CATEQUESE SOBRE A CONFIÇÃO II

sábado, 28 de março de 2015


“QUERIDOS FILHOS:

CONVIDO-OS A ABRIREM AS PORTAS DE SEUS CORAÇÕES A JESUS, COMO A FLOR SE ABRE AO SOL. JESUS DESEJA PLENIFICAR OS SEUS CORAÇÕES DE PAZ E ALEGRIA. VOCÊS, FILHINHOS, NÃO PODEM CONSEGUIR A PAZ, SE NÃO ESTIVEREM  EM PAZ COM JESUS; POR ISSO, FILHINHOS, REZEM PARA TEREM A FORÇA DE FAZER O QUE EU LHES DIGO. EU ESTOU COM VOCÊS E OS AMO.”
MENSAGEM DE 25/01/95

Sabemos que conversão é mudança de RUMO, e sem dúvida é uma experiência religiosa, é um chamado, é também um dom de Deus, o qual ama e quer dar a vida, e vida em abundância. Mas, não é possível haver uma verdadeira conversão se não temos consciência do nosso pecado e se não o assumimos como erro.

O amor misericordioso do Pai é sem dúvida o Seu perdão oferecido, pois  Deus ama seu povo, protege-o e quer salvá-lo sempre. Desde o Antigo Testamento vemos que Deus eleva o Seu povo, faz aliança com ele, se revela e se manifesta através dos profetas, dos salmos, dos acontecimentos e etc. Faz de tudo para mostrar-se ao homem.

O chamado de Deus, é sempre um chamado de Paz, é Shalon, que deriva do verbo 'Shalam', que significa reunir as partes divididas, é ser um com Deus, e isto está no coração de cada homem.  Cada pessoa busca a felicidade, o amor, a paz, mas estas só se encontram plenamente em Deus. Por isso, podemos concluir que a base antropológica é esta busca infinita de Deus, a qual muitos buscam de modos muitas vezes errados. Contudo, é Deus que mesmo diante do erro, vem em busca do homem, vem encontrá-lo por primeiro para salvá-lo.

Pelo profeta Isaías, Deus deu um oráculo, uma mensagem dizendo que: 

“Mesmo que uma mãe abandonasse o seu filhinho de colo, Eu jamais o abandonaria”.

Deus nunca abandona o homem, mesmo quando este está no pecado. Deus o ama e sente as Suas entranhas arderem de amor por esta alma que está se perdendo. Mesmo sendo Deus Todo Poderoso, não pode fazer nada se o homem não se abre ao Seu amor, pois Ele deu a cada homem a liberdade de escolha.

Deus se revela, fala pelos profetas, enfim, faz a Sua parte para salvar o homem, age como pai que possui o coração de mãe, de modo que tenta de todas as maneiras quebrar a dureza do coração humano, ama até o fim. O problema é que não conseguimos responder à altura. 

Deus nos ama, e nós retribuímos a este amor nem sempre com uma resposta de amor, mas com o pecado o qual abala a nossa vida e todas as estruturas da humanidade. Um exemplo disso é o pecado de Adão e Eva, que nos mostra a evidência do caos no mundo, tudo porque quiserem tomar o lugar de Deus.

Muitas vezes nos achamos bons só porque não matamos, não roubamos, e não adulteramos, mas o sentido bíblico nos mostra que o pecado é tudo aquilo que vai contra a Vontade de Deus, é uma infidelidade ao Deus fiel. Servir a Deus não é 'brincadeirinha', na qual ajo como quero, mas é ser obediente a Seus preceitos, é possuir uma conduta reta, não por obrigação, mas por amor, dando uma resposta de amor Àquele que me amou por primeiro.

O povo no Antigo Testamento, quando pecava, fazia práticas externas de penitência, como Davi que jejuou, jogou pó na cabeça, ficou prostrado e etc. Mas tudo isto só é valido se o penitente possui um coração contrito, se não é 'teatro barato'. 

Devemos ter a consciência que confissão, é sobretudo querer se reconciliar com Deus, sabendo que pecamos e que este pecado trará conseqüências, a mim, a minha família, a minha comunidade, ao mundo. Confessar o pecado é abrir-se à esperança e é por isso que Deus anuncia “tirarei do vosso peito este coração de Pedra e colocarei um coração novo, de Carne!”. Porém, esta renovação é obra da graça de Deus. Confessar-se é dar o primeiro passo para a mudança de vida, é mostrar para Deus concretamente que não quero ser igual, para que Ele possa me curar e fazer de mim um novo homem.

Maria nos pede a confissão, não como um costume, mas como um caminho de retorno a Deus, um caminho de salvação, de vida, assim somos chamados a escolher a vida. No livro do Deuteronômio está escrito: 

“coloco diante de ti a vida e a morte ( o bem e o mal ), mas te digo, escolhe hoje a vida, para não pereceres”.

Maria diz em Suas mensagens que já podemos viver as alegrias do reino aqui na terra, não em plenitude, mas em participação, desde que nos convertamos e coloquemos Deus como o centro de nossas vidas. João Batista gritava: 

“O reino de Deus está próximo, convertei-vos”.

 Aqui é importante que nós como Grupo de Oração, reflitamos como estamos caminhando, e por isso faço algumas reflexões para que cada um medite no seu coração.

Sabemos que Maria fez a cada um de nós este chamado particular querendo nos dar o dom da Santidade, mas como estamos caminhando?

Será que estamos jogando fora esta grande oportunidade que Maria nos dá, na qual Ela mesma busca nos formar, introduzindo-nos nesta escola de oração e Santidade? 

Como está o nosso processo de conversão? 

Ele é diário com pequenas renúncias, com atos concretos de caridade ou é só aparente?

Estou jogando as pérolas (os dons que Deus me dá para caminhar em Santidade) aos porcos?

Ou estou fazendo memória, riqueza destes dons, colocando-os em prática?

Não desanimem, é aí, quando tudo está difícil que o milagre pode acontecer, pois é na fraqueza que se manifesta a força. Não desanimem, obedeçam a Maria, as Suas mensagem e abandonem-se totalmente a Ela. Sem dúvida alguma Ela está presente em cada Grupo de Oração, em cada momento no qual rezamos o terço e adoramos a Jesus, Maria está com as mãos postas sobre as nossas cabeças neste momento, está nos abençoando, dizendo dentro do nosso coração: 

“Filho você é importante para mim, você faz parte do meu projeto de salvação para a humanidade, fui eu quem te escolhi e que te dei uma missão especial de ser amor e paz onde existe o ódio e o sofrimento. Desejo guiá-lo rumo a Deus, puxá-lo pela mão quando não souber por onde caminhar, levá-lo no colo quando não tiver  força para caminhar. Amo você com o meu amor materno, pois você é precioso para mim! Abandone-se a mim, viva as Minhas mensagens e deixe-Me conduzi-lo, não lamente-se do hoje, não viva preso ao passado, tenha fé, esperança, confie em mim, confie no Senhor!”

“Por Intercessão da Toda Santa e Toda Pura, a Bem-Aventurada  e Sempre Virgem Maria Rainha da Paz, abençoe-vos o Deus Todo-Poderoso e Misericordioso: "Em nome do Pai  e do Filho e do Espírito Santo. Amém!”

PERMANECEI NA PAZ E CAMINHAI SEMPRE NELA!
PADRE FERNANDO TADEU 
Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by