INFERNO : ESTÍMULO PARA A PRÁTICA DO BEM - LITURGIA DIÁRIA , 28 DE AGOSTO DE 2013

terça-feira, 27 de agosto de 2013

INFERNO : ESTÍMULO PARA A PRÁTICA DO BEM
O INFERNO É ALGO QUE DEUS QUIS MOVIDO PELO AMOR, PARA AJUDAR-NOS A FAZER O BEM, BUSCAR A VERDADE


Percebamos que há uma eternidade de felicidade que é francamente boa, mas que somos livres para aceitá-la ou rejeitá-la . Não brinquemos com o amor de Jesus, que quer que todos nos salvemos, mas é necessário que cada um, com sua liberdade, sua responsabilidade e com essa humildade de nossa mãe, a virgem maria, aceitemos nossos pecados para pedir perdão por eles


“.....Em sentido teológico, contudo , o INFERNO é a última consequência do próprio pecado, que se vira contra quem o cometeu. É a situação em que DEFINITIVAMENTE se coloca quem rejeita a misericórdia do Pai, também no último instante da sua vida . O INFERNO está a indicar, mais do que um lugar, a situação em que se vai encontrar quem de maneira livre e definitiva se afasta de Deus, fonte de vida e de alegria” – [Retirado do site do Vaticano , audiência do Papa João Paulo II , 28 de julho de 1999]


Deus nos enviou seu filho para que esteja conosco, nos explique e nos ensine; e também iluminou várias pessoas, como Santa Teresa de jesus e São João Crisóstomo, para mostrar-nos um exemplo de como é o INFERNO , com o fim de fazer-nos ver por amor que devemos evitar esse castigo


QUEM VAI PARA O INFERNO E SOFRE A PENA DE DANO ESTÁ PRIVADO DE DEUS ETERNAMENTE. A PENA DE SENTIDO NÃO SÓ É O CASTIGO DE DESPOJAR-NOS DE DEUS, MAS A DOR ETERNA EM NOSSOS MEMBROS, PORQUE ESTES PECARAM


As alocuções de Sua Santidade João Paulo II sobre o Inferno e o Purgatório reabriram a discussão sobre a existência desses lugares. Após o Concílio Vaticano II e as perversas e más interpretações que foram feitas , muitos progressistas têm questionado essas realidades. O Inferno não seria um lugar físico habitado pelos demônios estabelecido no centro da Terra, para onde as almas dos réprobos vão depois de seus julgamentos particulares para permanecer lá para todo o sempre. Seria um estado de espírito de sofrimento ao qual o homem estaria sujeito nesta vida. Uma posição semelhante é tomada sobre o Purgatório, o qual também não seria um lugar, mas uma fase de purificação aqui na terra


Diante da evidência de frases do Antigo e do Novo Testamento que caracterizam o inferno como um lugar e o constante ensinamento católico sobre o assunto, alguns autores progressistas admitem sua existência. Mas eles afirmam que após a Redenção de Nosso Senhor, o inferno foi esvaziado. Vazio, pelo menos de almas condenadas, pois esses teóricos "esquecerem" de lidar com os demônios que estão presos ao Inferno. De acordo com esta noção, os demônios foram reduzidos às grandes fileiras dos "desempregados." Eu não sei como os progressistas resolvem esta questão. Parece-me que, a fim de acomodar a nova teoria, os demônios teriam de deixar de ser indivíduos e tornar-se forças cósmicas. Mas este não é o momento de mergulhar em mais detalhes sobre este assunto


Seja a primeira tese - que o inferno não existe - ou a segunda - que o inferno existe, mas está vazio - a premissa básica progressista é a mesma. Costuma-se apelar para um sofisma dependendo da Bondade Divina, que vou resumir: "Deus não seria infinitamente bom se Ele desejasse o eterno sofrimento para inúmeras almas. Portanto, o sofrimento do Inferno não existe, ou, se existisse, teria sido esvaziado com a Redenção". Um raciocínio semelhante é empregado com o objetivo de eliminar o Purgatório


Para responder a este sofisma, eu poderia argumentar a necessidade da justiça de Deus para equilibrar Sua bondade e mostrar que as duas características que existem substancialmente em Deus não podem ser contraditórias. A conclusão é que o Inferno, sendo uma exigência de justiça, está em harmonia com a Bondade Divina


No entanto, no artigo de hoje, eu quero me situar apenas no âmbito da Bondade Divina e neste campo fazer a minha discussão com os progressistas . Suponha que Deus eliminasse o Inferno. Qual seria a consequência sobre os homens que vivem nesta terra? Deixe-me distinguir entre os homens maus e os bons


Uma vez que um castigo eterno não existiria mais, os homens maus se sentiriam com toda a liberdade para executar todos os crimes que eles gostariam de cometer em suas vidas pessoais, bem como na sociedade. Ou seja, os maus tenderiam a prejudicar-se, dando rédea solta às suas paixões e machucar os outros a fim de beneficiar a si mesmos e seus próprios interesses. Mesmo entre os próprios homens maus, a vida na Terra seria muito pior e mais infeliz


Para os homens bons, o fim da existência do Inferno seria um forte desestímulo para praticar o bem, uma vez que "temor de Deus é o princípio da sabedoria." Após um dinamismo psicológico semelhante ao do mau, o bom tenderia a cuidar menos do combate à suas más tendências em suas vidas privadas. Além disso, eles teriam que permitir que o mal que eles veem ao seu redor ficasse impune. Pois, se o próprio Deus deixou de punir, então para imitá-lO se exigiria dar liberdade para o mal na vida em sociedade


Agora, se o mal não fosse punido, então a luta iria desaparecer e, com ela, a coragem para enfrentar os adversários, a nobreza de espírito que subjaz a dedicação a grandes combates, a glória que vem do conceito de não fazer concessões ao inimigo, o sentido de se sacrificar por um irmão na luta, e a competição saudável no progresso da militância católica. Ou seja, o bom iria perder aquilo que o dignificava e o tornava respeitável: a sua capacidade de instilar o medo no inimigo. Ele viria a ser um bom sem fibra, um bom sem a capacidade de atrair. Se Deus abolisse o Inferno, a vida dos homens bons se tornaria extremamente pior


Portanto, a consequência prática imediata da abolição do Inferno como um lugar real para a punição das almas após a sua existência terrena seria a de transformar a vida na Terra em um inferno tanto para o bom quanto para o mau. Não seria, na realidade, uma abolição do Inferno, mas a transferência de local e uma extensão: em lugar de estar situado no centro da terra, o inferno viria a existir em sua superfície, em lugar de punir apenas o mau, iria afligir indiscriminadamente o bom e o mau


Para evitar todo esse sofrimento para os bons e os maus nesta terra, Deus criou e mantém o Inferno como um lugar destinado aos condenados. Mais do que um ato de justiça em relação ao mau que morre, é uma demanda da bondade divina no que diz respeito às boas e más pessoas que estão vivendo





LITURGIA DO DIA  28/08/2013


PRIMEIRA LEITURA: 1º TESSALONICENSES 2, 9-13

SANTO AGOSTINHO , BISPO E DOUTOR - (BRANCO, PREF. COMUM OU DOS PASTORES - OFÍCIO DA MEMÓRIA) - LEITURA DA PRIMEIRA CARTA DE SÃO PAULO AOS TESSALONICENSES -  9Vós vos lembrais, irmãos, dos nossos trabalhos e de nossa fadiga. Trabalhando noite e dia, para não sermos pesados a nenhum de vós, pregamo-vos o Evangelho de Deus. 10Vós sois testemunhas, e também Deus, de quão santa, justa e irrepreensivelmente nos portamos convosco que crestes. 11E sabeis que procedemos com cada um de vós como um pai com seus filhos: 12nós vos temos exortado, estimulado, conjurado a vos comportardes de maneira digna de Deus, que vos chama ao seu Reino e à sua glória. 13Por isso é que também nós não cessamos de dar graças a Deus, porque recebestes a palavra de Deus, que de nós ouvistes, e a acolhestes, não como palavra de homens, mas como aquilo que realmente é, como palavra de Deus, que age eficazmente em vós, os fiéis - Palavra do Senhor


SALMO RESPONSORIAL (138)

REFRÃO: SENHOR, VÓS ME SONDAIS E ME CONHECEIS!

1. Em que lugar me ocultarei de vosso espírito? E para onde fugirei de vossa face? Se eu subir até os céus, ali estais; se eu descer até o abismo, estais presente. -R.

2. Se a aurora me emprestar as suas asas, para eu voar e habitar no fim dos mares; mesmo lá vai me guiar a vossa mão e segurar-me com firmeza a vossa destra. -R.

3. Se eu pensasse: “A escuridão venha esconder-me e que a luz ao meu redor se faça noite!” Mesmo as trevas para vós não são escuras, a própria noite resplandece como o dia. -R.

EVANGELHO: MATEUS 23, 27-32

PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO, SEGUNDO MATEUS - Naquele tempo,27Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas! Sois semelhantes aos sepulcros caiados: por fora parecem formosos, mas por dentro estão cheios de ossos, de cadáveres e de toda espécie de podridão. 28Assim também vós: por fora pareceis justos aos olhos dos homens, mas por dentro estais cheios de hipocrisia e de iniquidade. 29Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas! Edificais sepulcros aos profetas, adornais os monumentos dos justos 30e dizeis: Se tivéssemos vivido no tempo de nossos pais, não teríamos manchado nossas mãos como eles no sangue dos profetas... 31Testemunhais assim contra vós mesmos que sois de fato os filhos dos assassinos dos profetas. 32Acabai, pois, de encher a medida de vossos pais! - Palavra da salvação




 
MENSAGEM DE NOSSA SENHORA EM MEDJUGORJE – “Queridos filhos! Despertem-se do sono da incredulidade e do pecado, pois este é um tempo de graça que Deus lhes concede. Utilizem este tempo e peçam a Deus a graça da cura do coração, a fim de que possam ver Deus e os homens com o coração. Rezem de maneira especial por aqueles que ainda não conhecem o amor de Deus e testemunhem com sua vida para que também eles possam conhecer Deus e Seu incomensurável amor. Obrigada por terem correspondido a meu apelo” – MENSAGEM DO DIA 25.02.2000



A IGREJA CELEBRA HOJE , SANTO AGOSTINHO - Celebramos neste dia a memória do grande Bispo e Doutor da Igreja que nos enche de alegria, pois com a Graça de Deus tornou-se modelo de cristão para todos. Agostinho nasceu em Tagaste, no norte da África, em 354, filho de Patrício (convertido) e da cristã Santa Mônica, a qual rezou durante 33 anos para que o filho fosse de Deus . Aconteceu que Agostinho era de grande capacidade intelectual, profundo, porém, preferiu saciar seu coração e procurar suas respostas existentes tanto nas paixões, como nas diversas correntes filosóficas, por isso tornou-se membro da seita dos maniqueus . Com a morte do pai, Agostinho procurou se aprofundar nos estudos, principalmente na arte da retórica. Sendo assim, depois de passar em Roma, tornou-se professor em Milão, onde envolvido pela intercessão de Santa Mônica, acabou frequentando, por causa da oratória, os profundos e famosos Sermões de Santo Ambrósio. Até que por meio da Palavra anunciada, a Verdade começou a mudar sua vida . O seu processo de conversão recebeu um “empurrão” quando, na luta contra os desejos da carne, acolheu o convite: “Toma e lê”, e assim encontrou na Palavra de Deus (Romanos 13, 13ss) a força para a decisão por Jesus:“…revesti-vos do Senhor Jesus Cristo…não vos abandoneis às preocupações da carne para lhe satisfazerdes as concupiscências” . Santo Agostinho, que entrou no Céu com 76 anos de idade (no ano 430), converteu-se com 33 anos, quando foi catequizado e batizado por Santo Ambrósio. Depois de “perder” sua mãe, voltou para a África, onde fundou uma comunidade cristã ocupada na oração, estudo da Palavra e caridade. Isto, até ser ordenado Sacerdote e Bispo de Hipona, santo, sábio, apologista e fecundo filósofo e teólogo da Graça e da Verdade . Santo Agostinho, rogai por nós!


Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by