ADORAÇÃO EM ESPÍRITO E EM VERDADE - LITURGIA DIÁRIA , 23 DE OUTUBRO DE 2013

terça-feira, 22 de outubro de 2013


ADORAÇÃO EM ESPÍRITO E EM VERDADE

É precisamente porque a adoração se processa no NOSSO ÍNTIMO, que Nosso Senhor disse estas palavras : "A hora vem, e agora é, quando os verdadeiros adoradores hão de adorar o Pai em ESPÍRITO E VERDADE; porque tais quer também o Pai que sejam os que O adoram. Deus é espírito, e em espírito e verdade é que O devem adorar os que O adoram (S. Jo. IV, 23 e 24)

Nosso Senhor Jesus Cristo se refere aí à transformação que vem trazer o Cristianismo, substituindo-se àquela religião de meras exterioridades em que tinha caído o judaísmo : "Este povo honra-me com os lábios; mas o seu coração está longe de mim" (S. Mat. XV, 8). "Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas, que pagais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho, e desprezastes os pontos mais graves da lei: a justiça, a misericórdia e a fidelidade. São estas coisas que era preciso praticar, sem omitir as outras" (S. Mat. XXIII, 23)

Apesar de praticarem muitos atos exteriores de religiosidade, não praticavam os judeus A VERDADEIRA ADORAÇÃO ; esta consiste em que a nossa alma esteja totalmente SUBMISSA A DEUS : a nossa inteligência, pela fé na sua palavra infalível; o nosso coração, pelo amor a Ele acima de todas as coisas; o nosso espírito, pela resignação à sua vontade; toda a nossa vida, pela exata observância dos seus mandamentos . Isto é que é realmente reconhecer a Deus como Supremo Senhor nosso e Supremo Senhor de todas as coisas

Verdadeiro adorador, em qualquer época, em qualquer país, é aquele que se acha no estado de GRAÇA SANTIFICANTE , isto é, em situação de amizade com Deus, com os seus pecados perdoados e com o firme propósito de jamais voltar a cometê-los . Porque aquele que está no estado de pecado mortal não pode dizer, em toda a extensão da palavra, que RECONHECE O SUPREMO DOMÍNIO DE DEUS sobre sua alma ; se reconhece em teoria, não quer reconhecê-lo na prática, nas suas ações, no seu modo de agir, antes se coloca sob a servidão do demônio, pois, como disse a Sabedoria Eterna: "Todo o que comete o pecado é escravo do pecado" (S. Jo. VIII, 34) E é por isto que diz São Paulo, a respeito daqueles que têm contaminadas tanto a sua mente como a sua consciência : “eles confessam que conhecem a Deus, mas NEGAM-NO com as obras" (Tito, I, 15 e 16)

A Igreja tem as belas cerimônias de sua liturgia , para a qual contribuem todas as artes: arquitetura, pintura, escultura, música, eloquência etc, todas a serviço da religiosidade que ela procura infundir nos seus filhos fiéis. Aliás, o centro de toda a liturgia é Jesus Cristo vivo realmente presente na Hóstia Consagrada, que é objeto de culto de latria, porque é a Segunda Pessoa da Santíssima Trindade

Mas, ao mesmo tempo que nos emociona com as suas cerimônias, ela nos lembra sempre que isto é um meio e não um fim; A LITURGIA quer sobretudo chegar à PURIFICAÇÃO DA ALMA e à SUA TOTAL DEDICAÇÃO A DEUS . Esta purificação da alma se opera com a confissão bem feita, a qual SÓ É POSSÍVEL quando o cristão não só está sinceramente arrependido de seus pecados, mas está sinceramente resolvido, custe o que custar, a jamais voltar a cometê-los. Recuperando assim a GRAÇA SANTIFICANTE que havia recebido no Batismo, o católico se habilita a ser um VERDADEIRO ADORADOR numa total submissão a Deus, e quanto mais santo for interiormente, tanto mais perfeita será a sua adoração. Por isto a Igreja OBRIGA os fiéis a se confessarem ao menos uma vez cada ano; e insiste sempre pela prática da confissão freqüente e da comunhão, até quotidiana

Os protestantes, no seu velho sistema de interpretar as passagens da Bíblia tendo, antes de tudo, o pensamento de ver em cada uma destas passagens um meio de censurar a Igreja Católica , tomam a palavra de Jesus no sentido de que está condenado todo e qualquer culto externo e ficam satisfeitos com a idéia de que, tendo as paredes de suas igrejas completamente nuas e não tendo cerimônias impressionantes como o Catolicismo, são eles os únicos VERDADEIROS ADORADORES  a que se refere Jesus

Mas é o caso de perguntar: será isto que resolve a questão? Se ADORAR é reconhecer o supremo domínio de Deus, é reconhecer a Deus como Supremo Senhor da nossa inteligência, do nosso coração, da nossa vida, suponhamos que um protestante, com esta ampla autorização que tem, pelo LIVRE EXAME, de interpretar a Bíblia como bem entende, se põe a TORCER  a palavra de Deus, diante de uma doutrina de Jesus, em que não quer acreditar. Será um verdadeiro adorador? Não ; porque não quer reconhecer a Deus, como Supremo Senhor de sua inteligência; em vez de adorar a Deus, Verdade infalível, adora o ídolo de sua opinião própria

Nem venham os protestantes afirmar que ninguém no Protestantismo TORCE as palavras de Bíblia. Pois todos dizem que se baseiam na Bíblia. Ora, a palavra de Deus é uma só. A verdade não muda. Mas, por que existem milhares de SEITAS protestantes? Enquanto algumas SEITAS aceitam certas coisas, outras negam. Baseados na Bíblia falam mal umas das outras. Conclusão lógica: é sinal de que aí neste meio há gente TORCENDO  o sentido da Bíblia

Suponhamos que mesmo com suas igrejas de paredes branqueadas e com a ausência de cerimônias litúrgicas, haja um protestante que vive enganando os outros em matéria de dinheiro, ou que vive escravizado a uma paixão carnal e desonesta. Será um verdadeiro adorador? Não; porque São Paulo é o primeiro a dizer que há pecados que equivalem ao culto dos ídolos: "Nenhum fornicador ou imundo, ou avaro, o QUE É CULTO DE ÍDOLOS,  não tem herança no reino de Cristo e de Deus" (Efésios, V, 5)

Não é meu intuito com estas hipóteses humilhar nem ofender aos protestantes. Absolutamente não! Há católicos errados e há protestantes errados; é a conseqüência inevitável da fragilidade humana. Mas quererem alguns insinuar que todo homem, abraçando uma SEITA chamada "evangélica" se torna por este só fato, uma criatura angélica e impecável, que no seio do Protestantismo só há puros e perfeitos, que o cristão logo que se convence que já está salvo por Jesus, se torna uma nova criatura modelo de virtudes, isto é conversa para boi dormir. Nesta canoa ninguém embarca. E quanto à Igreja Católica, ela mesma é que ensina os seus filhos  a rezar assim: pequei, Senhor, muitas vezes por pensamentos, palavras e obras, por minha culpa, por minha culpa, por minha máxima culpa!

O que queremos frisar aqui é simplesmente isto: que não é o fato de freqüentar igrejas lisas ou de não assistir a cerimônias litúrgicas, que faz de um homem UM VERDADEIRO ADORADOR.  E que a adoração é uma COISA INTERNA, é um sentimento da alma e do coração, é o reconhecimento, no nosso íntimo, do supremo domínio do Ser a quem nós adoramos. Não é o fato de nos ajoelharmos, de nos curvarmos, de trazermos ofertas que constitui a adoração

E o católico, por mais rude e analfabeto que seja, sabe muito bem que não é aquela imagem que está no altar, imagem que não vê, não sente, não ouve, não fala, não tem inteligência, nem sensibilidade, não é aquela imagem que tem o supremo domínio sobre a sua alma, sobre a sua vida. Se os pagãos caíram  neste erro tão grosseiro, a respeito de seus ÍDOLOS, isto mostra apenas a degenerescência em que tinha caído a razão humana antes da doutrinação de Jesus Cristo, o que serviu para mostrar quanto era necessária a vinda do Salvador

Sabe muito bem o católico que não é aquela imagem que o ouve, nem que o socorre; mas ela serve para ele erguer melhor o seu pensamento ao protótipo que ela representa

E assim como ficaríamos alegres, se soubéssemos que alguém cercou de flores o nosso retrato ou quis diante dele render-nos carinhosa homenagem, Jesus Cristo, a Virgem Maria e os santos só podem receber com agrado as homenagens que lhes prestamos diante de suas sagradas e venerandas imagens, que tão insistentemente estão avivando aos nossos olhos a sua memória e a sua recordação







LITURGIA DO DIA 23 DE OUTUBRO DE 2013
 
PRIMEIRA LEITURA (RM 6,12-18)

LEITURA DA CARTA DE SÃO PAULO AOS ROMANOS. Irmãos, 12que o pecado não reine mais em vosso corpo mortal, levando-vos a obedecer às suas paixões. 13Não ofereçais mais vossos membros ao pecado como armas de iniquidade. Pelo contrário, oferecei-vos a Deus como pessoas vivas, isto é, como pessoas que passaram da morte à vida, e ponde vossos membros ao serviço de Deus como armas de justiça. 14De fato, o pecado não vos dominará, visto que não estais sob o regime da Lei, mas sob o regime da graça. 15Então, iremos pecar, porque não estamos sob o regime da Lei, mas sob o regime da graça? De modo algum! 16Acaso não sabeis que, oferecendo-vos a alguém como escravos, sois realmente escravos daquele a quem obedeceis, seja escravos do pecado para a morte, seja escravos da obediência para a justiça? 17Graças a Deus que vós, depois de terdes sido escravos do pecado, passastes a obedecer, de coração, aos ensinamentos, aos quais fostes entregues. 18Libertados do pecado, vos tornastes escravos da justiça - Palavra do Senhor

SALMO RESPONSORIAL  (SL 123)

NOSSO AUXÍLIO ESTÁ NO NOME DO SENHOR

— Se o Senhor não estivesse ao nosso lado, que o diga Israel neste momento; se o Senhor não estivesse ao nosso lado, quando os homens investiram contra nós, com certeza nos teriam devorado no furor de sua ira contra nós

— Então as águas nos teriam submergido, a correnteza nos teria arrastado, e então, por sobre nós teriam passado essas águas sempre mais impetuosas. Bendito seja o Senhor, que não deixou cairmos como presa de seus dentes!

— Nossa alma como um pássaro escapou do laço que lhe armara o caçador; o laço arrebentou-se de repente, e assim nós conseguimos libertar-nos. O nosso auxílio está no nome do Senhor, do Senhor que fez o céu e a terra!

EVANGELHO (LC 12,39-48)

PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO + SEGUNDO LUCAS - Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 39“Ficai certos: se o dono da casa soubesse a hora em que o ladrão iria chegar, não deixaria que arrombasse a sua casa.40Vós também ficai preparados! Porque o Filho do Homem vai chegar na hora em que menos o esperardes”. 41Então Pedro disse: “Senhor, tu contas esta parábola para nós ou para todos?” 42E o Senhor respondeu: “Quem é o administrador fiel e prudente que o senhor vai colocar à frente do pessoal de sua casa para dar comida a todos na hora certa? 43Feliz o empregado que o patrão, ao chegar, encontrar agindo assim! 44Em verdade eu vos digo: o senhor lhe confiará a administração de todos os seus bens. 45Porém, se aquele empregado pensar: ‘Meu patrão está demorando’, e começar a espancar os criados e as criadas, e a comer, a beber e a embriagar-se, 46o senhor daquele empregado chegará num dia inesperado e numa hora imprevista, ele o partirá ao meio e o fará participar do destino dos infiéis. 47Aquele empregado que, conhecendo a vontade do senhor, nada preparou, nem agiu conforme a sua vontade, será chicoteado muitas vezes. 48Porém, o empregado que não conhecia essa vontade e fez coisas que merecem castigo, será chicoteado poucas vezes. A quem muito foi dado, muito será pedido; a quem muito foi confiado, muito mais será exigido!”. - Palavra da Salvação







Nossa Senhora apareceu a Mirjana no Cruz Azul nesta manhã. Foi chovendo e muito frio. Nossa Senhora deu a seguinte mensagem: "Queridos filhos! Eu estou com vocês em nome do maior amor, em nome do querido Deus, que veio perto de vocês através do Meu Filho e lhes mostrou o verdadeiro amor. Eu desejo conduzir-vos no caminho de Deus. Desejo ensinar a vocês o verdadeiro amor para que outros possam vê-lo em vocês, que vocês possam vê-lo em outros, que vocês possam ser um irmão para eles e que outros podem ver um irmão misericordioso em vocês. Meus filhos, não tenhais medo de abrir seu coração para Mim. Com o amor maternal, Eu vou te mostrar o que Eu espero de cada um de vocês, o que Eu espero dos Meus apóstolos. Fiquem comigo. Obrigada!” . Mirjana disse que Nossa Senhora abençoou todos os presentes e todos os seus artigos religiosos. Nossa Senhora também nos pediu para rezar pelos sacerdotes e disse: "Volto a enfatizar que triunfarei junto com ele" - Mensagem de Nossa Senhora para a vidente Mirjana em 2 de março de 2011




A IGREJA CELEBRA HOJE , SÃO JOÃO DE CAPISTRANO - O santo de hoje fez da ação um ato de amor e do amor uma força para a ação, por isso, muito penitente e grande devoto do nome de Jesus chegou à santidade. João nasceu em Capistrano (Itália), em 1386, e com privilegiado e belos talentos, cursou os estudos jurídicos na universidade de Perusa. Juiz de direito, casado e nomeado governador de uma cidade na Itália, acabou na prisão por causa de intrigas políticas. Diante do sistema do mundo, frágil, felicidade terrena, e após a morte de sua esposa, João quis entrar numa Ordem religiosa. Com este objetivo teve João a coragem de vender os bens, pagar o resgate de sua missão, dar o resto aos pobres e seguir Jesus como São Francisco de Assis. O superior da Ordem, conhecendo os antecedentes de João, o submeteu a duras provas de sua vocação e, por tudo, João passou com humildade e paciência. Ordenado sacerdote consagrou-se ao poder do Espírito no apostolado da pregação; viveu de modo profundo o espírito de mortificação. João de Capistrano enfrentou a ameaça dos turcos contra a Europa e a tentativa de desunião no seio da própria Ordem Franciscana. Apesar de homem de ação prodigiosa e de suas contínuas viagens através de toda a Europa descalço, João foi também escritor fecundo, consumido pelo trabalho. São João tinha muita habilidade para a diplomacia; era sábio, prudente, e media muito bem seus julgamentos e suas palavras. Tinha sido juiz e governador e sabia tratar muito bem às pessoas. Por isso quatro Pontífices (Martinho V, Eugênio IV, Nicolau V e Calixto III) empregaram-no como embaixador em muitas e muito delicadas missões diplomáticas e com muito bons resultados. Três vezes os Sumos Pontífices quiseram nomeá-lo Bispo de importantes cidades, mas preferiu seguir sendo humilde pregador, pobre e sem títulos honoríficos. Em 1453, os turcos muçulmanos propuseram invadir a Europa para acabar com o Cristianismo. Então São João foi à Hungria e percorreu toda a nação pregando ao povo, incitando-o a sair entusiasta em defesa de sua santa religião. As multidões responderam a seu chamado, e logo se formou um bom exército de crentes. Os muçulmanos chegaram perto de Belgrado com 200 canhões, uma grande frota de navios de guerra pelo rio Danúbio, e 50.000 terríveis jenízaros da cavalo, armados até os dentes. Os chefes católicos pensaram em retirar-se porque eram muito inferiores em número. Mas foi aqui quando interveio João de Capistrano: empunhando um crucifixo, foi percorrendo com ele todas as fileiras, animando os soldados com a lembrança de que iam combater por Jesus Cristo, o grande Deus dos exércitos. tanta confiança e coragem inspirou a presença do santo aos cristãos, que logo ao primeiro ímpeto foi derrotado o exército otomano. Morreu aos 71 anos de idade a 23 de outubro de 1456 e foi beatificado pelo Papa Leão X e solenemente canonizado pelo Papa Alexandre VIII no ano de 1690 . São João de Capistrano, rogai por nós!
Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by