Santa Faustina nos ensina sobre as exigências da Divina Misericórdia

terça-feira, 27 de março de 2012



Queridos irmãos, queridas irmãs, a paz! Nós vimos, nas semanas precedentes, as cinco formas que Jesus nos ensinou, através de Santa Faustina, de prestarmos culto à sua Divina Misericórdia. Hoje gostaríamos de reforçar a prática do amor ativo para com o próximo.

Jesus disse:
“Ela (a imagem de Jesus Misericordioso) deve lembrar as exigências da Minha misericórdia, porque a fé mais forte de nada adiantará sem obras” (Diário n. 742).

Jesus espera e exige que a oração confiante diante da imagem esteja ligada ao cumprimento das suas exigências de realizarmos ao menos um ato de misericórdia por dia, que poderá ser realizado pela ação, pela palavra e pela oração. A este respeito, transcrevemos uma experiência muito elucidativa, vivida por Santa Faustina e transcrita em seu Diário, cuja leitura recomendamos vivamente:

“Jesus veio hoje à portaria na figura de um jovem pobre. Esse miserável jovem, com as vestes terrivelmente rasgadas, descalço e com a cabeça descoberta, estava com muito frio, porque o dia era chuvoso e frio. Pediu algo de quente para comer. Fui à cozinha e não encontrei nada para os pobres; mas depois de procurar por um momento, achei um pouco de sopa, que esquentei, ajuntei um pedaço de pão e ofereci ao pobre, que a tomou. No momento em que estava me entregando o prato, deu-me a conhecer que era o Senhor do céu e da terra. Quando vi quem Ele era, desapareceu aos meus olhos. Entretanto em casa refleti sobre o que tinha sucedido na portaria, e ouvi estas palavras na alma: ‘Minha filha, chegaram aos Meus ouvidos as bênçãos dos pobres que, afastando-se da portaria, bendizem-Me, e gostei dessa tua caridade nos limites da obediência e por isso desci do trono, para saborear o fruto da tua caridade’. Ó meu Jesus, agora vejo claramente e compreendo tudo que me sucedeu há pouco. No entanto, eu sentia: que pobre é esse, que reflete tamanha modéstia. Desde esse momento o meu coração inflamou-se de um amor ainda mais puro para com os pobres e necessitados. Oh, como me alegro por me terem dado os superiores este trabalho. Compreendo que a caridade é variada: sempre e em toda a parte e todas as vezes pode-se praticar o bem. O ardente amor a Deus vê ao seu redor incessante necessidade de se doar pela ação, pela palavra e pela oração. Agora compreendo as palavras que me dissestes outrora, Senhor”.

Queridos irmãos, queridas irmãs, hoje, mais do que nunca, o mundo precisa recorrer à misericórdia de Deus. Cada um de nós pode ser um divulgador da Divina Misericórdia.

Jesus fez a seguinte promessa:
“Todas as almas que louvarem essa Minha misericórdia e divulgarem a sua honra, estimulando outras almas à confiança na Minha misericórdia, essas almas na hora da morte não sentirão pavor. A Minha misericórdia as defenderá nessa última luta...” (Diário, 1540).

Na próxima quarta-feira, colocaremos toda a Novena à Divina Misericórdia no nosso blog, para que todos possamos rezá-la com grande proveito para nós mesmos e para toda a humanidade. Depois, a partir de sexta-feira santa, ela será colocada, dia a dia, no blog, para aqueles que quiserem rezá-la on line.

Que do Céu, de junto de Deus, Santa Faustina interceda por nós e nos faça apóstolos da Misericórdia Divina.

Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by