O Papa Bento XVI presidiu na manhã deste sábado, 3, na Basílica de S. Pedro, a Santa Missa em sufrágio dos Cardeais e Bispos que faleceram no decorrer do ano.

sábado, 3 de novembro de 2012

Na homilia, o Pontífice afirmou que nos nossos corações ainda está presente o clima do Dia de Finados. Em especial, a visita aos cemitérios nos permitiu renovar o elo com as pessoas queridas que nos deixaram. Assim, os locais da sepultura constituem uma espécie de assembleia, na qual os vivos encontram seus mortos e com eles reforçam os vínculos de uma comunhão que a morte não pôde interromper. “E aqui em Roma, nas catacumbas, sentimos, como em nenhum outro lugar, os elos profundos com a antiga cristandade”, disse o Papa. Mas como nós cristãos respondemos à questão da morte?, questionou o Pontífice. Respondemos com a fé em Deus, com um olhar de esperança sólida que se fundamenta na Morte e na Ressurreição de Jesus Cristo. A morte, então, abre à vida, à vida eterna, que não é reprodução infinita do tempo presente, mas algo completamente novo. A fé nos diz que a verdadeira imortalidade à qual aspiramos não é uma ideia, um conceito, mas uma relação de comunhão plena com o Deus vivo: é o estar em suas mãos, no seu amor, e se tornar Nele uma só coisa com todos os irmãos e irmãs que Ele criou e redimiu, com toda a criação. Neste clima de fé e de oração, disse o Papa, estamos reunidos em torno do altar para oferecer o Sacrifício eucarístico em sufrágio dos Cardeais, dos Arcebispos e dos Bispos que, durante o último ano, terminaram sua existência terrena. De modo especial, Bento XVI recordou os Cardeais John Patrick Foley, Anthony Bevilacqua, José Sánchez, Ignace Moussa Daoud, Luis Aponte Martínez, Rodolfo Quezada Toruño, Eugênio de Araújo Sales, Paul Shan Kuo-hsi, Carlo Maria Martini e Fortunato Baldelli. Recordando o testemunho desses irmãos, disse o Papa, podemos reconhecer neles “amigos do Senhor”, “agentes de paz” que nas dificuldades e também nas perseguições mantiveram a alegria da fé. Os Pastores que hoje recordamos, acrescentou, serviram a Igreja com fidelidade e amor, enfrentando às vezes provas difíceis para garantir ao rebanho a eles confiado atenção e cuidado. Na variedade de seus talentos, ofereceram uma contribuição preciosa ao período pós-conciliar, tempo de renovação em toda a Igreja. “À existência humana do Filho de Deus se acrescenta a de sua Mãe Santíssima. Os nossos Irmãos Cardeais e Bispos foram amados com predileção pela Virgem Maria e retribuíram seu amor com devoção filiar. Confiemos a ela suas almas. E nós elevamos a Deus a nossa oração por eles, amparados pela esperança de nos encontrarmos todos juntos um dia, unidos para sempre no Paraíso”, concluiu o Papa. Canção Nova Noticias
Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by