Analise Psicológica de Vicka

segunda-feira, 15 de abril de 2013


   O site Fratres in Unum publicou uma sequência de criticas sobre o fenômeno Medjugorje. Neste artigo queremos nos ocupar do IV artigo, onde se tenta provar a farsa das ditas aparições.
  Mas, examinemos bem as "provas", e vejamos se as tais "provas" realmente detonam o Movimento Internacional que age em torno de Medjugorje.
  O IV artigo se ocupa de uma entrevista do Padre Grafenauer com Vicka.
   O texto da entrevista não me parece completo, parece estar mutilado. Procurei pela entrevista completa na web, mas nada achei, o que temos é, pelo que parece, somente o que está publicado no Fratres.
   Pois bem, deve-se aplicar no texto mutilado da entrevista todas as regras de interpretação.
  Temos, assim, a letra da entrevista, mas além da letra, devemos também penetrar no seu sentido.
  Qual, pois, o sentido, ou o espírito das palavras da entrevista?
  Vicka cometeu, mesmo, os erros a que se pretendem enquadrá-la?
   Pois, erros, pode-se até ser admitido que sim, ela os cometeu; mas mentir, parece que não é possível, pelo texto, chegar à essa conclusão.
  Há que se ver também o estado psicológico a que Vicka ficou exposta.
   Ela estava sendo inquerida, sob forte pressão. Nota-se, pelo gênero da entrevista, de que ela não tinha toda liberdade psicológica para falar abertamente sobre sua experiência. A pressão e a tensão psicológica é nitidamente perceptível na entrevista.
   Nota-se que os inquisidores colocaram ela contra a parede, deixando ela, quem sabe, com os nervos à flor da pele, o que dificulta uma pacífica exposição do ocorrido. Eles não queriam saber se Nossa Senhora apareceu, eles queriam pegar ela numa contradição e que ela falasse que não era Nossa Senhora.
    Mas Vicka afirma que viu, e é nessa certeza, a certeza de que ela viu Nossa Senhora, que discorre todo o assunto da entrevista.
    Vicka vai defender apaixonadamente, ou com os nervos à flor da pele, a verdade de que ela teve uma visão, e que essa visão é Nossa Senhora.
    O medo escrupuloso de faltar com a verdade, de mentir, de ofender a belíssima personagem da visão, parece levar Vicka à um estado psicológico mais alterado.
  Quem não ficaria nervoso? Creio que até os que publicaram as "provas", devem ter tido algum surto psicológico, como ansiedade, etc. Isso é normal, todos são imperfeitos, até os santos, e até os videntes. A chamada "passio" psicológica é comum a todas as pessoas.
   Vicka teve medo de mentir, de mentir que não era Nossa Senhora que apareceu para ela, teve um medo escrupuloso de ofender a belíssima visão.
   Semelhante medo, ou escrúpulo, sentem algumas almas piedosas, que temem ofender Nosso Senhor quando se aproximam da Sagrada Comunhão.
  Psicologicamente falando, essa entrevista é um forte indício de que Vicka, por seu medo de faltar com a verdade, e de ofender a belíssima visão que teve, realmente foi protagonista de algo misterioso, que ela afirma ser a presença viva e real de Nossa Senhora.
         
Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by