OS VIDENTES SÃO CONFIÁVEIS? - Parte IV

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012


Queridos irmãos, queridas irmãs, a paz! Damos continuação ao texto escrito pelo Pe. Livio Fanzaga, diretor da Rádio Maria, sobre os videntes de Medjugorje.

TUDO AQUILO QUE O MUNDO DE HOJE LHES OFERECE É PASSAGEIRO

“Não há dúvida de que as aparições de Medjugorje exercem um chamado especial para os jovens. Diversamente de outros santuários marianos, a presença dos jovens aqui salta à vista. Eles chegam de toda parte do mundo, muitas vezes como cães famintos à procura de qualquer migalha do Absoluto. Muitos permanecem em Medjugorje por alguns meses, como doentes que têm necessidade de tempo para recuperar as energias e recomeçar o caminho.
Certamente muitos entre eles têm fé, mas se trata de uma fé incerta e vacilante, que tem necessidade de um encontro vivo, quase que de tocar em Deus com a mão, para que se torne uma força que os ajude a enfrentar o futuro. Outros são simplesmente os vencidos pela vida, cuja amargura e vazio experimentaram na própria pele, e estão à procura de uma razão para viver e para crer.

Em Medjugorje, constatei o extraordinário fascínio de Maria sobre os jovens. Parece que quase conseguem vê-la e sentir a beleza e a ternura do seu rosto de Mãe. Alguns dos mais lindos cantos marianos nasceram do desejo dos jovens de cantar os louvores da Rainha da Paz. Aqui, vidas inumeráveis são radicalmente mudadas. Muitos pais, para sua grande surpresa, viram seus filhos voltarem para casa profundamente transformados.

Na semana que precede o aniversário de Nossa Senhora, que aqui, por desejo Dela, se celebra no dia 5 de agosto, se vê milhares de jovens que vêm de toda parte do mundo para celebrar juntos o Festival da Juventude, sob o manto da Rainha da Paz.

Trata-se de experiências inesquecíveis, que marcam a existência. Muitas vezes, uma peregrinação a Medjugorje deixa uma marca mais profunda no coração de um jovem do que muitos anos de catequese na paróquia. A presença de Maria é viva e os jovens percebem que o cristianismo é algo de concreto, que afeta a vida e a torna grande. Não poucos entre eles sentiram o chamado para uma consagração total ao serviço de Deus e da Igreja.

O inegável fascínio que Medjugorje exerce sobre os jovens encontra sua explicação na solicitude particular que a Rainha da Paz tem pela juventude. Não esqueçamos que aqui, diversamente de muitas outras aparições marianas, Maria não escolheu crianças, mas jovens que estavam enfrentando os difíceis anos do crescimento. Com exceção de Jakov, que na época da primeira aparição tinha apenas dez anos, todos os outros tinham entre quinze e dezessete anos.

Nossa Senhora os escolheu exatamente no período em que os jovens da sua idade muitas vezes abandonam Deus e a Igreja para percorrer caminhos cheios de insídias e de perigos mortais. Maria, através deles, quis tornar-se a Mãe e a guia dos jovens de todo o mundo, muitas vezes abandonados a si próprios, sem pai nem mãe, e privados de verdadeiros mestres de vida. Os seis videntes de Medjugorje são um sinal da preocupação materna de Maria por uma geração que corre o risco de perder a chama da fé transmitida pelos pais.

Pude escutar da boca de Vicka e de Ivan algumas mensagens particulares de Nossa Senhora aos jovens. Ivan conduz um grupo de oração formado por pessoas da sua idade, que a Rainha da Paz guia desde os primeiros anos das aparições e que Ela mesma plasmou, através de um longo caminho. Ivan conserva todas as mensagens com as quais a Virgem acompanhou o grupo e um dia, através delas, poderemos compreender melhor a Sua divina sabedoria no ensinar aos jovens o caminho da fé.

Talvez as palavras mais conhecidas de Nossa Senhora em relação à juventude sejam as que Vicka coloca naquela sua síntese eficaz das mensagens que habitualmente dirige aos peregrinos. Nossa Senhora começa por afirmar que os jovens hoje ‘se encontram numa situação muito difícil’. O que isso significa? Nossa Senhora não o diz explicitamente, mas podemos fazer uma ideia pelo conjunto dos Seus ensinamentos.

Antes de tudo, a Mãe de Deus está muito preocupada com a crise da família. Em muitos casos, os pais abdicaram do seu dever de ensinar a fé e os filhos se afastam sem terem conhecido Deus e o caminho do bem. Mais difícil ainda é a situação dos jovens nas famílias divididas, os quais enfrentam os anos decisivos da vida sem a guia dos pais, abandonados a si mesmos no plano afetivo e moral.
Nossa Senhora vê os jovens e as famílias como um único problema pastoral. De fato, depois de haver dedicado um ano à oração pelos jovens, pediu um outro ano, juntamente para os jovens e as famílias. Maria tem bem presente que a família tem um papel decisivo na vida de um jovem, seja para o bem ou para o mal. A crise de muitas famílias no mundo atual coloca os jovens numa situação de grave dificuldade e é a primeira causa da sua perda.

No entanto, também muitos jovens, que receberam uma boa educação religiosa de seus pais, acabam por encontrar-se em dificuldades, devido à situação geral da sociedade. A Rainha da Paz, em várias ocasiões, afirmou que ‘o pecado domina’ no mundo em que vivemos e que a humanidade ‘caminha nas trevas’, iludindo-se com a construção de ‘um futuro sem Deus’. O resultado é que os homens se perdem ao longo do caminho do mal, estão descontentes e sem paz.Neste vazio de valores e de ideais, como podem os jovens descobrir ‘a grandeza e a beleza da vida’? De fato, não é de se surpreender que boa parte da juventude contemporânea não saiba o que fazer da própria existência e procure preencher o abismo do vazio com os ‘ídolos’ do momento.

‘Queridos jovens – disse Nossa Senhora, dirigindo-se diretamente a eles, na acima mencionada mensagem dada através de Vicka – tudo aquilo que o mundo de hoje lhes oferece é passageiro’. Maria aqui coloca o dedo na ferida e se dirige a toda a nossa geração. De fato, o que estamos oferecendo aos nossos jovens? Esta pergunta se dirige tanto às famílias quanto à sociedade.

Não há dúvida de que a nossa primeira preocupação seja a de não deixar faltar nada aos nossos filhos no plano material. Nutrimos seus corpos, mas não suas almas. Raramente eles ouvem de nós palavras que penetrem em seus corações. A sociedade consumista agrava esta situação, seduzindo-os com o engano diabólico. O que procuram nossos jovens? A maioria se perde atrás de dinheiro e de diversão. Muitos se destroem a si mesmos na procura de paraísos artificiais. Grande parte dos nossos filhos são mortos que caminham.

A ausência de Deus os privou da vida, da alegria e da esperança.

Nossa Senhora quer, antes de tudo, ajudar os jovens a tomar consciência do engano satânico. As coisas efêmeras passam. Elas não podem dar um sentido à vida e fazê-los felizes. ‘Quem bebe desta água terá ainda sede’, diz Jesus com seu estilo incisivo, que não admite réplicas. Não é com as luzes falsas do mundo que o homem pode saciar seu coração que tem fome de eternidade. Os jovens, mais que qualquer outra pessoa, estão prontos para correr atrás da falsa felicidade que a sociedade exibe, para depois morrer de fome e de inanição.”

Traduzido do italiano para o português por Tania




Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by