A SANTA MISSA SOB O OLHAR DA VIRGEM MARIA - Liturgia diária , 06 de julho de 2014

sábado, 5 de julho de 2014

Foto antiga de um grupo de sacerdotes e bispos , com a imagem da Virgem Maria ao fundo
A SANTA MISSA SOB O OLHAR DA VIRGEM MARIA
Quem observar estes preceitos viverá por eles (Lv 18, 5)
 
Caríssimos amigos sacerdotes, para sermos um sacerdote segundo o coração do próprio Cristo, não é tão difícil como tantos pensam ser. Claro, que é preciso renunciar-se a si mesmo como Jesus pediu! E isso significa esquecer o EU, para ser em Deus.  Mas Ele aprecia a simplicidade de cada um, nossa maneira própria de ser e de agir, porém ao sermos chamados para o Serviço da Autoridade Sacerdotal, devemos vivenciar com o máximo de amor e fé aquilo que celebramos. Se a Santa Missa é o Sacrifício Propiciatório, o centro da nossa vida cristã, então nós deveríamos ser profissionais na virtude heroica de cumprir com fidelidade e amor este Santo Ofício, pondo ali nossa vida, nossa alma, todo o nosso coração. Proponho assim algumas observações para vivermos segundo o coração amoroso de Deus, servindo no Altar com verdadeira dignidade sacerdotal
 
1-Precisamos, em primeiro lugar, sermos homens que temem a Deus e que vivem o que de fato pregamos. Assim sendo, precisamos viver sempre em Estado de Graça, não celebrar a Santa Missa sem antes nos purificarmos e se santificarmos pelo Sacramento da Confissão, para que o Sacramento da Eucaristia não nos seja sacrílego e condenatório, ainda que válido. Sermos mais assíduos a este Santo Sacramento, que é um encontro frequente com Aquele que é a Misericórdia Infinita. Para os que a suplicam humildemente! Aliás, todo o povo deve ser preparado pelo sacerdote, para sempre estar em estado de graça
 
2-Antes de subir ao Altar para o Santo Sacrifício, devemos ter carinho e perfeita obediência ao Santo Magistério da Igreja que sempre nos exorta a nos vestirmos de Cristo – sacerdote por excelência – e para isso, precisamos aceitar e respeitar tudo o que é sagrado na liturgia, a começar pelas Sagradas Vestes. Precisamos nos vestir de Cristo e não segundo a moda do mundo, as vestes sacerdotais são uma das exigências do Magistério da Igreja e, portanto, do agrado de Deus, que seja de fato conforme nos ordenam vestir. O celebrante deve usar sempre Alvas brancas, estola e casula liturgicamente corretas, evitando, portanto, as casulas modernas com cores do arco-íris, “Aquarelas do Brasil”, cores do time de futebol... Isso ofende muito o nosso Senhor, que foi despojado de suas sagradas vestes, e por isso nós devemos nos vestir liturgicamente correto e com muito zelo, para repararmos este ato doloroso da Sua Santa Paixão
 
3-Ao subir no Altar, precisamos externar todo nosso zelo interior para com o Cristo que novamente se imola na Cruz, fazendo a genuflexão correta e sem pressa diante do Sacrário, e reverência diante da Santa Cruz e das sagradas imagens e beijar com reverência e amor o Santo Altar, lugar do Sacrifício e da manifestação de Deus. Nós sacerdotes precisamos ter um carinho e zelo especial pelo Altar. De fato, conforme o Magistério da Santa Igreja nos exorta, não basta amar, é preciso demonstrar, provar este amor, ou seja, externar, tornar isso visível, para que os outros vendo estas boas obras glorifiquem o Pai. Para isso, na Santa Missa devemos seguir fielmente o Rito Sagrado, sem inventar, sem criar, sem introduzir coisas que a desvirtuem. A Santa Missa deve ser um mergulho profundo no interior da alma, padres e leigos, sem palmas, abraços, agitações e danças.  Santa Missa não é um show, é um Sacrifício. Se misteriosamente há uma Vítima sendo crucificada, como se pode aplaudir?
 
4-Devemos lembrar que Nossa Senhora acompanha cada sacerdote ao Altar, sempre no lado direito. Ela observa cada gesto sacerdotal e se emociona ao notar o grau de amor que se desprende do sacerdote pelo Sagrado Mistério. Por isso, amigo sacerdote, precisamos realizar cada gesto litúrgico com muita serenidade, simplicidade e amor. Devemos ter em mente apenas a presença de Deus, de Sua Santíssima Mãe e de todo o Céu nesta hora suprema, e não se preocupar com as pessoas presentes, pois a Santa Missa é o Sacrifício de Cristo – Jesus é a Missa, é a Eucaristia – que se oferece ao Pai pela salvação das Almas, vivos e falecidos. Nenhum sacerdote deve ter vergonha de externar seu amor e seu zelo pela Santa Liturgia, nem jamais transgredir os atos litúrgicos, caso contrário, Jesus se envergonhará dele diante de Seu Pai e seus Anjos
 
5-Nossa Senhora também está atenta e ouvindo a nossa Homilia, afinal, cada fiel tem direito de ouvir as Verdades Divinas e o sacerdote tem a obrigação de expor com precisão as verdades do Evangelho e do Magistério da Igreja. Não as suas! Por isso, devemos ser fiéis e anunciar o que recebemos e tudo aquilo que nós cremos e vivemos. Em nossos sermões devemos usar de linguagem ponderada e piedosa (cf. Sl 11, 7 e 17, 31), mas firme e segura, para utilidade e edificação do povo, a quem devemos anunciar os Novíssimos, denunciar os vícios e pregar as virtudes, lembrar o castigo e propor a glória, com brevidade, porque o Senhor, na Terra, usou de palavra breve (cf. Rm 9, 8). Para isso a preparação das homilias é fundamental!
 
6-No ofertório, devemos direcionar a nossa atenção para este grande mistério de Deus ao deitar o vinho no cálice, que representa a Igreja, Santa e Santificadora. Abençoamos a água antes de deitar uma gota no cálice com vinho, pois ela representa a humanidade, a cada um de nós, as nossas lágrimas, somos santos e pecadores e necessitamos da Igreja para nos santificarmos é neste exato momento que nossos pecados veniais são remidos.  Devemos notar, caríssimo sacerdote, uma chamada de atenção nas rubricas, antes de pronunciar as sagradas palavras: “inclinando-se levemente”,  isto é, para frente e não para cima ou para trás, como muitos fazem arrogantemente. E ao elevar o precioso Corpo do Senhor, após a consagração, usar as duas mãos e jamais uma só e mesmo que esteja usando um microfone em uma das mãos, abandonai-o ao lado, para elevar o Corpo do Senhor com dignidade e zelo total.  Saiba, amigo sacerdote, que neste sagrado momento, a Santíssima Virgem assim como todo o Céu estão de joelhos em profunda adoração diante deste grande Mistério de Amor
 
7-Na sagrada Comunhão, é importante, tomar o cuidado de não permitir que Nosso Senhor seja novamente ofendido e crucificado com as comunhões sacrílegas, por isso deve ser avisado que somente se aproxime quem estiver preparado, em Estado de Graça e com a Confissão em dia poderá comungar. Basta uma breve exortação. Obedientes aos Documentos da Igreja, nada façamos do que não nos é permitido, por exemplo, deixando o povo tomar sozinho a Comunhão.  Jamais deixar Jesus abandonado no Altar, e ao nosso Rei e Senhor nunca se dê as costas. Lembremos irmãos, meus sacerdotes, o que dizia São Francisco de Assis que, está escrito na lei de Moisés que quem a transgredia, nem que fosse só em coisas exteriores, morria sem dó por sentença do Senhor. “Quanto maior e mais terrível castigo merece padecer aquele que pisa aos pés o Filho de Deus e tem em conta de profano o sangue pelo qual foi santificado, e insulta a graça do Espírito” (Hb 10, 28-29). Pois quando o homem, segundo diz o Apóstolo, não discernindo de outros alimentos e obras o santo pão de Cristo, o come indignamente ou, sendo digno, o come sem o reto espírito e sem atitude inconveniente, profana e calca aos pés o Cordeiro de Deus. Porquanto, diz o Senhor pelo Profeta: “Maldito aquele que faz com negligência a obra do Senhor” (Jr 48, 10) e condena na verdade os sacerdotes que não quiserem tomar a peito, dizendo: “Amaldiçoarei as vossas bênçãos!” (Ml 2, 2)
 
8-Consideremos a nossa dignidade, irmãos sacerdotes, pois Deus assim nos pede: “sede santos porque Eu Sou Santo” (Lev 11, 44). E assim como o Senhor Deus vos honrou acima de todos os homens, por causa deste Mistério, assim também nós, mais do que todos, devemos amar e reverenciar, honrar e adorar este mesmo Deus. É uma grande desgraça e uma lamentável fraqueza se nós, tendo-O assim presente, ainda nos preocupemos com qualquer outra coisa deste mundo.  É São Francisco de Assis quem assim exorta a nós sacerdotes: Pasme o homem todo, estremeça a Terra inteira, rejubile o céu em altas vozes quando, sobre o Altar, estiver nas mãos do sacerdote o Cristo Filho do Deus vivo. Ó grandeza maravilhosa, ó admirável condescendência! Ó humildade sublime, ó humilde sublimidade! O Senhor do Universo, Deus e Filho de Deus, se humilha a ponto de Se esconder, para nosso bem, na modesta aparência de pão. Percebamos, irmãos, a humildade de Deus! Derramemos ante Ele os nossos corações (Sl 61, 9). Humilhemo-nos para que Ele nos exalte (1 Pd 5, 6). Portanto, nada devemos reter para nós mesmos, para que as centelhas do nosso amor transformem nossas comunidades pela abundância de graças sobre elas derramadas
 
9-Por isso, após a Comunhão, sempre é bom acompanhar Nosso Senhor enquanto Ele se retira para o Tabernáculo e junto com os ministros, que Jesus seja adorado, com uma profunda genuflexão antes de fechar o Sacrário. Somente após o Senhor Se retirar, será conveniente purificar os vasos sagrados e fazer uma breve ação de graças com um respeitoso silêncio. Neste momento deveriam cessar os cantos e os instrumentos, para que cada um pudesse adorar nosso Deus, presente em cada um
10-Muito importante é a exortação final, e a preciosa bênção sacerdotal. Muitos de nós sacerdotes não fazemos nem ideia da força e da importância desta bênção e de todas as nossas bênçãos. Há sacerdotes que se negam a dar sua mão para que os leigos a beijem em sinal de respeito. Quando beijam Jesus! Porque se trata, ainda e sempre, do Próprio Deus abençoando o povo, e a tudo aquilo que mencionarmos ali
 
Enfim o povo deve ser instruído a nunca sair da Igreja antes do Sacerdote, para que assim se complete do início ao fim da Santa Missa, o tremendo mistério do Amor do nosso Deus
 
Trecho do Livro " Sacerdotes! Estamos no caminho certo?
Arnaldo Haas e muitos Sacerdotes
 
 







LITURGIA DO DIA 06 DE JULHO DE 2014
PRIMEIRA LEITURA (ZC 9,9-10)
 
Leitura da Profecia de Zacarias - Assim diz o Senhor - 9“Exulta, cidade de Sião! Rejubila, cidade de Jerusalém! Eis que vem teu rei ao teu encontro; ele é justo, ele salva; é humilde e vem montado num jumento, um potro, cria da jumenta. 10Eliminará os carros de Efraim, os cavalos de Jerusalém; ele quebrará o arco de guerreiro, anunciará a paz às nações. Seu domínio se estenderá de um mar a outro mar, e desde o rio até os confins da terra” - Palavra do Senhor
 
SALMO RESPONSORIAL (SL 144)
 
Bendirei, eternamente, vosso nome, ó Senhor!
 
 — Ó meu Deus, quero exaltar-vos, ó meu Rei,/ e bendizer o vosso nome pelos séculos./ Todos os dias haverei de bendizer-vos,/ hei de louvar o vosso nome para sempre
 
— Misericórdia e piedade é o Senhor,/ ele é amor, é paciência, é compaixão./ O Senhor é muito bom para com todos,/ sua ternura abraça toda criatura
 
— Que vossas obras, ó Senhor, vos glorifiquem,/ e os vossos santos com louvores vos bendigam!/ Narrem a glória e o esplendor do vosso reino/ e saibam proclamar vosso poder!
 
— O Senhor é amor fiel em sua palavra,/ é santidade em toda obra que ele faz./ Ele sustenta todo aquele que vacila/ e levanta todo aquele que tombou
 
SEGUNDA LEITURA (RM 8,9.11-13)
 
Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos – Irmãos - 9Vós não viveis segundo a carne, mas segundo o espírito, se realmente o Espírito de Deus mora em vós. Se alguém não tem o Espírito de Cristo, não pertence a Cristo.11E, se o Espírito daquele que ressuscitou Jesus dentre os mortos mora em vós, então aquele que ressuscitou Jesus Cristo dentre os mortos vivificará também vossos corpos mortais por meio do seu Espírito que mora em vós.12Portanto, irmãos, temos uma dívida, mas não para com a carne, para vivermos segundo a carne. 13Pois, se viverdes segundo a carne, morrereis, mas se, pelo espírito, matardes o procedimento carnal, então vivereis - Palavra do Senhor
 
EVANGELHO (MT 11,25-30)
 
PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus - Naquele tempo, Jesus pôs-se a dizer: 25“Eu te louvo, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste estas coisas aos sábios e entendidos e as revelaste aos pequeninos. 26Sim, Pai, porque assim foi do teu agrado.27Tudo me foi entregue por meu Pai, e ninguém conhece o Filho, senão o Pai, e ninguém conhece o Pai, senão o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar.28Vinde a mim, todos vós que estais cansados e fatigados sob o peso dos vossos fardos, e eu vos darei descanso. 29Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração, e vós encontrareis descanso. 30Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve - Palavra da Salvação
 
 
 
Mensagem extraordinária de Nossa Senhora em 28/12/2012 para o vidente Ivan - “Queridos filhos, também hoje Eu desejo convidá-los para a alegria, os chamo novamente para a alegria. Ao mesmo tempo, os convido à responsabilidade. Queridos filhos, acolham responsavelmente as Minhas mensagens e vivam as Minhas mensagens porque, vivendo as Minhas mensagens desejo conduzi-los ao Meu Filho. Em todos estes anos nos quais estou junto de vocês, o Meu dedo está apontado em direção ao Meu Filho, em direção a Jesus, porque desejo conduzi-los todos até Ele. Por isto, também nos próximos dias, que a sua pergunta seja - Eu coloco a vocês esta pergunta: “Que coisa eu posso fazer para que o meu coração esteja mais próximo de Jesus ?” Que esta pergunta os guie. Digam a vocês mesmos: “Que coisa devo deixar para trás? Que coisa devo recusar (rejeitar), para que o meu coração seja mais próximo ao de Jesus ?” Rezem, queridos filhos ! Eu rezarei por todos vocês, a fim de que a resposta nos seus corações seja: “Sim, desejo estar mais próximo a Jesus!” Obrigada, queridos filhos, porque também hoje responderam ao Meu chamado e Me disseram sim”Mensagem de Nossa Senhora em Medjugorje
 
 
Santa Maria GorettiA IGREJA CELEBRA HOJE , SANTA MARIA GORETTI, VIRGEM E MÁRTIR - A Igreja, neste dia, celebra a virgem e mártir que encantou e continua enriquecendo os cristãos com seu testemunho de “sim” a Deus e “não” ao pecado. Nascida em Corinaldo, centro da Itália, era de família pobre, numerosa e camponesa, mas muito temente a Deus.Com a morte do pai, Maria Goretti, com os seus, foram morar num local perto de Roma, sob o mesmo teto de uma família composta por um pai viúvo e dois filhos, sendo um deles Alexandre. Aconteceu que este jovem por várias vezes tentou seduzir Goretti, que ficava em casa para cuidar dos irmãozinhos. E por ser uma menina temente a Deus, sua resposta era cheia de maturidade: “Não, não, Deus não quer; é pecado!”Santa Maria Goretti, certa vez, estava em casa e em oração, por isso quando o jovem, que era de maior estatura e idade, tentou novamente seduzi-la, Goretti resistiu com mais um grande não. A resposta de Alexandre foram 14 facadas, enquanto da parte de Goretti, percebemos a santidade, na confidência à sua mãe: “Sim, o perdôo… Lá no céu, rogarei para que ele se arrependa… Quero que ele esteja junto comigo na glória eterna”.O martírio desta adolescente, de apenas 12 anos, foi a causa da conversão do jovem assassino, que depois de sair da cadeia esteve com as 400 mil pessoas, na Praça de São Pedro, na ocasião da canonização dessa santa, e ao lado da mãe dela, que o perdoou também.Santa Maria Goretti manteve-se pura e santa por causa do seu amor a Deus, por isso na glória reina com Cristo. Santa Maria Goretti, rogai por nós!

 


Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by