PASSAR DA ANGUSTIA À PAZ

terça-feira, 11 de junho de 2013

                        PASSAR DA ANGUSTIA À PAZ

Eis aqui dois exemplos que refletem algumas das nossas atitudes.
_Sou um “bom católico”, vou à Missa todos os domingos, mas não consigo ter paz! Pelo contrário, sinto-me atormentado. É a minha saúde que me inquieta” A medida que vou envelhecendo, se há uma coisa que eu detesto, é a doença! Não quero ficar doente! A ideia de sofrer repugna-me, não quero sofrer, nem ficar acamado, nem perder o meu trabalho, nem sentir-me humilhado por certos cuidados... Resumindo, vou consultar o meu médico de oito em oito dias para me assegurar que o meu organismo não está a pregar-me uma desagradável surpresa...
Este homem, embora fosse aparentemente “bom católico”, na realidade comporta-se como um pagão que não conhece Deus e sofre  no vazio. Esqueceu-se do seu Batismo, em que se tornou filho de Deus, herdeiro de Deus. Neste dia obteve uma riqueza imensa, porque alem de fazer parte da família de Deus, tudo o que está em Deus está nele: a comunhão de bens... Alem disso, tudo o que ele é , é de Deus. O seu corpo pertence a Deus, então, se o seu corpo fica doente, o problema não é dele, é de Deus!
Mas o nosso amigo não vive verdadeiramente o seu Batismo, inconscientemente desligou-se da família e recuperou a sua disponibilidade!Ele tem o seu destino entre mãos e agarra-o com todas as suas forças. Ao dizer:”é o meu corpo, a minha saúde, a minha vida e sou eu que decido...” ele está mesmo ( sem se aperceber) a empurrar Deus para fora das suas fronteiras e a criar o seu próprio vazio. Deus na Sua humildade não se impõe quando não é convidado, e o nosso amigo deu-Lhe férias:_É a minha vida, a minha saúde, então Senhor, por favor, não lhe toques!
É precisamente aqui que se encontra a grande armadilha, tanto mais eficaz porque inconsciente. O nosso amigo julga estar em segurança ao agarrar a sua vida com as próprias mãos, e é o contrário que vai acontecer, esvazia-se! Deus não é bem vindo nele, e como Deus não está ali, a luz também não está e o nosso amigo abre as portas às trevas. E quem trabalha nas trevas? Quem necessita das trevas para operar, com medo que as suas obras sejam descobertas? Nós já sabemos...
Em casa de nosso amigo, o maligno e seus anjos têm entrada e deleitam-se com este grande vazio sombrio: um terreno de sonho para agir!Então vão destruir o interior deste pobre homem, vão consumi-lo aos poucos, sem piedade, e o nosso amigo vai estranhar sentir-se mal. Vai agitar-se, ganhar medo perante estes tormentos sem fundamento que lhe dão cabo do estômago... Para esquecer o seu tormento procura distrair-se. Mas não é estúpido de todo: sabe que quando acabar a distração tem de voltar para este mau hotel que é o seu coração vazio, privado de paz...
Este estado crucial que afeta uma grande parte da população, faz a fortuna dos vendedores dos ansiolíticos e dos preconizadores da boa sorte, o que nos diz de tudo isto a Rainha da Paz?
“Queridos filhos, abandonai-vos completamente a Deus! Rezai filhinhos, para que satanás não vos agite como ramos ao vento. Sede fortes em Deus... Não sejais ansiosos nem inquietos. Deus ajudar-vos-á  e mostrar-vos-á o caminho... ( 25/05/88)
O nosso amigo tem um meio seguro de encontrar a paz: através do abandono. Com o todos os meios propostos por Jesus e por Sua Mãe, ele é simultaneamente simples e exigente. Em vez de se agarrar à sua saúde e à vida física, o nosso amigo tem de “se ir desligando” e abandonar-se nas mãos de Deus.O percurso é simples de compreender, um filho sabe o que é dar qualquer coisa ao pai. Mas este percurso é exigente porque o nosso amigo vai ter de mudar a atitude e dizer:
_Senhor, como sou Batizado e Te pertenço, o meu corpo é Teu. Dispõe dele como quiseres. Quanto a mim, a finalidade da minha vida é glorificar-Te. Se quiseres que Te glorifique pela minha saúde, combinado, dá-ma! Mas se tens outro plano para mim e desejas utilizar a doença para me purificar, então Senhor, age segundo a Tua vontade porque de qualquer dos modos, doente ou com saúde, o que me interessa é glorificar-Te!
Através desta atitude do coração, verdadeiramente cristã ( mas loucura para os pagãos), o nosso amigo liberta-se”Ele já não depende das oscilações, ele já está do outro lado! E como pediu ao Senhor para atuar divinamente nele, Jesus pode ocupar o imenso espaço deste coração aberto. Muito contente por ter sido convidado, Ele vai enche-lo de Si. Assim a Paz entrou no coração do nosso amigo que, daqui em diante, passa a apreciar a paz, a verdadeira paz!
Vejamos o exemplo do outro bom católico, “praticante” que “tem tudo o necessário” à exceção da paz e de uma angustia surda, de que não se consegue libertar. Tornou-se muito rico, reformou-se e diz para si próprio:”Fantástico!Tenho uma fortuna no banco, uma bonita casa, um carro do último tipo e vou poder dispor de todos estes bens com alegria! Trabalhei duramente para os obter, não roubei nada a ninguém, suei durante quarenta anos, e com tudo que obtive com o meu esforço vou fazer o que me apetecer”.
O que quer dizer com isto?Inconscientemente afasta Jesus para bem longe de si, como se Lhe dissesse:
_Senhor, por favor, não te metas nos meus assuntos, só a mim dizem respeito.
E este homem criou o seu próprio vazio no coração, segundo o esquema acima mencionado, porque Jesus ouve-o dizer que não é para ali chamado...
Mas um maravilhoso caminho de paz abre-se para este homem se ele rezar assim: _ Jesus, tenho boas noticias para Ti! Viste toda minha riqueza? Pois bem, dispõe dela como quiseres! O que quer que faças com os meus bens serei feliz, porque a minha alegria é glorificar-Te! Se quiseres aumentar a minha fortuna, estás à vontade! Mas se quiseres aplicá-la nas Tuas necessidades e nos Teus projetos, utiliza-a como quiseres. Arranjamos uma conta conjunta e assino conTigo todas as transações.
Um rio de paz envolve o coração deste homem, porque Jesus Ressuscitado foi convidado a entrar e a derramar toda a Sua plenitude de luz, alegria e amor... este homem libertou-se, já não receia as infelicidades que possam vir, ele está confiante no seu Deus! Bebe a paz na sua fonte.
Quanto mais eu próprio controlar as coisas, mais perco a paz.
Quanto mais me abandonar a Deus, mais paz adquiro.
Sim,todos os dias na Missa, Jesus está diante de mim no esplendor da Sua Ressurreição, ardendo de desejo de preencher Ele próprio os espaços vazios do meu coração! O Seu olhar amoroso penetra os meus pensamentos mais íntimos. Ele observa estas portas fechadas e cuidadosamente aferrolhadas; estas zonas da minha vida onde nunca pode penetrar, por nunca ter sido convidado. Ele deseja ardentemente faze-lo... Ficarão zona protegida ou Lhe darei as chaves? Vou reconhecer o momento em que fui visitado e receber a glória do Ressuscitado?
 Irmã Emmanuel ( O menino escondido de Medjugorje)


Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by