DESTRUIR E DESACRALIZAR A SANTA MISSA - LITURGIA DIÁRIA , 09 DE MARÇO DE 2012

sexta-feira, 9 de março de 2012

DESTRUIR E DESACRALIZAR A SANTA MISSA
DESLIZANDO, DESLIZANDO, POUCO A POUCO, VAMOS TORNAR-NOS PROTESTANTES, SEQUER SEM DAR-NOS CONTA


QUAL É A CRISE QUE ESTAMOS ATRAVESSANDO ATUALMENTE? MANIFESTA-SE, NO MEU ENTENDER, SOB QUATRO ASPECTOS FUNDAMENTAIS PARA A SANTA IGREJA. MANIFESTA-SE, À PRIMEIRA VISTA, ACREDITO EU, E ME PARECE QUE É UM DOS ASPECTOS MAIS GRAVES, PORQUE, PARA MIM, SE SE ESTUDA A HISTÓRIA DA IGREJA, DÁ-SE CONTA DE QUE A GRANDE CRISE QUE ATRAVESSOU O SÉCULO XVI, CRISE ESPANTOSA, QUE ARREBATOU À SANTA IGREJA, MILHÕES E MILHÕES DE ALMAS, REGIÕES INTEIRAS, ESTADOS NA SUA TOTALIDADE, ESTA CRISE FOI, ANTES DE TUDO, UMA CRISE DO CULTO LITÚRGICO; E QUE, SE ATUALMENTE EXISTEM DIVISÕES ENTRE AQUELES QUE SE DIZEM CRISTÃOS, HÁ QUE SE ATRIBUIR MAIS QUE A OUTRAS CAUSAS À FORMA DE CELEBRAR O CULTO LITÚRGICO; E SE OS PROTESTANTES SE SEPARARAM DA IGREJA, A CAUSA PRINCIPAL É QUE OS INSTIGADORES DO PROTESTANTISMO, COMO LUTERO, DISSERAM, DESDE O PRIMEIRO MOMENTO: "SE QUEREMOS DESTRUIR A IGREJA TEMOS QUE DESTRUIR A SANTA MISSA". ESTA FOI A CHAVE DE LUTERO. TINHA-SE DADO CONTA DE QUE, SE CHEGASSE A POR AS MÃOS NA SANTA MISSA, SE CONSEGUISSE REDUZIR O SACRIFÍCIO DA MISSA A UMA PURA REFEIÇÃO, A UMA COMEMORAÇÃO OU RECORDAÇÃO, A UMA SIGNIFICAÇÃO DA COMUNIDADE CRISTÃ, A UMA REMEMORAÇÃO OU MEMORIAL DA PAIXÃO DE NOSSO SENHOR E, COMO CONSEQUÊNCIA, QUE FICASSE MAIS DÉBIL O MAIS SAGRADO QUE HÁ NA IGREJA, O MAIS SANTO QUE NOS LEGOU NOSSO SENHOR, O MAIS SACROSSANTO, ELE CONSEGUIRIA DESTRUIR A IGREJA. E CERTAMENTE, CONSEGUIU, POR DESGRAÇA, ARREBATAR À IGREJA NAÇÕES INTEIRAS, OBRANDO DESSA FORMA. POIS BEM. HOJE EXISTE UMA TENDÊNCIA, QUE NINGUÉM PODE NEGAR, DE PÔR AS MÃOS SOBRE A SANTA MISSA. CHEGA-SE A ALTERAR COISAS QUE SÃO ESSENCIAIS NA SANTA MISSA. E QUAIS SÃO ESTAS COISAS ESSENCIAIS, NA SANTA MISSA? EM PRIMEIRO LUGAR, A SANTA MISSA É UM SACRIFÍCIO. UM SACRIFÍCIO NÃO É UMA REFEIÇÃO. MAS, NA ATUALIDADE, SE QUIS DESTERRAR ATÉ A PALAVRA SACRIFÍCIO. SE FALA DE CEIA EUCARÍSTICA, SE FALA DE COMUNHÃO EUCARÍSTICA..., SE FALA DE TUDO O QUE SE QUER, COM TAL DE NÃO MENCIONAR SEQUER A PALAVRA SACRIFÍCIO. E APESAR DISSO, A MISSA É, ESSENCIALMENTE, UM SACRIFÍCIO, O SACRIFÍCIO DA CRUZ; NÃO É OUTRA COISA. SUBSTANCIALMENTE, O SACRIFÍCIO DA CRUZ E O SACRIFÍCIO DA MISSA SÃO A MESMA COISA E O MESMO E ÚNICO SACRIFÍCIO. NÃO HÁ OUTRA MUTAÇÃO QUE NA FORMA DE OBLAÇÃO. NOSSO SENHOR SE OFERECEU DE UMA FORMA SANGRENTA, CRUENTA, NO ALTAR DA CRUZ, SENDO ELE MESMO O SACERDOTE E A VÍTIMA. E SOBRE NOSSOS ALTARES, SE OFERECE, SENDO IGUALMENTE O SACERDOTE E A VÍTIMA, POR MINISTÉRIO DOS SACERDOTES. SOMENTE O SACERDOTE É O MINISTRO CONSAGRADO PELO SACRAMENTO DA ORDEM, CONFIGURADO, PELO CARÁTER, AO SACERDÓCIO DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO, OFERECENDO O SACRIFÍCIO DA MISSA, NA PESSOA DE CRISTO: "IN PERSONA CHRISTI". SE SE TIRA A TRANSUBSTANCIAÇÃO DA MISSA... JÁ QUE VOS FALEI DE SACRIFÍCIO, FALEMOS AGORA DA SEGUNDA COISA NECESSÁRIA, ESSENCIAL, QUE É A PRESENÇA REAL DE NOSSO SENHOR, NA SAGRADA EUCARISTIA. SE SE ELIMINA A TRANSUBSTANCIAÇÃO... ESTA PALAVRA É DE UMA IMPORTÂNCIA CAPITAL, PORQUE, AO SUPRIMI-LA, SE OMITE A PRESENÇA REAL, E DEIXA, PORTANTO, DE HAVER VÍTIMA. DEIXA DE HAVER VÍTIMA PARA O SACRIFÍCIO. E, PORTANTO, DEIXA DE HAVER MISSA. DIZENDO DE OUTRA MANEIRA: DEIXA DE EXISTIR SACRIFÍCIO E NOSSA MISSA É VÃ. FICAMOS SEM MISSA. (DEIXOU DE SER O SACRIFÍCIO QUE NOS DEU NOSSO SENHOR, NA SANTA CEIA E NA CRUZ, E QUE MANDOU OS APÓSTOLOS O PERPETUAREM SOBRE O ALTAR). É O SEGUNDO ELEMENTO INDISPENSÁVEL. PRIMEIRO, O SACRIFÍCIO, LOGO, A PRESENÇA REAL. FALEMOS AGORA DO CARÁTER SACERDOTAL DO MINISTRO. É O SACERDOTE O QUE RECEBEU O ENCARGO, DE DEUS NOSSO SENHOR, PARA CONTINUAR O SACRIFÍCIO. E DE NENHUMA FORMA OS FIEIS. É CERTO QUE OS FIEIS TÊM DE SE UNIR AO SACRIFÍCIO, UNIR-SE DE TODO CORAÇÃO, COM TODA A SUA ALMA, À VÍTIMA, QUE ESTÁ SOBRE O ALTAR, COMO DEVE FAZER TAMBÉM O SACERDOTE. MAS OS FIEIS NÃO PODEM OFERECER, DE FORMA ALGUMA, O SANTO SACRIFÍCIO, "IN PERSONA CHRISTI", COMO O SACERDOTE. O SACERDOTE ESTÁ CONFIGURADO AO SACERDÓCIO DE CRISTO, ESTÁ MARCADO PARA SEMPRE, PARA A ETERNIDADE. "TU ES SACERDOS IN AETERNUM"... SOMENTE ELE PODE OFERECER VERDADEIRAMENTE O SACRIFÍCIO DA MISSA, O SACRIFÍCIO DA CRUZ. E, POR CONSEGUINTE, SOMENTE ELE PODE PRONUNCIAR AS PALAVRAS DA CONSAGRAÇÃO. NÃO É NORMAL QUE OS LEIGOS SE COLOQUEM AO REDOR DO ALTAR E QUE PRONUNCIEM TODAS AS PALAVRAS DA MISSA, JUNTO COM O SACERDOTE. PORQUE ELES NÃO SÃO SACERDOTES NO SENTIDO PRÓPRIO EM QUE O É O SACERDOTE CONSAGRADO. TAMPOUCO PODEMOS CONSIDERAR COMO COISA NORMAL O TER SUPRIMIDO TODO SINAL DE RESPEITO À REAL PRESENÇA. À FORÇA DE NÃO VER NENHUM RESPEITO À SAGRADA EUCARISTIA, ACABA POR NÃO SE CRER NA PRESENÇA REAL. E QUEM SE ATREVERÁ A CHEGAR, POR TAL CAMINHO, A COISA PARECIDA, DEPOIS DE MEDITAR A DIVINA PALAVRA, SEGUNDO A QUAL "AO NOME DE JESUS, QUE SE DOBRE TODO JOELHO, NO CÉU, NA TERRA E NOS INFERNOS"? SE SOMENTE AO NOME HÁ QUE AJOELHAR-SE, VAMOS PERMANECER DE PÉ, QUANDO ESTÁ PRESENTE EM REALIDADE, NA SAGRADA EUCARISTIA? AO LUGAR ONDE SE OFERECE UM SACRIFÍCIO, SE DÁ O NOME DE ALTAR. POR ISSO, NÃO SE PODE ACEITAR, COMO SUBSTITUTO DO ALTAR, UMA MESA COMUM, DESTINADA ÀS REFEIÇÕES, QUE, SEGUNDO RECORDAVA SÃO PAULO, SE ENCONTRAM NOS REFEITÓRIOS DAS CASAS, PARA COMER E BEBER. O ALTAR TEM QUE SER PEÇA QUE NÃO SE TRASLADE E ONDE SE OFERECE E SE DERRAMA O SANGUE. NO MOMENTO EM QUE SE CONVERTE O ALTAR EM MESA DE REFEITÓRIO SE DEIXA DE SER ALTAR. SUPRIMIR TODOS OS ALTARES QUE SÃO VERDADEIRAMENTE TAIS, PÔR, EM SEU LUGAR, UMA MESA DE MADEIRA, DIANTE DO ALTAR QUE FOI SOLENEMENTE CONSAGRADO, É, PRECISAMENTE, FAZER DESAPARECER A NOÇÃO DE SACRIFÍCIO, QUE VIMOS É DE IMPORTÂNCIA CAPITAL PARA A IGREJA CATÓLICA. E É DESTA FORMA COMO CHEGOU E SE CONSOLIDOU O PROTESTANTISMO. POR ESTA DESAPARIÇÃO DA IDEIA DE SACRIFÍCIO, PASSOU A INGLATERRA INTEIRA AO CISMA E LOGO À HERESIA

LITURGIA DO DIA 09 DE MARÇO DE 2012

PRIMEIRA LEITURA: GÊNESIS 37, 3-4.12-13.17-28


II SEMANA QUARESMAS , (ROXO - OFÍCIO DO DIA DA II SEMANA) - LEITURA DO LIVRO DO GÊNESIS - 3ISRAEL AMAVA JOSÉ MAIS DO QUE TODOS OS OUTROS FILHOS, PORQUE ELE ERA O FILHO DE SUA VELHICE; E MANDARA-LHE FAZER UMA TÚNICA DE VÁRIAS CORES. 4SEUS IRMÃOS, VENDO QUE SEU PAI O PREFERIA A ELES, CONCEBERAM ÓDIO CONTRA ELE E NÃO PODIAM MAIS TRATÁ-LO COM BONS MODOS. 12OS IRMÃOS DE JOSÉ FORAM APASCENTAR OS REBANHOS DE SEU PAI EM SIQUÉM. 13ISRAEL DISSE A JOSÉ: "TEUS IRMÃOS GUARDAM OS REBANHOS EM SIQUÉM. VEM: VOU MANDAR-TE A ELES." "EIS-ME AQUI", RESPONDEU JOSÉ. 17E O HOMEM RESPONDEU: "PARTIRAM DAQUI E OUVI-OS DIZER: VAMOS A DOTAIN." PARTIU ENTÃO JOSÉ EM BUSCA DOS SEUS IRMÃOS E ENCONTROU-OS EM DOTAIN. 18ELES O VIRAM DE LONGE. ANTES QUE JOSÉ SE APROXIMASSE, COMBINARAM ENTRE SI COMO O HAVERIAM DE MATAR; 19E DISSERAM: "EIS O SONHADOR QUE CHEGA. 20VAMOS, MATEMO-LO E ATIREMO-LO NUMA CISTERNA; DIREMOS DEPOIS QUE UMA FERA O DEVOROU; E ENTÃO VEREMOS DE QUE LHE APROVEITARAM OS SEUS SONHOS." 21OUVINDO-O, PORÉM, RUBEM, QUIS LIVRA-LO DE SUAS MÃOS: "NÃO LHE TIREMOS A VIDA, DISSE ELE. 22NÃO DERRAMEIS SANGUE. JOGAI-O NAQUELA CISTERNA, NO DESERTO, MAS NÃO LEVANTEIS VOSSA MÃO CONTRA ELE." POIS RUBEM PENSAVA LIVRÁ-LO DE SUAS MÃOS PARA O RECONDUZIR AO PAI. 23QUANDO JOSÉ SE APROXIMOU DE SEUS IRMÃOS, ELES O DESPOJARAM DE SUA TÚNICA, DAQUELA BELA TÚNICA DE VÁRIAS CORES QUE TRAZIA, 24E JOGARAM-NO NUMA CISTERNA VELHA, QUE NÃO TINHA ÁGUA. 25E, SENTANDO-SE PARA COMER, EIS QUE, LEVANTANDO OS OLHOS, VIRAM SURGIR NO HORIZONTE UMA CARAVANA DE ISMAELITAS VINDA DE GALAAD. SEUS CAMELOS ESTAVAM CARREGADOS DE RESINA, DE BÁLSAMO E DE LÁDANO, QUE TRANSPORTAVAM PARA O EGITO. 26ENTÃO JUDÁ DISSE AOS SEUS IRMÃOS: "QUE NOS APROVEITA MATAR NOSSO IRMÃO E OCULTAR O SEU SANGUE? 27VINDE E VENDAMO-LO AOS ISMAELITAS. NÃO LEVANTEMOS NOSSAS MÃOS CONTRA ELE, POIS, AFINAL, É NOSSO IRMÃO, NOSSA CARNE." SEUS IRMÃOS CONCORDARAM. 28E, QUANDO PASSARAM OS NEGOCIANTES MADIANITAS, TIRARAM JOSÉ DA CISTERNA E VENDERAM-NO POR VINTE MOEDAS DE PRATA AOS ISMAELITAS, QUE O LEVARAM PARA O EGITO. - PALAVRA DO SENHOR


SALMO RESPONSORIAL(104)


REFRÃO: LEMBRAI SEMPRE AS MARAVILHAS DO SENHOR!
1. E CHAMOU A FOME SOBRE A TERRA, E OS PRIVOU DO PÃO QUE OS SUSTENTAVA. DIANTE DELES ENVIARA UM HOMEM: JOSÉ, QUE FORA VENDIDO COMO ESCRAVO. - R.
2. APERTARAM-LHE OS PÉS ENTRE GRILHÕES, COM CADEIAS CINGIRAM-LHE O PESCOÇO, ATÉ QUE SE CUMPRIU A PROFECIA, E O JUSTIFICOU A PALAVRA DE DEUS. - R.
3. ENTÃO O REI ORDENOU QUE O SOLTASSEM, O SOBERANO DE POVOS O LIVROU, E O NOMEOU SENHOR DE SUA CASA E GOVERNADOR DE SEUS DOMÍNIOS, - R.


EVANGELHO: MATEUS 21, 33-43.45-46


PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO, SEGUNDO MATEUS - NAQUELE TEMPO, DIRIGINDO-SE JESUS AOS CHEFES DOS SACERDOTES E AOS ANCIÕES DO POVO, DISSE-LHES: 33OUVI OUTRA PARÁBOLA: HAVIA UM PAI DE FAMÍLIA QUE PLANTOU UMA VINHA. CERCOU-A COM UMA SEBE, CAVOU UM LAGAR E EDIFICOU UMA TORRE. E, TENDO-A ARRENDADO A LAVRADORES, DEIXOU O PAÍS. 34VINDO O TEMPO DA COLHEITA, ENVIOU SEUS SERVOS AOS LAVRADORES PARA RECOLHER O PRODUTO DE SUA VINHA. 35MAS OS LAVRADORES AGARRARAM OS SERVOS, FERIRAM UM, MATARAM OUTRO E APEDREJARAM O TERCEIRO. 36ENVIOU OUTROS SERVOS EM MAIOR NÚMERO QUE OS PRIMEIROS, E FIZERAM-LHES O MESMO. 37ENFIM, ENVIOU SEU PRÓPRIO FILHO, DIZENDO: HÃO DE RESPEITAR MEU FILHO. 38OS LAVRADORES, PORÉM, VENDO O FILHO, DISSERAM UNS AOS OUTROS: EIS O HERDEIRO! MATEMO-LO E TEREMOS A SUA HERANÇA! 39LANÇARAM-LHE AS MÃOS, CONDUZIRAM-NO PARA FORA DA VINHA E O ASSASSINARAM. 40POIS BEM: QUANDO VOLTAR O SENHOR DA VINHA, QUE FARÁ ELE ÀQUELES LAVRADORES? 41RESPONDERAM-LHE: MANDARÁ MATAR SEM PIEDADE AQUELES MISERÁVEIS E ARRENDARÁ SUA VINHA A OUTROS LAVRADORES QUE LHE PAGARÃO O PRODUTO EM SEU TEMPO. 42JESUS ACRESCENTOU: NUNCA LESTES NAS ESCRITURAS: A PEDRA, QUE FÔRA REJEITADA PELOS QUE EDIFICAVAM, TORNOU-SE CABEÇA DO ÂNGULO? PELO SENHOR FOI FEITO ISTO, E É COISA MARAVILHOSA AOS NOSSOS OLHOS. 43POR ISSO VOS DIGO: SER-VOS-Á TIRADO O REINO DE DEUS, E SERÁ DADO A UM POVO QUE PRODUZIRÁ OS FRUTOS DELE. 45OUVINDO ISTO, OS PRÍNCIPES DOS SACERDOTES E OS FARISEUS COMPREENDERAM QUE ERA DELES QUE JESUS FALAVA. 46E PROCURAVAM PRENDÊ-LO; MAS TEMERAM O POVO, QUE O TINHA POR UM PROFETA. - PALAVRA DA SALVAÇÃO

MENSAGEM DE NOSSA SENHORA EM MEDJUGORJE - “QUERIDOS FILHOS, COMO MÃE EU ESTOU COM VOCÊS PARA AJUDÁ-LOS COM O MEU AMOR, ORAÇÃO E EXEMPLO, EU POSSA AJUDÁ-LOS A SE TORNAREM SEMENTES DO FUTURO, SEMENTES QUE IRÃO CRESCER EM UMA ÁRVORE FORTE E ESPALHAR OS SEUS RAMOS ATRAVÉS DO MUNDO. PARA VOCÊS SE TORNAREM SEMENTES DO FUTURO, SEMENTES DO AMOR, IMPLOREM AO PAI QUE PERDPE AS SUAS OMISSÕES FEITAS ATÉ AGORA. MEUS FILHOS, SOMENTE UM CORAÇÃO PURO, LIVRE DO PECADO, PODE ABRIR-SE E SOMENTE OLHOS HONESTOS PODEM VER O CAMINHO PELO QUAL DESEJO CONDUZI-LOS. QUANDO COMPREENDEREM ISTO, VOCÊS SE TORNARÃO CONSCIENTES DO AMOR DE DEUS - SERÁ DADO COMO PRESENTE A VOCÊS. ENTÃO VOCÊS O DARÃO COMO UM PRESENTE AOS OUTROS, COMO UMA SEMENTE DE AMOR. OBRIGADA A VOCÊS” - MENSAGEM DO DIA 25 DE NOVEMBRO DE 2011 À MARIJA PAVLOVIC-LUNETTI

A IGREJA CELEBRA HOJE , SÃO DOMINGOS SÁVIO - O SANTO DE HOJE VIVEU O LEMA “ANTES MORRER DO QUE PECAR”. NASCIDO EM TURIM, NA ITÁLIA, NO ANO DE 1842, DOMINGOS CONHECEU MUITO CEDO DOM BOSCO E PARTICIPOU DO ORATÓRIO – LUGAR DE FORMAÇÃO INTEGRAL - ONDE SEU CORAÇÃO SE APAIXONOU POR JESUS E NOSSA SENHORA AUXILIADORA. PEQUENO NA ESTATURA, MAS GIGANTE NA BUSCA DE CORRESPONDER AO CHAMADO À SANTIDADE, FOI UM ÍCONE DA ALEGRIA DE SER SANTO. UM JOVEM COMUM, QUE BUSCAVA CUMPRIR OS SEUS DEVERES E AMAVA A VIDA DE ORAÇÃO. COM A SAÚDE FRAGILIZADA, FALECEU COM APENAS 15 ANOS. SÃO DOMINGOS SÁVIO, ROGAI POR NÓS
Compartilhe este artigo, evangelize! :

Um comentário:

  1. A SOLENE CELEBRAÇÃO DA SANTA MISSA DE SÃO PIO E MAUS EXEMPLOS DE OUTROS LOCAIS

    O mundanismo e o relativismo infiltraram-se na Igreja sob vários disfarces, oriundos de interpretações proposital-fraudulentas do Vaticano II: sincretismos religiosos, conotações protestantes inclusive de música apropriadas aos seus cultos, tentativa de nivelar o povo a Deus e muitas adaptações e interpretações pessoais secular-sectarizantes.

    É om frisar que note-se a Igreja possui sérias infiltrações da Internacional Socialista e outras sociedades secretas; um dos subfrutos atuantes e nocivos é a Teologia(Heresia) da Libertação - TL - que, por meio de alguns membros ordenados e apostasiados socializam a doutrina e banalizam a liturgia da Igreja, desvirtuando a sociedade.

    Porém, mais um desses é a dessacralização do Mistério Eucarístico na Santa Missa, transformando-o apenas em ceia fraterna - TL - deixando de lado o respeito, devoção e recolhimentos, tão necessários à sacralidade e sacrificialidade do Memorial da Paixão e Morte incruento de Jesus na cruz.

    Ao acaso a SS Virgem Maria junto à cruz batia palmas, alegrava-se àquele momento, em tão dolorosíssima situação?

    Há, por sinal, muitos católicos de comportamentos superficiais, desvirtuados e alienados à fé, adeptos das seguintes idéias: gosto de ir a uma missa animada...cheia de situações atraentes... um cantor e orquestra lindos... que "missa boa" do padre fulano, choro de emoção, isso é que é missa!; a do outro padre, nem me falem, monótona demais, cansativa...

    Vejam abaixo o atual e oportuníssimo comentário do S. Padre Bento XVI da Carta Apostólica do S. Padre e Beato João Paulo II - Domenica Coena - datado de 24/02/1980.




    “A liturgia não é um show, um espetáculo que necessite de diretores geniais e de atores de talento. A liturgia não vive de surpresas simpáticas, de invenções cativantes, mas de repetições solenes. Não deve exprimir a atualidade e o seu efêmero, mas o mistério do Sagrado. Muitos pensaram e disseram que a liturgia deve ser feita por toda comunidade para ser realmente sua. É um modo de ver que levou a avaliar o seu sucesso em termos de eficácia espetacular, de entretenimento. Desse modo, porém , terminou por dispersar o propium litúrgico que não deriva daquilo que nós fazemos, mas, do fato que acontece. Algo que nós todos juntos não podemos, de modo algum, fazer. Na liturgia age uma força, um poder que nem mesmo a Igreja inteira pode atribuir-se: o que nela se manifesta é o absolutamente Outro que, através da comunidade chega até nós. Isto é, surgiu a impressão de que só haveria uma participação ativa onde houvesse uma atividade externa verificável: discursos, palavras, cantos, homilias, leituras, apertos de mão… Mas ficou no esquecimento que o Concílio inclui na actuosa participatio também o silêncio, que permite uma participação realmente profunda, pessoal, possibilitando a escuta interior da Palavra do Senhor. Ora desse silêncio, em certos ritos, não sobrou nenhum vestígio.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by