Vicka oferece à Ir. Emmanuel um inesquecível presente de Natal

quarta-feira, 25 de dezembro de 2013



Queridos irmãos, queridas irmãs, a paz! A Ir. Emmanuel nos conta sobre o presente inesquecível que Vicka lhe ofereceu

“Vicka é especialmente querida pelos peregrinos e pelos habitantes da aldeia. Quem, ao encontrá-la, não fez a experiência da alegria do céu, dessa alegria que ela vai buscar na fonte a cada minuto, entregando-se ininterruptamente ao serviço de sua querida Gospa? Desde que esteve gravemente doente, Vicka goza de um regime particular para suas aparições, pois a Virgem lhe aparece numa hora diferente dos demais videntes, geralmente um pouco antes e muito mais longamente. Por vezes, quando o dia promete ser carregado ou quando uma viagem está prevista, a Virgem lhe aparece bem cedo de manhã.
Sua disponibilidade e seu acolhimento são proverbiais, mas, paradoxalmente, ninguém é admitido a assistir às suas aparições, que ela recebe em particular, na sua casa, como seu primo Jakov. A razão? Não sei, pois a qualquer pergunta (inútil!) deste tipo, Vicka, como boa croata, responde sorrindo: ‘É assim!’
Um dia desses, porém, ela me surpreendeu. Eu vinha descendo do morro e aproveitei para passar em frente à sua casa, para ver se ela estava e pedir uma informação. Encontrei-a ocupada com uma senhora croata que ficava dizendo e repetindo seus problemas, a tal ponto que Vicka só conseguia colocar, de vez em quando: ‘Confiarei isso à Gospa’, num tom que queria dizer que o assunto podia ser considerado encerrado. Minha chegada foi a salvação para ela e eu perguntei:
– Será que hoje à noite a Gospa está convidando os peregrinos a juntarem-se ao grupo de oração de Ivan? (Na ausência de Ivan é Vicka que o substitui).
– Não, esta noite não – disse ela – abrindo os braços, sabendo que estava me causando uma decepção. Então apanhei seus braços e comecei a fazer uma palhaçada, imitando o namorado que levou um fora...
– Está vendo, a Gospa não gosta mais de nós, Ela não nos quer mais! Já há várias semanas que Ela não nos convida, Ela cansou de nós; pode ser que não nos convide nunca mais!...
Vicka se pôs a rir e disse:
– Espere um pouco, tenho uma surpresa para você!
Como era logo depois do Natal, pensei que ela queria me dar uma caixa de bombons trazido por peregrinos, do tipo que os croatas não apreciam muito. Mas não, ela me fez sinal para voltar com ela em direção ao morro e entrou comigo na casa de seus pais, no andar de cima, no quarto do alto. Foi só nessa hora que entendi: estava quase na hora da aparição e ela queria que eu ficasse com ela. Incrível! Era a primeira vez que ela me convidava espontaneamente.
– Vicka, eu não esperava uma surpresa dessas, é um maravilhoso presente de Natal!
– Mas, disse ela num tom de criança manhosa, eu também sou capaz de fazer surpresas!
Começamos a rezar o rosário no meio de uma bagunça indescritível. Toda a área onde reinava Nossa Senhora de Lourdes tinha um ar de caverna de Ali Babá... Sacos cheios não de colares, mas de terços para serem abençoados, correntes com medalhas, imagens de todos os tamanhos e cores, para todos os gostos, convites de casamento, fotografias provenientes de todos os continentes, crucifixos, “sãos Josés” e “santas Ritas”, “Teresinhas”, “padres Pios”, bíblias e, sobretudo, pilhas impressionantes de cartas – cartas de amor e de súplica para a Gospa – nas quais todas as formas do sofrimento humano estavam descritas e eram confiadas à Virgem. (Em cada uma de suas vindas, a Virgem abençoa os objetos religiosos e reza com o vidente pelas intenções confiadas pelos peregrinos).
Vicka movia-se à vontade no meio deste seu território, mas eu tinha que olhar bem e tomar cuidado onde pisava, para não correr o risco de esmagar algum “Menino Jesus” que estivesse pelo chão...
Terminado o rosário, Vicka ficou de pé diante da imagem perto da qual a Gospa ia aparecer e começou os 7 Pai-nossos. Numa fração de segundo, seu rosto iluminou-se com um sorriso indescritível e seus olhos maravilhados fixaram-se naquela que acabara de chegar. No mesmo momento, ela caiu bruscamente de joelhos e um ruído surdo me fez pensar que os pobres joelhos deviam ter levado um belo golpe... o êxtase havia começado assim como uma conversa muito animada que durou 17 minutos. Parecia que Vicka só estava esperando esse momento para poder contar à sua Mãe tão carinhosamente amada uma multidão de coisas que ela tinha no coração. Cheguei a me perguntar – me perdoem! – como a Gospa conseguia colocar uma única palavra que fosse!...
Na minha felicidade, fechei os olhos para acolher também no meu coração a Visitação que a Virgem me oferecia de maneira tão especial nesse dia, emocionada, uma vez mais (a gente nunca se acostuma!) por ver as realidades divinas mais sublimes virem abraçar nossas mais pobres humanidades. Ela está aí. Abriu o céu para vir a este pequeno encontro de hoje na casa do Ivankovic e este quarto gelado e bagunçado transforma-se em monte Tabor. Nossos corações de miséria transformam-se em palácios em festa!
– E como estava seu rosto?
– Alegre, alegre!
Separamo-nos em silêncio, pois temos de decantar secretamente, no fundo de nossos corações, a felicidade de que a Mãe de Nosso Senhor tenha vindo até nós...
Vários doentes ainda iriam provar um gostinho dessa felicidade nesta mesma noite, pois antes de dormir Vicka ainda tem uma longa ronda a cumprir na aldeia. Para aqueles que sofrem, ela também preparou umas surpresas!”
Fonte: “Medjugorje anos 90, o Triunfo do Coração”
Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by