUNCIAREIS A MORTE DO SENHOR, ATÉ QUE VENHA (1 COR 11, 26). A TEOLOGIA DE SÃO PAULO NÃO CHEGOU ATÉ NÓS SOB A FORMA DE INSTRUÇÕES CATEQUÍSTICAS CUIDADOSAMENTE MEDITATAS; BROTOU AO SABOR DAS CIRCUNSTÂNCIAS, POR UMA SÉRIE DE ACIDENTES PROVIDENCIAIS, EM OCASIÕES EM QUE O APÓSTOLO NÃO PRETENDIA FALAR DE TEOLOGIA, MAS DEBRUÇAR-SE SOBRE NECESSIDADES PRÁTICAS DO MOMENTO. É A UMA CIDENTE PROVIDENCIAL QUE DEVEMOS O SEU MARAVILHOSO CAPÍTULO SOBRE A SAGRADA EUCARISTIA, BASE DE TANTAS COISAS QUE CREMOS E SABEMOS SOBRE O SACRAMENTO DO ALTAR. TUDO FOI A PROPÓSITO DE CERTOS ABUSOS QUE TINHAM SURGIDO NO SEIO DA IGREJA DE CORINTO - UMA CIDDE PORTUÁRIA DE COSTUMES FÁCEIS - E QUE O APÓSTOLO TRATOU DE CORRIGIR. NAQUELES DIAS, OS CRISTÃOS COSTUMAVAM REUNIR-SE PARA TER UMA REFEIÇÃO QUE SERVIA DE PRÓLOGO À CELEBRAÇÃO DOS MISTÉRIOS DIVINOS. A REFEIÇÃO DEVIA SER EM COMUM; TODOS OS CRISTÃOS, TANTO RICOS COMO POBRES, TRAZIAM O QUE TINHAM E DIVIDIAM-NO COM OS SEUS IRMÃOS. MAS EM CORINTO OS MAIS RICOS E DE MELHOR POSIÇÃO TINHAM O COSTUM DE CHEGAR ANTES QUE OS OUTROS E, EM TÃO RESTRITA E AGRADÁVEL COMPANHIA, SABOREAR ATÉ ESGOTAR AS COISAS BOAS QUE HAVIAM TRAZIDO. DESSE MODO, A PREPARAÇÃO PARA A MISSA CONVERTERA-SE PARA ESSES POUCOS NUM BANQUETE RUIDOSO, E SÃO PAULO, AO CHAMÁ-LOS AO SENTIDO DA DECÊNCIA, INDICA ENTRE OUTRAS COISAS QUE ISSO NÃO ERA PRÓPRIO DE UMA OCASIÃO QUE, EM CERTO SENTIDO, DEVIA SER UMA MANIFESTAÇÃO DE LUTO: NÃO SE PODIA PARTICIPAR DE UMA CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA SEM ASSOCIÁ-LA À COMEMORAÇÃO DE UMA MORTE; ESTAVAM ANUNCIANDO A MORTE DE CRISTO ATÉ QUE ELE VIESSE DE NOVO. "ATÉ QUE VENHA"... QUE PERSPECTIVA TERIA SÃO PAULO DIANTE DOS OLHOS AO USAR ESSAS PALAVRAS? PENSO QUE, SE LHO TIVÉSSEMOS PERGUNTADO, TERIA DITO QUE NÃO PODIA PASSAR MUITO TEMPO SEM QUE O SEU MESTRE RETORNASSE NA SUA GLÓRIA. EM TODOS OS PONTOS DAQUELE MUNDO MEDITERRÂNEO QUE O APÓSTOLO CONHECIA, O EVANGELHO TINHA-SE DESENVOLVIDO DA NOITE PARA O DIA, COMO O GRÃO DE MOSTARDA DA PARÁBOLA. EM TODA PARTE, AS DEFESAS DOS ANTIGOS DEUSES JÁ CAMBALEAVAM, COMO ACONTECIA EM CORINTO, E OS GENTIOS COMEÇAVAM A CONVERTER-SE. POR SUA VEZ, O POVO JUDEU NÃO PODIA RESISTIR POR MUITO MAIS TEMPO A ACEITAR O EVANGELHO, JÁ QUE AS PROMESSAS ERAM PARA ELES, E FORA POR ELES EM PRIMEIRO LUGAR QUE CRISTO TINHA MORRIDO. E QUANDO - DENTRO DE POUCOS ANOS, POR QUE NÃO? - JUDEUS E GENTIOS SE SENTASSEM À MESMA MESA, OS CÉUS VOLTARIAM A ABRIR-SE E CRISTO VIVO DESCERIA PARA JULGAR O MUNDO QUE CRISTO MORIBUNDO TINHA RESGATADO. FOSSE ESSA OU NÃO A SUA IMPRESSÃO, POR MENOS QUE IMAGINASSE QUE HAVIA AINDA UM LONGO PANORAMA DE HISTÓRIA AGUARDANDO O HOMEM, PODEMOS ESATR CERTOS DE UMA COISA: DE QUE O ESPÍRITO SANTO O FAZIA ESCREVER ESSAS PALAVRAS PARA CONSOLO DOS QUE VIVEMOS TÃO LONGE NO TEMPO E NUM MUNDO TÃO DIFERENTE. ATÉ QUE O SENHOR VENHA, PASSARÃO IDADES E IDADES, E A IGREJA AINDA SOFRERÁ MIL MORTES ENQUANTO ANUNCIA, COM UMA ESPÉCIE DE CONFIANÇA DESESPERADA, A MORTE DO MESTRE QUE AINDA NÃO RETORNOU. ANUNCIOU-A QUANDO ESCRAVOS E PATRÍCIOS, FINGINDO PERTENCER A UMA ASSOCIAÇÃO FUNERÁRIA, SE REUNIAM PELA CALADA DA NOITE, ENTRE TÚMULOS E ALTARES PAGÃOS, NAS LONGAS GALERIAS SUBTERRÂNEAS QUE CORREM MISTERIOSAMENTE SOB A SUPERFÍCIE DOS SUBÚRBIOS DE ROMA. CONTINUOU A ANUNCIÁ-LA NOS DESVÃOS SECRETOS DE VELHAS MANSÕES CAMPESTRES, EM LUGARES ESCONDIDOS DOS MONTES, QUANDO OS NOSSOS PAIS FORAM PERSEGUIDOS E OS SEUS SACERDOTES MORTOS POR AMOR À MISSA E AOS RITOS ANTIGOS. VOLTOU A ANUNCIÁ-LA EM CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO E EM PRISÕES SUJAS, ONDE CATÓLICOS DEPORTADOS ARRANJAVAM MANEIRA DE CONSEGUIR O ESTRITAMENTE NECESSÁRIO PARA QUE SE CELEBRASSE UM SACRIFÍCIO VÁLIDO. E CRISTO AINDA NÃO RETORNOU. QUE SIGNIFICAM AS PALAVRAS DE SÃO PAULO QUANDO DIZ QUE, AO PARTICIPARMOS DO SACRIFICIO EUCARÍSTICO E COMUNGARMOS, ANUNCIAMOS A MORTE DO SENHOR? QUANDO INCLINAMOS A CABEÇA DIANTE DAS RELÍQUIAS DE UM MÁRTIR, DE CERTO MODO ANUNCIAMOS A SUA MORTE. PROCLAMAMOS QUE A MORTE DESSE HOMEM FOI MAIS PRECIOSA QUE AS MORTES COMUNS, POIS FOI A PROVA SUPREMA DA SUA LEALDADE E O SEU TÍTULO PARA MERECER A GLÓRIA DO CÉU; OS SEUS RESTOS MORTAIS SÃO COMO QUE UM TROFÉU DA SUA VITÓRIA E NÃO DUVIDAMOS DE QUE, POR PROVIDÊNCIA DE DEUS, POSSUEM UMA GRAÇA E UMA INFLUÊNCIA QUE PODERÃO SERVIR-NOS DE AJUDA NAS NOSSAS NECESSIDADES. O SANTO ESTÁ VIVO, MAS NO CÉU; TUDO O QUE AQUI NOS RESTA SÃO OSSOS DE UM CORPO MORTO. MAS NÃO IMPORTA, POIS O QUE ANUNCIAMOS É A SUA MORTE, E É ADEQUADO QUE O FAÇAMOS PONDO-NOS EM CONTATO COM ESSA PARTE MUDA DO SEU SER QUE LEMBRA A FORMA HERÓICA COMO MORREU. É ISTO O QUE SÃO PAULO QUER DIZER? QUE NA SAGRADA COMUNHÃO RECEBEMOS O CORPO MORTO DE CRISTO? O CATÓLICO QUE ACEITASSE SEMELHANTE CONCLUSÃO ESTARIA MUITO MAL INSTRUÍDO. PORQUE, NA COMUNHÃO, O QUE RECEBEMOS É PRECISAMENTE O CORPO RESSUSCITADO, O CORPO VIVO DE CRISTO. SE O NOSSO CORAÇÃO ARDE NO NOSSO PEITO QUANDO VOLTAMOS DA MESA DA COMUNHÃO, É PORQUE, DA MESMA FORMA QUE OS DOIS DISCÍPULOS NO CAMINHO DE EMAÚS, DEMOS HOSPITALIDADE A CRISTO RESSUSCITADO, AINDA QUE ESCONDIDO SOB UMA FORMA QUE NÃO NOS PERMITE RECONHECÊ-LO. O CORPO RESSUSCITADO, QUE PODIA IGNORAR AS LEIS DA NATUREZA, ENTROU EM NÓS PARA NOS INFUNDIR ENERGIA COM O SEU PODER SOBRENATURAL. O CORPO RESSUSCITADO, QUE SUBIU AO CÉU NA PRESENÇA DOS APÓSTOLOS, ENTROU EM NÓS PARA PLANTAR NO NOSSO CORPO A SEMENTE DA IMORTALIDADE. COMO PODIA SER O SEU CORPO MORTO? ESSE NÃO EXISTE, NUNCA EXISTIU, EXCETO DURANTE O BREVE INTERVALO QUE DECORREU ENTRE A TARDE DA SEXTA-FEIRA SANTA E A MANHÃ DO DOMINGO DE PÁSCOA. QUANDO VENERAMOS AS RELÍQUIAS DE UM SANTO, VEMO-LO NELAS, MAS MORTO. QUANDO VENERAMOS CRISTO NO ALTAR, ESTÁ ALI VIVO, EMBORA VIVA SEM SER VISTO. COMO, POIS, NOS DIZ SÃO PAULO QUE ANUNCIAMOS A MORTE DE CRISTO QUANDO COMUNGAMOS? NÃO FOI ELE QUE ESCREVEU: CRISTO, AGORA QUE RESSUSCITOU DENTRE OS MORTOS, JÁ NÃO MORRE? (ROM 6,9). NÃO FOI ELE QUE ESCREVEU: MUITO EMBORA TENHAMOS CONHECIDO CRISTO DESSA MANEIRA [SEGUNDO A CARNE, DE UM MODO HUMANO], AGORA JÁ NÃO O JULGAMOS ASSIM? (2 COR 5,16). POR QUE NOS DIZ ENTÃO QUE, AO INVÉS DE DIZER QUE ANUNCIAMOS A VIDA DE CRISTO, A RESSURREIÇÃO DE CRISTO? PORQUE A SAGRADA EUCARISTIA NÃO CONSISTE SOMENTE NA CONSAGRAÇÃO DO PÃO E DO VINHO E NA SUA RECEPÇÃO PELOS FIÉIS, MAS É ALGO MAIS, É UM SACRIFÍCIO. E COMO SACRIFÍCIO QUE É, EXIGE DE CERTO MODO QUE A VÍTIMA SE OFEREÇA À MORTE, A FIM DE QUE ESSA MORTE SEJA APLICADA ÀS NOSSAS NECESSIDADES. O QUE SE ANUNCIA NESSES MISTÉRIOS É CRISTO QUE VAI MORRER, CRISTO MORRENDO, NÃO CRISTO MORTO. CRISTO MORRENDO... DO PONTO DE VISTA HISTÓRICO, CRISTO SÓ PODIA MORRER UMA VEZ; É PRÓPRIO DOS HOMENS MORRER UMA SÓ VEZ, E ELE ERA HOMEM. PODEMOS DIZER, SE QUISERMOS, QUE O SACRIFÍCIO DA MISSA É O ECO, A ONDA, REPETIDA DIA APÓS DIA, SÉCULO APÓS SÉCULO, DO SACRIFÍCIO QUE ELE FEZ UMA VEZ E PARA SEMPRE NA CRUZ. UM ECO, UMA ONDA..., SÃO METÁFORAS TALVEZ ÚTEIS E GRATAS, MAS NÃO PASSAM DE METÁFORAS. O SACRIFÍCIO DA MISSA É UM MISTÉRIO CUJA RELAÇÃO COMO SACRIFÍCIO DA CRUZ TALVEZ SEJA O ASPECTO MAIS MISTERIOSO DE TODOS, MAS UMA COISA É CERTA: A VÍTIMA QUE NELE SE APRESENTA AO PAI ETERNO PARA INTERCEDER POR NÓS É CRISTO MORIBUNDO. FOI NESSA SITUAÇÃO QUE ELE ADVOGOU E ADVOGA PELA NOSSA SALVAÇÃO, QUE ELE REDIMIU E REDIME OS NOSSOS PECADOS. ANUNCIAMOS ESSA MORTE NA MISSA, NÃO COMO ALGO QUE SE RENOVA MISTICAMENTE ENQUANTO SE PRONUNCIAM AS PALAVRAS DA CONSAGRAÇÃO. DESDE O MOMENTO EM QUE MORREU NO CALVÁRIO ATÉ O MOMENTO EM QUE VIRÁ DE NOVO NA SUA GLÓRIA, CRISTO MORIBUNDO ATUA CONTINUAMENTE, ESTÁ CONTINUAMENTE DISPONÍVEL. É NESSA SITUAÇÃO À BEIRA DA MORTE QUE INTERCEDE POR NÓS QUANDO SE OFERECE NA MISSA. E É NESSA SITUAÇÃO – AINDA VIVO – QUE VEM A NÓS NA SAGRADA COMUNHÃO. ISTO É O MEU CORPO QUE SERÁ ENTREGUE POR VÓS...; ESTE É O CÁLICE DO MEU SANGUE, [...] QUE SERÁ DERRAMADO POR VÓS: ASSIM DISSE AOS APÓSTOLOS QUANDO A SUA MORTE ESTAVA AINDA NO FUTURO, E ASSIM NOS DIZ AGORA QUE A SUA MORTE ESTÁ NO PASSADO. NÃO É DE ESTRANHAR QUE A IGREJA, QUE ANUNCIA A SUA MORTE UM DIA APÓS OUTRO, TENHA ASSIMILADO O SEU CARÁTER DE VÍTIMA. O CICLO DE VIDA QUE CRISTO ASSUMIU NO CORPO NATURAL QUE TOMOU DA VIRGEM, SOFRE-O DE NOVO NO SEU CORPO MÍSTICO, QUE É A IGREJA. SÃO PAULO SABIA-O DESDE O INSTANTE EM QUE CAIU OFUSCADO NA ESTRADA DE DAMASCO E OUVIU UMA VOZ QUE LHE DIZIA: SAULO, SAULO, POR QUE ME PERSEGUES? O APÓSTOLO ALEGRAVA-SE COM OS SEUS PRÓPRIOS SOFRIMENTOS PORQUE O AJUDAVAM A SUPRIR NA SUA CARNE O QUE FALTA ÀS TRIBULAÇÕES DE CRISTO PELO SEU CORPO, QUE É A IGREJA (COL 1,24). COM QUE FREQÜÊNCIA OS HOMENS NOS DIZEM, NUM TOM MEIO DE COMPAIXÃO, MEIO DE DESPREZO, QUE PERTENCEMOS A UMA RELIGIÃO MORIBUNDA! ACEITEMOS O SÍMBOLO, ORGULHEMO-NOS DA ACUSAÇÃO, PORQUE REALMENTE PERTENCEMOS E SEMPRE PERTENCEREMOS A UMA RELIGIÃO MORIBUNDA: DESDE O PRIMEIRO MOMENTO EM QUE NOS REFUGIAMOS NAS CATACUMBAS ATÉ O FIM DOS TEMPOS. É ASSIM QUE PROSSEGUE A OBRA DA SALVAÇÃO DOS HOMENS, E É POR ISSO QUE A MISSÃO DA IGREJA É ANUNCIAR A MORTE DO DIVINO MESTRE, ATÉ QUE VENHA DE NOVO. E COMO SE APLICA TUDO ISTO A NÓS? NÃO HÁ DÚVIDA DE QUE, QUANDO VAMOS COMUNGAR, DEVEMOS PENSAR, ENTRE OUTRAS COISAS: “ISTO É O SEU CORPO, QUE FOI DADO POR MIM; ESTE É O SEU SANGUE, QUE FOI DERRAMADO POR MIM. DEPOIS DE TODO ESTE INTERVALO DE TEMPO, ELE CONTINUA A VIR A MIM NA CONDIÇÃO DE VÍTIMA. E QUER IMPRIMIR UM POUCO DESSA CONDIÇÃO EM MIM: EU DEVO SER A CERA E ELE O SELO”. NÃO DIZ A IMITAÇÃO DE CRISTO QUE CABE A TODO O CRISTÃO LEVAR UMA VIDA MORIBUNDA? TALVEZ NÃO ESTEJA AO MEU ALCANCE PENETRAR MUITO PROFUNDAMENTE NAS DISPOSIÇÕES DO MEU SALVADOR CRUCIFICADO, MAS... O QUE PODIA, SIM, ERA SER MAIS HUMILDE QUANDO FRACASSO, MAIS RESIGNADO QUANDO AS COISAS NÃO ME CORREM BEM, MENOS ANSIOSO POR TRAÇAR UM GRÁFICO DOS MEUS PROGRESSOS NA VIRTUDE, MAIS DISPOSTO A DEIXAR CRISTO FAZER EM MIM O QUE QUISER, SEM ME DIZER PALAVRA. SE EU PUDESSE MORRER UM POUCO PARA O MUNDO, PARA OS MEUS DESEJOS, PARA MIM MESMO! SE PUDESSE PER PACIENTE E ESPERAR A VINDA DO SENHOR, CONFORMANDO-ME, PARA ANUNCIAR A SUA MORTE, COM IR EMBORA NA SUA COMPANHIA! - [PADRE RONALDO KNOX, REFLEXÕES SOBRE A EUCARISTIA, SÃO PAULO: QUADRANTE, 2005. CAP IV, PP. 32-38]

LITURGIA DO DIA 07 DE JANEIRO DE 2012



PRIMEIRA LEITURA: 1º JOÃO 5, 14-21


NAQUELE TEMPO, 14A CONFIANÇA QUE DEPOSITAMOS NELE É ESTA: EM TUDO QUANTO LHE PEDIRMOS, SE FOR CONFORME À SUA VONTADE, ELE NOS ATENDERÁ. 15E SE SABEMOS QUE ELE NOS ATENDE EM TUDO QUANTO LHE PEDIRMOS, SABEMOS DAÍ QUE JÁ RECEBEMOS O QUE PEDIMOS. 16SE ALGUÉM VÊ SEU IRMÃO COMETER UM PECADO QUE NÃO O CONDUZA À MORTE, REZE, E DEUS LHE DARÁ A VIDA; ISTO PARA AQUELES QUE NÃO PECAM PARA A MORTE. HÁ PECADO QUE É PARA MORTE; NÃO DIGO QUE SE REZE POR ESTE. 17TODA INIQUIDADE É PECADO, MAS HÁ PECADO QUE NÃO LEVA À MORTE. 18SABEMOS QUE AQUELE QUE NASCEU DE DEUS NÃO PECA; MAS O QUE É GERADO DE DEUS SE ACAUTELA, E O MALIGNO NÃO O TOCA. 19SABEMOS QUE SOMOS DE DEUS, E QUE O MUNDO TODO JAZ SOB O MALIGNO. 20SABEMOS QUE O FILHO DE DEUS VEIO E NOS DEU ENTENDIMENTO PARA CONHECERMOS O VERDADEIRO. E ESTAMOS NO VERDADEIRO, NÓS QUE ESTAMOS EM SEU FILHO JESUS CRISTO. ESTE É O VERDADEIRO DEUS E A VIDA ETERNA. 21FILHINHOS, GUARDAI-VOS DOS ÍDOLOS! - PALAVRA DO SENHOR


SALMO RESPONSORIAL (SALMO 149)


REFRÃO: O SENHOR AMA SEU POVO, DE VERDADE
1. ALELUIA. CANTAI AO SENHOR UM CÂNTICO NOVO, RESSOE O SEU LOUVOR NA ASSEMBLÉIA DOS FIÉIS. ALEGRE-SE ISRAEL EM SEU CRIADOR, EXULTEM EM SEU REI OS FILHOS DE SIÃO. - R.
2. EM COROS LOUVEM O SEU NOME, CANTEM-LHE SALMOS COM O TAMBOR E A CÍTARA, PORQUE O SENHOR AMA O SEU POVO, E DÁ AOS HUMILDES A HONRA DA VITÓRIA. - R.
3. EXULTEM OS FIÉIS NA GLÓRIA, ALEGREM-SE EM SEUS LEITOS. - R.
4. TENHAM NOS LÁBIOS O LOUVOR DE DEUS, E NAS MÃOS A ESPADA DE DOIS GUMES, - R.
5. EXECUTANDO CONTRA ELES O JULGAMENTO PRONUNCIADO. TAL É A GLÓRIA RESERVADA A TODOS OS SEUS FIÉIS. - R.


EVANGELHO: JOÃO 2, 1-11


PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO, SEGUNDO JOÃO - NAQUELE TEMPO, 1TRÊS DIAS DEPOIS, CELEBRAVAM-SE BODAS EM CANÁ DA GALILÉIA, E ACHAVA-SE ALI A MÃE DE JESUS. 2TAMBÉM FORAM CONVIDADOS JESUS E OS SEUS DISCÍPULOS. 3COMO VIESSE A FALTAR VINHO, A MÃE DE JESUS DISSE-LHE: ELES JÁ NÃO TÊM VINHO. 4RESPONDEU-LHE JESUS: MULHER, ISSO COMPETE A NÓS? MINHA HORA AINDA NÃO CHEGOU. 5DISSE, ENTÃO, SUA MÃE AOS SERVENTES: FAZEI O QUE ELE VOS DISSER. 6ORA, ACHAVAM-SE ALI SEIS TALHAS DE PEDRA PARA AS PURIFICAÇÕES DOS JUDEUS, QUE CONTINHAM CADA QUAL DUAS OU TRÊS MEDIDAS. 7JESUS ORDENA-LHES: ENCHEI AS TALHAS DE ÁGUA. ELES ENCHERAM-NAS ATÉ EM CIMA. 8TIRAI AGORA , DISSE-LHES JESUS, E LEVAI AO CHEFE DOS SERVENTES. E LEVARAM. 9LOGO QUE O CHEFE DOS SERVENTES PROVOU DA ÁGUA TORNADA VINHO, NÃO SABENDO DE ONDE ERA (SE BEM QUE O SOUBESSEM OS SERVENTES, POIS TINHAM TIRADO A ÁGUA), CHAMOU O NOIVO 10E DISSE-LHE: É COSTUME SERVIR PRIMEIRO O VINHO BOM E, DEPOIS, QUANDO OS CONVIDADOS JÁ ESTÃO QUASE EMBRIAGADOS, SERVIR O MENOS BOM. MAS TU GUARDASTE O VINHO MELHOR ATÉ AGORA. 11ESTE FOI O PRIMEIRO MILAGRE DE JESUS; REALIZOU-O EM CANÁ DA GALILÉIA. MANIFESTOU A SUA GLÓRIA, E OS SEUS DISCÍPULOS CRERAM NELE. - PALAVRA DA SALVAÇÃO

MENSAGEM DO DIA 25 DE DEZEMBRO DE 2011 À MARIJA PAVLOVIC-LUNETTI “QUERIDOS FILHOS! TAMBÉM HOJE, EM MEUS BRAÇOS, EU LEVO A VOCÊS MEU FILHO JESUS, PARA QUE ELE LHES DÊ A SUA PAZ. REZEM, FILHINHOS, E TESTEMUNHEM PARA QUE EM CADA CORAÇÃO, NÃO A HUMANA, MAS A PAZ DE DEUS PREVALEÇA, AQUELA QUE NINGUÉM PODE DESTRUIR. ESTA É A PAZ DO CORAÇÃO QUE DEUS DÁ PARA AQUELES QUE ELE AMA. PELO BATISMO VOCÊS TODOS SÃO, DE UMA MANEIRA ESPECIAL, CHAMADOS E AMADOS. ISTO PARA QUE TESTEMUNHEM E REZEM A FIM DE SEREM AS MINHAS MÃOS ESTENDIDAS NESTE MUNDO QUE ANSEIA POR DEUS E PELA PAZ. OBRIGADA POR TEREM RESPONDIDO AO MEU CHAMADO” - MENSAGEM DE NOSSA SENHORA EM MEDJUGORJE A IGREJA CELEBRA HOJE , SÃO RAIMUNDO DE PEÑAFORT - NASCEU NO CASTELO DE PEÑAFORT, BARCELONA, ESPANHA, NO ANO DE 1175. DESDE CEDO, MUITO DEDICADO AOS ESTUDOS, ELE SE ESPECIALIZOU EM BOLONHA, NA ITÁLIA, NA UNIVERSIDADE ONDE SE TORNOU TAMBÉM UM RECONHECIDO MESTRE. DEIXOU AQUELA REALIDADE QUE TANTO AMAVA PARA OBEDECER AO BISPO DE BARCELONA QUE O QUERIA COMO CÔNEGO. ELE PRESTOU ESSE SERVIÇO ATÉ DISCERNIR SEU CHAMADO À VIDA RELIGIOSA, QUANDO ENTROU PARA A FAMÍLIA DOMINICANA E CONTINUOU EM VÁRIOS CARGOS DE FORMAÇÃO, MAS ABERTO À REALIDADE E ÀS NECESSIDADES DA IGREJA, ONDE EXERCEU O PAPEL DE TEÓLOGO DO CARDEAL-BISPO DE SABINA; TAMBÉM FOI LEGADO NA REGIÃO DE CASTELA E ARAGÃO; DEPOIS, TRANSFERIDO PARA ROMA, OCUPOU VÁRIOS CARGOS. ELE NÃO BUSCAVA NEM TINHA EM MENTE UM PROJETO DE OCUPAR ESTE OU AQUELE SERVIÇO, MAS FOI FIEL ÀQUILO QUE DAVAM A ELE COMO TRABALHO PARA A EDIFICAÇÃO DA IGREJA. NA CÚRIA ROMANA, QUANTOS CARGOS LIGADOS A TEOLOGIA, DIREITO CANÔNICO! UM HOMEM DE PRUDÊNCIA, DE GOVERNO. SEU ÚLTIMO CARGO FOI DE PENITENCIEIRO-MOR DO SUMO PONTÍFICE. QUISERAM ATÉ ESCOLHÊ-LO COMO ARCEBISPO, MAS, NESTA ALTURA, ELE VOLTOU PARA A ESPANHA; QUIS VIVER EM SEU CONVENTO, EM BARCELONA, COMO UM SIMPLES FRADE, MAS FOSSEM OS REIS, O PAPA E TANTOS OUTROS SEMPRE RECORRIAM AO SEU DISCERNIMENTO. SÃO RAIMUNDO ESCREVEU A RESPEITO DA CASUÍSTICA. ENFIM, PELOS ESCRITOS E PELOS ENSINOS, ELE INVESTIA NUMA AÇÃO DE MESTRES E MISSIONÁRIOS, POIS TINHA CONSCIÊNCIA DE QUE PRECISAVA DE MISSIONÁRIOS BEM FORMADOS PARA QUE A EVANGELIZAÇÃO TAMBÉM FLUÍSSE. ELE NÃO FEZ NADA SOZINHO, CONTOU COM A AJUDA DE SÃO TOMÁS DE AQUINO, AJUDOU OUTROS A DISCERNIR A VONTADE DO SENHOR, COMO SÃO PEDRO NOLASCO, QUE ESTAVA DISCERNINDO A FUNDAÇÃO DE UMA NOVA ORDEM CONSAGRADA A NOSSA SENHORA DAS MERCÊS – OS MERCEDÁRIOS. HOMEM HUMILDE QUE SE FEZ SERVO, FOI ESCOLHIDO COMO SUPERIOR GERAL DOS DOMINICANOS. HOMEM DE POBREZA, DE OBEDIÊNCIA E PUREZA; HOMEM DE ORAÇÃO. POR ISSO, OS SANTOS COMO SÃO RAIMUNDO, UM EXEMPLO. FALECEU EM ROMA, EM 1275; CEM ANOS CONSUMINDO-SE PELA OBRA DO SENHOR. SÃO RAIMUNDO DE PEÑAFORT, ROGAI POR NÓS!

Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by