VER Á DEUS NO SACERDOTE - LITURGIA DIÁRIA , 24 DE NOVEMBRO DE 2013

domingo, 24 de novembro de 2013


VER Á DEUS NO SACERDOTE

Não vos admireis que vos chame servos, mas amigos, pois o servo não se senta à mesa de seu senhor, mas somente os amigos. Eu vos elegi para que possais dar muitos frutos e frutos em abundância”, diz o Divino Mestre. E a Igreja sempre ensinou que o sacerdócio católico – como instituição e como missão divina – é o sal que salga e a luz que ilumina

Amigos. A verdadeira amizade consiste na comunhão de ideal alicerçada na fé, na esperança e na caridade, pois o amigo deve concordar, isto é, ter o mesmo coração de seu amigo no não querer determinada coisa. Entre amigos deve existir o mesmo modo de pensar, querer e sentir em Jesus Cristo, o Homem-Deus que é santo, inocente e impoluto


Não bastam as aparências, pois se o sacerdote não possui uma vida digna e santa, não iluminará as almas com os seus exemplos, e suas palavras não serão acompanhadas da verdadeira unção que faz frutificar o que ele semeia no íntimo dos corações. É célebre o dito de um advogado parisiense que foi à cidadezinha de Ars visitar o Pe. Vianney: “Eu vi Deus num homem”

Conta-se que numa ocasião, sentindo-se vencido, o demônio afirmou que se existissem na terra três sacerdotes santos e imbuídos da santidade do Cura d'Ars, seu reino estaria destruído. Na verdade, a Igreja necessita de santos sacerdotes, e não de padres demagogos, padres artistas ou padres populistas para reivindicar e promover a luta de classe fazendo-se de pobres com os pobres
Para São João Crisóstomo, as mãos do padre devem ser santas e imaculadas, porque tocar a hóstia consagrada constitui ação tão sublime que exige dele vida ilibada; sua boca deve estar repleta do fogo espiritual para difundir a palavra de Deus e conduzir as almas para o Céu; sua língua, tinta do sangue do Cordeiro, será a força que o conduzirá pela via da cruz e da imolação

Ainda ontem li em Catolicismo uma análise feita pelo Dr. Plinio Corrêa de Oliveira em 1954, na qual o arguto pensador católico descrevia a nobre figura do Cardeal Merry del Val, Secretário de Estado do saudoso Papa São Pio X.  A exemplo do imortal Pontífice fustigador da heresia modernista, o cardeal era um modelo de altivez sobrenatural que nos faz entender bem a dignidade inefável do Sacerdote, a qual pode refulgir tanto em um Prelado como ele como no mais modesto Vigário de aldeia

São João Batista Vianney foi um padre de aldeia cuja humildade e caridade fazia com que ele dispensasse a todos uma acolhida encantadora. Suas virtudes tornaram-se luzes reflexas da humildade pura e da naturalidade perfeita que o caracterizavam. Ambas se uniam à delicadeza cordial de um santo, como revela seu biógrafo Francis Trochu

Narra o autor que um conhecido jovem de nobre linhagem de Marselha pôde verificar na pessoa do Cura d’Ars uma finíssima cortesia, uma amabilidade e um requinte que eram frutos de sua santidade. Somados a um acendrado amor de Deus proveniente de sua caridade, representavam a fonte de sua verdadeira polidez e distinção


Num próximo artigo espero dar continuidade à matéria, quando tentarei mostrar aos leitores que a verdadeira grandeza de uma pessoa não provém de sua aparência, mas de seu amor à Cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo . Cumprindo com a promessa de dar continuidade à matéria tratada no artigo "Demagogia não é santidade", lembro aos meus leitores que nos ocupávamos da santidade do Padre João Maria Vianney, o Cura d'Ars, o patrono dos párocos . Assinalávamos que a verdadeira grandeza da pessoa não se caracteriza pela aparência, pois advém sempre da Cruz

Para aquele santo vigário de aldeia nada passava despercebido. De olhar límpido, inocente e perspicaz, ele possuía uma grande vivacidade e penetração, perscrutando com reverência o interior das almas. Seu biógrafo narra que no dia de seu onomástico foi-lhe apresentado um bolo enfeitado com figuras de um boi, um leão, uma girafa e algumas pombinhas

Ao agradecer as homenagens, o Cura d'Ars fez uma verdadeira transcendência sobre as figuras ali representadas, mostrando as virtudes que simbolizavam. Assim se expressou ele, para o proveito espiritual dos presentes: "O boi representa a força; o leão, o valor;   a girafa, a alma que corre a largos passos para Deus; as pombinhas, o espírito que se eleva acima das coisas terrenas"

Sem dúvida ele não era um intelectual, mas cheio de amor a Deus. Ele soube prevalecer-se daquele momento para edificar as almas, pensando na vida interior das mesmas e nas suas relações com Deus. O mundo que o cercava mais proximamente era a aldeia, seguindo do campo, que se estendia maravilhosamente diante dos seus olhos. No entanto, sua santidade o fazia refletir sobre Deus e o valor das almas

Um padre inteiramente fiel tende, por vocação, a elevar a cultura do seu povo, por mais simples que este seja, pelo simples fato de destilar para ele a doçura e a bondade cristã. Um padre impregnado de oração, de vida heroica, de desapego e cumpridor de seus deveres de estado, é como uma torre altaneira e vigorosa, ponto de referência para o mundo contemporâneo

Tomemos outro exemplo. O que representou para o seu século a humilde e analfabeta Santa Bernadette Soubirous, vidente de Lourdes, senão um exemplo de desinteresse, alienação e holocausto? Sem dúvida, ela foi uma vítima expiatória pela glória da Igreja e salvação das almas. O que faz a grandeza de uma pessoa é a grandeza da Cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo

É na Cruz que o sacerdote deve buscar o santo zelo para santificar as almas, é na Cruz que ele deve procurar o que há de mais valioso e belo para celebrar o culto no altar do santo sacrifício; sacrifício incruento que nos lembra aquele oferecido a Deus por Abel . Ao contrário de seu irmão Caim, ele ofereceu o que possuía de melhor, como a ovelha maior, mais bonita, mais pura, mais inocente, mais impoluta, aquela, enfim, que mais pudesse agradar a Deus. E seu sacrifício foi aceito, pois realizado com pureza e retidão de alma

Pelo contrário, Caim ofereceu o que tinha de pior e foi rejeitado por Deus, que não desdenhou a generosidade e a riqueza de alma manifestadas no oferecimento de Abel . Voltando ao Cura d'Ars, embora João Batista Maria Vianney vivesse na pobreza, ele fazia questão de que os objetos sagrados - cálices, ostensórios, casulas, alvas e imagens - fossem suntuosos e ricos, pois que destinados ao culto de Deus. Como isso, levava a todos os paroquianos a compreender o Céu, a amar e servir a Deus

Encerro  com esta esplêndida frase do Prof. Plinio Corrêa de Oliveira, na qual ele descreve muito bem a diferença entre aqueles que procuram os aplausos dos homens e os que desejam ser vistos apenas por Deus : "A popularidade é a glória dos demagogos ; a glória é a popularidade dos heróis e dos santos"




LITURGIA DO DIA 24 DE NOVEMBRO DE 2013
PRIMEIRA LEITURA (2SM 5,1-3)

LEITURA DO SEGUNDO LIVRO DE SAMUEL - Naqueles dias, 1todas as tribos de Israel vieram encontrar-se com Davi em Hebron e disseram-lhe: “Aqui estamos. Somos teus ossos e tua carne. 2Tempos atrás, quando Saul era nosso rei, eras tu que dirigias os negócios de Israel. E o Senhor te disse: ‘Tu apascentarás o meu povo Israel e serás o seu chefe’”. 3Vieram, pois, todos os anciãos de Israel até ao rei em Hebron. O rei Davi fez com eles uma aliança em Hebron, na presença do Senhor, e eles o ungiram rei de Israel - Palavra do Senhor

SALMO RESPONSORIAL  (SL 121)

QUANTA ALEGRIA E FELICIDADE: VAMOS À CASA DO SENHOR!

— Que alegria, quando ouvi que me disseram:/ “Vamos à casa do Senhor!”/ E agora nossos pés já se detêm, Jerusalém, em tuas portas

— Para lá sobem as tribos de Israel, as tribos do Senhor. Para louvar, segundo a lei de Israel,/ o nome do Senhor/ A sede da justiça lá está/ e o trono de Davi

SEGUNDA LEITURA (CL 1,12-20)
                                      
LEITURA DA CARTA DE SÃO PAULO AOS COLOSSENSES: Irmãos: 12Com alegria dai graças ao Pai, que vos tornou capazes de participar da luz, que é a herança dos santos. 13Ele nos libertou do poder das trevas e nos recebeu no reino de seu Filho amado, 14por quem temos a redenção, o perdão dos pecados.15Ele é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação, 16pois por causa dele foram criadas todas as coisas no céu e na terra, as visíveis e as invisíveis, tronos e dominações, soberanias e poderes. Tudo foi criado por meio dele e para ele. 17Ele existe antes de todas as coisas e todas têm nele a sua consistência. 18Ele é a Cabeça do Corpo, isto é, da Igreja. Ele é o princípio, o Primogênito dentre os mortos; de sorte que em tudo ele tem a primazia, 19porque Deus quis habitar nele com toda a sua plenitude 20e por ele reconciliar consigo todos os seres, os que estão na terra e no céu, realizando a paz pelo sangue da sua cruz - Palavra do Senhor

EVANGELHO (LC 23,35-43)

PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO + SEGUNDO LUCAS - Naquele tempo, 35os chefes zombavam de Jesus dizendo: “A outros ele salvou. Salve-se a si mesmo, se, de fato, é o Cristo de Deus, o Escolhido!” 36Os soldados também caçoavam dele; aproximavam-se, ofereciam-lhe vinagre, 37e diziam: “Se és o rei dos judeus, salva-te a ti mesmo!” 38Acima dele havia um letreiro: “Este é o Rei dos Judeus”. 39Um dos malfeitores crucificados o insultava, dizendo: “Tu não és o Cristo? Salva-te a ti mesmo e a nós!”40Mas o outro o repreendeu, dizendo: “Nem sequer temes a Deus, tu que sofres a mesma condenação? 41Para nós, é justo, porque estamos recebendo o que merecemos; mas ele não fez nada de mal”. 42E acrescentou: “Jesus, lembra-te de mim, quando entrares no teu reinado”.43Jesus lhe respondeu: “Em verdade eu te digo: ainda hoje estarás comigo no Paraíso” - Palavra da Salvação







Mensagem de Nossa Senhora em 25/01/2012 - “Queridos filhos! Tambem hoje os convido com alegria a abrirem os seus corações e a escutarem o Meu chamado. Eu desejo aproximá-los de novo ao Meu Coração Imaculado onde encontrarão refúgio e paz. Abram-se à oração até que ela se torne alegria para vocês. Através da oração o Altíssimo os dará a abundância de graças e os tornarão as Minhas mãos estendidas neste mundo inquieto que anseia a paz. Filhinhos, testemunhem a fé com as suas vidas e rezem a fim de que, dia a dia, a fé cresça nos seus corações. Eu estou com vocês. Obrigada por terem respondido ao Meu chamado” – Mensagem de Nossa Senhora em Medjugorje




A IGREJA CELEBRA HOJE , SANTO ANDRÉ DUNG-LAC E COMPANHEIROS MÁRTIRES - Neste dia comemoramos a santidade dos 117 mártires vietnamitas que testemunharam seu amor a Cristo, tanto na vida como na morte. O Papa João Paulo II, em 1988, canonizou na verdade alguns, dos muitos ousados na fé, que se encontram entre o período de 1830 até 1870 . O Vietnã conheceu a Boa-nova de Jesus Cristo no século XVI, e o acolheu em sua integridade: “Então, entregar-vos-ão à aflição, matar-vos-ão, sereis odiados por todos os pagãos por causa do meu nome…mas quem perseverar até o fim, este será salvo”. (Mt 24,9-13) . Santo André Dung-Lac, era de família pobre, reconheceu a riqueza do Dom Sacerdotal e foi ordenado Padre em 1823; em meio às perseguições desejava ardentemente testemunhar Jesus Cristo com o martírio, pois dizia que “aqueles que morrem pela fé sobem ao céu” . Na Ásia, iniciou-se grande perseguição aos cristãos. De 1625 a 1886, os governantes tudo fizeram para despertar o ódio e a vingança contra a religião cristã e àqueles que anunciavam o Evangelho ou tornavam-se cristãos. Mas, quanto mais os perseguiam, mais aumentava o fervor dos cristãos. Esse período culminou com a morte de 117 santos: Sacerdotes, Bispos, pais de famílias, jovens, crianças, catequistas, seminaristas, militares. Todos estes mostrando a universalidade do chamado à Santidade com o próprio sangue . Santo André Dung-Lac e companheiros mártires, rogai por nós!






     
  
Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by