Liturgia das Horas - Todos os Santos

domingo, 4 de novembro de 2012

LAUDES V. Vinde, ó Deus, em meu auxílio. R. Socorrei-me sem demora. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia. Hino Hoje cantemos o triunfo do guia sábio e bom pastor; que já reina entre os eleitos a testemunha do Senhor. Foi sacerdote, guia e mestre do povo santo do Senhor. Como prelado e como sábio, da vida o dom lhe preparou Oremos para que, bondoso, peça perdão para os faltosos, e sua prece nos conduza do céu aos cumes luminosos. Poder, louvor, honra e glória ao Deus eterno e verdadeiro, que, em suas leis, rege e sustenta, governa e guia o mundo inteiro. Salmodia Ant. 1 Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre o cimo da montanha. Aleluia. Salmo 62 (63), 2-9. Sede de Deus Vigia diante de Deus, quem rejeita as obras das trevas (cf. 1Ts 5,5) — 2Sois vós, ó Senhor, o meu Deus!* Desde a aurora ansioso vos busco! = A minh'alma tem sede de vós,+ minha carne também vos deseja,* como terra sedenta e sem água! — 3Venho, assim, contemplar-vos no templo,* para ver vossa glória e poder. — 4Vosso amor vale mais do que a vida:* e por isso meus lábios vos louvam. — 5Quero, pois, vos louvar pela vida,* e elevar para vós minhas mãos! — 6A minh'alma será saciada,* como em grande banquete de festa; — cantará a alegria em meus lábios,* ao cantar para vós meu louvor! - 7Penso em vós no meu leito, de noite,* nas vigílias suspiro por vós! — 8Para mim fostes sempre um socorro;* de vossas asas à sombra eu exulto! — 9Minha alma se agarra em vós;* com poder vossa mão me sustenta. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Ant. Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre o cimo da montanha. Aleluia. Ant. 2 Brilhe aos homens vossa luz; vendo eles vossas obras, dêem glória ao Pai celeste. Aleluia. No cânticos que se segue o refrão entre parênteses é opcional. Cântico Dn 3,57-88.56 Louvor das criaturas ao Senhor Louvai o nosso Deus, todos os seus servos (Ap 19,5) - 57Obras do Senhor, bendizei o Senhor,* louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim! - 58Céus, bendizei o Senhor! 59Anjos do Senhor, bendizei o Senhor! (R. Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim! Ou R. A ele glória e louvor eternamente) - 60Águas do alto céu, bendizei o Senhor!* 61Potências do Senhor, bendizei o Senhor! - 62Lua e sol, bendizei o Senhor!* 63Astros e estrelas bendizei o Senhor! (R.) - 64Chuvas e orvalhos, bendizei o Senhor!* 65Brisas e ventos, bendizei o Senhor! - 66Fogo e calor, bendizei o Senhor!* 67Frio e ardor, bendizei o Senhor! (R.) - 68Orvalhos e garoas, bendizei o Senhor!* 69Geada e frio, bendizei o Senhor! - 70Gelos e neves, bendizei o Senhor!* 71Noites e dias, bendizei o Senhor! (R.) - 72Luzes e trevas, bendizei o Senhor!* 73Raios e nuvens, bendizei o Senhor! -74Ilhas e terra, bendizei ao Senhor!* Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim! (R.) - 75Montes e colinas, bendizei o Senhor!* 76Plantas da terra, bendizei o Senhor! - 77Mares e rios, bendizei o Senhor!* 78Fontes e nascentes, bendizei o Senhor! (R.) - 79Baleias e peixes, bendizei o Senhor!* 80Pássaros do céu, bendizei o Senhor! - 81Feras e rebanhos, bendizei o Senhor!* 82Filhos dos homens, bendizei o Senhor! (R.) - 83Filhos de Israel, bendizei o Senhor!* Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim! - 84Sacerdotes do Senhor, bendizei o Senhor!* 85Servos do Senhor, bendizei o Senhor! (R.) - 86Almas dos justos, bendizei o Senhor!* 87Santos e humildes, bendizei o Senhor! - 88Jovens Misael,Ananias e Azarias, bendizei o Senhor,* louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim! (R.) - ao Pai e ao Filho e ao espírito Santo* louvemos e exaltemos pelos séculos sem fim! - 56Bendito sois, Senhor, no firmamento dos céus!* Sois digno de louvor e de glória eternamente! (R.) No fim deste cântico não se diz Glória ao Pai Ant. Brilhe aos homens vossa luz; vendo eles vossas obras, dêem glória ao Pai celeste. Aleluia. Ant. 3 A palavra do Senhor é viva e eficaz; é cortante e penetrante como espada de dois gumes. Aleluia. Salmo 149 A alegria e o louvor dos santos Os filhos da Igreja, novo povo de Deus, se alegrem no seu Rei Cristo Jesus (Hesíquio) — 1Cantai ao Senhor Deus um canto novo,* e o seu louvor na assembléia dos fiéis! — 2Alegre-se Israel em quem o fez,* e Sião se rejubile no seu Rei! — 3Com danças glorifiquem o seu nome,* toquem harpa e tambor em sua honra! — 4Porque, de fato, o Senhor ama seu povo* e coroa com vitória os seus humildes. — 5Exultem os fiéis por sua glória,* e cantando se levantem de seus leitos, — 6com louvores do Senhor em sua boca* e espadas de dois gumes em sua mão, — 7para exercer sua vingança entre as nações,* e infligir o seu castigo entre os povos, — 8colocando nas algemas os seus reis,* e seus nobres entre ferros e correntes, — 9para aplicar-lhes a sentença já escrita:* Eis a glória para todos os seus santos. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Ant. A palavra do Senhor é viva e eficaz; é cortante e penetrante como espada de dois gumes. Aleluia. Leitura breve Hb 13,7-9a Lembrai-vos de vossos dirigentes, que vos pregaram a palavra de Deus, e, considerando o fim de sua vida, imitai-lhes a fé. Jesus Cristo é o mesmo, ontem e hoje e por toda a eternidade. Não vos deixeis enganar por qualquer espécie de doutrina estranha. Responsório breve R. Colocastes sentinelas vigiando vosso povo. * Aleluia, aleluia. R.Colocastes. V. Anunciam, dia e noite, vosso nome, ó Senhor. * Aleluia. Glória ao Pai. R.Colocastes. CÂNTICO EVANGÉLICO(BENEDICTUS) Lc 1,68-79 Ant. Não sois vós quem falareis, é no Espírito do Pai que em vós há de falar. O Messias e seu Precursor –68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, * que a seu povo visitou e libertou; –69 e fez surgir um poderoso Salvador * na casa de Davi, seu servidor, –70 como falara pela boca de seus santos, * os profetas desde os tempos mais antigos, –71 para salvar-nos do poder dos inimigos * e da mão de todos quantos nos odeiam. –72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, * recordando a sua santa Aliança –73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, * de conceder-nos 74 que, libertos do inimigo, = a ele nós sirvamos sem temor † 75 em santidade e em justiça diante dele, * enquanto perdurarem nossos dias. =76 Serás profeta do Altíssimo, ó menino, † pois irás andando à frente do Senhor * para aplainar e preparar os seus caminhos, –77 anunciando ao seu povo a salvação, * que está na remissão de seus pecados; –78 pelo amor do coração de nosso Deus, * Sol nascente que nos veio visitar –79 lá do alto como luz resplandecente * a iluminar a quantos jazem entre as trevas = e na sombra da morte estão sentados † e para dirigir os nossos passos, * guiando-nos no caminho da paz. – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Ant. Não sois vós quem falareis, é no Espírito do Pai que em vós há de falar. Preces Agradeçamos a Cristo, o bom Pastor que deu a vida por suas ovelhas; e lhe peçamos: R. Apascentai, Senhor, o vosso rebanho! Cristo, quisestes mostrar vosso amor e misericórdia nos santos pastores; – por meio deles, sede sempre misericordioso para conosco. R. Através dos vossos representantes na terra, continuais a ser o Pastor das nossas almas; – não vos canseis de nos dirigir por intermédio de nossos pastores. R. Em vossos santos, que guiamos povos, sois o médico dos corpos e das almas; – não cesseis de exercer para conosco o ministério da vida e da santidade. R. Pela sabedoria e caridade dos santos, instruístes o vosso rebanho; – guiados pelos nossos pastores, fazei-nos crescer na santidade. R. (intenções livres) Pai nosso. Oração Ó Deus, conservai no vosso povo o espírito que animava São Carlos Borromeu, para que a vossa Igreja, continuamente renovada e sempre fiel ao Evangelho, possa mostrar ao mundo a verdadeira face do Cristo. Que convosco vive e reina, na unidade do Espírito Santo. Conclusão da Hora O Senhor nos abençoe, nos livre de todo o mal e nos conduza à vida eterna. Amém Vésperas V. Vinde, ó Deus, em meu auxílio. R. Socorrei-me sem demora. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia. Hino Claro espelho de virtude, homem santo, bom pastor, ouve o hino que, em ti, louva os prodígios do Senhor, que, Pontífice perpétuo, os mortais a Deus uniu, e, por nova Aliança, nova paz nos garantiu. Previdente, ele te fez do seu dom o servidor, para dar ao Pai a glória e a seu povo vida e amor. Consagrado pelo Espírito, que de força te vestiu, deste o pão da salvação às ovelhas do redil. Não te esqueças, pede a Deus, tu que ao céu foste elevado: que as ovelhas busquem todas do Pastor o verde prado. Glória à Trina Divindade, que, num servo tão fiel, recompensa os ministérios com o júbilo do céu. Salmodia Ant. 1 Sou ministro do Evangelho pela graça do Senhor. Aleluia. Salmo 14(15) –1 'Senhor, quem morará em vossa casa * e em vosso Monte santo habitará?' –2 É aquele que caminha sem pecado * e pratica a justiça fielmente; – que pensa a verdade no seu íntimo * 3 e não solta em calúnias sua língua; – que em nada prejudica o seu irmão, * nem cobre de insultos seu vizinho; –4 que não dá valor algum ao homem ímpio, * mas honra os que respeitam o Senhor; – que sustenta o que jurou, mesmo com dano; * 5 não empresta o seu dinheiro com usura, – nem se deixa subornar contra o inocente. * Jamais vacilará quem vive assim! Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Ant. Sou ministro do Evangelho pela graça do Senhor. Aleluia. Ant. 2 Eis o servo fiel e prudente, a quem Deus confiou sua família. Aleluia. Salmo 111(112) –1 Feliz o homem que respeita o Senhor * e que ama com carinho a sua lei! –2 Sua descendência será forte sobre a terra, * abençoada a geração dos homens retos! –3 Haverá glória e riqueza em sua casa, * e permanece para sempre o bem que fez. –4 Ele é correto, generoso e compassivo, * como luz brilha nas trevas para os justos. –5 Feliz o homem caridoso e prestativo, * que resolve seus negócios com justiça. –6 Porque jamais vacilará o homem reto, * sua lembrança permanece eternamente! –7 Ele não teme receber notícias más: * confiando em Deus, seu coração está seguro. –8 Seu coração está tranqüilo e nada teme, * e confusos há de ver seus inimigos. =9 Ele reparte com os pobres os seus bens, † permanece para sempre o bem que fez, * e crescerão a sua glória e seu poder. =10 O ímpio, vendo isto, se enfurece, † range os dentes e de inveja se consome; * mas os desejos do malvado dão em nada. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Ant. Eis o servo fiel e prudente, a quem Deus confiou sua família. Aleluia. Ant. 3 Minhas ovelhas ouvirão a minha voz, e haverá um só rebanho e um só pastor. Aleluia. Cântico Ap 15,3-4 –3 Como são grandes e admiráveis vossas obras, * ó Senhor e nosso Deus onipotente! – Vossos caminhos são verdade, são justiça, * ó Rei dos povos todos do universo! (R.São grandes vossas obras, ó Senhor!) =4 Quem, Senhor, não haveria de temer-vos, † e quem não honraria o vosso nome? * Pois somente vós, Senhor, é que sois santo! (R.) = As nações todas hão de vir perante vós, † e prostradas haverão de adorar-vos, * pois vossas justas decisões são manifestas! (R.) Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Ant. Minhas ovelhas ouvirão a minha voz, e haverá um só rebanho e um só pastor. Aleluia. Leitura breve 1Pd 5,1-4 Exorto aos presbíteros que estão entre vós, eu, presbítero como eles, testemunha dos sofrimentos de Cristo e participante da glória que será revelada: Sede pastores do rebanho de Deus, confiado a vós; cuidai dele, não por coação, mas de coração generoso; não por torpe ganância, mas livremente; não como dominadores daqueles que vos foram confiados, mas antes, como modelos do rebanho. Assim, quando aparecer o pastor supremo, recebereis a coroa permanente da glória. Responsório breve R. Eis o amigo dos irmãos, que intercede pelo povo * Aleluia, aleluia. R. Eis o amigo. V. Dedicou a sua vida em favor de seus irmãos. * Aleluia.Glória ao Pai. R.Eis o amigo. Cântico evangélico (MAGNIFICAT) Lc1,46-55 Ant. Eis o servo fiel e prudente, a quem Deus confiou sua família, para dar-lhe o pão a seu tempo. A alegria da alma no Senhor –46 A minha alma engrandece ao Senhor * 47 e exulta meu espírito em Deus, meu Salvador; –48 porque olhou para humildade de sua serva, * doravante as gerações hão de chamar-me de bendita. –49 O Poderoso fez em mim maravilhas * e Santo é o seu nome! –50 Seu amor para sempre se estende * sobre aqueles que o temem; –51 manifestou o poder de seu braço, * dispersou os soberbos; –52 derrubou os poderosos de seus tronos * e elevou os humildes; –53 saciou de bens os famintos, * despediu os ricos sem nada. –54 Acolheu Israel, seu servidor, * fiel ao seu amor, –55 como havia prometido a nossos pais, * em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre. – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Ant. Eis o servo fiel e prudente, a quem Deus confiou sua família, para dar-lhe o pão a seu tempo. Preces Rendamos a devida glória a Cristo, constituído Pontífice em favor dos homens nas suas relações com Deus; e lhe peçamos humildemente: R. Senhor, salvai o vosso povo! Fizestes resplandecer admiravelmente a vossa Igreja por meio de santos e insignes Pastores; – que os cristãos se alegrem sempre com o mesmo esplendor. R. Quando os santos Pastores vos suplicavam, a exemplo de Moisés, perdoastes os pecados do povo; – por intercessão deles, santificai a vossa Igreja mediante uma contínua purificação.R. Tendo-os escolhido entre seus irmãos, consagrastes vossos santos, enviando sobre eles o vosso Espírito; – que o mesmo Espírito Santo inspire aqueles que governam vosso povo. R. Sois vós a herança dos santos Pastores; – concedei que nenhum daqueles que foram resgatados pelo vosso sangue fique longe de vós. R. (intenções livres) Por meio dos Pastores da Igreja, dais a vida eterna a vossas ovelhas, e não permitis que ninguém as arrebate de vossas mãos; – salvai os que adormeceram em vós, pelos quais destes a vida. R. Pai nosso... Oração Ó Deus, conservai no vosso povo o espírito que animava São Carlos Borromeu, para que a vossa Igreja, continuamente renovada e sempre fiel ao Evangelho, possa mostrar ao mundo a verdadeira face do Cristo. Que convosco vive e reina, na unidade do Espírito Santo. Conclusão da Hora O Senhor nos abençoe, nos livre de todo o mal e nos conduza à vida eterna. Amém. SÃO CARLOS BORROMEU, BISPO Memória Nasceu em Arona (Lombardia) no ano 1538; depois de ter conseguido o doutoramento In utroque iure, foi nomeado cardeal por Pio IV, seu tio, e eleito bispo de Milão. Foi um verdadeiro pastor da Igreja no exercício desta missão: visitou várias vezes toda a diocese, convocou sínodos e desenvolveu a mais intensa atividade, em todos os setores, para a salvação das almas, promovendo por todos os meios a renovação da vida cristã. Morreu no dia 3 de novembro de 1584. ____________________________________________________________________________________________ Ofício das Leituras V. Vinde, ó Deus em meu auxílio. R. Socorrei-me sem demora. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia. Esta introdução se omite quando o Invitatório precede imediatamente ao Ofício das Leituras. Hino Cristo Pastor, modelo dos pastores, comemorando a festa deste Santo, a multidão fiel e jubilosa, vosso louvor celebra neste canto. O vosso Espírito ungiu o forte atleta pelo dom íntimo duma unção de amor; tornando-o apto para a dura luta, do povo santo o fez fiel pastor. Do seu rebanho foi pastor e exemplo, ao pobre alívio e para os cegos luz, pai carinhoso, tudo para todos, seguindo em tudo o Bom Pastor Jesus. Cristo, que aos santos dais nos céus o prêmio, com vossa glória os coroando assim, dai-nos seguir os passos deste mestre e ter um dia um semelhante fim. Justo louvor ao Sumo Pai cantemos, e a vós, Jesus, Eterno Rei, também. Honra e poder ao vosso Santo Espírito no mundo inteiro, agora e sempre. Amém. Salmodia Ant. 1 Quem quiser ser o primeiro, seja o servo, seja o último. Aleluia. Salmo 20(21),2-8.14 –2 Ó Senhor, em vossa força o rei se alegra; * quanto exulta de alegria em vosso auxílio! –3 O que sonhou seu coração, lhe concedestes; * não recusastes os pedidos de seus lábios. –4 Com bênção generosa o preparastes; * de ouro puro coroastes sua fronte. –5 A vida ele pediu e vós lhe destes, * longos dias, vida longa pelos séculos. –6 É grande a sua glória em vosso auxílio; * de esplendor e majestade o revestistes. –7 Transformastes o seu nome numa bênção, * e o cobristes de alegria em vossa face. – –8 Por isso o rei confia no Senhor, * e por seu amor fiel não cairá, –14 Levantai-vos com poder, ó Senhor Deus, * e cantaremos celebrando a vossa força! – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Ant. Quem quiser ser o primeiro, seja o servo, seja o último. Aleluia. Ant. 2 Quando vier o supremo Pastor de nossas almas, recebereis a coroa de glória imperecível. Aleluia. Salmo 91(92) I –2 Como é bom agradecermos ao Senhor * e cantar salmos de louvor ao Deus Altíssimo! –3 Anunciar pela manhã vossa bondade, * e o vosso amor fiel, a noite inteira, –4 ao som da lira de dez cordas e da harpa, * com canto acompanhado ao som da cítara. –5 Pois me alegrastes, ó Senhor, com vossos feitos, * e rejubilo de alegria em vossas obras. –6 Quão imensas, ó Senhor, são vossas obras, * quão profundos são os vossos pensamentos! –7 Só o homem insensato não entende, * só o estulto não percebe nada disso! –8 Mesmo que os ímpios floresçam como a erva, * ou prosperem igualmente os malfeitores, – são destinados a perder-se para sempre. * 9 Vós, porém, sois o Excelso eternamente! – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Ant. Quando vier o supremo Pastor de nossas almas, recebereis a coroa de glória imperecível. Aleluia. Ant. 3 Servo bom e fiel, vem entrar na alegria de Jesus, teuSenhor. Aleluia. II =10 Eis que os vossos inimigos, ó Senhor, † eis que os vossos inimigos vão perder-se, * e os malfeitores serão todos dispersados. –11 Vós me destes toda a força de um touro, * e sobre mim um óleo puro derramastes; –12 triunfante, posso olhar meus inimigos, * vitorioso, escuto a voz de seus gemidos. –13 O justo crescerá como a palmeira, * florirá igual ao cedro que há no Líbano; –14 na casa do Senhor estão plantados, * nos átrios de meu Deus florescerão. –15 Mesmo no tempo da velhice darão frutos, * cheios de seiva e de folhas verdejantes; –16 e dirão: “É justo mesmo o Senhor Deus: * meu Rochedo, não existe nele o mal!” – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Ant. Servo bom e fiel, vem entrar na alegria de Jesus, teuSenhor. Aleluia. V. Ouvirás uma palavra de meus lábios. Aleluia. R. E haverás de transmitir-lhes em meu nome. Aleluia. Da Carta de São Paulo a Tito 1,7-11; 2,1-8 Doutrina do apóstolo sobre as qualidades e deveres dos bispos Caríssimo: 1,7 É preciso que o bispo seja irrepreensível, como administrador posto por Deus. Não seja arrogante nem irascível nem dado ao vinho nem turbulento nem cobiçoso de lucros desonestos, 8mas hospitaleiro, amigo do bem, ponderado, justo, piedoso, continente, 9firmemente empenhado no ensino fiel da doutrina, de sorte que seja capaz de exortar com sã doutrina e refutar os contraditores. 10Há ainda muitos insubordinados, faladores e enganadores, principalmente entre os circuncidados. 11É preciso calar-lhes a boca, porque transtornam famílias inteiras, ensinando o que não convém, movidos por ganância vergonhosa. 2,1 O teu ensino, porém, seja conforme à sã doutrina. 2Os mais velhos sejam sóbrios, ponderados, prudentes, fortes na fé, na caridade, na paciência. 3Assim também as mulheres idosas observem uma conduta santa, não sejam caluniadoras nem escravas do vinho, mas mestras do bem. 4Saibam ensinar as jovens a amarem seus maridos, a cuidarem dos filhos, 5a serem prudentes, castas, boas donas-de- casa, dóceis para os maridos, bondosas, para que a palavra de Deus não seja difamada. 6Exorta igualmente os jovens a serem moderados 7e mostra-te em tudo exemplo de boas obras, de integridade na doutrina, de ponderação, 8de palavra sã e irrepreensível, para que os adversários se confundam, não tendo nada de mal para dizer de nós. Responsório At 20,28; 1Cor 4,2 R. Vigiai todo o rebanho, que o Espírito Divino confiou-vos como bispos * Para cuidar, como pastores, da Igreja do Senhor, que ele adquiriu pelo sangue de seu Filho. V. Aquilo que se espera de um administrador, é que seja ele fiel. * Para cuidar. Segunda leitura Do Sermão proferido no último sínodo por São Carlos, bispo (ActaEclesiae Mediolanensis, Mediolani 1599,1177-1178) (Séc.XVI) Não sejas como quem diz uma coisa e faz outra Somos todos fracos, confesso, mas o Senhor Deus nos entregou meios com que, se quisermos, poderemos ser fortalecidos com facilidade. Tal sacerdote desejaria possuir uma vida íntegra, que dele é exigida, ser continente e ter um comportamento angélico, como convém, mas não se resolve a empregar estes meios: jejuar, orar, fugir das más conversas e de nocivas e perigosas familiaridades. Queixa-se de que, ao entrar no coro para a salmodia, ao dirigir-se para celebrar a missa, logo mil pensamentos lhe assaltam a mente e o distraem de Deus. Mas, antes de ir ao coro ou à missa, que fez na sacristia, como se preparou, que meios escolheu e empregou para fixar a atenção? Queres que te ensine a caminhar de virtude em virtude e como seres mais atento ao ofício, ficando assim teu louvor mais aceito de Deus? Escuta o que digo. Se ao menos uma fagulha do amor divino já se acendeu em ti, não a mostres logo, não a exponhas ao vento! Mantém encoberta a lâmpada, para não se esfriar e perder o calor; isto é, foge, tanto quanto possível, das distrações; fica recolhido junto de Deus, evita as conversas vãs. Tua missão é pregar e ensinar? Estuda e entrega-te ao necessário para bem exerceres este encargo. Faze, primeiro, por pregar com a vida e o comportamento. Não aconteça que, vendo-te dizer uma coisa e fazer outra, zombem de tuas palavras, abanando a cabeça. Exerces cura de almas? Não negligencies por isso o cuidado de ti mesmo, nem dês com tanta liberalidade aos outros que nada sobre para ti. Com efeito, é preciso te lembrares das almas que diriges, sem que isto te faça esquecer da tua. Entendei, irmãos, nada mais necessário aos eclesiásticos do que a oração mental que precede, acompanha e segue todos os nossos atos: Salmodiarei, diz o Profeta, e entenderei (cf. Sl 100,1 Vulg.). Se administras os sacramentos, ó irmão, medita no que fazes; se celebras a missa, medita no que ofereces; se salmodias no coro, medita a quem e no que falas; se diriges as almas, medita no sangue que as lavou e, assim, tudo o que é vosso se faça na caridade (1Cor 16,14). Deste modo, as dificuldades que encontramos todos os dias, inúmeras e necessárias (para isto estamos aqui), serão vencidas com facilidade. Teremos, assim, a força de gerar Cristo em nós e nos outros. Responsório 1Tm 6,11b; 4,11.12b.6a R. Segue a justiça, a piedade e a fé, a caridade, a paciência, a mansidão. * Ordena e ensina essas coisas e, tu mesmo, sê exemplo aos fiéis. V. Expondo tudo isso aos irmãos, serás bom servidor de Jesus Cristo. * Ordena. Oração Ó Deus, conservai no vosso povo o espírito que animava São Carlos Borromeu, para que a vossa Igreja, continuamente renovada e sempre fiel ao Evangelho, possa mostrar ao mundo a verdadeira face do Cristo. Que convosco vive e reina, na unidade do Espírito Santo. Conclusão da Hora V. Bendigamos ao Senhor. R. Demos graças a Deus.
Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by