ATRAVÉS DO JEJUM A NOSSA ALMA SE PURIFICA

terça-feira, 3 de abril de 2012

ATRAVÉS DO JEJUM A NOSSA ALMA SE PURIFICA

Jejuando as nossas almas se tornam mais puras, vemos a realidade de uma maneira melhor, nos damos realmente conta do que possuímos, daquilo de que temos necessidade e daquilo que podemos dispensar.

Tudo na vida é relativo. Devemos dar às coisas, o seu justo valor; se continuamos a viver na convicção de que as coisas materiais são muito importantes, acabamos esquecendo que nos encontramos apenas de passagem neste mundo. Procuremos lembrar-nos continuamente que existem milhares de pessoas que se dariam por felizes tendo apenas um teto sobre a cabeça, apenas um pedaço de pão cada dia. E quanto mais felizes seriam se tivessem tudo que nós temos!

Todavia, mesmo possuindo tantas coisas, quantas vezes nos sentimos infelizes e insatisfeitos! A razão disto está no fato de não distinguirmos mais o que é essencial: ficamos cegos em relação ao que é indispensável e vivemos na convicção de termos necessidade de possuir sempre novas coisas.

Somente com o jejum compreendemos o que é verdadeiramente necessário na vida. Assim nos moveremos com mais facilidade em direção a Deus e em direção ao próximo.

Deste encontro livre se verifica a reconciliação. Poderemos mover-nos em direção aos outros, sem medo de perder alguma coisa de indispensável!. Seremos então peregrinos em busca de Deus, empenhados, dia a dia, a estarmos sempre a caminho para Ele.

Os caminhantes não gostam de ser detidos ao longo de sua estrada. São motivados e impelidos pela esperança interior de se encontrarem com Deus.Quando, porém, as pessoas perderam essa esperança, começam a resvalar para os vícios, se envolvem em intrigas e fazem mal uma à outra.

Maria nos convida a estarmos sempre prontos a caminhar em frente. Quer ensinar-nos a reconhecer sempre mais o que é essencial e o que, ao contrário, não é.As nossas almas estarão mais abertas aos necessitados, e assim poderemos reconhecer mais facilmente as carências espirituais e materiais dos que estão ao nosso lado. Através do jejum Ela deseja educar-nos para aprofundar a exigência da solidariedade cristã.. Quantos convites nos foram dirigidos e não foram ouvidos, porque em nosso egoísmo e nossa presunção não nos apercebemos das necessidades dos outros!

POR QUE JEJUAR A PÃO E ÁGUA?


Em Medjugorje, sempre se reafirma o valor do jejum a pão e água: “ O melhor jejum é aquele a pão e água” nos diz Nossa Senhora. Isto tem um profundo significado: o pão é o alimento dos pobres! Ter ou não pão, representa um dos problemas essenciais da nossa existência.

Na Bíblia se fala muitas vezes em pão: Deus deu o pão ( maná) ao seu povo durante a travessia do deserto (Ex 16); Jesus fala no pão que desceu do céu; um anjo levou pão e uma jarrade água ao profeta Elias quando ele se sentia desfalecer de cansaço (IRs 19), e após ter comido e bebido, Elias readquiriu suas forças e prosseguiu em seu caminho. Após ter falado às multidões, vendo que estavam famintos, Jesus multiplicou os pães. E foi multiplicando o pão terreno que Jesus preparou se povo para o Pão do Céu.

Estar disposto a viver de pão e água por um dia, significa estar disposto a ser pobre diante de Deus, bem disposto a aceitar a sua vontade!. Isto significa seguir os passos dos profetas e daqueles que foram escolhidos para testemunhar sua fé!

O pão é o alimento fundamental do povo de Deus, e ao mesmo tempo, simboliza a vida. Também a água é insubstituível em nossa vida: ela simboliza a purificação espiritual.

E a mensagem do Senhor neste caso, vem exprimir duas verdades: voltem à vida e vivam. Saiam da sua impureza e sejam puros.

Nossa Senhora nos pede para vivermos de pão e água dois dias por semana: isto não apenas representa o jejum ideal, mas é também o modo ideal de educar o próprio corpo, espírito e alma.

JEJUAR A PÃO E EUCARISTIA

Jesus nos preparou para um novo banquete, para o Pão que vem do Céu, no qual Ele mesmo se partiu e se repartiu para a redenção e salvação de todos os homens.

Apesar de tudo o que Jesus disse e fez mostrando que seu corpo e sangue deviam ser oferecidos como comida e bebida, Ele não foi compreendido. Os homens rejeitaram esta mensagem, alegando tratar-se de palavras difíceis e completamente incompreensíveis ( Jo6,52-60)

Enquanto nós decidindo nada comer em determinados dias alem de pão , podemos compreender, mediante a experiência pessoal, qual o verdadeiro significado da mensagem de Jesus, ao tornar-se presente no Pão Eucarístico!

Por causa do demasiado apego ao conteúdo do nosso prato, nos arriscamos a perder de vista o nosso alimento fundamental, no qual Deus se oferece a si mesmo de um modo muito particular. Pra sentirmos, durante a Eucaristia, a presença de Jesus, Filho de Deus, naquele minúsculo pedacinho de pão em nosso corpo, devemos primeiro estar dispostos a padecer a fome física, caso contrário nos arriscamos a desprezar as migalhas!

Talvez os pobres, que conhecem a importância e o valor do pão cotidiano, compreendam melhor o valor do Pão que vem do Céu.

O jejum purifica a nossa alma, a fim de abri-la mais para Deus e para os homens. O jejum nos torna mais receptivos à Palavra de Deus e nos prepara dignamente para a Comunhão. Novos espaços se abrem para nós na celebração ou na participação da Santa Missa e na adoração à Deus e a Jesus na Eucaristia.

A Eucaristia deve começar a viver e a agir dentro de nós.Só então tem início o caminho para uma nova relação consagrada na amizade entre Deus e o homem.

Nossa Senhora está fazendo uma escola para nos preparar.

Oração e jejum são meios indispensáveis para ter a paz, para ter mesmo fé, para se poder abandonar.

A experiência de que não precisamos de tantas coisas quando jejuamos, ajuda-nos a compreender esta passagem do Evangelho que pede Nossa Senhora todas ás quintas feiras. Disse: “meditai todas as quintas feiras, durante a adoração Eucarística, Mt.6,24-34”.

Nesta passagem diz-se que não se pode servir a dois senhores: ou o dinheiro ou a Deus.

É a mesma coisa quando no inicio Ela pedia o Credo, que significa decisão. Para as outras coisas: olhai as avezinhas. Por que motivo as preocupações? Com as vossas preocupações cheios de medo não podeis entender a vida: abandonai-vos, buscando primeiro o Reino dos Céus.

O reino dos Céus consiste no seguinte: se sou aberto, se me reconcilio, se busco a paz, se também amo os outros, se ajudo quanto posso... É isto o Reino do Céus.


Fonte: O jejum purifica e liberta – Padre Slavko Barbaric

Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by