Bento XVI aos jovens: Testemunhem o rosto alegre e feliz da fé

quinta-feira, 29 de março de 2012

O Papa Bento XVI assegurou aos jovens que só Deus que é amor pode dar a verdadeira alegria ao coração, e pediu que eles testemunhem o rosto alegre e feliz da fé também diante dos que pensam equivocadamente que a vida cristã é "algo cansativo e chato". Assim o indicou na sua mensagem pela 27º Jornada Mundial da Juventude que este ano se celebra no dia 1 de abril, Domingo de Ramos, em nível diocesano e que leva como título uma passagem da Carta do Apóstolo São Pablo aos Filipenses: "Alegrai-vos sempre no Senhor!" No texto divulgado ontem, o Papa lembra com carinho a JMJ Madrid 2011, que foi celebrada em agosto, e agradece "a Deus por tantos frutos que fez nascer naqueles dias e que no futuro não deixaram de multiplicar-se para os jovens e para as comunidades as quais pertencem. Agora, estamos já nos orientando para o próximo encontro no Rio de Janeiro, em 2013, que terá como tema “Ide, pois, fazei discípulos entre todas as nações!”(Mt 28, 19). O Santo Padre explica que a alegria "é um elemento central da experiência cristã. Também durante cada Jornada Mundial da Juventude fazemos a experiência de uma alegria intensa, a alegria da comunhão, a alegria de ser cristãos, a alegria da fé". "Esta é uma das características destes encontros. E vemos a grande força atrativa que essa tem: em um mundo muitas vezes marcado pela tristeza e inquietude, é um testemunho importante da beleza e da confiabilidade da fé cristã”, acrescenta. Bento XVI explica logo que "a inspiração à alegria está impressa no intimo do ser humano. Além da satisfação imediata e passageira, o nosso coração busca a alegria profunda, plena e duradoura, que pode dar ‘sabor’ à existência". "E aquilo que vale, sobretudo, para vocês, para a juventude é um período de continua descoberta da vida, do mundo, dos outros e de si mesmos. É um tempo de abertura em direção ao futuro, no qual se manifestam os grandes desejos de felicidade, de amizade, de partilha e de verdade, no qual si é movido por ideais e se concebem projetos". Ante os diversos desafios e as dificuldades que encontram os jovens, o Papa afirma que a alegria é possível e que sua fonte, seja grande ou pequena, sempre é Deus. "Deus nos criou à sua imagem por amor e para derramar sobre nós este Seu amor, para encher-nos com sua presença e sua graça. Deus quer fazer-nos participantes de sua alegria, divina e eterna, fazendo-nos descobrir que o valor e o sentido profundo da nossa vida está no ser aceito, acolhido e amado por Ele, e não com uma acolhida frágil como pode ser aquela humana, mas com um acolhimento incondicional como é aquela divina: eu sou querido, tenho um lugar no mundo e na história, sou amado pessoalmente por Deus". "E se Deus me aceita, me ama e eu me torno seguro, sei de modo claro e certo que é bom que eu seja, que exista”, adiciona. Este amor infinito de Deus por cada um de nós, prossegue o Santo Padre, se manifesta de modo pleno em Jesus Cristo, que se entrega por esse amor para salvar a todos do mal, do pecado e da morte. Mas Jesus não fica ali, ressuscita como tinha prometido e faz brotar uma profunda alegria que "é o fruto do Espírito Santo que nos torna filhos de Deus capazes de viver e de provar sua bondade, de voltar-nos a Ele com o termo “Abbà”, Pai. A alegria é sinal de sua presença e de sua ação em nós.". O Papa recorda logo o dever de conservar no coração a alegria cristã: "Encontrar e conservar a alegria espiritual nasce do encontro com o Senhor, que pede para segui-Lo, para fazer a escolha decisiva de voltar tudo para Ele". "Queridos jovens –exorta Bento XVI- não tenhais medo de colocar à disposição toda a vossa vida, dando espaço para Jesus Cristo e seu Evangelho; é a estrada para haver a paz e a verdadeira felicidade no íntimo de nós mesmos, é a estrada para a verdadeira realização de nossa existência de filhos de Deus, criados à Sua imagem e semelhança". Buscar o Senhor, diz logo o Papa, "significa também acolher sua Palavra, que é alegria para o coração" e afirma que "A palavra de Deus faz descobrir as maravilhas que Deus operou na história do homem e, pleno de alegria, abre-se ao louvor e à adoração: “Cantai ao Senhor... adoremos, de joelhos diante do Senhor que nos fez". O Papa logo faz uma reflexão sobre o que significa a alegria do amor de Deus, e a alegria de converter-se verdadeiramente ao Senhor, aspirando a viver a vontade do Altíssimo através do cumprimento dos 10 Mandamentos. "Observando-os, nós encontramos a estrada da vida e da felicidade. Mesmo que à primeira vista possa parecer um conjunto de proibições, quase um obstáculo à liberdade, se os meditamos mais atentamente, à luz da Mensagem de Cristo, estes são um conjunto de essenciais e preciosas regras de vida que conduzem a uma existência feliz, realizada segundo o projeto de Deus". O Santo Padre lamenta que "quantas vezes, ao contrário, constamos que construir a vida ignorando Deus e Sua vontade leva à desilusão, tristeza, sensação de derrota. A experiência do pecado, como a recusa a segui-Lo, como uma ofensa à sua amizade, traz sombra aos nossos corações.". Bento XVI exorta aos jovens a viverem sempre a alegria, também nas provações, como as que viveram o Beato Pier Giorgio Frassati e a jovem Beata Chiara Badano que nunca se entristeceu apesar de viver uma dolorosa enfermidade; ou o amado Beato Papa João Paulo II que deu uma lição de alegria no meio do sofrimento da enfermidade. Finalmente o Papa Bento XVI exorta os jovens a serem testemunhas dessa alegria, a anunciar o Evangelho de Cristo a todos em todo mundo. "Muitas vezes é descrita uma imagem do cristianismo como de uma proposta de vida que oprime a nossa liberdade, que vai contra nosso desejo de felicidade e de alegria. Mas esta não corresponde à verdade! Os cristãos são homens e mulheres realmente felizes porque sabem que nunca estão sozinhos, mas estão sempre apoiados pelas mãos de Deus!". "Sobretudo, a vocês, jovens discípulos de Cristo, mostrar ao mundo que a fé leva a uma felicidade e a uma alegria verdadeira, plena e duradoura. E se o modo de viver dos cristãos parece às vezes cansativo e chato, testemunhem vocês por primeiro a alegria e a felicidade da fé de vocês.". O Papa alenta os jovens a levarem a nova evangelização a todos os âmbitos: "Levem-na para suas famílias, em suas escolas e universidades, nos lugares de trabalho e nos grupos de amigos, lá onde vivem". "Vocês verão que essa é contagiosa. E receberam o cêntuplo: a alegria da salvação para vocês mesmos, a alegria de ver a Misericórdia de Deus operando nos corações. No dia do seu encontro definitivo com o Senhor, ele poderá lhe dizer: “Servo bom e fiel; já que foste fiel no pouco, eu te confiarei muito. Vem regozijar-te com teu Senhor!” Finalmente o Santo Padre faz votos para que "a Virgem Maria vos acompanhe neste caminho" já que ela "respondeu plenamente ao amor de Deus dedicando sua vida a Ele num serviço humilde e total. É chamada de “a causa da nossa alegria”, porque ela nos deu Jesus. Que Ela vos introduza nesta alegria que ninguém vos poderá tirar!". aci
Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by