“Evenu Shalom Alejem!” – “Que a Paz esteja convosco!”

quarta-feira, 22 de agosto de 2018

         

No dia 11 de Agosto de 2006, no monte Podbrdo às 22 hs, Nossa Senhora Rainha da Paz, nos deixou mais uma mensagem através do vidente Ivan. 

Segundo o vidente,   logo que Maria apareceu, saudou-os com as seguintes palavras: "Seja louvado Jesus, queridos filhos meus!". Depois Ela rezou um pouco com o vidente e disse:
"Filhinhos, também hoje vos convido a rezar pela paz.  Rezai pela paz no mundo e pela paz nas vossas famílias! Obrigada, filhinhos, por terdes respondido a minha chamada!" A Virgem Maria rezou com Suas mãos entendidas sobre todos os presentes e por Suas intenções. Ela rezou com o vidente e o povo o Pai Nosso e o Glória ao Pai, e partiu dizendo: "Caminhai na Paz, filhinhos meus!"


É com este desejo da Paz para o mundo, para as nossas famílias e em nosso coração, que desejo meditar convosco esta mensagem de Nossa Senhora, a Rainha da Paz.   Gostaria de pedir neste momento a Maria que, também sobre nós, ela estenda as Suas mãos, e reze por nós para que iluminados pelo Espírito Santo, mergulhemos na paz, aprofundando no mistério do Senhor, que é o rei e o doador da Paz. Hoje vos dou uma nova chave hermenêutica sobre a paz. No Antigo Testamento, a palavra “Shalom” - que tem como uma das possíveis traduções “Paz” -  tinha como símbolo e imagem para o povo escolhido, a cidade santa de Jerusalém. Isto porque lá havia o Templo do Senhor, a presença do Santo dos Santos, o Senhor Todo-Poderoso.

No Salmo 122, o salmista canta: “Que alegria quando me disseram: ‘Vamos à casa do Senhor!’ E agora os meus pés estão diante das tuas portas, Jerusalém. Para ti acorrem as tribos, as tribos do Senhor, segundo a lei de Israel, para louvar o nome do Senhor. Desejai a paz a Jerusalém: ‘Estejam em segurança os que te amam! Haja paz dentro de teus baluartes e tranqüilidade em teus palácios!’ Por causa de meus irmãos e amigos, alegro-me em dizer: ‘A paz esteja contigo!’” Já no salmo 147,12-14, o salmista canta: “Glorifica o Senhor , Jerusalém! Pois o Senhor estabelece a paz em tuas fronteiras, sacia-te com a flor do trigo.”

Os salmos acima citados, mostram a alegria do salmista que conclui  sua peregrinação diante da cidade da paz, a cidade Santa de Jerusalém.  Nós também somos peregrinos neste mundo, em busca da Paz, do amor e da felicidade (e nós do “Eco de Medjugorje”, estamos até com uma peregrinação marcada para este ano pra terra Santa). Nós  buscamos Deus e caminhamos rumo a Jerusalém celeste, para o encontro último e decisivo de nossas vidas, para o encontro com o Nosso Senhor, o rei da Paz, o único capaz de dar aquilo que o nosso coração necessita. ele que é o médico dos médicos, o Senhor dos senhores.

O mundo pede a paz, mas vos pergunto, que paz é esta? A paz feita de tratados meramente humanos, ou a verdadeira paz? A paz que Jesus veio nos dar, é a paz do coração, é a Sua presença em nós! Mas quanto sacrifício muitas vezes de nossa parte, para permanecermos Nele!

Na língua hebraica o contrário de “shalom” é a palavra “hamas”, que significa “violência”, isto para entendermos que se não estamos em paz, é porque algo está violentando o nosso coração, os nossos sentimentos, o nosso ser. Por este motivo, perdemos muitas vezes a paz interior, pois deixamos as situações, pessoas e coisas entrarem em nosso coração, tomando o lugar da paz, que é própria de Jesus. Lamentavelmente deixamos o nosso coração ser arrombado pela inquietude, preocupação, medo, frustração, depressão e desespero, esquecendo-nos que é “Jesus a nossa verdadeira Paz” (Ef 2,14), que é Ele que nos conduz, se a Ele entregamos a nossa vida.

  Alegra-me pensar, e para mim é um forte testemunho, que Maria viveu todo o sofrimento em paz, porque tinha a certeza que estava fazendo a vontade de Deus. Ela olhava todas as situações com o olhar da fé e permaneceu unida ao Senhor, entregue em Suas mãos, tendo no coração a verdadeira paz, que a deixava livre e confiante diante de toda a provação. Na vontade do Senhor está a nossa paz!!! Se caminhamos com este olhar não teremos dificuldade em viver interiormente a paz, pois nenhuma situação exterior será capaz de tirá-la de nós.  É por isso que os mártires derramavam  seu sangue com profunda paz  interior, em meio a tanta tribulação e agitação.

Se o nosso coração não se encontra neste momento em paz, mas está agitado por tantas tempestades da vida, lembremo-nos da mensagem de Maria que diz: “Queridos filhos, rezai até que a oração se torne alegria para vós!” Na tribulação, na agitação, nada melhor que parar e rezar, para abrir o coração à paz do Senhor. “(...) Filhinhos, a paz é um dom precioso de Deus, procurai-a, pedi e a recebereis. Falai da paz, levai-a em vossos corações, e cuidai dela como uma flor que necessita de água, ternura e luz. Sede aqueles que levam a paz aos outros!” (Mensagem de 25/02/03). 

Maria nos pede para rezarmos pela paz, pois como Ela disse na mensagem de 25 de janeiro de 2003, “Convido-vos a rezar pela paz, especialmente neste momento em que a paz está em crise. Vós sois aqueles que rezam e testemunham a paz. Filhinhos, sede paz neste mundo inquieto!”

Nossa Senhora deseja que a paz  seja algo difusivo em nossa vida, e isto é simples, basta vivê-la e anunciá-la. Aqueles que a receberem, também a anunciarão. Neste momento recordo de um grande sinal que o Senhor me deu. Tenho o costume, em qualquer conversa seja por telefone ou pessoalmente, saudar conhecidos e desconhecidos, com a frase: “A paz!”, e  recordo que certo dia, o meu coração não estava em paz, estava atribulado, muito preocupado e tomado de agitações, quando fiz uma ligação para um depósito de materiais de construção, e a balconista percebeu que eu não a saudei como fazia sempre. Então ela me disse: “Padre Fernando, desejo-lhe a Paz do Senhor!”, naquele momento percebi que era o próprio Senhor, por meio dela, me dando a paz que o meu coração inquieto desejava, e lhe respondi: “Amém! E contigo também!” Foi como que se dissolvesse o grande iceberg que em mim estava, e a palavra do Senhor que diz: “Anunciai a paz, pois onde houver um morador que busca a paz, ali, ela habitará!” Vejam como é simples construirmos a paz no mundo.

O Santo Papa João Paulo II, no fim da sua vida, quando estava praticamente impossibilitado fisicamente, disse diante de seus colaboradores: “Não importa o que estou sofrendo, mas que cada passo que eu der, possa levar a Paz e a reconciliação!”. Que este possa ser o nosso ideal!!!! Sejamos mensageiros de Paz!!!!! E como é triste ver que muitos que dizem ter nascidos em Medjugorje, e seguidores desta espiritualidade, vivem fechados no seu mundinho, em quatro paredes de uma vida reclusa, se achando melhores do que os outros, dizendo que rezam, mas na realidade, vivem falando mal da vida dos outros, criando “Hamas” ou seja “violência”, quando vejo pessoas assim, me pergunto: a qual Deus estão rezando? Quando uma pessoa com a sua vida, não cria paz, com sua palavra não gera paz, reza ao deus que é a si mesmo, ou a um deus criado para si, um deus imaginário, por isso uma fé alienada!

A Mensagem que Maria nos dá, é a mensagem de paz, a qual nos convida `a oração, à conversão para podermos ter paz no coração, a nos reconciliar com os irmãos. O nosso amado Papa João Paulo II, nos dizia que “a oração e a conversão, são os fundamentos da paz.”  Logo, acolhamos o convite da Mãe do Céu!
Amigos, e filhos espirituais, me despeço desejando-vos a paz, “Evenu Shalom Alejem!”                   
            

Oremos: Mãe Santíssima, obrigado por tanto amor!!!!
Obrigado por acompanhar- nos  neste caminho rumo ao Senhor que é a verdadeira paz, e ajuda-nos, Mãe, a caminhar de modo progressivo, a crescermos na paz, para que nada nos tire da presença do Senhor, da Sua paz e do Seu amor. Coloca neste momento as tuas mãos sobre nós, para que tudo o que nos tira da paz, possa ser motivo de abandono e confiança em tuas mãos.
Dá-nos a paz de Jesus, não somente em nosso coração, mas sobre todos os nossos entes queridos, e principalmente sobre aqueles que estão sofrendo a dor física e moral, a dor da guerra, da perda e da injustiça. Te consagramos Mãe Santíssima, todos os grupos de oração nascidos em Medjugorje,  te consagramos também os centros que promovem a paz, e de modo especial pedimos-te pelo Eco de Medjugorje, para que possam ser em nosso Brasil, anunciadores de Paz.  Amém!!!

Deixo-vos, neste momento, a bênção do Senhor: “Que o Senhor vos dê a paz  e que Maria, a Rainha da Paz, vos proteja, console, e vos leve sempre estreitos em Seu colo materno, que o Senhor vos abençoe: O Pai, e o Filho e o Espírito Santo”. Amém!!!

Pe. Fernando Tadeu 
Jornalista 0083521/SP
padrefernandotadeu@gmail.com
Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by