Domingo X Semana do Tempo Comum

domingo, 29 de julho de 2012

Dia de Santa Marta LAUDES V. Vinde, ó Deus, em meu auxílio. R. Socorrei-me sem demora. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia. Hino Santa Marta de Betânia, hospedeira do Senhor, hoje o Povo da Aliança canta um hino em teu louvor. Tua casa foi o abrigo onde o Mestre repousou. No calor de um lar amigo, ele as forças renovou. Pão e vinho lhe serviste, quando tua irmã, Maria, vida eterna em alimento dos seus lábios recebia. Reclamaste a sua ausência junto a Lázaro doente, proclamando assim a fé no seu verbo onipotente. Dele escutas a promessa: Teu irmão ressurgirá. E proclamas: Tu és o Cristo, Deus conosco em ti está. No milagre testemunhas seu poder e seu amor: teu irmão retorna à vida, à palavra do Senhor. Que possamos caminhar com Jesus, na fé ardente, e contigo contemplar sua face eternamente. Salmodia Ant. 1 Minh’alma se agarra em vós, com poder vossa mão me sustenta. Salmo 62 (63), 2-9. Sede de Deus Vigia diante de Deus, quem rejeita as obras das trevas (cf. 1Ts 5,5) — Sois vós, ó Senhor, o meu Deus!* Desde a aurora ansioso vos busco! = A minh'alma tem sede de vós,+ minha carne também vos deseja,* como terra sedenta e sem água! — Venho, assim, contemplar-vos no templo,* para ver vossa glória e poder. — Vosso amor vale mais do que a vida:* e por isso meus lábios vos louvam. — Quero, pois, vos louvar pela vida,* e elevar para vós minhas mãos! — A minh'alma será saciada,* como em grande banquete de festa; — cantará a alegria em meus lábios,* ao cantar para vós meu louvor! — Para mim fostes sempre um socorro;* de vossas asas à sombra eu exulto! — Minha alma se agarra em vós;* com poder vossa mão me sustenta. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia. Ant. Minh’alma se agarra em vós, com poder vossa mão me sustenta. Ant. 2 A mão do Senhor vos dá força, vós sereis para sempre bendita! No cânticos que se segue o refrão entre parênteses é opcional. Cântico Dn 3,57-88.56 Louvor das criaturas ao Senhor Louvai o nosso Deus, todos os seus servos (Ap 19,5) - Obras do Senhor, bendizei o Senhor,* louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim! - Céus, bendizei o Senhor! Anjos do Senhor, bendizei o Senhor! (R. Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim! Ou R. A ele glória e louvor eternamente) - Águas do alto céu, bendizei o Senhor!* Potências do Senhor, bendizei o Senhor! - Lua e sol, bendizei o Senhor!* Astros e estrelas bendizei o Senhor! (R.) - Chuvas e orvalhos, bendizei o Senhor!* Brisas e ventos, bendizei o Senhor! - Fogo e calor, bendizei o Senhor!* Frio e ardor, bendizei o Senhor! (R.) - Orvalhos e garoas, bendizei o Senhor!* Geada e frio, bendizei o Senhor! - Gelos e neves, bendizei o Senhor!* Noites e dias, bendizei o Senhor! (R.) - Luzes e trevas, bendizei o Senhor!* Raios e nuvens, bendizei o Senhor! -Ilhas e terra, bendizei ao Senhor!* Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim! (R.) - Montes e colinas, bendizei o Senhor!* Plantas da terra, bendizei o Senhor! - Mares e rios, bendizei o Senhor!* Fontes e nascentes, bendizei o Senhor! (R.) - Baleias e peixes, bendizei o Senhor!* Pássaros do céu, bendizei o Senhor! - Feras e rebanhos, bendizei o Senhor!* Filhos dos homens, bendizei o Senhor! (R.) - Filhos de Israel, bendizei o Senhor!* Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim! - Sacerdotes do Senhor, bendizei o Senhor!* Servos do Senhor, bendizei o Senhor! (R.) - Almas dos justos, bendizei o Senhor!* Santos e humildes, bendizei o Senhor! - Jovens Misael,Ananias e Azarias, bendizei o Senhor,* louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim! (R.) - ao Pai e ao Filho e ao espírito Santo* louvemos e exaltemos pelos séculos sem fim! - Bendito sois, Senhor, no firmamento dos céus!* Sois digno de louvor e de glória eternamente! (R.) No fim deste cântico não se diz Glória ao Pai Ant. A mão do Senhor vos dá força, vós sereis para sempre bendita! Ant. 3 Exulto de alegria pelo vosso grande amor! Salmo 149 A alegria e o louvor dos santos Os filhos da Igreja, novo povo de Deus, se alegrem no seu Rei Cristo Jesus (Hesíquio) — Cantai ao Senhor Deus um canto novo,* e o seu louvor na assembléia dos fiéis! — Alegre-se Israel em quem o fez,* e Sião se rejubile no seu Rei! — Com danças glorifiquem o seu nome,* toquem harpa e tambor em sua honra! — Porque, de fato, o Senhor ama seu povo* e coroa com vitória os seus humildes. — Exultem os fiéis por sua glória,* e cantando se levantem de seus leitos, — com louvores do Senhor em sua boca* e espadas de dois gumes em sua mão, — para exercer sua vingança entre as nações,* e infligir o seu castigo entre os povos, — colocando nas algemas os seus reis,* e seus nobres entre ferros e correntes, — para aplicar-lhes a sentença já escrita:* Eis a glória para todos os seus santos. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia. Ant. Exulto de alegria pelo vosso grande amor! Leitura breve Rm 12,1-2 Pela misericórdia de Deus, eu vos exorto, irmãos, a vos oferecerdes em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus: Este é o vosso culto espiritual. Não vos conformeis com o mundo, mas transformai-vos, renovando vossa maneira de pensar e de julgar, para que possais distinguir o que é da vontade de Deus, isto é, o que é bom, o que lhe agrada, o que é perfeito. Responsório breve R. O Senhor a sustenta * Com a luz de sua face. R. O Senhor. V. Quem a pode abalar? Deus está junto a ela. * Com a luz. Glória ao Pai. R. O Senhor. CÂNTICO EVANGÉLICO(BENEDICTUS) Lc 1,68-79 Ant. O Reino dos céus é semelhante ao comprador de raras pérolas preciosas; quando encontra a mais bela entre todas, vende tudo o que possui para comprá-la. O Messias e seu Precursor –68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, * que a seu povo visitou e libertou; –69 e fez surgir um poderoso Salvador * na casa de Davi, seu servidor, –70 como falara pela boca de seus santos, * os profetas desde os tempos mais antigos, –71 para salvar-nos do poder dos inimigos * e da mão de todos quantos nos odeiam. –72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, * recordando a sua santa Aliança –73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, * de conceder-nos 74 que, libertos do inimigo, = a ele nós sirvamos sem temor † 75 em santidade e em justiça diante dele, * enquanto perdurarem nossos dias. =76 Serás profeta do Altíssimo, ó menino, † pois irás andando à frente do Senhor * para aplainar e preparar os seus caminhos, –77 anunciando ao seu povo a salvação, * que está na remissão de seus pecados; –78 pelo amor do coração de nosso Deus, * Sol nascente que nos veio visitar –79 lá do alto como luz resplandecente * a iluminar a quantos jazem entre as trevas = e na sombra da morte estão sentados † e para dirigir os nossos passos, * guiando-nos no caminho da paz. – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Ant. O Reino dos céus é semelhante ao comprador de raras pérolas preciosas; quando encontra a mais bela entre todas, vende tudo o que possui para comprá-la. Preces Juntamente com todas as santas mulheres, louvemos, irmãos e irmãs, nosso Salvador; e peçamos: R. Vinde, Senhor Jesus! Senhor Jesus, que perdoastes à mulher pecadora todos os seus pecados porque ela muito amou, – perdoai-nos também os nossos muitos pecados.R. Senhor Jesus, a quem as santas mulheres serviam em vossas jornadas, – concedei-nos seguir fielmente os vossos passos.R. Senhor Jesus, Mestre a quem Maria escutava, enquanto Marta vos servia; – concedei-nos também vos servirmos na fé e na caridade. R. Senhor Jesus, que chamastes irmão, irmã e mãe a todos aqueles que cumprem a vontade do Pai, – fazei que sempre vos agrademos em palavras e ações. R. (intenções livres) Pai nosso... Oração Pai todo-poderoso, cujo Filho quis hospedar-se em casa de Marta, concedei por sua intercessão que, servindo fielmente a Cristo em nossos irmãos e irmãs, sejamos recebidos por vós em vossa casa. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Conclusão da Hora O Senhor nos abençoe, nos livre de todo o mal e nos conduza à vida eterna. Amém. Hora Média V. Vinde, ó Deus em meu auxílio. R. Socorrei-me sem demora. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia. HINO Vós que sois o Imutável, Deus fiel, Senhor da História, nasce e morre a luz do dia, revelando a vossa glória. Seja a tarde luminosa numa vida permanente. E da santa morte o prêmio nos dê glória eternamente. Escutai-nos, ó Pai Santo, pelo Cristo, nosso irmão, que convosco e o Espírito vive em plena comunhão. Salmodia Ant. Eu sou toda do Senhor, e o Senhor é todo meu. Salmo 125(126) Alegria e esperança em Deus Assim como participais dos nossos sofrimentos, participais também da nossa consolação (2Cor 1,7). –1 Quando o Senhor reconduziu nossos cativos, * parecíamos sonhar; –2 encheu-se de sorriso nossa boca, * nossos lábios, de canções. – Entre os gentios se dizia: 'Maravilhas * fez com eles o Senhor!' –3 Sim, maravilhas fez conosco o Senhor, * exultemos de alegria! –4 Mudai a nossa sorte, ó Senhor, * como torrentes no deserto. –5 Os que lançam as sementes entre lágrimas, * ceifarão com alegria. –6 Chorando de tristeza sairão, * espalhando suas sementes; – cantando de alegria voltarão, * carregando os seus feixes! – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Salmo 126(127) O trabalho sem Deus é inútil Vós sois a construção de Deus (1Cor 3,9). –1 Se o Senhor não construir a nossa casa, * em vão trabalharão seus construtores; – Se o Senhor não vigiar nossa cidade, * em vão vigiarão as sentinelas! –2 É inútil levantar de madrugada, * ou à noite retardar vosso repouso, – para ganhar o pão sofrido do trabalho, * que a seus amados Deus concede enquanto dormem. –3 Os filhos são a bênção do Senhor, * o fruto das entranhas, sua dádiva. –4 Como flechas que um guerreiro tem na mão, * são os filhos de um casal de esposos jovens. –5 Feliz aquele pai que com tais flechas * consegue abastecer a sua aljava! – Não será envergonhado ao enfrentar * seus inimigos junto às portas da cidade. – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Salmo 127(128) A paz do Senhor na família De Sião, isto é, da sua Igreja, o Senhor te abençoe (Arnóbio). –1 Feliz és tu se temes o Senhor * † e trilhas seus caminhos! –2 Do trabalho de tuas mãos hás de viver, * serás feliz, tudo irá bem! –3 A tua esposa é uma videira bem fecunda * no coração da tua casa; – os teus filhos são rebentos de oliveira * ao redor de tua mesa. –4 Será assim abençoado todo homem * que teme o Senhor. –5 O Senhor te abençoe de Sião, * cada dia de tua vida; – para que vejas prosperar Jerusalém * 6 e os filhos dos teus filhos. – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. – Ó Senhor, que venha a paz a Israel, * que venha a paz ao vosso povo! Ant. Eu sou toda do Senhor, e o Senhor é todo meu. Leitura breve Fl 4,8.9b Quanto ao mais, irmãos, ocupai-vos com tudo o que é verdadeiro, respeitável, justo, puro, amável, honroso, tudo o que é virtude ou de qualquer modo mereça louvor. Assim o Deus da paz estará convosco. V. Eu quero cantar os meus hinos a Deus. R. Desejo trilhar o caminho do bem. Oração Pai todo-poderoso, cujo Filho quis hospedar-se em casa de Marta, concedei por sua intercessão que, servindo fielmente a Cristo em nossos irmãos e irmãs, sejamos recebidos por vós em vossa casa. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Conclusão da Hora V. Bendigamos ao Senhor. R. Demos graças a Deus. SANTA MARTA Memória Era irmã de Maria e de Lázaro. Quando recebia o Senhor em sua casa de Betânia, servia-o com muita solicitude. Com suas preces, obteve a ressurreição do irmão. _______________________________________________________ Ofício das Leituras V. Vinde, ó Deus em meu auxílio. R. Socorrei-me sem demora. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Esta introdução se omite quando o Invitatório precede imediatamente ao Ofício das Leituras. Hino Ó Santa Marta, mulher feliz, nós vos queremos felicitar. Vós merecestes receber Cristo por muitas vezes em vosso lar. Vós recebestes tão grande Hóspede com mil cuidados, nosso Senhor, em muitas coisas sempre solícita e impelida por terno amor. Enquanto alegre servis a Cristo, Maria e Lázaro, vossos irmãos, podem atentos receber dele a graça e vida por refeição. Enquanto a vossa feliz irmã com seus aromas a Cristo ungia, serviço extremo vós dedicastes a Quem à morte se dirigia. Ó hospedeira feliz do Mestre, nos corações acendei o amor, para que sejam eternamente lares amigos para o Senhor. Seja à Trindade eterna glória! E no céu queira nos hospedar para convosco, no lar celeste, louvor perene sem fim cantar. Salmodia Ant. 1 Palavras sábias proferiram os seus lábios, e sua língua obedeceu à lei do amor. Salmo 18 (19)A –2 Os céus proclamam a glória do Senhor, * e o firmamento, a obra de suas mãos; –3 o dia ao dia transmite esta mensagem, * a noite à noite publica esta notícia. –4 Não são discursos nem frases ou palavras, * nem são vozes que possam ser ouvidas; –5 seu som ressoa e se espalha em toda a terra, * chega aos confins do universo a sua voz. –6 Armou no alto uma tenda para o sol; * ele desponta no céu e se levanta – como um esposo do quarto nupcial, * como um herói exultante em seu caminho. –7 De um extremo do céu põe-se a correr * e vai traçando o seu rastro luminoso, – até que possa chegar ao outro extremo, * e nada pode fugir ao seu calor. – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Ant. Palavras sábias proferiram os seus lábios, e sua língua obedeceu à lei do amor. Ant. 2 As santas mulheres em Deus confiaram e a ele cantaramem seu coração. Salmo 44(45) I =2 Transborda um poema do meu coração; † vou cantar-vos, ó Rei, esta minha canção; * minha língua é qual pena de um ágil escriba. =3 Sois tão belo, o mais belo entre os filhos dos homens! † Vossos lábios espalham a graça, o encanto, * porque Deus, para sempre, vos deu sua bênção. –4 Levai vossa espada de glória no flanco, * herói valoroso, no vosso esplendor; –5 saí para a luta no caro de guerra * em defesa da fé, da justiça e verdade! = Vossa mão vos ensine valentes proezas, † 6 vossas flechas agudas abatam os povos * e firam no seu coração o inimigo! =7 Vosso trono, ó Deus, é eterno, é sem fim; † vosso cetro real é sinal de justiça: * 8 Vós amais a justiça e odiais a maldade. = É por isso que Deus vos ungiu com seu óleo, † deu-vos mais alegria que aos vossos amigos. * 9 Vossas vestes exalam preciosos perfumes. – De ebúrneos palácios os sons vos deleitam. * 10 As filhas de reis vêm ao vosso encontro, – e à vossa direita se encontra a rainha * com veste esplendente de ouro de Ofir. – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Ant. As santas mulheres em Deus confiaram e a ele cantaramem seu coração. Ant. 3 Na celeste mansão, do Senhor se aproximam entre cantos de festa e com grande alegria. II –11 Escutai, minha filha, olhai, ouvi isto: * 'Esquecei vosso povo e a casa paterna! –12 Que o Rei se encante com vossa beleza! * Prestai-lhe homenagem: é vosso Senhor! –13 O povo de Tiro vos traz seus presentes, * os grandes do povo vos pedem favores. –14 Majestosa, a princesa real vem chegando, * vestida de ricos brocados de ouro. –15 Em vestes vistosas ao Rei se dirige, * e as virgens amigas lhe formam cortejo; –16 entre cantos de festa e com grande alegria, * ingressam, então, no palácio real'. –17 Deixareis vossos pais, mas tereis muitos filhos; * fareis deles os reis soberanos da terra. –18 Cantarei vosso nome de idade em idade, * para sempre haverão de louvar-vos os povos! – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Ant. Na celeste mansão, do Senhor se aproximam entre cantos de festa e com grande alegria. V. Que vos agrade o cantar dos meus lábios. R. Que ele chegue até vós, meu Rochedo e meu Redentor! Primeira leitura Da Carta de São Paulo aos Colossenses 3,1-17 A vossa vida está escondida, com Cristo, em Deus Irmãos: 1Se ressuscitastes com Cristo, esforçai-vos por alcançar as coisas do alto, onde está Cristo, sentado à direita de Deus; 2aspirai às coisas celestes e não às coisas terrestres. 3Pois vós morrestes, e a vossa vida está escondida, com Cristo, em Deus. 4Quando Cristo, vossa vida, aparecer em seu triunfo, então vós aparecereis também com ele, revestidos de glória. 5Portanto, fazei morrer o que em vós pertence à terra: imoralidade, impureza, paixão, maus desejos e a cobiça, que é idolatria. 6Tais coisas provocam a ira de Deus contra os que lhe resistem. 7Antigamente vós estáveis enredados por estas coisas e vos deixastes dominar por elas. 8Agora, porém, abandonai tudo isso: ira, irritação, maldade, blasfêmia, palavras indecentes, que saem dos vossos lábios. 9Não mintais uns aos outros. Já vos despojastes do homem velho e da sua maneira de agir 10e vos revestistes do homem novo, que se renova segundo a imagem do seu Criador, em ordem ao conhecimento. 11Aí não se faz distinção entre grego e judeu, circunciso e incircunciso, inculto, selvagem, escravo e livre, mas Cristo é tudo em todos. 12Vós sois amados por Deus, sois os seus santos eleitos.Por isso, revesti-vos de sincera misericórdia, bondade, humildade, mansidão e paciência, 13suportando-vos uns aos outros e perdoando-vos mutuamente, se um tiver queixa contra o outro. Como o Senhor vos perdoou, assim perdoai vós também. 14Mas, sobretudo, amai-vos uns aos outros, pois o amor é o vínculo da perfeição. 15Que a paz de Cristo reine em vossos corações, à qual fostes chamados como membros de um só corpo. E sede agradecidos. 16Que a palavra de Cristo, com toda a sua riqueza, habite em vós. Ensinai e admoestai- vos uns aos outros com toda a sabedoria. Do fundo dos vossos corações, cantai a Deus salmos, hinos e cânticos espirituais, em ação de graças. 17Tudo o que fizerdes, em palavras ou obras, seja feito em nome do Senhor Jesus Cristo. Por meio dele dai graças a Deus, o Pai. Responsório Gl 3,27-28; Ef 4,24 R. No Cristo batizados, revestimo-nos de Cristo. Já não há judeu nem grego, * Todos nós somos um só em Jesus Cristo, Senhor nosso. V. Revesti-vos do homem novo que, à imagem do Senhor, foi criado na justiça e santidade verdadeira. * Todos nós. Segunda leitura Dos Sermões de Santo Agostinho, bispo (Sermo 103, 1-2. 6: PL 38, 613.615) (Séc.V) Felizes os que mereceram receber a Cristo em sua casa As palavras de nosso Senhor Jesus Cristo nos advertem que, em meio à multiplicidade das ocupações deste mundo, devemos aspirar a um único fim. Aspiramos porque estamos a caminho e não em morada permanente; ainda em viagem e não na pátria definitiva; ainda no tempo do desejo e não na posse plena. Mas devemos aspirar, sem preguiça e sem desânimo, a fim de podermos um dia chegar ao fim. Marta e Maria eram irmãs, não apenas irmãs de sangue, mas também pelos sentimentos religiosos. Ambas estavam unidas ao Senhor; ambas, em perfeita harmonia, serviam ao Senhor corporalmente presente. Marta o recebeu como costumam ser recebidos os peregrinos. No entanto, era a serva que recebia o seu Senhor; uma doente que acolhia o Salvador; uma criatura que hospedava o Criador. Recebeu o Senhor para lhe dar o alimento corporal, ela que precisava do alimento espiritual. O Senhor quis tomar a forma de servo e, nesta condição, ser alimentado pelos servos, por condescendência, não por necessidade. Também foi por condescendência que se apresentou para ser alimentado. Pois tinha assumido um corpo que lhe fazia sentir fome e sede. Portanto, o Senhor foi recebido como hóspede, ele que veio para o que era seu, e os seus não o acolheram. Mas, a todos que o receberam, deu-lhes capacidade de se tornarem filhos de Deus (Jo 1,11-12). Adotou os servos e os fez irmãos; remiu os cativos e os fez co-herdeiros. Que ninguém dentre vós ouse dizer: Felizes os que mereceram receber a Cristo em sua casa! Não te entristeças, não te lamentes por teres nascido num tempo em que já não podes ver o Senhor corporalmente. Ele não te privou desta honra, pois afirmou: Todas as vezes que fizestes isso a um dos menores de meus irmãos, foi a mim que o fizestes (Mt 25,40). Aliás, Marta, permite-me dizer-te: Bendita sejas pelo teu bom serviço! Buscas o descanso como recompensa pelo teu trabalho. Agora estás ocupada com muitos serviços, queres alimentar os corpos que são mortais, embora sejam de pessoas santas. Mas, quando chegares à outra pátria, acaso encontrarás peregrinos para hospedar? encontrarás um faminto para repartires com ele o pão? um sedento para dares de beber? um doente para visitar? um desunido para reconciliar? um morto para sepultar? Lá não haverá nada disso. Então o que haverá? O que Maria escolheu: lá seremos alimentados, não alimentaremos. Lá se cumprirá com perfeição e em plenitude o que Maria escolheu aqui: daquela mesa farta, ela recolhia as migalhas da palavra do Senhor. Queres realmente saber o que há de acontecer lá? É o próprio Senhor quem diz a respeito de seus servos: Em verdade eu vos digo: ele mesmo vai fazê-los sentar-se à mesa e, passando, os servirá (Lc 12,37). Responsório Jo 12,3 R. Convidaram a Jesus para uma ceia, em Betânia, onde Lázaro morava, a quem Jesus ressuscitara dentre os mortos. * E Marta servia os convivas. V. Tomando quase meio litro de bálsamo, Maria ungiu os pés de Jesus. * E Marta. Oração Pai todo-poderoso, cujo Filho quis hospedar-se em casa de Marta, concedei por sua intercessão que, servindo fielmente a Cristo em nossos irmãos e irmãs, sejamos recebidos por vós em vossa casa. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Conclusão da Hora V. Bendigamos ao Senhor. R. Demos graças a Deus.
Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by