A FÉ CATÓLICA NÃO SE NEGOCIA - LITURGIA DIÁRIA , 20 DE NOVEMBRO DE 2013

terça-feira, 19 de novembro de 2013


A FÉ CATÓLICA NÃO SE NEGOCIA

 O SAGRADO MAGISTÉRIO ENSINA OU O MODERNISMO, TERRÍVEL HERESIA, EXPLICA EM GRANDE PARTE ESTA CRISE DE FÉ MEDONHA QUE OS CATÓLICOS AGORA ATRAVESSAM!


“Calar-se face aos maus não é mansidão . A mansidão vai contra a ira e as fúrias, não para que o homem nunca se encolerize, mas para que o faça onde e quando deve . Por isso tem cara de homem e cara de leão . Algumas vezes se considera manso o homem que cala enquanto outro peca. Isso não é mansidão! Escuta: diz-se de Jesus que "conturbou-se e fez um chicote de cordas". Lê-se no Livro Primeiro dos Macabeus: "Infeliz de mim! Por que nasci para ver a ruína de minha pátria e de meus santos?" . Por onde se vê que Cristo é cordeiro e leão” – São Boaventura in Conferências sobre o Hexaemeron


GRANDE PAPA PIO XII E UMA IMPORTANTE REFLEXÃO SOBRE A IGREJA  : “…uma Igreja que se calasse quando ela tem o dever de falar; uma Igreja que edulcorasse a lei de Deus, adaptando-a ao gosto das vontades humanas, quando ela é obrigada a altissonantemente proclamá-la e defendê-la; uma Igreja que se destacasse do fundamento inabalável sobre o qual a edificou Cristo, para instalar-se comodamente sobre a areia movediça das opiniões do dia ou para abandonar-se à corrente que passa… Diletos filhos e filhas! Herdeiros espirituais de uma legião incontável de confessores e de mártires! Seria essa a Igreja que venerais e amais? Vós reconheceríeis numa tal Igreja os traços do rosto de vossa Mãe? Poderíeis imaginar um sucessor do primeiro Pedro que se dobrasse a semelhantes exigências? - (PIO XII, Discurso ao povo de Roma, de 20 de fevereiro de 1949, Acta Apostolicæ Sedis, n.º 41, 1949, p. 74)


"Se a fé está em perigo iminente, os prelados devem ser acusados por seus súditos, mesmo em público" - SÃO TOMÁS DE AQUINO


Não por acaso, meus caros, vivemos hoje em um mundo apóstata, que há muito renegou Jesus Cristo e seu jugo suave para um segundo plano, para a periferia de nossas vidas, preferindo servir as suas próprias depravações estimuladas e aplaudidas pelos três inimigos mortais de uma alma desejosa de santificar-se: a Carne, o Mundo e o Demônio . Até aqui pouca novidade, o que muitos católicos não sabem é que muitos dos erros que aí estão são fruto desta pestilenta heresia Modernista, que foi condenada e dissecada qual um legista a um cadáver, por SÃO PIO X EM SUA ENCÍLICA PASCENDI DOMINICI GREGIS


Ler este grande documento do Magistério da Igreja é como ver cair um castelo de cartas diante dos nossos olhos e passar a enxergar melhor o estado atual da crise que a Igreja Católica hoje atravessa . Vamos então trazer aos nossos leitores aos poucos trechos desta grande encíclica e, na medida limitadíssima de nossas forças, tentaremos ir tecendo comentários que facilitem ao leitor penetrar no cerne do problema. Recomendamos, contudo, a leitura da íntegra desta Encíclica o que fará muito bem a qualquer católico sincero em seu amor a Igreja e a Nosso Senhor Jesus Cristo


Eis o grande São Pio X, martelo dos hereges modernistas, na introdução da Pascendi : 

"A missão, que nos foi divinamente confiada, de apascentar o rebanho do Senhor, entre os principais deveres impostos por Cristo, conta o de guardar com todo o desvelo o depósito da fé transmitida aos Santos, repudiando as profanas novidades de palavras e as oposições de uma ciência enganadora. E, na verdade, esta providência do Supremo Pastor foi em todo o tempo necessária à Igreja Católica; porquanto, devido ao inimigo do gênero humano nunca faltaram homens de perverso dizer (At20,30), vaníloquos e sedutores (Tit 1,10), que caídos eles em erro arrastam os mais ao erro (2 Tim 3,13). Contudo, há mister confessar que nestes últimos tempos cresceu sobremaneira o número dos inimigos da Cruz de Cristo, os quais, com artifícios de todo ardilosos, se esforçam por baldar a virtude vivificante da Igreja e solapar pelos alicerces, se dado lhes fosse, o mesmo reino de Jesus Cristo. Por isto já não Nos é lícito calar para não parecer faltarmos ao Nosso santíssimo dever, e para que se Nos não acuse de descuido de nossa obrigação, a benignidade de que, na esperança de melhores disposições, até agora usamos"


(Aqui já percebemos o zelo apostólico de São Pio X com o rebanho que lhe foi confiado, bem como o dever que há para o Pastor de "guardar com todo o desvelo o depósito da fé transmitida aos santos, repudiando as profanas novidades de palavras", e volta a questão da necessidade vital para cada católico, e para os membros do clero em particular, de guardar a Fé conforme foi recebida sem nada dela retirar ou acrescentar)


SÃO VICENTE DE LÉRINS, em seu importantíssimo livro "Comonitório - Regras para conhecer a Fé Verdadeira" , bem o dizia : 

“.....Recebeste ouro? devolve pois ouro! Não admitirei cobre em lugar de ouro! - E o que exige que sem demora falemos, é antes de tudo que os fautores do êrro já não devem ser procurados entre inimigos declarados; mas, o que é muito para sentir e recear, se ocultam no próprio seio da Igreja , tornando-se destarte tanto mais nocivos quanto menos percebidos . Aludimos, Veneráveis Irmãos, a muitos membros do laicato católico e também, coisa ainda mais para lastimar, a não poucos do clero que, fingindo amor à Igreja e sem nenhum sólido conhecimento de filosofia e teologia, mas, embebidos antes das teorias envenenadas dos inimigos da Igreja, vangloriam-se, postergando todo o comedimento, de reformadores da mesma Igreja; e cerrando ousadamente fileiras se atiram sobre tudo o que há de mais santo na obra de Cristo, sem pouparem sequer a mesma pessoa do divino Redentor que, com audácia sacrílega, rebaixam à craveira de um puro e simples homem"


(Aqui a constatação terrível de São Pio X de que os piores inimigos estão na verdade nas fileiras católicas, e como este exército cresceu desde aquele santo pontificado até nossos dias!)


Já não se trata de um inimigo externo que, ao menos, teria a lealdade de lutar às claras, mas, no mais das vezes, são lobos que se passam por católicos ludibriando e seduzindo muitas almas para esta cloaca de heresias que é o Modernismo!  Infelizmente quantos entre os próprios pastores da Igreja?! Doloroso para um católico enxergar esta realidade, mas necessário, é como um remédio amargo que nos é dado pelo médico cujo fim último é a cura de males terríveis, eis a graça que Nosso Senhor nos dá por meio deste Santo Papa!


Continua São Pio X : "Pasmem, embora homens de tal casta, que Nós os ponhamos no número dos inimigos da Igreja; não poderá porém, pasmar com razão quem quer que, postas de lado as intenções de que só Deus é juiz, se aplique a examinar as doutrinas e o modo de falar e de agir de que lançam eles mão. Não se afastará, portanto, da verdade quem os tiver como os mais perigosos inimigos da Igreja. Estes, em verdade, como dissemos, não já fora, mas dentro da Igreja, tramam seus perniciosos conselhos; e por isto, é por assim dizer nas próprias veias e entranhas dela que se acha o perigo, tanto mais ruinoso quanto mais intimamente eles a conhecem. Além de que, não sobre as ramagens e os brotos, mas sobre as mesmas raízes que são a Fé e suas fibras mais vitais, é que meneiam eles o machado"


(Notem bem, caros leitores, é São Pio X pela voz do Sagrado Magistério que avisa ser os modernistas "os mais perigosos inimigos da Igreja" e já não de fora, mas desde dentro meneiam o machado sobre as raízes da Fé!)


“Batida pois esta raiz da imortalidade, continuam a derramar o vírus por toda a árvore, de sorte que coisa alguma poupam da verdade católica, nenhuma verdade há que não intentem contaminar. E ainda vão mais longe; pois pondo em obra o sem número de seus maléficos ardis, não há quem os vença em manhas e astúcias: porquanto, fazem promiscuamente o papel ora de racionalistas, ora de católicos, e isto com tal dissimulação que arrastam sem dificuldade ao erro qualquer incauto; e sendo ousados como os que mais o são, não há conseqüências de que se amedrontem e que não aceitem com obstinação e sem escrúpulos. Acrescente-se-lhes ainda, coisa aptíssima para enganar o ânimo alheio, uma operosidade incansável, uma assídua e vigorosa aplicação a todo o ramo de estudos e, o mais das vezes, a fama de uma vida austera. Finalmente, e é isto o que faz desvanecer toda esperança de cura, pelas suas mesmas doutrinas são formadas numa escola de desprezo a toda autoridade e a todo freio; e, confiados em uma consciência falsa, persuadem-se de que é amor de verdade o que não passa de soberba e obstinação. Na verdade, por algum tempo esperamos reconduzi-los a melhores sentimentos e, para este fim, a princípio os tratamos com brandura, em seguida com severidade e, finalmente, bem a contragosto, servimo-nos de penas públicas”


“Mas vós bem sabeis, Veneráveis Irmãos, como tudo foi debalde; pareceram por momento curvar a fronte, para depois reerguê-la com maior altivez . Poderíamos talvez ainda deixar isto desapercebido se tratasse somente deles; trata-se porém das garantias do nome católico. Há, pois, mister quebrar o silêncio, que ora seria culpável, para tornar bem conhecidas à Igreja esses homens tão mal disfarçados . E visto que os modernistas (tal é o nome com que vulgarmente e com razão são chamados) com astuciosíssimo engano costumam apresentar suas doutrinas não coordenadas e juntas como um todo, mas dispersas e como separadas umas das outras, afim de serem tidos por duvidosos e incertos, ao passo que de fato estão firmes e constantes, convém, Veneráveis Irmãos, primeiro exibirmos aqui as mesmas doutrinas em um só quadro, e mostrar-lhes o nexo com que formam entre si um só corpo, para depois indagarmos as causas dos erros e prescrevermos os remédios para debelar-lhes os efeitos perniciosos"


Ao conhecer estas graves denúncias de São Pio X, o católico honesto e sério poderia continuar tranquilamente a repetir estes erros sem grave crise de consciência? Acreditamos que não! 


“A fé não se negocia. Esta tentação sempre existiu na história do povo de Deus: cortar um pedaço da fé, ainda que não seja muito. Mas a fé é assim, tal como a recitamos no Credo. É necessário superar a tentação de fazer o que todos fazem, não ser tão, tão rígidos, porque precisamente daí começa um caminho que acaba na apostasia. De fato, quando começamos a destroçar a fé, a negociá-la, a vendê-la à melhor oferta, começamos o caminho da apostasia, da não fidelidade ao Senhor”PAPA FRANCISCO


GRANDE PAPA PIO XII E UMA IMPORTANTE REFLEXÃO SOBRE A IGREJA  : “…uma Igreja que se calasse quando ela tem o dever de falar; uma Igreja que edulcorasse a lei de Deus, adaptando-a ao gosto das vontades humanas, quando ela é obrigada a altissonantemente proclamá-la e defendê-la; uma Igreja que se destacasse do fundamento inabalável sobre o qual a edificou Cristo, para instalar-se comodamente sobre a areia movediça das opiniões do dia ou para abandonar-se à corrente que passa… Diletos filhos e filhas! Herdeiros espirituais de uma legião incontável de confessores e de mártires! Seria essa a Igreja que venerais e amais? Vós reconheceríeis numa tal Igreja os traços do rosto de vossa Mãe? Poderíeis imaginar um sucessor do primeiro Pedro que se dobrasse a semelhantes exigências? - (PIO XII, Discurso ao povo de Roma, de 20 de fevereiro de 1949, Acta Apostolicæ Sedis, n.º 41, 1949, p. 74)








LITURGIA DO DIA 20 DE NOVEMBRO DE 2013
PRIMEIRA LEITURA (2MC 7,1.20-31)


LEITURA DO SEGUNDO LIVRO DOS MACABEUS - Naqueles dias, 1aconteceu que foram presos sete irmãos, com sua mãe, aos quais o rei, por meio de golpes de chicote e de nervos de boi, quis obrigar a comer carne de porco, que lhes era proibida. 20Mas especialmente admirável e digna de abençoada memória foi a mãe, que, num só dia, viu morrer sete filhos, e tudo suportou valorosamente por causa da esperança que depositou no Senhor. 21Cheia de nobres sentimentos, ela exortava a cada um na língua de seus pais e, revestindo de coragem varonil sua alma de mulher, dizia-lhes: 22“Não sei como aparecestes em minhas entranhas: não fui eu quem vos deu o espírito e a vida nem fui eu quem organizou os elementos dos vossos corpos . 23Por isso, o Criador do mundo, que formou o homem na sua origem e preside à geração de todas as coisas, ele mesmo, na sua misericórdia, vos dará de novo o espírito e a vida, pois agora vos desprezais a vós mesmos, por amor às suas leis”.24Antíoco julgou que ela o desprezasse e suspeitou que o estivesse insultando. Como o mais novo dos irmãos ainda estivesse vivo, o rei tentava persuadi-lo. E não só com palavras, mas também com juramento, prometeu fazê-lo rico e feliz, além de torná-lo seu amigo e confiar-lhe altas funções, contanto que abandonasse as leis de seus antepassados . 25Vendo que o jovem não lhe prestava nenhuma atenção, o rei chamou a mãe e exortou-a a dar conselhos ao rapaz, para que salvasse a sua vida. 26Como ele insistisse com muitas palavras, ela concordou em persuadir o filho. 27Inclinou-se então para ele e, zombando do cruel tirano, assim falou na língua de seus pais: “Filho, tem compaixão de mim, que te trouxe nove meses em meu seio e por três anos te amamentei; que te criei e eduquei até a idade que tens, sempre cuidando do teu sustento. 28Eu te peço, meu filho: contempla o céu e a terra e observa tudo o que neles existe. Reconhece que não foi de coisas existentes que Deus os fez, e que também o gênero humano surgiu da mesma forma. 29Não tenhas medo desse carrasco. Pelo contrário, sê digno de teus irmãos e aceita a morte, a fim de que eu torne a receber-te com eles no tempo da misericórdia” . 30Mal tinha ela acabado de falar, o jovem declarou: “Que esperais? Não obedecerei às ordens do rei, mas aos mandamentos da Lei dada aos nossos pais por Moisés.31E tu, que inventaste toda espécie de maldades contra os hebreus, não escaparás às mãos de Deus” - Palavra do Senhor


SALMO RESPONSORIAL  (SL 16)


AO DESPERTAR ME SACIARÁ VOSSA PRESENÇA, Ó SENHOR!

— Ó Senhor, ouvi a minha justa causa, escutai-me e atendei o meu clamor! Inclinai o vosso ouvido à minha prece, pois não existe falsidade nos meus lábios!

— Os meus passos eu firmei na vossa estrada, e por isso os meus pés não vacilaram. Eu vos chamo, ó meu Deus, porque me ouvis, inclinai o vosso ouvido e escutai-me!

— Protegei-me qual dos olhos a pupila e guardai-me, à proteção de vossas asas. Mas eu verei, justificado, a vossa face e ao despertar me saciará vossa presença


EVANGELHO (LC 19,11-28)


PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO + SEGUNDO LUCAS - Naquele tempo, 11Jesus acrescentou uma parábola, porque estava perto de Jerusalém e eles pensavam que o Reino de Deus ia chegar logo. 12Então Jesus disse: “Um homem nobre partiu para um país distante, a fim de ser coroado rei e depois voltar. 13Chamou então dez dos seus empregados, entregou cem moedas de prata a cada um e disse: ‘Procurai negociar até que eu volte’ . 14Seus concidadãos, porém, o odiavam, e enviaram uma embaixada atrás dele, dizendo: ‘Nós não queremos que esse homem reine sobre nós’. 15Mas o homem foi coroado rei e voltou. Mandou chamar os empregados, aos quais havia dado o dinheiro, a fim de saber quanto cada um havia lucrado. 16O primeiro chegou e disse: ‘Senhor, as cem moedas renderam dez vezes mais’. 17O homem disse: ‘Muito bem, servo bom. Como foste fiel em coisas pequenas, recebe o governo de dez cidades’ . 18O segundo chegou e disse: ‘Senhor, as cem moedas renderam cinco vezes mais’.19O homem disse também a este: ‘Recebe tu também o governo de cinco cidades’.20Chegou o outro empregado e disse: ‘Senhor, aqui estão as tuas cem moedas que guardei num lenço, 21pois eu tinha medo de ti, porque és um homem severo. Recebes o que não deste e colhes o que não semeaste’. 22O homem disse: ‘Servo mau, eu te julgo pela tua própria boca. Tu sabias que eu sou um homem severo, que recebo o que não dei e colho o que não semeei. 23Então, por que tu não depositaste meu dinheiro no banco? Ao chegar, eu o retiraria com juros’. 24Depois disse aos que estavam aí presentes: ‘Tirai dele as cem moedas e dai-as àquele que tem mil’. 25Os presentes disseram: ‘Senhor, esse já tem mil moedas!’ 26Ele respondeu: ‘Eu vos digo: a todo aquele que já possui, será dado mais ainda; mas àquele que nada tem, será tirado até mesmo o que tem. 27E quanto a esses inimigos, que não queriam que eu reinasse sobre eles, trazei-os aqui e matai-os na minha frente’”. 28Jesus caminhava à frente dos discípulos, subindo para Jerusalém - Palavra da Salvação








Mensagem de Nossa Senhora a vidente Mirjana Dragicevic-Soldo em 02/04/2012 - “Queridos filhos, como a Rainha da Paz, EU desejo dar a paz a vocês, Meus filhos, a verdadeira paz que vem através do Coração Divino do MEU DIVINO FILHO. Como uma mão, EU rezo que a sabedoria, a humildade e a bondade possam vir a reinar nos seus corações – que a paz possa reinar – que MEU FILHO possa reinar. Quando MEU FILHO for o senhor nos seus corações, vocês serão capazes de ajudar os outros a virem a conhecê-LO. Quando a paz celestial chegar a reinar sobre vocês, aqueles que a estão procurando nos lugares errados, causando assim dor ao Meu Coração Maternal, a reconhecerão. Meus filhos, grande será a Minha alegria quando EU ver que vocês estão aceitando as Minhas palavras e que vocês desejam ME seguir. Não tenham medo, vocês não estão sozinhos. Dêem-Me as suas mãos e EU os guiarei. Não esqueçam dos seus pastores. Rezem para que em seus pensamentos eles sempre estejam com o MEU FILHO que os chamou para testemunhá-LO. Obrigada a vocês”Mensagem de Nossa Senhora em Medjugorje




A IGREJA CELEBRA HOJE , SANTO EDMUNDO - Reinava Offa nos Estados ingleses. Desejando terminar seus dias em Roma, no exercício da piedade e da penitência, passou a coroa para Edmundo, de quinze anos de idade, descendente dos antigos reis anglo-saxões da Grã-Bretanha . Edmundo, segundo os seus historiadores, foi coroado no dia de Natal de 885. Suas qualidades morais tornaram-no modelo dos bons reis. Tinha grande aversão aos lisonjeiros; toda a sua ambição era manter a paz e assegurar a felicidade dos súditos. Daí o grande zêlo na administração da justiça e na implantação dos bons costumes nos seus Estados. Foi o pai dos súditos, sobretudo dos pobres, protetor das viúvas e dos órfãos, sustento e apoio dos fracos. O fervor no serviço de Deus realçava o brilho das suas outras virtudes. A exemplo dos monges e de várias outras pessoas piedosas, aprendeu o saltério de cor . No décimo quinto ano do seu reinado, foi atacado pelos Dinamarqueses Hínguar e Hubla, príncipes desta nação, verdadeiros piratas, que foram desembarcar na Inglaterra. Edmundo, a princípio, manteve-se sereno, confiando num tratado que tinha feito com os bárbaros logo que vieram para o seu país. Mas quando viu que não respeitaram o tratado, reuniu o seu exército. Mas os infiéis receberam auxílios. Perante este reforço do inimigo, Edmundo sentia-se impotente para o combater . Então os bárbaros fizeram-lhe várias propostas que recusou, por serem contrárias à religião e à justiça que devia aos súditos. Preferiu expor-se à morte a trair sua consciência. Carregaram-no de pesadas cadeias e levaram Edmundo à tenda do general inimigo. Fizeram-lhe novas propostas. Respondeu com firmeza que a religião lhe era mais cara do que a vida, e que nunca consentiria em ofender a Deus, que adorava. Hínguar, enfurecido com esta resposta, mandou açoitá-lo cruelmente . O santo sofreu todos os maus tratos com paciência invencível, invocando o Sagrado Nome de Jesus. Por fim, foi condenado a ser decapitado, recebendo a palma do martírio a 20 de novembro de 870 . Os ingleses consideraram-no mártir e dedicaram-lhe numerosas igrejas - Santo Edmundo, rogai por nós!


Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by