O REINO DIVIDIDO DAS SEITAS - LITURGIA DIÁRIA , 07 DE JANEIRO DE 2013

terça-feira, 7 de janeiro de 2014



O REINO DIVIDIDO DAS SEITAS

EU LHES DIGO QUE O PROTESTANTISMO NÃO É CRISTIANISMO PURO, NEM CRISTIANISMO DE ESPÉCIE ALGUMA; É PSEUDO CRISTIANISMO, UM CRISTIANISMO FALSO. NEM SEQUER TEM OS PROTESTANTES DIREITO DE SE CHAMAREM CRISTÃOS” - PADRE AMANDO ADRIANO LOCHU


De Lutero saiu a seita protestante, com suas mil ramificações, divisões e subdivisões de protestantes luteranos, calvinistas, evangelistas, batistas, sabatistas, presbiterianos, uns tão perversos como os outros. Lutero foi o pai da ninhada  ou melhor, o vovô, pois os seus filhos encarregaram-se de multiplicar os filhotes . O mundo dividiu-se em duas partes: a parte católica, unida, coesa, firme, invariável; a parte protestante, composta da podridão moral do mundo

Quem era incapaz de ser católico, tornava-se protestante ; mas, como a verdade é uma só, e os erros numerosos, tais protestantes dividiram-se em centenas de seitas errôneas. Lutero foi o pai dos luteranos, Calvino dos calvinistas, Zwínglio dos huguenotes, Henrique VIII dos anglicanos, João Huss dos hussitas, Knox dos presbiterianos, etc. etc., tantas opiniões quantas cabeças havia. Pelos frutos se conhece a árvore, disse o divino mestre (Mt 7,16). O fruto do protestantismo é a divisão, a desunião, a fragmentação, o protesto... e tudo isso é negativo . Ora, a religião não pode ser uma negação, deve ser uma afirmação. O protestantismo só sabe negar o que a Igreja Católica afirma, de modo que sua religião é a negação do catolicismo; nada mais . São Paulo escrevendo a Timóteo, indica muito bem essa disposição de espírito : “Roguei-te de ficares em Éfeso, para notificar a alguns que não ensinassem de outra maneira, e não se dessem a fábulas e genealogias intermináveis, as quais servem mais, para brigas do que a edificação de Deus, que se funda na fé... Aberrando das quais, alguns se entregaram a discursos vãos; querendo ser doutores da lei, sem entenderem, nem o que dizem, nem as coisas de que fazem afirmação (1 Tim 1,3-8)”. Eis bem a imagem dos falsos pastores protestantes. São ignorantes ou são perversos. Ignorantes, porque deviam estudar o catolicismo tal como é, e não tal qual lhe são apresentados por escritos protestantes caluniosos.; perversos, porque fazem do pastorato um meio de exploração, perdendo as almas e proclamando-se doutores da lei

MULTIPLICAÇÃO DAS SEITAS : Mal Lutero congregara na Alemanha um manípulo de sequazes sob a sua bandeira, e eis que Zwínglio, na Suíça, a rufo de caixa, levanta outra seita, enquanto Calvino, na França, recruta nova seita, inimiga da Igreja e de seus irmãos protestantes mais velhos. A Inglaterra, por sua vez, julga-se com direito de inovação; Henrique VIII, enforcando as suas "esposas", para recomeçar a comédia, funda o Anglicanismo. Cada seita protestante pretende possuir o evangelho puro, odiando-se umas às outras, e só tendo um traço comum: o ódio à verdade católica . Luteranismo, calvinismo, zwinglianismo e anglicanismo, quatro nomes, quatro partidos e quatro facções apoiados todos sobre a Bíblia, é claro (dizem eles), é a palavra de Deus, é a base de sua seita, e com isso professam doutrinas completamente opostas

Donde vem tal balbúrdia e tal divergência? Unicamente da falta de verdade. Afastaram-se da verdade única e foram caindo nos mil erros que cercam essa verdade. Em cada uma dessas grandes secções pululam as seitas menores. Anabatistas, antinomistas, socinianos, episcopalianos, presbiterianos, digladiam-se em todos os países protestantes. Daí por diante, cada século viu surgir dezenas e centenas de novas facções. Qualquer cabeça desequilibrada, fanática ou histérica que se sentia com vigor de rasgar novos horizontes religiosos à humanidade, reunia adeptos, construía um barracão, e fundava uma igrejola, até hoje é assim. Em cada seita as confissões de fé se sucedem como a folha de uma árvore! Ninguém mais pensa em uma Igreja verdadeira... o erro está em toda parte... e cada seita não passa de um clube de futebol. Os americanos deixaram o título de “igreja”, para adotar o nome de denominação evangélica. E há gente que toma isso à sério, tem que ter muita coragem

DESPEDAÇAMENTO : Como é possível tomar a sério a Bíblia protestante, desde que faz multiplicar o número das seitas, assim como as línguas na confusão de Babel? Milhares de Babéis em lugar da unidade mundial do catolicismo! Quando o protestantismo surgiu, sofreu imediatamente as maiores confusões bíblicas, e produziu a geena das contínuas digladiações das primeiras seitas. E de reencontro em reencontro vão se despedaçando as seitas mais novas em seitinhas novíssimas. Quem quer que estude as inúmeras variações do protestantismo na sua milagreira proliferação, ficará convencido de que esta Babel anti-evangélica nunca poderá ser a lei nova e o farol divino nos mares trevosos da vida

ONDE ESTÁ A UNIDADE? : Henrique VIII - Rei inglês que roubou a Igreja Católica da Inglaterra e transformou-a na sua Igreja pessoal, a Anglicana, para viver em adultério. Certos pastores, envergonhados com a decadência protestante, que há nessas seitas  uma unidade fundamental nos credos, sendo estes nomes apenas variedades denominacionais de sua vida histórica. Isto é argumento bastante ignorante. Quem conhece um pouco as seitas protestantes, sabe que não há entre elas nenhuma ligação nem acordo doutrinal. Muitas entre elas são completamente opostas umas às outras, e professam dogmas radicalmente contrários. Onde está a unidade protestante? Não existe, nunca existiu, nunca existirá, porque é o erro, e o erro é múltiplo, como a verdade é uma só. unus Dominus, una fides, unum baptismum. Um só Senhor, uma só fé, um só batismo, diz São Paulo (Ef 4,5). Eis o que é fundamental. Como podem eles está com a verdade? Ou São Paulo está enganado, dizendo que a unidade é o distintivo da verdadeira fé, ou os protestantes estão iludidos na mixórdia de suas crenças!

A Igreja Católica, no mundo inteiro, e em todos os séculos, professa o mesmo Senhor, conserva a mesma fé, administra o mesmo batismo: a unidade é o selo da verdade. Devemos procurar conservar a unidade do espírito do vínculo da paz, diz ainda São Paulo (Ef 4,3). As milhares de seitas protestantes não conservam nenhuma unidade e nenhuma paz, pois procuram continuamente guerrear a Igreja Católica: estão, pois, erradas. Os católicos decaídos e mal formados viram protestantes... os protestantes sérios e instruídos, tornam-se católicos, como mostra os diversos testemunhos pelo mundo. A unidade da fé, é a unidade de Deus, e a característica dos filhos de Deus, diz ainda São Paulo (Ef 4,1-14). As diversas seitas protestantes, não possuem nenhum unidade; estão, pois, separadas de Deus, enquanto a Igreja conserva integralmente e sem restrição estes caráter divino. ELÁ É, POIS, ÚNICA E VERDADEIRA E FORA DA QUAL NÃO HÁ SALVAÇÃO - [FONTE : Padre Júlio Maria , LIVRO O Anjo das Trevas]


LITURGIA DO DIA 07 DE JANEIRO DE 2014

PRIMEIRA LEITURA (1JO 4,7-10)

LEITURA DA PRIMEIRA CARTA DE SÃO JOÃO - Caríssimos: 7amemo-nos uns aos outros, porque o amor vem de Deus e todo aquele que ama nasceu de Deus e conhece Deus. 8Quem não ama não chegou a conhecer Deus, pois Deus é amor. 9Foi assim que o amor de Deus se manifestou entre nós: Deus enviou o seu Filho único ao mundo, para que tenhamos vida por meio dele. 10Nisto consiste o amor: não fomos nós que amamos a Deus, mas foi ele que nos amou e enviou o seu Filho como vítima de reparação pelos nossos pecados - Palavra do Senhor

SALMO RESPONSORIAL (SL 71)

OS REIS DE TODA A TERRA HÃO DE ADORAR-VOS, Ó SENHOR!

— Dai ao Rei vossos poderes, Senhor Deus, vossa justiça ao descendente da realeza! Com justiça ele governe o vosso povo, com equidade ele julgue os vossos pobres.

— Das montanhas venha a paz a todo o povo, e desça das colinas a justiça! Este Rei defenderá os que são pobres, os filhos dos humildes salvará.

— Nos seus dias a justiça florirá e grande paz, até que a lua perca o brilho! De mar a mar estenderá o seu domínio, e desde o rio até os confins de toda a terra!

EVANGELHO (MC 6,34-44)


PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO + SEGUNDO MARCOS - Naquele tempo, 34Jesus viu uma numerosa multidão e teve compaixão, porque eram como ovelhas sem pastor. Começou, pois, a ensinar-lhes muitas coisas. 35Quando estava ficando tarde, os discípulos chegaram perto de Jesus e disseram: “Este lugar é deserto e já é tarde. 36Despede o povo para que possa ir aos campos e povoados vizinhos comprar alguma coisa para comer”. 37Mas Jesus respondeu: “Dai-lhes vós mesmos de comer”. Os discípulos perguntaram: “Queres que gastemos duzentos denários para comprar pão e dar-lhes de comer?” 38Jesus perguntou: “Quantos pães tendes? Ide ver”. Eles foram e responderam: “Cinco pães e dois peixes”. 39Então Jesus mandou que todos se sentassem na grama verde, formando grupos. 40E todos se sentaram, formando grupos de cem e de cinquenta pessoas. 41Depois Jesus pegou os cinco pães e dois peixes, ergueu os olhos para o céu, pronunciou a bênção, partiu os pães e ia dando aos discípulos, para que os distribuíssem. Dividiu entre todos também os dois peixes. 42Todos comeram, ficaram satisfeitos, 43e recolheram doze cestos cheios de pedaços de pão e também dos peixes. 44O número dos que comeram os pães era de cinco mil homens - Palavra da Salvação

MENSAGEM DE NOSSA SENHORA EM MEDJUGORJE – “Convido-os novamente à oração do coração. Que a oração, ó queridos filhos, seja ali-mento quotidiano para vocês, sobretudo nestes dias, nos quais o trabalho dos campos fatiga-os a tal ponto que vocês não conseguem rezar com o coração. Rezem, e assim poderão superar todas as canseiras. A oração será, para vocês, alegria e repouso” – MENSAGEM DO DIA 30.05.85

A IGREJA CELEBRA HOJE , SÃO RAIMUNDO DE PENÃFORT - Nasceu no castelo de Peñafort, Barcelona, Espanha, no ano de 1175. Desde cedo, muito dedicado aos estudos, ele se especializou em Bolonha, na Itália, na universidade onde se tornou também um reconhecido mestre. Deixou aquela realidade que tanto amava para obedecer ao Bispo de Barcelona que o queria como cônego. Ele prestou esse serviço até discernir seu chamado à vida religiosa, quando entrou para a família dominicana e continuou em vários cargos de formação, mas aberto à realidade e às necessidades da Igreja, onde exerceu o papel de teólogo do Cardeal-bispo de Sabina; também foi legado na região de Castela e Aragão; depois, transferido para Roma, ocupou vários cargos. Ele não buscava nem tinha em mente um projeto de ocupar este ou aquele serviço, mas foi fiel àquilo que davam a ele como trabalho para a edificação da Igreja. Na Cúria Romana, quantos cargos ligados a Teologia, Direito Canônico! Um homem de prudência, de governo. Seu último cargo foi de penitencieiro-mor do Sumo Pontífice. Quiseram até escolhê-lo como Arcebispo, mas, nesta altura, ele voltou para a Espanha; quis viver em seu convento, em Barcelona, como um simples frade, mas fossem os reis, o Papa e tantos outros sempre recorriam ao seu discernimento. São Raimundo escreveu a respeito da casuística. Enfim, pelos escritos e pelos ensinos, ele investia numa ação de mestres e missionários, pois tinha consciência de que precisava de missionários bem formados para que a evangelização também fluísse. Ele não fez nada sozinho, contou com a ajuda de São Tomás de Aquino, ajudou outros a discernir a vontade do Senhor, como São Pedro Nolasco, que estava discernindo a fundação de uma nova ordem consagrada a Nossa Senhora das Mercês – os mercedários. Homem humilde que se fez servo, foi escolhido como Superior Geral dos Dominicanos. Homem de pobreza, de obediência e pureza; homem de oração. Por isso, os santos como São Raimundo, um exemplo. Faleceu em Roma, em 1275; cem anos consumindo-se pela obra do Senhor. São Raimundo de Peñafort, rogai por nós


 
Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by