FELIZ PÁSCOA - NÃO TENHAIS MEDO!!!!

sábado, 4 de abril de 2015


“Coragem! Não tenhais medo! Ele vos precede!”

Caros irmãos, quero juntamente convosco meditar a Páscoa em uma optica de esperança, a palavra que eu sinto hoje para vos dar, é uma palavra de ânimo e de amor, é uma palavra que nos convida a olhar a nossa vida com o olhar de Deus, a buscar viver como ressuscitados, ela está no Evangelho de Marcos 16, 6-7: “Coragem! Não tenhais medo! Ele vos precede!”. 

Percebo que estamos vivendo em uma sociedade instável, que inculca o medo. Como são eficazes estas palavra de Jesus : “Coragem! Não tenhais medo! Eu estou a vossa frente!” nos dá a chave de interpretação para enfrentarmos os nossos problemas com a força de Deus, para vivermos sem medo, com a segurança que Ele está a nossa frente, e nos chama das trevas da morte da angustia, tristeza e depressão, a alegria da vida nova, a vida de ressuscitados crentes em seu amor. 

Neste tempo forte da Páscoa, somos convidados a fazermos a experiência da ressurreição de Cristo na nossa vida, para nos transfigurar Nele já nesta vida, para sermos o sorriso de Deus a todos que encontrarmos, a vivermos já com Ele, para termos a esperança no nosso coração, sabendo que tudo está nas mãos de Deus, por isso é mister saber que entender a paixão e a cruz, é o meio para entendermos a ressurreição, e mergulharmos nela, pois sem cruz, não há ressurreição, sendo que ela é a próprio potencia de Deus, a força que já pode nos fazer ressuscitar e abrir-nos a uma nova vida, uma nova esperança.

A pergunta que devemos nos fazer é: Qual é a nossa esperança? Estamos vivendo com um olhar de morte ou de vida? Como se encontra o nosso coração? Cheio de Deus ou vazio? O nosso coração está vazio? E por falar em vazio.... O sepulcro está vazio até hoje, mas o sepulcro vazio que nos narra o Evangelho, nos aponta a esperança da ressurreição, ou seja, ele deve ser entendido como o quarto nupcial onde a mãe terra acolhe o esposo, metáfora do seio que acolhe o verbo de Deus, e neste seio, se nota o silêncio da dor, a aparente vitória do mal, contudo, neste misterioso silêncio noturno da passagem das trevas da noite para a aurora do novo dia, surge a ressurreição, fato que ninguém presenciou, mas que marcou a história de toda a humanidade, ou melhor, constitui-se agora uma nova humanidade gerada para uma nova esperança, a ressurreição.

O sepulcro está vazio ainda hoje, e este é o sentido de muitos irem a Jerusalém em peregrinação, e lá dizer em comunhão com toda a cristandade: “Ele não está aqui!”. Ao sepulcro iremos todos nós, mas apenas Cristo venceu a morte, e este sinal vemos por meio do sepulcro vazio. Devemos então entrar no sepulcro vazio, para viver uma vida livre, ressuscitada, entrar no sepulcro vazio do nosso coração, e lá encontrarmos a ressurreição, lá nos libertar com a luz de Cristo de todos os nossos medos, e lá dentro escutar a voz do Senhor que nos diz: “Coragem não tenhais medo eu vos precedo!”. Escutar a voz do Senhor que nos chama ao abandono em suas mãos, a confiar.

Sabemos que não basta dizer que o sepulcro é vazio, é necessário fazer a experiência da ressurreição e do ressuscitado em nossa vida, é necessário fazer o caminho para encontrarmo-lo. Mas o encontro com o ressuscitado não é algo difícil, se fosse o Senhor não teria nos deixado esta possibilidade, porque ele por primeiro sabe que nós somos especialistas em complicar as coisas. 

Encontrar com o ressuscitado quer dizer ressuscitar também, ver a vida com outros olhos, com positividade, com amor, como um dom, para ser bem vivido. Se você se encontra com uma tocha de fogo, você se queima, se você se encontra em um rio de água, você se molha, se você se encontra com Cristo, você deve também ressuscitar para uma nova vida, porque você recebe o dom do Espírito.

É belo notar nos Evangelhos que nem todos reconhecem o Senhor ressuscitado, embora o discípulo amado João, o reconheceu ressuscitado no lago de Tiberiades, mas porque o reconheceu? Porque o amava, e quem ama O encontra sempre! Basta pouco para interpretar os sinais que ele nos dá. A fé é então ver, é olhar com amor, e por consequência, entender. Para quem ama basta ver um sinal e nele encontrar a pessoa amada, assim o elemento fundamental para entender a ressurreição, como também para entender uma pessoa é amar. Quem ama entende, quem ama se doa, quem ama se entrega, quem ama faz sacrifício, quem ama caminha na fidelidade e na esperança.

Muitas vezes, somos assolados por tantos medos, nos sentimos sozinhos, pode até ser que você que está lendo este artigo, se sinta abandonado por Deus, fraco, sem vontade de viver, ou até mesmo com vontade de tirar a sua própria vida, sem forças para caminhar, se sentindo morto espiritualmente, e eu te digo, o senhor ressuscitou e quer te ressuscitar!

Todos os sentimentos negativos interiores trazem uma grande frustração e depressão, nos bloqueiam, nos fazer ter medo, nos tiram a coragem até para recomeçar um novo caminho, como se tudo estivesse perdido, mas a ultima palavra é a de Deus em nossas vidas, embora muitas vezes estamos presos e fechados em nós mesmo e para o mundo, mas o Senhor da mesma forma que veio para os seus discípulos amedrontados, hoje vem para nós dizendo: A paz esteja convosco!

Irmãos, não quero fazer tanta reflexão teológico sobre o medo e a esperança da ressurreição, mas quero apenas terminar esta reflexão dizendo que se desejamos viver a vida de ressuscitados, o caminho é apenas um: “amar”, a Deus para amar os irmãos. A vida nova é amar os irmãos, pois quem ama, vive já a vida da ressurreição, pois o amor arranca do coração todo o temor.

Feliz Páscoa!!!! O Senhor Ressuscitado está a nossa frente! Nolite Temere!
Pe. Fernando Tadeu Barduzzi Tavares
Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by