Jejuar é abraçar a cruz

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014


Queridos irmãos, queridas irmãs, a paz! Para você, o que significa a palavra “jejum”? Padre Jozo Zovko tece uma linda reflexão sobre este pedido de Nossa Senhora, que faz parte das famosas “cinco pedrinhas” de Medjugorje, e nos fala também sobre o significado da cruz. 

“Nossa Senhora vos chamou, Ela te chamou a Medjugorje e quer que tu penses em teu íntimo: Eu não estou aqui por acaso, a minha presença aqui tem um grande propósito.
Então, é importante que tu te perguntes: o que quer Nossa Senhora de mim? Tu tens que saber que Ela te chama, que Ela fala contigo. 
Eis que eu lhes digo que, em Medjugorje, Nossa Senhora fala, Ela está presente e vive em Medjugorje e aqui, agora, tu podes crer nos sacerdotes, nos homens, nas mulheres, nos jovens. 
Crer significa seguir e viver sem medo o chamado, como fizeram os 72 frades  que, no dia 7 fevereiro de 1945, num santuário perto daqui, em uma hora foram assassinados e testemunharam sua escolha e sua fé. 
Em Medjugorje, Nossa Senhora Se aproximou do mundo: aqueles que vêm aqui sentem-se parte de uma mesma família. Cada um diz: a minha mãe está aqui,  os frutos da sua presença estão diante de mim. 
Ela, neste lugar pobre e humilde, conseguiu reunir o mundo inteiro e todos se sentem bem, nos sentimos em casa. 
Bem, assim como São João falou acerca de Jesus, não é possível escrever num único livro e nem mesmo em muitos, muitos livros, aquilo que Nossa Senhora tem feito e dito em Medjugorje.
Ela fala a cada um que vem aqui, e cada um pode tornar-se mensagem, vidente, testemunha. 
Mas o que Nossa Senhora quer de ti? Ela quer destruir as tuas máscaras, libertar-te da tua vida superficial para te dar um novo coração que ama, que é cristão.
Por isso nos convida a fazer o jejum.
O jejum não tira nada de ti, mas liberta a tua pessoa, liberta o teu amor, liberta a paz em ti, te liberta do medo. 
Ainda me lembro da surpresa dos primeiros dias, quando Nossa Senhora disse: ‘Jejuem, porque Satanás está em vocês e em suas famílias’. O objetivo de Nossa Senhora é destruir o nosso egoísmo. 
O Evangelho não é uma coisa particular, mas um presente para ti e para toda a Igreja. Um santo não vive para si mesmo, não é santo para si mesmo apenas. Também uma maçã: é uma fruta e sua finalidade é ser comida, consumida. 
A Igreja existe para a ressurreição e a Virgem deseja realizar isso. Por isso, Ela disse: ‘Jejuem e Satanás será afastado de Medjugorje’. Muitos apresentam várias desculpas: ‘Eu não sinto que deva jejuar’. 
Na verdade, a publicidade convida até mesmo as famílias cristãs ao consumismo, e assim o jejum é posto de lado. 
Na primeira quarta-feira de julho, após o início das aparições, todas as pessoas de Medjugorje convocadas à igreja disseram sim, com alegria, ao pedido de Nossa Senhora para jejuar durante quatro dias a pão e água. O jejum não destrói, mas constrói a alegria, constrói o que é divino em nós. 
Uma família verdadeiramente cristã não se deixa condicionar pela publicidade e pelo consumismo: sabe qual o carro que lhe serve, qual a roupa adequada, o alimento correto. Nossa Senhora disse: “Leiam a Bíblia e vocês saberão tudo”. 
Então, eis que se faz jejum de pensamentos, se faz jejum da própria vontade e dos próprios projetos, para que se fique atento em descobrir a vontade e o projeto de Deus, chegando a negar a própria vontade para afirmar a vontade de Deus.
Fazer jejum significa dizer não à sua própria Torre de Babel. 
Deus e Nossa Senhora não podem ajudar-te a construir a tua Torre de Babel, a dos teus projetos. Eles vão ajudar-te se tu Lhes pedires para ser capaz de fazer a vontade do Pai.  Jejuar significa negar-se a si mesmo todos os dias, ver no rosto dos outros o rosto de Jesus, olhar para o mundo com o coração, como verdadeiro cristão. 
Jejua-se mudando as lentes dos próprios olhos; jejua-se refreando-se as palavras e não com críticas, porque nós cristãos somos chamados a construir; jejua-se com as roupas; à mesa jejua-se com a comida; jejua-se com o comportamento; jejua-se em todos os campos de atividade da vida. O jejum não significa destruir a minha vida, mas libertar a minha pessoa na dimensão da paz e do amor, libertar-me do ódio e do medo. 
Enganam-se os que pensam que jejuar significa apenas não comer. O verdadeiro jejum é colocar-se na disposição de servir os outros. 
Nossa Senhora nas mensagens nos pede para abraçar e carregar a cruz.
Cada um de nós tem a sua cruz. A evolução da sociedade nos leva a esconder e a esquecer da cruz, e, no entanto, não existe vida cristã sem a cruz; não há, não existe história da salvação sem a cruz. Ela é o centro, a raiz da fé e da Igreja. 
Quando Jesus abraçou a Sua cruz, ela deixou de ser condenação, mas tornou-se salvação, paz, luz, força que atrai a si os homens. Jesus diz no Evangelho de João: ‘E eu, quando for levantado da terra, atrairei todos a mim’. Então nós temos que elevar o nosso sofrimento: a tua fraqueza, o teu sofrimento, o teu desentendimento familiar não devem ser descartados, mas elevados. 
Nossa Senhora também nos diz: abraça a cruz. 
No entanto, cada vez mais nós não sabemos carregar a cruz. Eis que todos nós viemos a Medjugorje para abraçar de novo a cruz, porque vir a Medjugorje significa colocar Jesus em primeiro lugar nos nossos corações, seguir e amar Jesus.
Não podemos servir a dois senhores, mas apenas a um, diz o Evangelho. Depois, joguem fora tudo, a mentalidade e as práticas que não servem, que não estão certas. Deixem todos os seus ídolos aqui e sigam o caminho de Jesus. Deixem tudo e, assim como Nossa Senhora, pronunciem o seu ‘fiat’. 
Jesus não pode agir em nós sem a Igreja que nos deixou: Ele casou-Se com a igreja e não quer divorciar-Se dela. 

Nós somos importantes para Ele e Ele nos disse o que devemos fazer; repete há muitos anos através de Nossa Senhora em Medjugorje: rezar com o coração, jejuar, ler a Bíblia, confessar-se mensalmente, viver a Missa.

Agir assim significa abraçar a igreja, de modo a portar os frutos da paz, da alegria, do amor, da santidade e da vida cristã. Nós somos grandes quando somos obedientes a Jesus, diante de Quem agora nos colocamos em silêncio, para escutá-Lo com o coração. 
                                                           Padre Jozo Zovko

Fonte: Medjugorje Una testimonianza Catechesi di padre Jozo Zovko
Traduzido do italiano para o português por Tania
Compartilhe este artigo, evangelize! :

Um comentário:

  1. muito bom, espero que outras pessoas tenha a mesma oportunidade que eu tive de Ler este artigo tão importante.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by