EMBUSTE: IGREJA CATÓLICA A FAVOR DO KIT GAY?

sexta-feira, 14 de setembro de 2012



É de conhecimento GERAL que a Igreja Católica é vêemente contra o aborto,  a ditadura gay, o novo e absurdo código penal e contra o famoso Kit Gay criado pelo partido do candidado Haddad, o PT. A web está repleta de manifestações católicas contra o tal Kit, que muitas vezes irritou a militancia gay, que descaradamente, causou contrangimento blasfemado em publico em frente as nossas igrejas. Aqui mesmo em nosso blog são encontradas diversas postagens contra esse grande mal que quer ser instalado em nosso país.
 
Também é de conhecimento geral também que a "Igreja" Universal de Edir Macedo, tenta levar os fiéis católicos para sua seita asquerosa, e que para isso, não se cansa de usar das mais ardilosas artimanhas para convencer as pessoas de que a Igreja Católica é o grande mal da sociedade e que Deus opera muitos "milagres" na IURD. Sabemos que o diabo é pai da mentira e o que usa da mentira, compactua com o mal.
 
O curriculo de enganações da IURD é vasto, que vai desde induzir uma criança a vender tudo o que tem para tirar o "demonio" do corpo da mãe, até lavagem de dinheiro, entra outras coisas.
 
O mais "engraçado" é que a Edir Macedo nao se dá nem ao menos o trabalho de esconder suas artemanhas. Já está convencidos de que a capacidade intelectual do brasileiro é de nivel 0, subestimam a inteligencia dos que em grande numero, já cairam em suas mentiras, enchem seus bolsos do dinheiro suado das pessoas e abusam da ingenuidade dos simples que já cairam em suas redes.
 
Um ataque recente foi feito pelo coordenador da campanha de Russomano e bispo da IURD, Marcos Pereira, que culpa a Igreja Católica de ser a responsável pelo Kit Gay.

Leiam abaixo na integra, o mesmo texto se encontra no site de Edir Macedo:

"Estamos vivendo a política da catequização da Igreja de Roma e, por isso, certamente, estamos vivendo os últimos dias. Dias que minha querida avó jamais imaginou viver. Um tempo em que, por anos a fio, os “poderosos de púrpura” de Roma têm controlado a educação em nosso País.
Dias de absurdos e depravações. Dias em que filhos e netos chegam à escola e recebem “kits” distribuídos pelo próprios professores lhes ensinando como serem gays ou como optarem por serem gays. É este o programa “educacional” que o Ministério da Educação planeja adotar nas escolas públicas do nosso Brasil, sem sequer perguntar aos pais se eles concordam ou apoiam a iniciativa.
Simplesmente nos impõem a ditadura das minorias. Isso mesmo
: a ditadura das minorias!
Estamos vivendo dias em que as minorias impõem à sociedade seus “valores e caprichos”. Não há outra explicação. Obrigar os menores brasileiros a estudarem um suposto material didático que incentiva a prática da homossexualidade e entenderem isso como algo normal, é, sem dúvida, a imposição da ditadura das minorias. Pior que fazem isso com a ilógica tese da política de conscientização contra a homofobia ou contra a discriminação das preferências sexuais.
Imagine seu filho ou sua filha chegando da escola e dizendo, com toda a inocência de uma criança, que decidiu ser homossexual após assistir a um vídeo na escola? Qual seria a sua reação? Você aceitaria essa situação com tranquilidade e de forma normal?
Provavelmente não! Certamente que não!
E pior: o mesmo Ministério da Educação que defende os livros e vídeos em defesa do homossexualismo é também o responsável pelos péssimos índices da educação do nosso País. Você sabia que, no ranking mundial de qualidade da educação da ONU, o Brasil ocupa a vergonhosa 88ª posição, atrás de países como Bolívia, Colômbia e Paraguai?
As autoridades já impuseram a nós, brasileiros, o ensino religioso nas escolas públicas. A Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro, por exemplo, acabou de votar a criação de 600 cargos para professores de ensino religioso. As contratações custarão aos cofres públicos mais de R$ 15 milhões, dinheiro dos impostos que você, eu e toda a sociedade pagamos rotineiramente.
Agora, tentam nos impor os famigerados “kits gays”.
Até quando o Vaticano terá o controle das ações do governo, seja federal, estadual ou municipal?
Até quando o Brasil do século 21 continuará se curvando às “batinas púrpuras” de Roma?
Precisamos salvar o Brasil e torná-lo um país verdadeiramente laico, completamente livre da influência da religião.
Marcos Pereira
Advogado, especialista em Direito e Processo Penal pela Universidade Mackenzie,
Presidente Nacional do PRB – Partido Republicano Brasileiro"


Alguém já viu, tamanha cara de pau? Edir Macedo é um abortista assumido, já disse ser a favor do casamento gay, apoiador do PT nas eleições a presidência e joga essa discrepância no ventilador como se fosse verdade? Graças a vários padres e até pastores evangelicos, que não são dessa denominação, que esse kit não foi ainda colocado nas escolas, porque gritaram fortemente contra esse absurdo.

Sem nenhum embasamento Marcos Pereira não só insinua, como afima que a Igreja Católica está conduzindo esse circo de horrores, mesmo sabendo que os responsaveis são o partido dos trabalhadores, PT que quer empurrar seu vomito goela a baixo no povo brasileiro.
 
Um ataque descabido desse só me faz pensar: ou Edir Macedo, juntamente com a cúpula do mal, querer desmoralizar a Igreja Católica ou querem que Igreja reaja para fazer com que a militancia gay crie mais ódio contra o Catolicismo, ou  ambos.

A Arquidiocese de São Paulo escreveu ontem, 13 Setembro 2012, uma nota de repúdio contra as falsas acusações de Marcos Pereira:

NOTA DE REPÚDIO

O "Pastor" Marcos Pereira, presidente do Partido Republicano Brasileiro (PRB), do candidato à Prefeitura de São Paulo, Celso Russomano, partido que é manifestadamente ligado à Igreja Universal, publicou no seu Blog, em um site vinculado ao portal da Record, uma série de ataques à Igreja Católica ("Qual o futuro da educação no Brasil?" – R7). Numa clara demonstração de destempero, ele atribui à Igreja o tal "kit gay" do governo e se coloca totalmente contra o ensino religioso nas escolas, esquecendo-se que o "Acordo Brasil-Santa Sé" poderá ser interpretado a favor de todas as religiões. E não se impõe a ninguém, sendo a matrícula de livre escolha.

Qual seria o motivo para ataques tão gratuitos, infundados e ridículos à Igreja Católica em tempo de Campanha Eleitoral? Lamentavelmente, se já fomentam discórdia, ataques e ofensas, sem o Poder, o que esperar, se o conquistarem, mesmo parcialmente, pelo voto? É pra pensar!

Levou tempo e custou caro o retorno do Brasil à normalidade democrática. Vidas foram ceifadas até que os direitos mais elementares negados pelo regime militar fossem novamente respeitados.

Entre esses direitos, a reconquista do direito de expressão, de manifestação do pensamento, foi o mais festejado. Por isso mesmo, esse direito figura hoje entre os que mais são proclamados e defendidos. Até mesmo quando se ouvem ou se lêem posicionamentos ridículos, confusos, desrespeitosos e sem fundamento algum, como os de Marcos Pereira.

Ele se pavoneia gritando um currículo invejável, como se isso lhe desse o direito de falar inverdades, para não dizer bobagens.

Deliciem-se os que gostam de perder tempo com as elucubrações fantasiosas de Marcos Pereira. Atribuir o malfadado "Kit Gay" e os males da educação no Brasil à Igreja Católica não faz nenhum sentido e cheira a intolerância religiosa, que nunca foi e nem deverá ser alimentada ou incentivada. Atribuir esses males à influência do Vaticano é um disparate tão grotesco que, sendo verdade o tão propalado currículo, o dono dele deve ter passado por um devaneio.



No seu destempero, Marcos Pereira vai mais longe, criticando o ensino religioso nas escolas, embora se afirme "Pastor". Ele se bate contra a ditadura das minorias e nega o direito da maioria católica, que paga impostos e quer uma educação integral para seus filhos, educação intelectual, moral e religiosa. Queira ou não o nobre "jurista", os católicos ainda somam mais de 60% da população brasileira (dados do IBGE 2010).



Assessoria de Imprensa da Arquidiocese de São Paulo

http://www.arquidiocesedesaopaulo.org.br/sites/arquidiocesedesaopaulo.pucsp.br/files/nota%20rep%C3%BAdio%20marcos%20pereira%20%281%29.pdf


 
Compartilhe este artigo, evangelize! :

2 comentários:

  1. quém disse que a Igreja católica apostolica ramana é a favor do kit gey é um canalha mentiroso!peseguidor de católicos.anti-católicos...JESUS mesmo disse tú és pedro e sobre está pedra(fé)construirei a minha IGREJA..E as portas do inferno nunca prevalecerão contra ELA!..pelo o que eu vejo!não é so portas do inferno mas também bocas que se abrem para tentar destruir a IGREJA mas JESUS é quém sustenta..sua IGREJA!há DEUS E A IGREJA nunca vai ser a favor de aberrações e abominações..pq na escritura diz que quém pratica tais coisas.está cometendo abominações!não sou eu quém digo é o próprio DEUS!

    ResponderExcluir
  2. Cadeia para o ladrao do maiscedo e confisco dos seus bens para os pobres.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by