Domingo IV Semana da Páscoa

domingo, 29 de abril de 2012


 LAUDES V. Vinde, ó Deus, em meu auxílio. R. Socorrei-me sem demora. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia. Hino Louvamos-te, ó Catarina, com o mais intenso louvor, pois toda a Igreja ilumina a tua glória e fulgor. A mais sublime virtude teus santos passos conduz; tua alma, tão despojada, segue o caminho da cruz. Tu és estrela do mundo, arauto vivo da paz: tua presença, tão simples, toda discórdia desfaz. Com as mais candentes palavras exiges paz e união, pois fala o Espírito Santo que habita em teu coração. As tuas preces pedimos, ó santa virgem de Deus: dá que busquemos na terra chegar ao Reino dos Céus. Ao Pai e ao Espírito Santo, honra, louvor e poder. Também ao Filho, que homem quis de uma Virgem nascer. Salmodia Ant. 1 Eu me decido livremente pelo Cristo: com ardente coração eu quero amá-lo e desejo estar com ele para sempre. Salmo 62 (63), 2-9. Sede de Deus Vigia diante de Deus, quem rejeita as obras das trevas (cf. 1Ts 5,5) — Sois vós, ó Senhor, o meu Deus!* Desde a aurora ansioso vos busco! = A minh'alma tem sede de vós,+ minha carne também vos deseja,* como terra sedenta e sem água! — Venho, assim, contemplar-vos no templo,* para ver vossa glória e poder. — Vosso amor vale mais do que a vida:* e por isso meus lábios vos louvam. — Quero, pois, vos louvar pela vida,* e elevar para vós minhas mãos! — A minh'alma será saciada,* como em grande banquete de festa; — cantará a alegria em meus lábios,* ao cantar para vós meu louvor! — Para mim fostes sempre um socorro;* de vossas asas à sombra eu exulto! — Minha alma se agarra em vós;* com poder vossa mão me sustenta. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia. Ant. Eu me decido livremente pelo Cristo: com ardente coração eu quero amá-lo e desejo estar com ele para sempre. Ant. 2 Bendizei o Senhor, santas virgens, que vos chama ao amor indiviso e coroa em vós os seus dons! No cânticos que se segue o refrão entre parênteses é opcional. Cântico Dn 3,57-88.56 Louvor das criaturas ao Senhor Louvai o nosso Deus, todos os seus servos (Ap 19,5) - Obras do Senhor, bendizei o Senhor,* louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim! - Céus, bendizei o Senhor! Anjos do Senhor, bendizei o Senhor! (R. Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim! Ou R. A ele glória e louvor eternamente) - Águas do alto céu, bendizei o Senhor!* Potências do Senhor, bendizei o Senhor! - Lua e sol, bendizei o Senhor!* Astros e estrelas bendizei o Senhor! (R.) - Chuvas e orvalhos, bendizei o Senhor!* Brisas e ventos, bendizei o Senhor! - Fogo e calor, bendizei o Senhor!* Frio e ardor, bendizei o Senhor! (R.) - Orvalhos e garoas, bendizei o Senhor!* Geada e frio, bendizei o Senhor! - Gelos e neves, bendizei o Senhor!* Noites e dias, bendizei o Senhor! (R.) - Luzes e trevas, bendizei o Senhor!* Raios e nuvens, bendizei o Senhor! -Ilhas e terra, bendizei ao Senhor!* Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim! (R.) - Montes e colinas, bendizei o Senhor!* Plantas da terra, bendizei o Senhor! - Mares e rios, bendizei o Senhor!* Fontes e nascentes, bendizei o Senhor! (R.) - Baleias e peixes, bendizei o Senhor!* Pássaros do céu, bendizei o Senhor! - Feras e rebanhos, bendizei o Senhor!* Filhos dos homens, bendizei o Senhor! (R.) - Filhos de Israel, bendizei o Senhor!* Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim! - Sacerdotes do Senhor, bendizei o Senhor!* Servos do Senhor, bendizei o Senhor! (R.) - Almas dos justos, bendizei o Senhor!* Santos e humildes, bendizei o Senhor! - Jovens Misael,Ananias e Azarias, bendizei o Senhor,* louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim! (R.) - ao Pai e ao Filho e ao espírito Santo* louvemos e exaltemos pelos séculos sem fim! - Bendito sois, Senhor, no firmamento dos céus!* Sois digno de louvor e de glória eternamente! (R.) No fim deste cântico não se diz Glória ao Pai Ant. Bendizei o Senhor, santas virgens, que vos chama ao amor indiviso e coroa em vós os seus dons! Ant. 3 Exultem os fiéis em sua glória, pois a carne e o sangue superaram e alcançaram a vitória sobre o mundo. Salmo 149 A alegria e o louvor dos santos Os filhos da Igreja, novo povo de Deus, se alegrem no seu Rei Cristo Jesus (Hesíquio) — Cantai ao Senhor Deus um canto novo,* e o seu louvor na assembléia dos fiéis! — Alegre-se Israel em quem o fez,* e Sião se rejubile no seu Rei! — Com danças glorifiquem o seu nome,* toquem harpa e tambor em sua honra! — Porque, de fato, o Senhor ama seu povo* e coroa com vitória os seus humildes. — Exultem os fiéis por sua glória,* e cantando se levantem de seus leitos, — com louvores do Senhor em sua boca* e espadas de dois gumes em sua mão, — para exercer sua vingança entre as nações,* e infligir o seu castigo entre os povos, — colocando nas algemas os seus reis,* e seus nobres entre ferros e correntes, — para aplicar-lhes a sentença já escrita:* Eis a glória para todos os seus santos. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia. Ant. Exultem os fiéis em sua glória, pois a carne e o sangue superaram e alcançaram a vitória sobre o mundo. Leitura breve Ct 8,7 Águas torrenciais jamais apagarão o amor, nem rios poderão afogá-lo. Se alguém oferecesse todas as riquezas de sua casa para comprar o amor, seria tratado com desprezo. Responsório breve R. Senhor, é vossa face que eu procuro. * Meu coração fala convosco confiante.R. Senhor. V. Senhor, não me escondais a vossa face!* Meu coração. Glória ao Pai. R. Senhor. CÂNTICO EVANGÉLICO(BENEDICTUS) Lc 1,68-79 Ant. A santa virgem Catarina não cessava de rezar que a paz voltasse novamente à Igreja do Senhor. Aleluia. O Messias e seu Precursor –68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, * que a seu povo visitou e libertou; –69 e fez surgir um poderoso Salvador * na casa de Davi, seu servidor, –70 como falara pela boca de seus santos, * os profetas desde os tempos mais antigos, –71 para salvar-nos do poder dos inimigos * e da mão de todos quantos nos odeiam. –72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, * recordando a sua santa Aliança –73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, * de conceder-nos 74 que, libertos do inimigo, = a ele nós sirvamos sem temor † 75 em santidade e em justiça diante dele, * enquanto perdurarem nossos dias. =76 Serás profeta do Altíssimo, ó menino, † pois irás andando à frente do Senhor * para aplainar e preparar os seus caminhos, –77 anunciando ao seu povo a salvação, * que está na remissão de seus pecados; –78 pelo amor do coração de nosso Deus, * Sol nascente que nos veio visitar –79 lá do alto como luz resplandecente * a iluminar a quantos jazem entre as trevas = e na sombra da morte estão sentados † e para dirigir os nossos passos, * guiando-nos no caminho da paz. – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Ant. A santa virgem Catarina não cessava de rezar que a paz voltasse novamente à Igreja do Senhor. Aleluia. Preces Glorifiquemos a Cristo, esposo e prêmio das virgens; e lhe supliquemos com fé: R. Jesus, prêmio das virgens, ouvi-nos! Cristo, amado pelas santas virgens como único Esposo, – concedei que nada nos separe do vosso amor. R. Coroastes Maria, como Rainha das virgens; – concedei-nos, por sua intercessão, que vos sirvamos sempre de coração puro. R. Por intercessão de vossas servas, que a vós se consagraram de todo o coração para serem santas de corpo e de alma; – concedei que jamais a instável figura deste mundo nos afaste de vós. R. Senhor Jesus, esposo por cuja vinda as virgens prudentes esperaram sem desanimar; – concedei que vos aguardemos vigilantes na esperança. R. Por intercessão de Santa Catarina de Sena, uma das virgens sábias e prudentes, – concedei-nos sabedoria e uma vida sem mancha. R. (intenções livres) Pai nosso... Oração Ó Deus, que inflamastes de amor Santa Catarina de Sena, na contemplação da paixão do Senhor e no serviço da Igreja, concedei-nos, por sua intercessão, participar do mistério de Cristo, e exultar em sua glória. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Conclusão da Hora O Senhor nos abençoe, nos livre de todo o mal e nos conduza à vida eterna. Amém. Hora Média V. Vinde, ó Deus em meu auxílio. R. Socorrei-me sem demora. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Hino Esta hora brilhou e, esplendente, afastou toda nuvem da cruz. Despojando das trevas o mundo, restitui às nações nova luz. Nesta hora Jesus ressuscita do sepulcro os que haviam morrido e, a morte vencendo, eles saem com um novo espírito infundido. Temos fé nessa aurora dos tempos, das cadeias da morte libertos, e nas graças da vida, que jorram como fonte a correr nos desertos. Glória a vós, que vencestes a morte, e no céu com o Pai, Sumo Bem, refulgindo na glória do Espírito reinais hoje e nos séculos. Amém. Salmodia -- salmodia complementar -- Ant. Como é bela em seu fulgor uma casta geração! Salmo 117(118) Canto de alegria e salvação Ele é a pedra, que vós, os construtores, desprezastes, e que se tornou a pedra angular (At 4,11). –1 Dai graças ao Senhor, porque ele é bom! * 'Eterna é a sua misericórdia!' – –2 A casa de Israel agora o diga: * 'Eterna é a sua misericórdia!' –3 A casa de Aarão agora o diga: * 'Eterna é a sua misericórdia!' –4 Os que temem o Senhor agora o digam: * 'Eterna é a sua misericórdia!' –5 Na minha angústia eu clamei pelo Senhor, * e o Senhor me atendeu e libertou! –6 O Senhor está comigo, nada temo; * o que pode contra mim um ser humano? –7 O Senhor está comigo, é o meu auxílio, * hei de ver meus inimigos humilhados. –8 É melhor buscar refúgio no Senhor, * do que pôr no ser humano a esperança; –9 é melhor buscar refúgio no Senhor, * do que contar com os poderosos deste mundo!' – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia. II –10 Povos pagãos me rodearam todos eles, * mas em nome do Senhor os derrotei; –11 de todo lado todos eles me cercaram, * mas em nome do Senhor os derrotei; =12 como um enxame de abelhas me atacaram, † como um fogo de espinhos me queimaram, * mas em nome do Senhor os derrotei. –13 Empurraram-me, tentando derrubar-me, * mas veio o Senhor em meu socorro. –14 O Senhor é minha força e o meu canto, * e tornou-se para mim o Salvador. – –15 'Clamores de alegria e de vitória* ressoem pelas tendas dos fiéis. =16 A mão direita do Senhor fez maravilhas, † a mão direita do Senhor me levantou, * a mão direita do Senhor fez maravilhas!' –17 Não morrerei, mas, ao contrário, viverei * para cantar as grandes obras do Senhor! –18 O Senhor severamente me provou, * mas não me abandonou às mãos da morte. – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia. III –19 Abri-me vós, abri-me as portas da justiça; * quero entrar para dar graças ao Senhor! –20 'Sim, esta é a porta do Senhor, * por ela só os justos entrarão!' –21 Dou-vos graças, ó Senhor, porque me ouvistes * e vos tornastes para mim o Salvador! –22 'A pedra que os pedreiros rejeitaram, * tornou-se agora a pedra angular. –23 Pelo Senhor é que foi feito tudo isso: * Que maravilhas ele fez a nossos olhos! –24 Este é o dia que o Senhor fez para nós, * alegremo-nos e nele exultemos! –25 Ó Senhor, dai-nos a vossa salvação, * ó Senhor, dai-nos também prosperidade!' –26 Bendito seja, em nome do Senhor, * aquele que em seus átrios vai entrando! – Desta casa do Senhor vos bendizemos. * 27 Que o Senhor e nosso Deus nos ilumine! – – Empunhai ramos nas mãos, formai cortejo, * aproximai-vos do altar, até bem perto! –28 Vós sois meu Deus, eu vos bendigo e agradeço! * Vós sois meu Deus, eu vos exalto com louvores! –29 Dai graças ao Senhor, porque ele é bom! * 'Eterna é a sua misericórdia!' – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia. Ant. Como é bela em seu fulgor uma casta geração! Leitura breve Ap 19,6b.7 O Senhor, nosso Deus, o Todo-poderoso passou a reinar. Fiquemos alegres e contentes, e demos glória a Deus, porque chegou o tempo das núpcias do Cordeiro. Sua esposa já se preparou. V. Encontrei o grande amor da minha vida. R. Vou guardá-lo para sempre junto a mim! Oração Ó Deus, que inflamastes de amor Santa Catarina de Sena, na contemplação da paixão do Senhor e no serviço da Igreja, concedei-nos, por sua intercessão, participar do mistério de Cristo, e exultar em sua glória. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Conclusão da Hora V. Bendigamos ao Senhor. R. Demos graças a Deus. Ofício das Leituras V. Vinde, ó Deus em meu auxílio. R. Socorrei-me sem demora. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Esta introdução se omite quando o Invitatório precede imediatamente ao Ofício das Leituras. Hino Virgem prudente entre as outras, espera o esposo Jesus; acende auréolas na noite da sua lâmpada a luz. Anel de fúlgidas pedras põe-lhe no dedo o Senhor: “Ó minha amada, eu te entrego dos esponsais o penhor!” Por tal ardor, Catarina já desfalece de amor, vendo em seus membros as chagas, jóias de infindo valor. Feliz a esposa que o Esposo acolhe nos braços seus: dá-lhe na terra o antegozo da plena glória dos céus. Possa nos céus o Deus Trino nosso louvor acolher, ele, que a terra governa com seu divino poder. Salmodia Ant. 1 Virgem sábia e vigilante, já brilhais na eterna glória com Jesus, o eterno Verbo, vosso Esposo imaculado. Salmo 18 (19)A –2 Os céus proclamam a glória do Senhor, * e o firmamento, a obra de suas mãos; –3 o dia ao dia transmite esta mensagem, * a noite à noite publica esta notícia. –4 Não são discursos nem frases ou palavras, * nem são vozes que possam ser ouvidas; –5 seu som ressoa e se espalha em toda a terra, * chega aos confins do universo a sua voz. –6 Armou no alto uma tenda para o sol; * ele desponta no céu e se levanta – como um esposo do quarto nupcial, * como um herói exultante em seu caminho. –7 De um extremo do céu põe-se a correr * e vai traçando o seu rastro luminoso, – até que possa chegar ao outro extremo, * e nada pode fugir ao seu calor. – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Ant. Virgem sábia e vigilante, já brilhais na eterna glória com Jesus, o eterno Verbo, vosso Esposo imaculado. Ant. 2 Todo o amor eu consagrei a Jesus Cristo, meu Senhor; e o preferi aos bens do mundo e à glória desta terra. Salmo 44(45) I =2 Transborda um poema do meu coração; † vou cantar-vos, ó Rei, esta minha canção; * minha língua é qual pena de um ágil escriba. =3 Sois tão belo, o mais belo entre os filhos dos homens! † Vossos lábios espalham a graça, o encanto, * porque Deus, para sempre, vos deu sua bênção. –4 Levai vossa espada de glória no flanco, * herói valoroso, no vosso esplendor; –5 saí para a luta no caro de guerra * em defesa da fé, da justiça e verdade! = Vossa mão vos ensine valentes proezas, † 6 vossas flechas agudas abatam os povos * e firam no seu coração o inimigo! =7 Vosso trono, ó Deus, é eterno, é sem fim; † vosso cetro real é sinal de justiça: * 8 Vós amais a justiça e odiais a maldade. = É por isso que Deus vos ungiu com seu óleo, † deu-vos mais alegria que aos vossos amigos. * 9 Vossas vestes exalam preciosos perfumes. – De ebúrneos palácios os sons vos deleitam. * 10 As filhas de reis vêm ao vosso encontro, – e à vossa direita se encontra a rainha * com veste esplendente de ouro de Ofir. – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Ant. Todo o amor eu consagrei a Jesus Cristo, meu Senhor; e o preferi aos bens do mundo e à glória desta terra. Ant. 3 O Rei se encantou com a vossa beleza; prestai-lhe homenagem: é o vosso Senhor! II –11 Escutai, minha filha, olhai, ouvi isto: * 'Esquecei vosso povo e a casa paterna! –12 Que o Rei se encante com vossa beleza! * Prestai-lhe homenagem: é vosso Senhor! –13 O povo de Tiro vos traz seus presentes, * os grandes do povo vos pedem favores. –14 Majestosa, a princesa real vem chegando, * vestida de ricos brocados de ouro. –15 Em vestes vistosas ao Rei se dirige, * e as virgens amigas lhe formam cortejo; –16 entre cantos de festa e com grande alegria, * ingressam, então, no palácio real'. –17 Deixareis vossos pais, mas tereis muitos filhos; * fareis deles os reis soberanos da terra. –18 Cantarei vosso nome de idade em idade, * para sempre haverão de louvar-vos os povos! – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Ant. O Rei se encantou com a vossa beleza; prestai-lhe homenagem: é o vosso Senhor! V. O caminho da vida me ensinais. R. Delícia eterna e alegria ao vosso lado. Primeira leitura Da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios 7,25-40 A virgindade cristã Irmãos: 25A respeito das pessoas solteiras, não tenho nenhum mandamento do Senhor. Mas, como alguém que, por misericórdia de Deus, merece confiança, dou uma opinião: 26Penso que, em razão das angústias presentes, é vantajoso não se casar, é bom cada qual estar assim. 27Estás ligado a uma mulher? Não procures desligar-te. Não estás ligado a nenhuma mulher? Não procures ligar-te.28Se, porém, casares, não pecas. E, se a virgem se casar, não peca. Mas as pessoas casadas terão as tribulações da vida matrimonial; e eu gostaria de poupar-vos isso. 29Eu digo, irmãos: o tempo está abreviado. Então, que, doravante,os que têm mulher vivam como se não tivessem mulher; 30e os que choram, como se não choras em, e os que estão alegres, como se não estivessem alegres, e os que fazem compras, como se não possuíssem adquirindo coisa alguma; 31e os que usam do mundo, como se dele não estivessem gozando. Pois a figura deste mundo passa. 32Eu gostaria que estivésseis livres de preocupações. O homem não casado é solícito pelas coisas do Senhor e procura agradar ao Senhor. 33O casado preocupa-se com as coisas do mundo e procura agradar à sua mulher34e, assim, está dividido. Do mesmo modo, a mulher não casada e a jovem solteira têm zelo pelas coisas do Senhor e procuram ser santas de corpo e espírito. Mas a que se casou preocupa-se comas coisas do mundo e procura agradar ao seu marido. 35Digo isto para o vosso próprio bem e não para vos armar um laço. O que eu desejo é levar-vos ao que é melhor, permanecendo junto ao Senhor, sem outras preocupações. 36Se alguém, transbordando de paixão, acha que não vai poder respeitar sua noiva, e que as coisas devem seguir o seu curso, faça o que quiser; não peca; que se casem. 37Quem, ao contrário, por uma firme convicção, sem constrangimento, mas por livre vontade, resolve respeitar a sua noiva, fará bem. 38Portanto, quem se casa com sua noiva faz bem, e quem não se casa procede melhor. 39A mulher está ligada ao marido enquanto ele vive; uma vez que o marido faleça, ela fica livre de casar com quem quiser, mas só no Senhor. 40Mais feliz será ela se permanecer assim, conforme meu conselho. Pois também creio ter o Espírito de Deus. Responsório R. O Rei se encantou com a tua beleza, que ele criou; * É teu Deus, é teu Rei, teu Senhor, teu Esposo. V. Recebeste o dote de Deus, teu Esposo: redenção, santidade, enfeites e jóias. * É o teu Deus. Segunda leitura Do Diálogo sobre a divina Providência, de Santa Catarina de Sena (Cap. 167, Gratiarum actio ad Trinitatem: ed.lat., Ingolstadi 1583, f.290v-291) (Séc.XIV) Provei e vi Ó Divindade eterna, ó eterna Trindade, que pela união da natureza divina tanto fizeste valer o sangue de teu Filho unigênito! Tu, Trindade eterna, és como um mar profundo, onde quanto mais procuro mais encontro; e quanto mais encontro, mais cresce a sede de te procurar. Tu sacias a alma, mas de um modo insaciável; porque, saciando-se no teu abismo, a alma permanece sempre sedenta e faminta de ti, ó Trindade eterna, cobiçando e desejando ver-te à luz de tua luz. Provei e vi em tua luz com a luz da inteligência, o teu insondável abismo, ó Trindade eterna, e a beleza de tua criatura. Por isso, vendo-me em ti, vi que sou imagem tua por aquela inteligência que me é dada como participação do teu poder, ó Pai eterno, e também da tua sabedoria, que é apropriada ao teu Filho unigênito. E o Espírito Santo, que procede de ti e de teu Filho, deu-me a vontade que me torna capaz de amar-te. Pois tu, ó Trindade eterna, és criador e eu criatura; e conheci – porque me fizeste compreender quando de novo me criaste no sangue de teu Filho – conheci que estás enamorado pela beleza de tua criatura. Ó abismo, ó Trindade eterna, ó Divindade, ó mar profundo! Que mais poderias dar-me do que a ti mesmo? Tu és um fogo que arde sempre e não se consome. Tu és que consomes por teu calor todo o amor profundo da alma. Tu és de novo o fogo que faz desaparecer toda frieza e iluminas as mentes com tua luz. Com esta luz me fizeste conhecer a verdade. Espelhando-me nesta luz, conheço-te como Sumo Bem, o Bem que está acima de todo bem, o Bem feliz, o Bem incompreensível, o Bem inestimável, a Beleza que ultrapassa toda beleza, a Sabedoria superior a toda sabedoria. Porque tu és a própria Sabedoria, tu,o pão dos anjos, que no fogo da caridade te deste aos homens. Tu és a veste que cobre minha nudez; alimentas nossa fome com a tua doçura, porque és doce sem amargura alguma. Ó Trindade eterna! Responsório R. Catarina, minha irmã, abre-me a porta; co-herdeira do meu reino, diz-lhe Cristo, minha amiga, que conheces meus mistérios, meus segredos mais ocultos da verdade. * Enriquecida pelo dom do meu Espírito, purificada do pecado e toda mancha por meu sangue derramado, aleluia. V. Deixa a paz da oração contemplativa e testemunha minha verdade com firmeza. * Enriquecida. Oração Ó Deus, que inflamastes de amor Santa Catarina de Sena, na contemplação da paixão do Senhor e no serviço da Igreja, concedei-nos, por sua intercessão, participar do mistério de Cristo, e exultar emsuaglória. Por nosso Senhor Jesus Cristo, voso Filho, na unidade do Espírito Santo. Conclusão da Hora V. Bendigamos ao Senhor. R. Demos graças a Deus.
Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by