Sexta Feira IV Semana da Quaresma

sexta-feira, 23 de março de 2012

Laudes V. Vinde, ó Deus em meu auxílio. R. Socorrei-me sem demora. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Hino Ó Cristo, sol de justiça, brilhai nas trevas da mente. Com força e luz, reparai a criação novamente. Dai-nos, no tempo aceitável, um coração penitente, que se converta e acolha o vosso amor paciente. A penitência transforme tudo o que em nós há de mal. É bem maior que o pecado o vosso dom sem igual. Um dia vem, vosso dia, e tudo então refloresce. Nós, renascidos na graça, exultaremos em prece. A vós, Trindade clemente, com toda a terra adoramos, e no perdão renovados um canto novo cantamos. Salmodia Ant. 1 Criai em mim um coração que seja puro, dai-me de novo um espírito decidido! Salmo 50(51) Tende piedade, ó meu Deus! Renovai o vosso espírito e a vossa mentalidade. Revesti o homem novo (Ef 4,23-24) –3 Tende piedade, ó meu Deus, misericórdia! * Na imensidão de vosso amor,purificai-me! –4 Lavai-me todo inteiro do pecado, * e apagai completamente a minha culpa! –5 Eu reconheço toda a minha iniqüidade, * o meu pecado está sempre à minha frente. –6 Foi contra vós, só contra vós, que eu pequei, * e pratiquei o que é mau aos vossos olhos! – Mostrais assim quanto sois justo na sentença, * e quanto é reto o julgamento que fazeis. –7 Vede, Senhor, que eu nasci na iniqüidade * e pecador já minha mãe me concebeu. –8 Mas vós amais os corações que são sinceros, * na intimidade me ensinais sabedoria. –9 Aspergi-me e serei puro do pecado, * e mais branco do que a neve ficarei. –10 Fazei-me ouvir cantos de festa e de alegria, * e exultarão estes meus ossos que esmagastes. –11 Desviai o vosso olhar dos meus pecados * e apagai todas as minhas transgressões! –12 Criai em mim um coração que seja puro, * dai-me de novo um espírito decidido. –13 Ó Senhor, não me afasteis de vossa face, * nem retireis de mim o vosso Santo Espírito! –14 Dai-me de novo a alegria de ser salvo * e confirmai-me com espírito generoso! –15 Ensinarei vosso caminho aos pecadores, * e para vós se voltarão os transviados. –16 Da morte como pena, libertai-me, * e minha língua exaltará vossa justiça! –17 Abri meus lábios, ó Senhor, para cantar, * e minha boca anunciará vosso louvor! –18 Pois não são de vosso agrado os sacrifícios, * e, se oferto um holocausto, o rejeitais. –19 Meu sacrifício é minha alma penitente, * não desprezeis um coração arrependido! –20 Sede benigno com Sião, por vossa graça, * reconstruí Jerusalém e os seus muros! –21 E aceitareis o verdadeiro sacrifício, * os holocaustos e oblações em vosso altar! – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Ant. Criai em mim um coração que seja puro, dai-me de novo um espírito decidido! Ant. 2 Jerusalém, exulta alegre, pois em ti serão unidas as nações ao teu Senhor! Cântico Tb 13,8-11.13-14ab.15-16ab Ação de graças pela libertação do povo Mostrou-me a cidade santa, Jerusalém. brilhando com a glória de Deus (Ap 21,10-11). –8 Dai graças ao Senhor, vós todos, seus eleitos; * celebrai dias de festa e rendei-lhe homenagem. –9 Jerusalém, cidade santa, o Senhor te castigou, * por teu mau procedimento, pelo mal que praticaste. –10 Dá louvor ao teu Senhor, pelas tuas boas obras, * para que ele, novamente, arme, em ti, a sua tenda. – Reúna em ti os deportados, alegrando-os, sem fim! * ame em ti todo infeliz pelos séculos afora! – =11 Resplenderás, qual luz brilhante, até os extremos desta terra; † virão a ti nações de longe, dos lugares mais distantes, * invocando o santo nome, trazendo dons ao Rei do céu. – Em ti se alegrarão as gerações das gerações * e o nome da Eleita durará por todo o sempre. –13 Então, te alegrarás pelos filhos dos teus justos, * todos unidos, bendizendo ao Senhor, o Rei eterno. –14 Haverão de ser ditosos todos quantos te amarem, * encontrando em tua paz sua grande alegria. =15 Ó minh'alma, vem, bendize ao Senhor, o grande Rei, † 16 pois será reconstruída sua casa em Sião, * que para sempre há de ficar pelos séculos, sem fim. – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Ant. Jerusalém, exulta alegre, pois em ti serão unidas as nações ao teu Senhor! Ant. 3 Ó Sião, canta louvores ao teu Deus; ele envia suas ordens para a terra. Salmo 147(147 B) Restauração de Jerusalém Vou mostrar-te a noiva, a esposa do Cordeiro (Ap 21,9). –12 Glorifica o Senhor, Jerusalém! * Ó Sião, canta louvores ao teu Deus! –13 Pois reforçou com segurança as tuas portas, * e os teus filhos em teu seio abençoou; –14 a paz em teus limites garantiu * e te dá como alimento a flor do trigo. –15 Ele envia suas ordens para a terra, * e a palavra que ele diz corre veloz; –16 ele faz cair a neve como lã * e espalha a geada como cinza. – –17 Como de pão lança as migalhas do granizo, * a seu frio as águas ficam congeladas. –18 Ele envia sua palavra e as derrete, * sopra o vento e de novo as águas correm. –19 Anuncia a Jacó sua palavra, * seus preceitos e suas leis a Israel. –20 Nenhum povo recebeu tanto carinho, * a nenhum outro revelou os seus preceitos. – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Ant. Ó Sião, canta louvores ao teu Deus; ele envia suas ordens para a terra. Leitura breve Is 53,11b-12 Meu Servo, o justo, fará justos inúmeros homens, carregando sobre si suas culpas. Por isso, compartilharei com ele multidões e ele repartirá suas riquezas com os valentes seguidores, pois entregou o corpo à morte, sendo contado como um malfeitor; ele, na verdade, resgatava o pecado de todos e intercedia em favor dos pecadores. Responsório breve R. Vós nos resgatastes, ó Senhor, * Para Deus o vosso sangue nos remiu. R. Vós nos. V. Dentre todas as tribos e línguas, dentre os povos da terra e nações. * Para Deus. Glória ao Pai. R. Vós nos. CÂNTICO EVANGÉLICO(BENEDICTUS) Lc 1,68-79 Ant. Sabeis quem eu sou e de onde eu vim; não vim de mim mesmo: meu Pai me enviou. O Messias e seu Precursor –68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, * porque a seu povo visitou e libertou; –69 e fez surgir um poderoso Salvador * na casa de Davi, seu servidor, –70 como falara pela boca de seus santos, * os profetas desde os tempos mais antigos, –71 para salvar-nos do poder dos inimigos * e da mão de todos quantos nos odeiam. –72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, * recordando a sua santa Aliança –73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, * de conceder-nos 74 que, libertos do inimigo, = a ele nós sirvamos sem temor † 75 em santidade e em justiça diante dele, * enquanto perdurarem nossos dias. =76 Serás profeta do Altíssimo, ó menino, † pois irás andando à frente do Senhor * para aplainar e preparar os seus caminhos, –77 anunciando ao seu povo a salvação, * que está na remissão de seus pecados; –78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, * que sobre nós fará brilhar o Sol nascente, –79 para iluminar a quantos jazem entre as trevas * = e na sombra da morte estão sentados e para dirigir os nossos passos, * guiando-os no caminho da paz. – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Ant. Sabeis quem eu sou e de onde eu vim; não vim de mim mesmo: meu Pai me enviou. Preces Imploremos a Cristo Salvador, que nos remiu por sua morte e ressurreição; e digamos: R. Senhor, tende piedade de nós! Vós, que subistes a Jerusalém para sofrer a Paixão, e assim entrar na glória, – conduzi vossa Igreja à Páscoa da eternidade. R. Vós, que, elevado na cruz, deixastes a lança do soldado vos traspassar, – curai as nossas feridas. R. Vós, que transformastes o madeiro da cruz em árvore da vida, – concedei os frutos dessa árvore aos que renasceram pelo batismo. R. Vós, que, pregado na cruz, perdoastes o ladrão arrependido, – perdoai-nos também a nós pecadores. R. (intenções livres) Pai nosso... Oração Ó Deus, que preparastes para a nossa fraqueza os auxílios necessários à nossa renovação, dai- nos recebê-los com alegria e vê-los frutificar em nossa vida. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Conclusão da Hora O Senhor nos abençoe, nos livre de todo o mal e nos conduza à vida eterna. Amém. Hora Média V. Vinde, ó Deus em meu auxílio. R. Socorrei-me sem demora. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Hino O número sagrado, três vezes três das horas, abrindo um novo espaço, nos chama à prece, agora. Ao nome de Jesus, perdão seu povo implora. O Cristo ouviu a prece sincera do ladrão. A graça foi-lhe dada, por sua confissão. Jesus ouvindo a súplica, também nos dê perdão. Agora morre a morte, vencida pela cruz; após as trevas densas, serena, volta a luz; o horror do mal se quebra, nas mentes Deus reluz. A Cristo nós rogamos e ao Pai, eterno Bem, com seu Divino Espírito, amor que os sustém, proteja sua Igreja agora e sempre. Amém. Salmodia -- salmodia complementar -- Ant. Sejamos firmes na provação: Sua justiça é nossa força. Salmo 118(119),161-168 XXI (Sin) Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei Sede praticantes da Palavra e não meros ouvintes (Tg 1,22). –161 Os poderosos me perseguem sem motivo; * meu coração, porém, só teme a vossa lei. –162 Tanto me alegro com as palavras que dissestes, * quanto alguém ao encontrar grande tesouro. –163 Eu odeio e detesto a falsidade, * porém amo vossas leis e mandamentos! –164 Eu vos louvo sete vezes cada dia, * porque justos são os vossos julgamentos. –165 Os que amam vossa lei têm grande paz, * e não há nada que os faça tropeçar. –166 Ó Senhor, de vós espero a salvação, * pois eu cumpro sem cessar vossos preceitos. –167 Obedeço fielmente às vossas ordens, * e as estimo ardentemente mais que tudo. –168 Serei fiel à vossa lei, vossa Aliança; * os meus caminhos estão todos ante vós. – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Salmo 132(133) Alegria da união fraterna Amemo-nos uns aos outros, porque o amor vem de Deus (1Jo 4,7). –1 Vinde e vede como é bom, como é suave * os irmãos viverem juntos bem unidos! –2 É como um óleo perfumado na cabeça, * que escorre e vai descendo até à barba; – vai descendo até à barba de Aarão, * e vai chegando até à orla do seu manto. –3 É também como o orvalho do Hermon, * que cai suave sobre os montes de Sião. – Pois a eles o Senhor dá sua bênção * e a vida pelos séculos sem fim. – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Salmo 139(140),2-9.13-14 Tu és o meu refúgio O Filho do Homem é entregue nas mãos dos pecadores (Mt 26,45). –2 Livrai-me, ó Senhor, dos homens maus, * dos homens violentos defendei-me, –3 dos que tramam só o mal no coração * e planejam a discórdia todo o dia! –4 Como a serpente eles afiam suas línguas, * e em seus lábios têm veneno de uma víbora. =5 Salvai-me, ó Senhor, das mãos do ímpio, † defendei-me contra o homem violento, * contra aqueles que planejam minha queda! =6 Os soberbos contra mim armaram laços, † estenderam-me uma rede sob os pés * e puseram em meu caminho seus tropeços. –7 Mas eu digo ao Senhor: 'Vós sois meu Deus, * inclinai o vosso ouvido à minha prece!' –8 Senhor meu Deus, sois meu auxílio poderoso, * vós protegeis minha cabeça no combate! –9 Não atendais aos maus desejos dos malvados! * Senhor, fazei que os seus planos não se cumpram! –13 Sei que o Senhor fará justiça aos infelizes, * defenderá a causa justa de seus pobres. –14 Sim, os justos louvarão o vosso nome, * e junto a vós habitarão os homens retos. – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Ant. Sejamos firmes na provação: Sua justiça é nossa força. Leitura breve Tg 1,27 A religião pura e sem mancha diante de Deus Pai é esta: assistir os órfãos e as viúvas em suas tribulações e não se deixar contaminar pelo mundo. V. Meu sacrifício é minha alma penitente. R. Não desprezeis um coração arrependido! Oração Senhor Jesus Cristo, que nesta hora fostes levado ao suplício da cruz para salvar o mundo, perdoai-nos as faltas passadas e preservai-nos de culpas futuras. Vós, que viveis e reinais para sempre. Conclusão da Hora V. Bendigamos ao Senhor. R. Graças a Deus. COMPLETAS SEXTA-FEIRA V. Vinde, ó Deus, em meu auxílio. R. Socorrei-me sem demora. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia. Depois, recomenda-se o exame de consciência (...) Hino Ó Cristo, dia e esplendor, na treva o oculto aclarais. Sois luz de luz, nós o cremos, luz aos fiéis anunciais. Guardai-nos, Deus, nesta noite, velai do céu nosso sono; em vós na paz descansemos em um tranqüilo abandono. Se os olhos pesam de sono, vele, fiel, nossa mente. A vossa destra proteja quem vos amou fielmente. Defensor nosso, atendei-nos freai os planos malvados. No bem guiai vossos servos, com vosso sangue comprados. Ó Cristo, Rei piedoso, a vós e ao Pai toda a glória, com o Espírito Santo, eterna honra e vitória. Salmodia Ant. De dia e de noite eu clamo por vós. Salmo 87(88) Prece de um homem gravemente enfermo Mas esta é a hora, a hora do poder das trevas (Lc 22,53). –2 A vós clamo, Senhor, sem cessar, todo o dia, * e de noite se eleva até vós meu gemido. –3 Chegue a minha oração até a vossa presença, * inclinai vosso ouvido a meu triste clamor! –4 Saturada de males se encontra a minh’alma, * minha vida chegou junto às portas da morte. –5 Sou contado entre aqueles que descem à cova, * toda gente me vê como um caso perdido! –6 O meu leito já tenho no reino dos mortos, * como um homem caído que jaz no sepulcro, – de quem mesmo o Senhor se esqueceu para sempre * e excluiu por completo da sua atenção. –7 Ó Senhor, me pusestes na cova mais funda, * nos locais tenebrosos da sombra da morte. –8 Sobre mim cai o peso do vosso furor, * vossas ondas enormes me cobrem, me afogam. –9 Afastastes de mim meus parentes e amigos, * para eles tornei-me objeto de horror. – Eu estou aqui preso e não posso sair, * 10 e meus olhos se gastam de tanta aflição. – – Clamo a vós, ó Senhor, sem cessar, todo o dia, * minhas mãos para vós se levantam em prece. –11 Para os mortos, acaso, faríeis milagres? * poderiam as sombras erguer-se e louvar-vos? –12 No sepulcro haverá quem vos cante o amor * e proclame entre os mortos a vossa verdade? –13 Vossas obras serão conhecidas nas trevas, * vossa graça, no reino onde tudo se esquece? –14 Quanto a mim, ó Senhor, clamo a vós na aflição, * minha prece se eleva até vós desde a aurora. –15 Por que vós, ó Senhor, rejeitais a minh’alma? * E por que escondeis vossa face de mim? –16 Moribundo e infeliz desde o tempo da infância, * esgotei-me ao sofrer sob o vosso terror. –17 Vossa ira violenta caiu sobre mim * e o vosso pavor reduziu-me a um nada! –18 Todo dia me cercam quais ondas revoltas, * todos juntos me assaltam, me prendem, me apertam. –19 Afastastes de mim os parentes e amigos, * e por meus familiares só tenho as trevas! – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Ant. De dia e de noite eu clamo por vós. Leitura breve Cf. Jr 14,9 Tu, Senhor, estás no meio de nós, e teu nome foi invocado sobre nós; não nos abandones, Senhor nosso Deus. Responsório breve R. Senhor, em vossas mãos * Eu entrego o meu espírito. R.Senhor. V. Vós sois o Deus fiel, que salvastes vosso povo. * Eu entrego. Glória ao Pai. R.Senhor. Cântico evangélico, ant. Salvai-nos, Senhor, quando velamos, guardai-nos também quando dormimos! Nossa mente vigie com o Cristo, nosso corpo repouse em sua paz! Cântico de Simeão Lc 2,29-32 Cristo, luz das nações e glória de seu povo –29 Deixai, agora, vosso servo ir em paz, * conforme prometestes, ó Senhor. –30 Pois meus olhos viram vossa salvação * 31 que preparastes ante a face das nações: –32 uma Luz que brilhará para os gentios * e para a glória de Israel, o vosso povo. – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Ant. Salvai-nos, Senhor, quando velamos, guardai-nos também quando dormimos! Nossa mente vigie com o Cristo, nosso corpo repouse em sua paz! Oração Concedei-nos, Senhor, de tal modo unir-nos ao vosso Filho morto e sepultado, que mereçamos ressurgir com ele para uma vida nova. Por Cristo, nosso Senhor. O Senhor todo-poderoso nos conceda uma noite tranqüila e, no fim da vida, uma morte santa. R. Amém. Antífona final de Nossa Senhora Salve, Rainha, Mãe de misericórdia, vida doçura, esperança nossa, Salve! A vós bradamos os degredados filhos de Eva, a vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas! Eia, pois, Advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre! Ó clemente, ó piedosa, ó doce sempre Virgem Maria.
Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by