A REALIDADE SOBRE A SANTA MISSA - LITURGIA DIÁRIA , 09 DE ABRIL DE 2013

segunda-feira, 8 de abril de 2013

A REALIDADE SOBRE A SANTA MISSA

CADA DIA  SE INICIA , E PARA NÓS QUE NESSE MUNDO CONTINUAMOS , DEUS NOS DÁ NOVA OPORTUNIDADE PARA MUDARMOS , PARA CORRIGIRMOS AS FALHAS , PARA QUE BUSQUEMOS CORRESPONDER CADA VEZ MAIS AO SEU CHAMADO , AO SEU CONVITE À SANTIDADE , ENFIM , À UMA VIDA MAIS ALINHADA AOS SEUS DESÍGNIOS

O CARDEAL AMERICANO RAYMOND BURKE, CHEFE DA SUPREMA CORTE DO VATICANO DISSE : “se cometemos o erro de pensar que somos o centro da Liturgia, a Missa levará a uma perda de fé . Abusos litúrgicos trazem sérios danos à fé dos católicos .Se você vai à Missa em um lugar e depois em outro, não encontrará a mesma Missa. Isso significa que aquela não é a Missa da Igreja Católica, a que o povo tem direito, mas apenas a Missa dessa paróquia ou daquele padre” 

O CARDEAL CAÑIZARES DISSE ALGO EM QUE ELE MESMO ACREDITA : “A participação na Eucaristia pode nos enfraquecer ou fazer com que percamos nossa fé se não entrarmos nela corretamente, e se a Liturgia não é celebrada de acordo com as normas . Num tempo onde tantos vivem como se Deus não existisse, as pessoas precisam de uma verdadeira celebração Eucarística para lembrá-las de que somente Deus deve ser adorado e de que o verdadeiro significado da vida humana vem apenas do fato de que Jesus deu Sua vida para salvar o mundo . Infelizmente , muitos padres e bispos tratam violações de normas litúrgicas como algo não importante quando, de fato, são abusos sérios”

Confesso que dentre as diversas descobertas que fiz acerca da Fé Católica, Fé essa que acreditava conhecer, uma das que mais me surpreenderam foi descobrir QUAL A NATUREZA DA SANTA MISSA . Pude compreender o quão deturpada era a idéia que eu tinha - e que talvez a maioria dos católicos tenha - DO QUE SEJA A SANTA MISSA
Vivemos em tempos de verdadeiras disputas por clientes/fiéis empreendidas por INUMERAS SEITAS , sobretudo pelas autodenominadas "EVANGÉLICAS" E PROTESTANTES . É culto disso, culto daquilo, "campanha do enriquecimento", "culto da vitória financeira", "culto da cura das 1000 enfermidades", etc. Vale tudo para atrair os espiritualmente menos preparados ou aqueles ávidos por satisfazer seus desejos e aspirações
Além dos cultos adaptados para atender às necessidades materiais, físicas e emocionais, surgiram também os adaptados às necessidades de grupos específicos. Exemplo disso são as "igrejas" e cultos dos jovens, do surf, do reggae, da balada, rock golpel, samba gospel, funk de "cristo", etc.

Nesse contexto nos encontramos nós, os católicos e, influenciados por esse tipo de comportamento, acabamos acreditando também ser possível aplicar essa noção ao catolicismo e então pensamos :

"vamos atrair o jovem, o funkeiro, o umbandista, o sertanejo, enfim, vamos tornar as celebrações mais alegres e atraentes... se há culto dos jovens, balada de "jesus", rock católico, etc... por que não também na missa?"

E pela noção errônea que temos do que seja a Santa Missa acabamos trazendo também esse erro para o que deveria ser o momento máximo do respeito e da solenidade e é justamente deste grave erro que surgem aberrações tais como "missa afro", "missa do jovem", danças, luzes e algazarras em meio ao culto divino

O artigo abaixo mostra aquilo que muitos provavelmente desconheçam. Certamente alguns ficarão surpresos ou mesmo chocados com a dureza da Verdade ao apresentar o real significado da Santa Missa em confronto com tudo aquilo que mantinham de opinião e concepção própria sobre a Mesma

Mas desde já posso adiantar que , o conhecimento do verdadeiro significado da Santa Missa, num primeiro momento impactante , trará para os corações daqueles que buscam a verdade o verdadeiro amor a este santo e augusto Sacrifício, assim como ao Santo Mistério que nele se realiza : O Santíssimo Sacramento que é o Próprio Cristo! – Ap. Morro por Cristo



PADRE FALA EM HOMILIA SOBRE "O QUE É A MISSA" , LEIAM ATENTAMENTE!!

HOMILIA DE UM SACERDOTE , NA MISSA DO 6º DOMINGO APÓS PENTECOSTES



Na Epístola de São Paulo aos Romanos fala-se que o centro teológico é justamente a vida nova em Cristo pelo Batismo. Participamos da morte de Cristo através das águas sagradas do nosso Batismo. E dizem as Santas Escrituras que “se com Ele morremos, com Ele iremos ressuscitar”. Participamos da Sua Paixão, somos mergulhados e lavados no Seu sangue

No Livro do Apocalipse, quando São João vê aquela grande multidão de branco e indaga: “Quem são estes diante do trono do Cordeiro?”, vem a resposta: “Estes são aqueles que vieram da grande tribulação e lavaram as suas vestes no Sangue do Cordeiro.” Lavamos as nossas vestes, podres pelo pecado original, já na pia de nosso Batismo, no Sangue do Senhor, na Sua redenção
Por isso, nos tornamos homens novos; o homem velho morre, é deixado de lado. Ora, se nos tornamos novos, devemos viver vida nova. E, noutra passagem, encontramos: “Vós estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus.” E é verdade. Morremos no Batismo: morremos para o mundo, morremos para o pecado. O pecado não pode ter em nós a última palavra. Não vivemos para ele; não pertencemos a ele; morremos para ele e nascemos para Deus
A nossa grande luta enquanto aqui estivermos é justamente correspondermos à graça de Deus. São Paulo, reconhecendo suas falhas, reconhecendo seus limites, suas fraquezas, pede a Deus três vezes para que retire o espinho de sua carne, e Deus lhe responde: “Basta-te a Minha graça.” O que basta para nós é a graça de Deus no Sacramento do Batismo, e em nenhum momento, e por nada, devemos nos afastar desta vida nova, desta graça santificante

(Nele vemos) Jesus que tem compaixão, que se compadece; o texto original fala que “as Suas entranhas se contorceram”, “compadeceram-se”, “as entranhas se compadecem”. Deus que se compadece da fome do Seu povo – que não era aquela fome material – multiplica os pães não tendo em vista o bem material, mas para alertá-los, ensiná-los ou atraí-los para algo mais importante. Depois, quando a multidão se volta para Ele, vai lhe dizer: “Vocês vieram aqui não pela Minha palavra, mas porque comeram e ficaram saciados. Trabalhai, buscai o Pão que, se vocês comerem dele, terão a vida eterna; Minha carne trará vida ao mundo

Em todo o Capítulo 6 do Evangelho de São João, Nosso Senhor nos dá a belíssima catequese sobre a Santíssima Eucaristia. Então, o Batismo está ligado perfeitamente à Santíssima Eucaristia. Os pães que servem aqui para alimentar a vida material do povo, saciar sua fome, é a prefiguração do Pão do Céu: “Eu sou o pão vivo que desceu do Céu.” Os sete cestos que sobraram significam a perfeição deste alimento. “Vossos pais comeram o maná no deserto e morreram; mas aquele que comer deste pão viverá eternamente, porque o pão que darei é a Minha carne para a vida do mundo

E aí está a Missa. O que é a Missa? A Missa é a renovação do mistério da cruz. E o que aconteceu na cruz, o que aconteceu no Calvário? Morte, paixão [=sofrimento, n.d.r.], dor... E, se participamos desta morte, também participaremos da Sua ressurreição

Padre Pio dizia: “A Missa é uma eterna agonia, e a minha responsabilidade é única no mundo” A Missa é isto : uma eterna agonia É o sofrimento de Deus que se humilhou por nós e que foi elevado na cruz, no martírio, na ignomínia, pois a cruz era sinal de maldição para os romanos

A Missa não é um palco para apresentações, onde há“fãs e ídolos”. Isso não é Missa! A Missa é o Calvário; nela não há palcos, há o altar da cruz. A Igreja não vive de fãs, a Igreja vive de fiéis, fiéis que esperam aos pés do Calvário o sangue redentor que se renova neste mistério da Paixão e do sacrifício da cruz. Aqui não há ídolos, aqui não há fãs, aqui não há animação!

O grande sinal de que não se entende a Missa é a busca por Missas“animadas”. “Missas animadas” não existem, porque não existe um Calvário animado! Você ficaria tão animado assim na morte do seu pai, ou do seu irmão de forma tão trágica? Você pularia de alegria? Você dançaria rodopiando ao redor do caixão? Não existe Missa animada, porque a Missa é o sacrifício da cruz: Cristo que padece, Cristo que sofre, Cristo que está só, Cristo que morre para a salvação da humanidade inteira
“Mas Ele ressuscitou!”, dizem. Sim! Ressuscitou... Mas o que se espera de Deus, que é a vida? Que esteja vivo! A Teologia Católica não se fundamenta na Ressurreição. São os protestantes que nela se fundamentam e por isso suas cantigas cantaroladas falam muito de que Cristo está vivo, de que Cristo vive... Mas a Teologia Católica é da cruz. Diz São Paulo: “Eu vos prego Cristo, Cristo crucificado” Por quê? Porque o grande mistério não é o de Deus vivo

É óbvio que se esperaria isso Deus! O grande mistério, na verdade, é um Deus que é vivo, que é a própria vida, que é essencialmente vida, que não pode morrer e que não pode sofrer, mas que sofreu verdadeiramente e morreu por nós, assumindo as nossas dores, assumindo a nossa humanidade. Este é o grande mistério! E é este mistério que renovamos na Missa, onde é dada para nós a Eucaristia: o Corpo e Sangue, Alma e Divindade de Nosso Senhor Jesus Cristo. A Eucaristia que permanece para nossa adoração escondida no silêncio do sacrário

Então, isto é a Missa... A Missa nada mais é do que o sacrifício da cruz. Por isso não nos cabe dizer: “Vou àquela Missa porque gosto disso”, ou “Gosto de Missa assim e assado...”. Ora, a Missa não é para ti! A Missa é o culto supremo que a Igreja, por mandato de Jesus, presta a Deus. A Missa não é para ti, nem para os outros; a Missa é para Deus. E nesta Missa, o que acontece? Nesta Missa, Cristo Se oferece ao Pai destruído, partido, por nós homens, e pela nossa salvação. Isto é Missa

Logo, não existe Missa animada ou Missa alegre, assim como não deve existir um velório alegre. Existe, sim, uma alegria cristã profunda. Podemos afirmar que Nossa Senhora estava no Calvário profundamente alegre, por quê? Porque Ela sabia que ali acontecia a redenção da humanidade. Mas a alegria dEla não era eufórica. Há uma alegria extrema, interior, profunda, que se sente mesmo na dor. O resto é periférico; são euforias passageiras; sentimentalismos etéreos que mais atrapalham do que ajudam a compreender o que realmente é a Missa E como devemos estar na cruz? Como os outros estavam, diz Padre Pio :

Como estava a Virgem Maria, como estava São João, como estavam os Apóstolos, como estavam as Santas mulheres” : aos pés da cruz olhando para o Crucificado . Ele mesmo falou : “Quando Eu for elevado , atrairei todos a Mim .” ISTO É A MISSA , NADA MAIS QUE ISTO


LITURGIA DO DIA 09 DE ABRIL DE 2013
PRIMEIRA LEITURA: ATOS DOS APÓSTOLOS 4, 32-37

II SEMANA DA PÁSCOA , (BRANCO - OFÍCIO DO DIA) - LEITURA DOS ATOS DOS APÓSTOLOS32A multidão dos fiéis era um só coração e uma só alma. Ninguém dizia que eram suas as coisas que possuía, mas tudo entre eles era comum. 33Com grande coragem os apóstolos davam testemunho da ressurreição do Senhor Jesus. Em todos eles era grande a graça. 34Nem havia entre eles nenhum necessitado, porque todos os que possuíam terras e casas vendiam-nas, 35e traziam o preço do que tinham vendido e depositavam-no aos pés dos apóstolos. Repartia-se então a cada um deles conforme a sua necessidade. 36Assim José (a quem os apóstolos deram o sobrenome de Barnabé que quer dizer Filho da Consolação), levita natural de Chipre, possuía um campo. 37Vendeu-o e trouxe o valor dele e depositou aos pés dos apóstolos - Palavra do Senhor

SALMO RESPONSORIAL(92)

REFRÃO: REINA O SENHOR, REVESTIU-SE DE ESPLENDOR

1.
 Deus é Rei e se vestiu de majestade, revestiu-se de poder e de esplendor! -R.

2. 
Vós firmastes o universo inabalável, vós firmastes vosso trono desde a origem, desde sempre, ó Senhor, vós existis! -R.

3.
 Verdadeiros são os vossos testemunhos, refulge a santidade em vossa casa, pelos séculos dos séculos, Senhor! -R.

EVANGELHO: JOÃO 3, 7-15

PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO, SEGUNDO JOÃO - Naquele tempo, 7Não te maravilhes de que eu te tenha dito: Necessário vos é nascer de novo. 8O vento sopra onde quer; ouves-lhe o ruído, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai. Assim acontece com aquele que nasceu do Espírito. 9Replicou Nicodemos: Como se pode fazer isso? 10Disse Jesus: És doutor em Israel e ignoras estas coisas!... 11Em verdade, em verdade te digo: dizemos o que sabemos e damos testemunho do que vimos, mas não recebeis o nosso testemunho. 12Se vos tenho falado das coisas terrenas e não me credes, como crereis se vos falar das celestiais? 13Ninguém subiu ao céu senão aquele que desceu do céu, o Filho do Homem que está no céu. 14Como Moisés levantou a serpente no deserto, assim deve ser levantado o Filho do Homem, 15para que todo homem que nele crer tenha a vida eterna - Palavra da salvação



 
MENSAGEM DE NOSSA SENHORA EM MEDJUGORJE – “Queridos filhos! Hoje convido-os a se prepararem, através da oração e do sacrifício, para a vinda do Espírito Santo. Filhinhos, este é um tempo de graça e, por isso, convido-os, novamente, a decidirem-se por Deus-Criador. Permitam-Lhe que os transforme e os mude. Que o coração de vocês esteja pronto a escutar e a viver tudo aquilo que o Espírito Santo tem em Seu projeto para cada um de vocês. Filhinhos, permitam ao Espírito Santo conduzi-los pela estrada da verdade e da salvação rumo à vida eterna. Obrigada por terem correspondido a Meu apelo” – MENSAGEM DO DIA 25.05.98


A IGREJA CELEBRA HOJE , SÃO LEOPOLDO MANDIC - O santo de hoje foi um herói dos confessionários. Nasceu na Dalmácia (ex-Iugoslávia) no ano de 1866, dentro de uma família croata, que o formou bem para a vida com Deus e para o amor aos irmãos. Foi discernindo sua vocação, e aos 16 anos tomou uma decisão: queria servir a Deus promovendo a reconciliação, a reunificação dos cristãos ortodoxos na Igreja Católica. E o Espírito Santo o encaminhou para entrar na vida franciscana. Leopoldo tinha a saúde muito fragilizada e, ao mesmo tempo, aquele desejo de ir para o Oriente e promover a comunhão dos cristãos. Ingressou na Ordem Franciscana em 1884 e em 1890 já era sacerdote. Seu pedido era insistente a seus superiores, para que o enviasse para essa missão de unificação, mas dentro do discernimento e de sua debilidade física, ele tinha que obedecer e ir de convento em convento, até que em 1909 chegou em Pádua, na Itália, no Convento de Santa Cruz.  Esse frade descobriu em cada alma o seu 'Oriente'. E por obediência e amor, atendia-os por horas, sempre em espírito de oração e de abertura aos carismas do Espírito Santo. Com 76 anos partiu para o Céu, e hoje intercede por nós. São Leopoldo Mandic, rogai por nós!

Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by