Encontrar-se com Jesus nos pobres!

domingo, 11 de agosto de 2013


http://4.bp.blogspot.com/-haABuaY0BSc/UYlPcpHdu_I/AAAAAAAAGDg/HcpMyW5rS24/s320/PAPA+FRANCISCO+I+(1).png

Papa Francisco: "Precisamos edificar, criar, construir, uma cultura do encontro"

O Santo Padre enviou uma vídeo-mensagem para os fiéis reunidos no santuário de São Cayetano em Buenos Aires

Roma, 07 de Agosto de 2013 (Zenit.orgRedacao | 

O santuário de São Caetano, patrono na Argentina do “Pan e del Trabajo” encontra-se no bairro Liniers de Buenos Aires, na região periférica da cidade. A cada ano, no dia 07 de agosto, na memória litúrgica do santo, milhares de fieis colocam-se em fila para passar diante da estátua de São Caetano, beijar o vidro da pequena urna que o contém e fazer o sinal da cruz. A fila atravessa 15 ruas da cidade e dura todo o dia. A espera pode durar até mesmo 10 horas. A cada hora, no santuário celebra-se a santa missa. A celebração principal é a das 11h. Como arcebispo de Buenos Aires, o então cardeal Bergoglio presidia a celebração na festa de São Caetano e, ao finalizar a missa, percorria em sentido contrário a fila dos fieis para falar com eles, escutar as suas histórias e abençoar as crianças. Neste ano a missa de 11h será presidida por mons Mario Aurelio Poli, arcebispo de Buenos Aires e primaz da Argentina. Ao finalizar a celebração, também mons Poli saudará os peregrinos. O tema da festa deste ano é “Com Jesus e São Caetano vamos ao encontro dos mais necessitados”.(Ir ao encontro dos mais necessitados, parece esta a cultura proposta pelo Papa Francisco: escutar, ver e inclinar-se ao clamor dos mais pobres; descubrir suas dores e ir ao encontro deles para consolá-los. Com o Papa Francisco a Caridade deixa de ser "utopia" e quer tornar-se prática. Com o Papa Francisco fica evidente que o fim último da oração e das ações litúrgicas é a Caridade: o Amor pelos outros, principalmente pelos mais necessitados). Do 1 ao 9 de agosto, acontece as celebrações com uma novena de oração com intenções específicas para cada dia: família, governantes, pessoas que sofrem, defuntos, desempregados, solidariedade. 
A mensagem do Papa será transmitida ciclicamente na televisão católica de Buenos Aires (Canal 21) e em grandes telas na entrada do santuário a partir da meia noite local (as 5 da manhã na Itália) de forma que os fieis que se aproximem da fila possam vê-lo e escutá-lo.
Estas são as palavras do Santo Padre na mensagem:
***
Boa tarde!
Como todos os anos, depois de percorrer a fila, falo com você. Desta vez percorri a fila com o coração.(O Papa faz questão de dizer que está em comunhão com os fiéis da Argentina, nesta festa, ao dizer que participa com seu coração desta solenidade. Coração é o símbolo daquilo que o Papa Francisco mais preza e vive: o Amor! O Papa Francisco crê e vê Deus amando seus fiéis no Santuário San Caetano, e une-se a esse Amor, amando nesse mesmo Amor a todos. O Papa Francisco é só Amor, pleno de Amor, Deus que está nele e é Amor, transborda do coração do Papa. Este é o Papa do Amor! Deus está nele! Francisco é o Trono de Deus!). Estou um pouco distante e não posso compartilhar com vocês este momento tão lindo.(O Amor, ou seja, a Caridade, não enxerga defeitos, por isso o coração do Papa cheio de amor só vê a beleza deste momento). Agora que vocês estão caminhando rumo à imagem de São Caetano.(Dá um sentido mais alto às procissões). Para quê? Para encontrar-se com ele, para encontrar-se com Jesus. Mas hoje, o lema desta peregrinação, lema eleito por vocês, selecionado entre tantas possibilidades, hoje o lema fala de outro encontro, e diz: “Com Jesus e São Caetano, vamos ao encontro dos mais necessitados”. Fala do encontro das pessoas que precisam mais, daqueles que precisam da nossa mão, que precisam que lhes olhemos com carinho, que compartilhemos a sua dor ou suas ansiedades, seus problemas. Mas o importante não é olhá-los à distância, ou ajudá-los à distância. Não, não! É ir ao encontro. Isso é o cristão! Isso o que ensina Jesus: ir ao encontro dos mais necessitados. Como Jesus que ia sempre ao encontro das pessoas. Ele ia encontrá-los. Sair ao encontro dos mais necessitados. ( O Papa Francisco responde com um coração dócil aos ensinamentos de Jesus Cristo na parábola do Bom Samaritano, o Papa é o Bom Samaritano que Jesus quer que todos nós sejamos. Dá um sentido místico e sobrenatural à "opção preferencial pelos pobres". A Caridade sobrenatural do coração do Papa Francisco transforma em verdadeiro cristianismo esse marxismo. A Caridade do Papa derruba por terra o materialismo ateu e levanta em seu lugar a Cidade Divina: a Civilização do Amor!).
Às vezes eu pergunto a alguém:
- Você dá esmola?
Me dizem: "Sim, padre".
- "E quando dá esmola, olha para os olhos das pessoas a quem dá esmola?"
- "Ah,  não sei, não percebi."
- "Então não o encontrou. Jogou-lhe a esmola e foi embora. Quando você dá esmola, toca a mão ou joga-lhe a moeda?"
- "Não, jogo-lhe a moeda"
"E você não o tocou, e se não o tocou, não se encontrou com ele". ( A esmola deve ser um sinal de nosso Amor, ou seja, um sinal de nossa Caridade, que Deus é nossa Caridade, e que Deus está em nós e nos move ao Amor Misericordioso pelos mais pobres. Não basta dar esmolas, é preciso fazer o que ela significa: Amar! Este é o Novo Testamento, o Novo Mandamento: amai-vos una aos outros, etc. Francisco é o Papa da Caridade, foi enviado por Deus para dar comida aos pobres, para ensinar o mundo a dar pão para quem tem fome. No Livro do Apocalipse se lê que chegaria um dia em que haveria Novos Céus e uma Nova terra, onde não haveria mais fome, etc. Pois bem, Francisco é a Voz que veio tirar a fome do mundo! Com ele a Caridade de Nosso Senhor Jesus Cristo começou a acontecer, e os próximos Papas continuarão esta obra começada sempre mais perfeita: o Amor não para de crescer nunca!).
O que Jesus nos ensina é primeiro encontrar-nos, e no encontro, ajudar. Precisamos saber encontrar-nos. Precisamos edificar, criar, construir, uma cultura do encontro(cultura do Amor uns pelos outros, como ensinou Jesus). Tantos desencontros, problemas na família, sempre! Problemas no bairro, problemas no trabalho, problemas em todas partes. E os desencontros não ajudam(dos primeiros cristãos se dizia: "Vede como se amam!", dos de hoje pode-se dizer:"Vede como se odeiam!" É preciso mudar isso, é isso que o Papa faz.). A cultura do encontro. Sair para encontrar-nos. E o lema diz, encontrar-nos com os mais necessitados, ou seja, com aqueles que precisam mais do que eu. Com aqueles que estão passando um mal momento, pior que o que eu estou passando. Sempre existe alguém em pior situação do que eu, hein?, Sempre! Há sempre alguém. Então, eu acho que estou tendo um momento difícil, venho à fila para encontrar-me com São Caetano e com Jesus, e depois saio para encontrar-me com os demais, porque sempre há alguém pior do que eu. É com esses que nós temos que nos encontrar. (Propõe a Misericórdia aquele que vive a Misericórdia! E pensar que aqueles que propõem, defendem e professam uma santidade de vida exterior não conseguem enxergar nestas palavras do Papa o Espírito Santo, mas só enxergam erros e heresias! Hereges são aqueles que não enxergam o Espírito Santo nas palavras do Papa Francisco!).
Obrigado por escutar-me, obrigado por ter vindo aqui hoje, muito obrigado por tudo o que vocês tem no coração. Jesus os ama! San Caetano os ama!(O Papa crê firmemente que Jesus nos ama, que Jesus ama a todas as pessoas. O Papa crê e vê Deus nos amando sem sessar. Esta é a fé que devemos ter, a verdadeira fé!). Somente pede-lhes uma coisa: que se encontrem! Que vão e procurem e encontrem o que mais precisa! Mas não sozinhos. Com Jesus, com São Caetano!( Com o Papa Francisco também! Sim, querido Papa Francisco, queremos juntamente com Vossa Santidade ir ao encontro do nosso próximo, principalmente dos mais necessitados).Vou convencer o outro a fazer-se católico?( O Amor não é uma moeda de troca! Não se compra nosso próximo: devemos amar nosso próximo!). Não, não, não! Você vai encontrá-lo, é seu irmão! Isso basta! E vai ajudá-lo, o resto é Jesus que o faz, o Espírito Santo que o faz. Lembre-se bem: Com São Caetano, os necessitados, vamos ao encontro dos mais necessitados. Com Jesus, os necessitados, os que mais necessitam, vamos ao encontro dos que mais necessitam. E tomara que Jesus vá marcando-lhe o caminho para que você se encontre com quem mais necessita.(Sim, Papa Francisco, vamos ao encontro dos que mais precisam, vamos distribuir a Caridade de Deus!).
Quando o seu coração se encontra com aquele que mais necessita, começará a aumentar, aumentar, aumentar! Porque o encontro multiplica a capacidade do amor. O encontro com outro, aumenta o coração. Anime-se! “Não sei como fazer sozinho”. Não, não, não! Com Jesus e com São Caetano! Que Deus lhes abençoe e que termine bem o dia de São Caetano. E por favor, não se esqueça de rezar por mim. Obrigado.( Nosso coração precisa alargar-se, e só a Caridade pode fazer isso. Jesus nos ama, afirma o Papa. Ora, isso é uma verdade de Fé: Deus nos ama. Deus é Amor que se comunica, portanto, quem crê em Deus que é Amor, deve amar também!)
Tradução Thácio Siqueira
(07 de Agosto de 2013) © Innovative Media Inc.


Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by