Abusos Litúrgicos

sexta-feira, 17 de agosto de 2012



Jesus instituiu a Sua Igreja sobre a rocha firme do apóstolo Pedro. Foi a Pedro que Jesus deu a missão de ser o fundamento da Igreja e de guardar toda a sua verdade.  Foi a Pedro que Jesus rezou para que sua fé se mantivesse íntegra, no decurso de toda a história humana. Foi a Pedro que Jesus deu a garantia segura da sua vitória: “as potências do inferno não prevalecerão”.
A missão confiada a Pedro é transmitida a seus sucessores. Assim o Papa torna-se hoje o fundamento sobre o qual se rege a Igreja, o centro para qual converge a caridade e a garantia de manter sempre íntegro o depósito da fé. O Papa é o chefe supremo da Igreja. E se existe uma hierarquia na Igreja de Cristo, ela deve ser vivida e respeitada, para que se mantenha a comunhão e a unidade.
Todavia o que presenciamos atualmente é uma Igreja em crise, interiormente dividida e ameaçada pela perda da verdadeira fé. Primeiramente, porque muitos erros são difundidos no seu interior, devido à falta de conhecimento da fé, ou seja, “o analfabetismo religioso” - segundo o Papa Bento XVI: “... e com esse analfabetismo não podemos crescer, a unidade não pode crescer.". Depois, pela ausência da humildade de muitos Pastores, que por vaidade e soberba, já não estão unidos ao Santo Padre. Enquanto deveriam seguir humildemente a Pedro e respeitar a liturgia católica, “falsificam” a liturgia, improvisando e experimentando um novo ritual com orações próprias e exclusivas, teatros, danças, encenações... Mesmo que a intenção seja para atrair maior número de fiéis, nada disso justifica, pois os Pastores devem seguir as normas estabelecidas pela Santa Sé e jamais ter a pretensão de sobressair a Cristo ou desviar a atenção para além da Eucaristia. 
A falta de humildade deriva também a divisão da Igreja: “Se não somos humildes somos também divididos. A ausência da humildade destrói a unidade; a humildade é uma virtude fundamental da unidade e somente assim cresce a unidade do Corpo de Cristo: somente assim tornamo-nos realmente unidos e recebemo-nos a riqueza e a beleza da unidade.”- Papa Bento XVI.
Talvez seja esse o grande triunfo de satanás, abalar a unidade da Igreja, ora através da contestação ao Papa e seu Magistério, onde muitos se opõem abertamente a ele; ora através dos fiéis que seduzidos pelas insídias do mundo e pelas numerosas seitas, que se difundem cada vez mais, se afastam do verdadeiro caminho da fé e da esperança, da caridade e da pureza, da bondade e da santidade. Mas embora satanás esteja semeando divisões, cismas e profundas lacerações que quebraram a unidade da Igreja - corpo místico de Cristo, temos a Promessa de que “as potências do inferno não prevalecerão”.


Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by