FELIZ QUEM TEM MARIA POR MÃE - LITURGIA DIÁRIA , 31 DE DEZEMBRO DE 2013

terça-feira, 31 de dezembro de 2013


 
FELIZ QUEM TEM MARIA POR MÃE

Por Cristo e em Cristo, que o mundo abraça, Salvai o mundo que em Vós confia

"Nossa Senhora impede os Seus devotos de naufragar no mar agitado deste mundo, onde tantas pessoas naufragam por não se firmarem nesta âncora inabalável. Foi a Ela que os Santos mais se agarraram e prenderam os outros, com o fito de perseverar na virtude. Felizes, mil vezes felizes os cristãos que agora se apegam fiel e inteiramente a Ela, como a uma âncora firme" – [São Luís Maria de Montfort]

"Quando Maria Se aproxima, o Diabo foge - tal como as trevas se dissipam quando o sol nasce. Onde Maria está presente, Satanás está ausente; onde brilha o sol, não existe escuridão" – [Papa Pio XII , 08/12/1953]

Vós sois, Senhora, a Mãe do Rosário, Sois a Mãe da Alegria e da Luz, A Mãe das Dores e a Mãe da Glória, Mãe do Messias-Cristo que é Jesus. Todos os dias seguimos, Senhora, Vossa admirável recomendação: Contemplar Jesus Cristo no Rosário . Para alcançar a eterna Salvação. A Deus queremos nós oferecer-nos . E os sofrimentos todos suportar; Orando pelo vigário de Cristo, A vida plena ansiamos alcançar. Reparando as vidas do pecado, Suplicando, chorando nossas dores, Dizemos: “Jesus, é por Vosso amor . E pela conversão dos pecadores” – Do hino para o Centenário das aparições de Fátima

Virgem Santa e Imaculada . Não há palavras dignas do Vosso louvor! por Vós recebemos o Salvador do mundo: Jesus Cristo, Nosso Senhor.Digna de todo louvor, Santa Mãe do Verbo, Santíssimo entre todos os Santos, recebei, nesse canto, a nossa oferta. Salvai, ó Virgem, o mundo de todos os perigos; De todos os males e dos castigos futuros . Livrai-nos, a nós que Vos cantamos: Avé Maria, Virgem e Mãe!

“Deu-nos Deus a Santíssima Virgem como exemplar de todas as virtudes, mas especialmente da paciência. Semelhante à rosa, ela cresceu e viveu sempre entre os espinhos da tribulação. Se, portanto, quisermos ser filhos desta Mãe, força é que procuremos imitá-la, abraçando com resignação as cruzes; e não somente as que nos vierem diretamente de Deus, mas também as que vierem da parte dos homens, tais como sejam as perseguições e os desprezos” – [Meditações: Para todos os Dias e Festas do Ano: Tomo I – Santo Afonso Maria de Ligório – p. 40 – 43]

“Oh bem-aventurados esposos Joaquim e Ana! Toda a criatura vos está obrigada. Porque foi por vosso intermédio que a criatura ofereceu ao Criador o melhor de todos os dons, isto é, a Virgem Mãe, a única que era digna do Criador. Alegrai-vos, Ana estéril, que não tínheis filhos; soltai brados de júbilo e alegria, Vós que não dáveis à luz. Exultai, Joaquim, porque da vossa filha nos nasceu um Menino e nos foi dado um Filho e o Seu nome será Anjo do grande conselho, de salvação para todo o mundo, Deus forte. Este Menino é Deus. Oh bem-aventurados esposos, Joaquim e Ana, verdadeiramente sem mancha! Sois conhecidos pelo fruto do vosso ventre, como disse uma vez o Senhor: Pelos seus frutos os conhecereis. Estabelecestes as normas da vossa vida do modo mais agradável a Deus e digno d’Aquela que de vós nasceu. No vosso convívio casto e santo educastes a pérola da virgindade, Aquela que havia de ser virgem antes do parto, virgem no parto e ainda virgem depois do parto; Aquela que, de modo único e excepcional, conservaria sempre a virgindade, tanto na sua mente como na Sua alma e no Seu corpo” – [São João Damasceno]

Ó Maria, Santíssima Rainha do Clero, Vós que fostes dada por Mãe a São João, Vós que presidistes a oração unânime e perseverante dos Apóstolos no dia de Pentecostes, dignai-Vos, nós Vos pedimos, interceder pela Santa Igreja, pelo Papa, pelos Bispos e por todos os Sacerdotes, a fim de que, pela sua firmeza na Fé, conduzam até Deus o rebanho que lhes está confiado. Virgem Imaculada, rogai pela Santa Igreja Católica, para que o Reino de Deus se dilate sobre toda a Terra e para que o Nome do Vosso Filho seja conhecido e adorado por todos os povos. Ele que vive e reina com o Pai, na unidade do Espírito Santo, por todos os séculos dos séculos. Ó Maria, Mãe da Igreja e Rainha dos Apóstolos, Abençoai o Santo Padre . E intercedei pela Santa Igreja!

 

NOSSA SENHORA E OS SANTOS
 

 São Francisco de Sales

“Não existe devoção a Deus sem amor à Santíssima Virgem.”

 

São Bernardo

“Nos perigos, nas angústias, nas dúvidas, pensa em Maria, invoca Maria.”

 

São João d’Ávila

“Um dos principais remédios contra o demônio é recorrer à Virgem Maria.”

 

São Luís Maria Grignion de Monfort

“Quando o Espírito Santo encontra Maria Santíssima numa alma, sente-se atraído a Ela irresistivelmente e nela faz sua morada.”

 

São Fulgêncio

“Maria é a escada celeste pela qual Deus desceu à terra e os homens sobem a Deus.”

 

São Boaventura

“Jamais li que algum Santo não tivesse sido devoto especial da Santíssima Virgem Maria.”

 

São Leonardo de Porto Maurício

“Sois devoto de Nossa Senhora? Ouvi pois e consolai-vos. Vivereis bem, morrereis melhor, salvar-vos-eis.”

 

Santo Epifânio

“Excetuando-se a Deus só, é Maria Santíssima superior a todas as criaturas.”

 

Santa Madalena Sofia Barat

“A morte de um filho de Maria Santíssima é o salto de uma criança nos braços de sua Mãe.”

 

Santo Antonino

Se Maria é por nós, quem será conta nós?

 

Beato João Paulo II

“Ao pedir ao discípulo predileto que tratasse Maria Santíssima como sua Mãe, Jesus instituiu o culto mariano.”

 

Santo Agostinho

“Tudo quanto pudermos dizer em louvor de Maria Santíssima é pouco em relação ao que merece por sua dignidade de Mãe de Deus.”

 

Santo Anselmo

“Deus que criou todas as coisas, fez-se a si mesmo por meio de Maria Santíssima.”

 

Santo Ambrósio

“Com razão só Ela é chamada cheia de graça, porque só Ela conseguiu a graça que nenhuma outra merecera, a de ser cheia do Auto da graça.”

 

São Metódio

“Vosso nome, ó Mãe de Deus, está cheio de graças e de bênçãos divinas.”

 

São Sofrônio

“Nada há que se iguale à graça que possuís.”

 

São Pedro Crisólogo

“Ó Virgem Santíssima, Vosso Criador foi concebido por Vós!”

 

Santo Eutímio

“Depois de Deus tudo podes, e teu Filho, Deus e Senhor de todos nós, Te concede tudo como à Mãe, pois com toda a justiça se rende a tuas entranhas maternais.”

 

São Lourenço de Brundisio

“Que pode faltar ao homem que tem a Maria por onipotente advogada diante de Deus onipotente?”

 

São Luís Maria Grignion de Monfort

“Maria é o Santuário, o repouso da Santíssima Trindade, em que Deus está mais magnifica e divinamente que em qualquer outro lugar do universo, sem excetuar seu trono sobre os serafins e querubins.”

 

São Bernardino de Sena

“Deus outorgou à Santíssima Virgem tanta graça que mais é impossível conceder a uma criatura, exceto Jesus Cristo.”

 

Santo Irineu

“O nó da desobediência de Eva foi desfeito pela obediência de Maria.”

 

São João Berchmans

“Não estarei seguro da minha salvação, enquanto não estiver seguro da minha devoção à Virgem Maria.”

 

São Leonardo de Porto Maurício

“Abracemos todos com grande fervor a verdadeira devoção a Maria Santíssima e assim seremos todos salvos.”

 

Santo Cura d’Ars

“O Coração de Maria é tão terno conosco, que o de todas as mães não são mais que pedras de gelo ao lado do Seu.”

 

Santo Antônio Maria Claret

“Ditoso quem invoca Maria Santíssima, quem recorre ao Imaculado Coração de Maria com confiança, porque alcançará o perdão dos pecados, a graça e, por fim, a glória do Céu.”

 

São Gabriel da Virgem Dolorosa

“Se possuímos Maria Santíssima, temos tudo com Ela.”

 

Santa Maria Madalena de Pazzi

“E parecia-me que a plataforma deste templo foi a elevada mente e o alto entendimento da Virgem Maria. Havia também um altar, e percebi que era a vontade da Virgem. E a toalha do mesmo altar era a sua puríssima virgindade. E o cibório onde Jesus se encontra é o Coração da Virgem. E diante do altar vi sete lâmpadas que entendi serem os Sete Dons do Espírito Santo que igual e perfeitamente se encontravam na Virgem Maria. E sobre o altar encontravam-se doze formosíssimos candelabros que eu percebi serem os Doze Frutos do Espírito Santo que a Virgem possuía”.

 

São João Maria Vianney – o Cura d’Ars

“As Três Pessoas Divinas contemplam a Santíssima Virgem Maria. Ela é sem mancha, está ornada de todas as virtudes que a tornam tão formosa e agradável à Santíssima Trindade”.

 

São João Maria Vianney – o Cura d’Ars

“Deus podia ter criado um mundo mais belo do que este que existe, mas não podia ter dado o ser a uma criatura mais perfeita que Maria Santíssima”.

 

São João Maria Vianney – o Cura d’Ars

“O Pai compraz-se em olhar o Coração da Santíssima Virgem como a obra-prima das suas mãos.”

 

São João Maria Vianney – o Cura d’Ars

“Se um pai ou uma mãe muito ricos tivessem muitos filhos e todos eles viessem a morrer, restando apenas um, esse herdaria todos os bens. Pelo pecado original, todos os filhos de Adão morreram para a graça, e somente Maria Santíssima, isenta do pecado, herdou as graças de inocência e favores que caberiam aos filhos de Adão, se eles tivessem permanecido em estado de inocência. Deus tornou Maria Santíssima depositária das suas graças”.

 

São João Maria Vianney – o Cura d’Ars

“Se o inferno pudesse arrepender-se, Maria Santíssima alcançaria essa graça.”

 

Santo Agostinho

“As orações de Maria Santíssima junto a Deus têm mais poder junto da Majestade Divina que as preces e intercessão de todos os anjos e Santos do Céu e da Terra.”

 

São Pio de Pietrelcina

“Lembre-se de que você tem no Céu não somente um Pai, mas também uma doce Mãe.”

 

São Pio de Pietrelcina

“Que Maria Santíssima sempre enfeite sua alma com as flores e o perfume de novas virtudes e coloque a mão materna sobre sua cabeça.

Fique sempre e cada vez mais perto de nossa Mãe celeste, pois ela é o mar que deve ser atravessado para se atingir as praias do esplendor eterno no reino do amanhecer.”

 

São Pio X

“O Santo Rosário é a mais bela de todas as orações, a mais rica em graças e a que mais agrada a Santíssima Virgem. Os erros modernos serão destruídos pelo Rosário.”

 

Santa Rosa de Lima

“O Santo Rosário contém todo o mérito da oração vocal e toda a virtude da oração mental.”

 

Santa Teresa de Jesus

“No Santo Rosário encontrei os atrativos mais doces, mais suaves, mais eficazes e mais poderosos para me unir a Deus.”

 

São Pio V

“O Santo Rosário incendiou os fiéis de amor, e deu-lhes nova vida.”

 

São Carlos Borromeu

“O Santo Rosário é a mais divina das devoções.”

 

São Maximiliano Kolbe

“Toda graça de Deus chega até nós através da intercessão de Maria Santíssima.”

 

São Maximiliano Kolbe

“Não te aflijas pelas contrariedades e as dificuldades, mas entrega cada coisa à Mãe Imaculada.”

 

São Tomás de Aquino

“A Bem-aventurada Virgem Maria é o modelo e o exemplo de todas as virtudes.”

 

São Tomás de Aquino

“A Virgem Maria ultrapassa os Anjos em sua intimidade com o Senhor.”

 

São Tomás de Aquino

A Bem-aventurada Virgem Maria goza de uma intimidade com Deus maior do que a criatura angélica.”

 

São Luís Maria Grignion de Montfort

“Deus A escolheu para tesoureira, ecônoma e dispensadora de todas as suas graças; de sorte que todas as suas graças e todos os seus dons passam por suas mãos; e segundo o poder que ela recebeu, como diz São Bernardino, Ela distribui a quem quer, como quer, quando quer e quanto quer, as graças do Pai Eterno, as virtudes de Jesus Cristo e os dons do Espírito Santo.”

 

São Luís Maria Grignion de Montfort

“Deus A escolheu para tesoureira, ecônoma e dispensadora de todas as suas graças; de sorte que todas as suas graças e todos os seus dons passam por suas mãos.”

 

Santo Hilário

“A maior alegria que podemos dar a Maria Santíssima é a de levar Jesus Eucarístico no nosso peito.”

 

São Vicente Palloti

“Que o meu amor por Maria Santíssima seja igual ao amor de Seu Filho Jesus por Ela.”

 

São Marcelino Champagnat

“Tudo a Jesus por Maria, tudo a Maria para Jesus.”

 

Santo Idelfonso

“Redunda em honra do Filho tudo quanto se oferece à Mãe Santíssima.”

 

Santo André Corsino

“A menor oração à Mãe de Deus não fica sem resposta.”

 

São João Bosco

“Um sustentáculo grande para vós, uma arma poderosa contra as insídias do demônio, tendes na devoção à Maria Santíssima.”

 

Beato João Paulo II

“A devoção a Nossa Senhora faz parte essencial dos deveres de um Cristão.”

 

São João Bosco

“Maria protege todos os seus devotos, em todas as necessidades, mas os protege especialmente na hora da morte”.

 

São João Bosco

“Recomendai constantemente a devoção a Nossa Senhora Auxiliadora e a Jesus Sacramentado.”

 

São João Bosco

“Sê devoto de Maria Santíssima e serás certamente feliz.”

 

São João Bosco

“Jamais se ouviu dizer no mundo que alguém tenha recorrido com confiança a essa Mãe Celeste e não tenha sido prontamente socorrido.”

 

São João Bosco

“Diante de Deus declaro: basta que um jovem entre numa casa salesiana para que a Virgem Santíssima o tome imediatamente debaixo de sua especial proteção”

 

Beata Jacinta Marto – Aparições de Nossa Senhora de Fátima

“Diz a toda gente, que Deus nos concede as graças por meio do Coração Imaculado de Maria; que peçam a Ela, que o Coração de Jesus quer que ao seu lado se venere o Coração Imaculado de Maria.”

 

São João Damasceno

“Deus só concede a graça da devoção à Maria Santíssima, àqueles que quer salvar.”

 

Santo Alberto Magno

“Não há meio mais seguro para vencer os ataques do inferno do que recorrer a Maria Santíssima.”

 

São Felipe de Nery

“Se quereis perseverar, sede devotos de Maria Santíssima.”

 

São Vicente de Paulo

“Depois da Santa Missa, a devoção do Santo Rosário faz cair sobre as almas bem mais graças que qualquer outra, e pelas Ave-Marias se opera muito mais milagres que qualquer outra oração.”

 

Maria Santíssima revelou à São Radbod

“Meu filho, nunca esqueço os serviços, mínimos que sejam, que me prestam meus caros filhos. Tende isso por coisa indubitável”

 

 

LITURGIA DO DIA 31 DE DEZEMBRO DE 2013

PRIMEIRA LEITURA (1JO 2,18-21)

LEITURA DA PRIMEIRA CARTA DE SÃO JOÃO - 18Filhinhos, esta é a última hora. Ouvistes dizer que o An­ticristo virá. Com efeito, muitos anticristos já apareceram. Por isso, sabemos que chegou a última hora. 19Eles saíram do nosso meio, mas não eram dos nossos, pois se fossem realmente dos nossos, teriam permanecido conosco. Mas era necessário ficar claro que nem todos são dos nossos. 20Vós já recebestes a unção do Santo, e todos tendes conhecimento. 21Se eu vos escrevi, não é porque ignorais a verdade, mas porque a conheceis, e porque nenhuma mentira provém da verdade - Palavra do Senhor

SALMO RESPONSORIAL (SL 95)

O CÉU SE REJUBILE E EXULTE A TERRA!

— Cantai ao Senhor Deus um canto novo, cantai ao Senhor Deus, ó terra inteira! Cantai e bendizei seu santo nome! Dia após dia anunciai sua salvação

— O céu se rejubile e exulte a terra, aplauda o mar com o que vive em suas águas; os campos com seus frutos rejubilem e exultem as florestas e as matas

— Na presença do Senhor, pois ele vem, porque vem para julgar a terra inteira Governará o mundo todo com justiça, e os povos julgará com lealdade

EVANGELHO (JO 1,1-18)

INÍCIO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO + SEGUNDO JOÃO - 1No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus; e a Palavra era Deus. 2No princípio, estava ela com Deus. 3Tudo foi feito por ela e sem ela nada se fez de tudo que foi feito. 4Nela estava a vida, e a vida era a luz dos homens. 5E a luz brilha nas trevas, e as trevas não conseguiram dominá-la. 6Surgiu um homem enviado por Deus; seu nome era João. 7Ele veio como testemunha, para dar testemunho da luz, para que todos chegassem à fé por meio dele. 8Ele não era a luz, mas veio para dar testemunho da luz: 9daquele que era a luz de verdade, que, vindo ao mundo, ilumina todo ser humano. 10A Palavra estava no mundo – e o mundo foi feito por meio dela – mas o mundo não quis conhecê-la. 11Veio para o que era seu, e os seus não a acolheram. 12Mas, a todos os que a receberam, deu-lhes capacidade de se tornar filhos de Deus, isto é, aos que acreditam em seu nome, 13pois estes não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do varão, mas de Deus mesmo. 14E a Palavra se fez carne e habitou entre nós. E nós contemplamos a sua glória, glória que recebe do Pai como Filho uni­gênito, cheio de graça e de verdade. 15Dele, João dá testemunho, clamando: “Este é aquele de quem eu disse: O que vem depois de mim passou à minha frente, porque ele existia antes de mim”. 16De sua plenitude todos nós recebemos graça por graça. 17Pois por meio de Moisés foi dada a Lei, mas a graça e a verdade nos chegaram através de Jesus Cristo. 18A Deus, ninguém jamais viu. Mas o Unigênito de Deus, que está na intimidade do Pai, ele no-lo deu a conhecer - Palavra da Salvação

 

 
MENSAGEM DE NOSSA SENHORA EM MEDJUGORJE – “Também hoje desejo agradecer-Ihes por todos os sacrifícios; agradeço especialmente àqueles que se tornaram queridos ao Meu coração e aqui vêm voluntariamente. Existem muitos paroquianos que não escutam as Mensagens; todavia, por mérito daqueles que estão particu-larmente perto do Meu coração, continuo a dar Mensagens para a Paróquia. E continuarei a dá-las, porque Eu os amo e desejo que difundam, de coração, as Minhas Mensagens” – MENSAGEM DO DIA 10.01.85

 

São SilvestreA IGREJA CELEBRA HOJE , SÃO SILVESTRE I , PAPA DO INÍCIO DA IGREJA - Este Papa do início da nossa Igreja era um homem piedoso e santo, mas de personalidade pouco marcada. São Silvestre I apagou-se ao lado de um Imperador culto e ousado como Constantino, o qual, mais que servi-lo se terá antes servido dele, da sua simplicidade e humanidade, agindo por vezes como verdadeiro Bispo da Igreja, sobretudo no Oriente, onde recebe o nome de Isapóstolo, isto é, igual aos apóstolos. E na realidade, nos assuntos externos da Igreja, o Imperador considerava-se acima dos próprios Bispos, o Bispo dos Bispos, com inevitáveis intromissões nos próprios assuntos internos, uma vez que, com a sua mentalidade ainda pagã, não estava capacitado para entender e aceitar um poder espiritual diferente e acima do civil ou político. E talvez São Silvestre, na sua simplicidade, tivesse sido o Papa ideal para a circunstância. Outro Papa mais exigente, mais cioso da sua autoridade, teria irritado a megalomania de Constantino, perdendo a sua proteção. Ainda estava muito viva a lembrança dos horrores por que passara a Igreja no reinado de Diocleciano, e São Silvestre, testemunha dessa perseguição que ameaçou subverter por completo a Igreja, terá preferido agradecer este dom inesperado da proteção imperial e agir com moderação e prudência. Constantino terá certamente exorbitado. Mas isso ter-se-á devido ao desejo de manter a paz no Império, ameaçada por dissenções ideológicas da Igreja, como na questão do donatismo que, apesar de já condenado no pontificado anterior, se vê de novo discutido, em 316, por iniciativa sua. Dois anos depois, gerou-se nova agitação doutrinária mais perigosa, com origem na pregação de Ario, sacerdote alexandrino que negava a divindade da segunda Pessoa e, consequentemente, o mistério da Santíssima Trindade. Constantino, inteirado da agitação doutrinária, manda mais uma vez convocar os Bispos do Império para dirimirem a questão. Sabemos pelo Liber Pontificalis, por Eusébio e Santo Atanásio, que o Papa dá o seu acordo, e envia, como representantes seus, Ósio, Bispo de Córdova, acompanhado por dois presbíteros. Ele, como dignidade suprema, não se imiscuiria nas disputas, reservando-se a aprovação do veredito final. Além disso, não convinha parecer demasiado submisso ao Imperador. Foi o primeiro Concílio Ecumênico (universal) que reuniu em Niceia, no ano 325, mais de 300 Bispos, com o próprio Imperador a presidir em lugar de honra. Os Padres conciliares não tiveram dificuldade em fazer prevalecer a doutrina recebida dos Apóstolos sobre a divindade de Cristo, proposta energicamente pelo Bispo de Alexandria, Santo Atanásio. A heresia de Ario foi condenada sem hesitação e a ortodoxia trinitária ficou exarada no chamado Símbolo Niceno ou Credo, ratificado por S. Silvestre. Constantino, satisfeito com a união estabelecida, parte no ano seguinte para as margens do Bósforo onde, em 330, inaugura Constantinopla, a que seria a nova capital do Império, eixo nevrálgico entre o Oriente e o Ocidente, até à sua queda em poder dos turcos otomanos, em 1453. Data dessa altura a chamada doação constantiniana, mediante a qual o Imperador entrega à Igreja, na pessoa de S. Silvestre, a Domus Faustae, Casa de Fausta, sua esposa, ou palácio imperial de Latrão (residência papal até Leão XI), junto ao qual se ergueria uma grandiosa basílica de cinco naves, dedicada a Cristo Salvador e mais tarde a S. João Batista e S. João Evangelista (futura e atual catedral episcopal de Roma, S. João de Latrão). Mais tarde, doaria igualmente a própria cidade. Depois de um longo pontificado, cheio de acontecimentos e transformações profundas na vida da Igreja, morre S. Silvestre I no último dia do ano 335, dia em que a Igreja venera a sua memória. Sepultado no cemitério de Priscila, os seus restos mortais seriam transladados por Paulo I (757-767) para a igreja erguida em sua memória. São Silvestre, rogai por nós!

 
Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by