Por amor a ti

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Muitas pessoas perderam o sentido da Páscoa. O que se sabe a respeito dela é que é uma festa da igreja que vem depois da Semana Santa. É uma festa que vem depois de um feriado — e aí as pessoas falam com a boca cheia, pois nada é mais importante do que saber os feriados que há ao longo do ano. Eles são sinônimos de — e aí brilham os olhos — viagem, passeio, descanso. Não é preciso dizer que outras pessoas, principalmente as crianças, associam a Páscoa aos ovos de chocolate.

Seria bom sabermos melhor o que é a Páscoa, pois ela é a maior de todas as festas cristãs. Ela é tão importante que sua preparação é realizada com quarenta dias de antecedência: os famosos dias da Quaresma.

O que é, então, a Páscoa? É o dia em que comemoramos o perdão dos pecados por parte de Deus. No dia da Páscoa, Deus institui e abre as portas para o perdão dos nossos pecados. Se não houvesse essa iniciativa de Deus, a felicidade do homem, que é ser objeto do amor de Deus e corresponder a esse amor, jamais poderia ser alcançada. Nós jamais poderíamos ser plenamente felizes e alcançar o fim da nossa vida.

Entende-se, portanto, por que a Páscoa é tão importante! Já pensaram se não pudéssemos ter o perdão dos pecados cometidos contra Deus? Basta fazer uma breve reflexão para perceber que é muito difícil viver os mandamentos, viver sempre a caridade, ter paciência em todas as ocasiões, etc. Graças a Deus, Ele teve misericórdia de nós e nos abriu a porta do perdão, que é, ao mesmo tempo, abrir as portas para o Seu amor, que sacia sem saciar.

Deus é tão grande que o dia do perdão, o dia da Páscoa, o dia da libertação do pecado se deu justamente por ocasião da antiga festa da Páscoa, em que se comemorava a libertação do povo de Deus da escravidão do Egito, por volta do ano 1 250 a.C. Foram duas libertações, foram duas “passagens” de Deus (pois essa é a origem da palavra “páscoa”): a primeira, a libertação da escravidão física e, a segunda, a libertação da escravidão espiritual, isto é, do pecado.

Sendo uma festa tão grande, o que é que os cristãos costumam fazer nesse dia?

a) costumam assistir à missa em forma de agradecimento;

b) costumam se confessar - como a Páscoa é o dia do perdão, nada melhor do que pedir perdão a Deus dos nossos pecados nesse dia. Por isto, a Igreja recomenda que confessemos uma vez no ano antes da Páscoa ou durante o seu período, que dura cinquenta dias a contar do Domingo de Páscoa;

c) costumam se preparar para essa festa, de modo mais próximo, vivendo a Semana Santa - acompanhando os últimos passos de Cristo aqui na terra, assistindo às cerimônias da Quinta-Feira Santa (lava-pés), da Sexta-Feira Santa e do Sábado Santo;

d) costumam aproveitar esse período para rever sua vida e pensar sobre que lugar Deus tem ocupado em sua vida;

e) costumam sentir uma dívida de gratidão para com Deus, lembrando todos os padecimentos a que Ele se submeteu para nos perdoar - padecendo a flagelação, a coroação de espinhos e a crucificação. Ao lembrar esses episódios, todo cristão tem muito claro que “amor com amor se paga”! Tanto amor mostrado por Deus só pode ser pago com amor.

Para os católicos - que esta seja uma ocasião para vivermos o que falamos acima. Para os que não são católicos - que esta seja uma ocasião para pensar mais em Deus e exercitar um amplo perdão.

Pe. Paulo M. Ramalho

UMA FELIZ E SANTA PÁSCOA A TODOS!

Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by