Domingo V Semana do Tempo Comum

domingo, 5 de fevereiro de 2012




Santa Águeda LAUDES

V. Vinde, ó Deus, em meu auxílio.R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Do casto sois modelo,
do mártir, fortaleza;
a ambos dais o prêmio:
ouvi-nos com presteza.

Louvamos esta virgem
tão grande e de alma forte,
por duas palmas nobre,
feliz por dupla sorte.

Fiel no testemunho,
do algoz o braço armou,
e a vós, na confiança,
o espírito entregou.

Vencendo assim as chagas
e o seu perseguidor,
e o mundo lisonjeiro,
a fé nos ensinou.

Por sua intercessão,
as culpas perdoai.
E, livres do pecado,
na graça nos guardai.

Jesus, da Virgem Filho,
louvor a vós convém,
ao Pai e ao Espírito
nos séculos. Amém.
Vosso amor vale mais do que a vida,

e por isso meus lábios vos louvam.

Salmodia

Ant. 1

Salmo 62 (63), 2-9.

Sede de Deus

Vigia diante de Deus, quem rejeita as obras das trevas (cf. 1Ts 5,5)

— 2Sois vós, ó Senhor, o meu Deus!*

Desde a aurora ansioso vos busco!

= A minh'alma tem sede de vós,+

minha carne também vos deseja,*

como terra sedenta e sem água!

— 3Venho, assim, contemplar-vos no templo,*

para ver vossa glória e poder.

— 4Vosso amor vale mais do que a vida:*

e por isso meus lábios vos louvam.

— 5Quero, pois, vos louvar pela vida,*

e elevar para vós minhas mãos!

— 6A minh'alma será saciada,*

como em grande banquete de festa;

— cantará a alegria em meus lábios,*

ao cantar para vós meu louvor!




- 7Penso em vós no meu leito, de noite,*

nas vigílias suspiro por vós!

— 8Para mim fostes sempre um socorro;*

de vossas asas à sombra eu exulto!

— 9Minha alma se agarra em vós;*

com poder vossa mão me sustenta.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.

Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.




Ant. Vosso amor vale mais do que a vida,

e por isso meus lábios vos louvam.

Ant. 2 Vós, mártires de Deus, bendizei-o para sempre!

No cânticos que se segue o refrão entre parênteses é opcional.

(R.)

No fim deste cântico não se diz Glória ao Pai

Ant. Vós, mártires de Deus, bendizei-o para sempre!

Ant. 3 Eu farei do vencedor uma coluna no meu templo.

Salmo 149

A alegria e o louvor dos santos

Os filhos da Igreja, novo povo de Deus, se alegrem no seu Rei Cristo Jesus (Hesíquio)

— 1Cantai ao Senhor Deus um canto novo,*

e o seu louvor na assembléia dos fiéis!

— 2Alegre-se Israel em quem o fez,*

e Sião se rejubile no seu Rei!

— 3Com danças glorifiquem o seu nome,*

toquem harpa e tambor em sua honra!

— 4Porque, de fato, o Senhor ama seu povo*

e coroa com vitória os seus humildes.

— 5Exultem os fiéis por sua glória,*

e cantando se levantem de seus leitos,

— 6com louvores do Senhor em sua boca*

e espadas de dois gumes em sua mão,

— 7para exercer sua vingança entre as nações,*

e infligir o seu castigo entre os povos,

— 8colocando nas algemas os seus reis,*

e seus nobres entre ferros e correntes,

— 9para aplicar-lhes a sentença já escrita:*

Eis a glória para todos os seus santos.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.

Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.




Ant. Eu farei do vencedor uma coluna no meu templo.

Leitura breve 2Cor 1,3-5

Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e Deus

de toda consolação. Ele nos consola em todas as nossas aflições, para que, com a

consolação que nós mesmos recebemos de Deus, possamos consolar os que se acham

em toda e qualquer aflição. Pois, à medida que os sofrimentos de Cristo crescem para

nós, cresce também a nossa consolação por Cristo.




Responsório breve

R. O Senhor é minha força,

* Ele é o meu canto. R. O Senhor.

V. E tornou-se para mim o Salvador.* Ele é.

Glória ao Pai. R. O Senhor.

CÂNTICO EVANGÉLICO(BENEDICTUS) Lc 1,68-79

Ant. Como se fosse a uma festa,

caminhava a jovem Águeda com alegria para o cárcere,

e pedia ao Senhor: Ajudai-me em minha luta!

O Messias e seu Precursor

–68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, *
que a seu povo visitou e libertou;

–69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor,

–70 como falara pela boca de seus santos, *
os profetas desde os tempos mais antigos,

–71 para salvar-nos do poder dos inimigos *
e da mão de todos quantos nos odeiam.

–72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, *
recordando a sua santa Aliança

–73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, *
de conceder-nos 74 que, libertos do inimigo,

= a ele nós sirvamos sem temor † 75 em santidade e em justiça diante dele, *
enquanto perdurarem nossos dias.

=76 Serás profeta do Altíssimo, ó menino, †
pois irás andando à frente do Senhor *
para aplainar e preparar os seus caminhos,

–77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados;

–78 pelo amor do coração de nosso Deus, *
Sol nascente que nos veio visitar

–79 lá do alto como luz resplandecente *
a iluminar a quantos jazem entre as trevas

= e na sombra da morte estão sentados †
e para dirigir os nossos passos, *
guiando-nos no caminho da paz.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Como se fosse a uma festa,

caminhava a jovem Águeda com alegria para o cárcere,

e pedia ao Senhor: Ajudai-me em minha luta!

Preces
Glorifiquemos a Cristo, esposo e prêmio das virgens; e lhe supliquemos com fé:

R. Jesus, prêmio das virgens, ouvi-nos!

Cristo, amado pelas santas virgens como único Esposo,
– concedei que nada nos separe do vosso amor. R.

Coroastes Maria, como Rainha das virgens; – concedei-nos, por sua intercessão, que vos sirvamos sempre de coração puro. R.

Por intercessão de vossas servas, que a vós se consagraram de todo o coração para serem santas
de corpo e de alma; – concedei que jamais a instável figura deste mundo nos afaste de vós. R.

Senhor Jesus, esposo por cuja vinda as virgens prudentes esperaram sem desanimar; – concedei que vos aguardemos vigilantes na esperança. R.

Por intercessão de Santa Águeda, uma das virgens sábias e prudentes,– concedei-nos sabedoria e uma vida sem mancha. R.

(intenções livres)
Pai nosso...

Oração
Ó Deus, que Santa Águeda, virgem e mártir, agradável ao vosso coração pelo mérito da
castidade e pela força do martírio, implore vosso perdão em nosso favor. Por nosso
Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

Cântico Dn 3,57-88.56

Louvor das criaturas ao Senhor
Louvai o nosso Deus, todos os seus servos (Ap 19,5)

- 57Obras do Senhor, bendizei o Senhor,*
louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
- 58Céus, bendizei o Senhor!
59Anjos do Senhor, bendizei o Senhor!

(R. Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
Ou
R. A ele glória e louvor eternamente)

- 60Águas do alto céu, bendizei o Senhor!*
61Potências do Senhor, bendizei o Senhor!
- 62Lua e sol, bendizei o Senhor!*
63Astros e estrelas bendizei o Senhor!
(R.)
- 64Chuvas e orvalhos, bendizei o Senhor!*
65Brisas e ventos, bendizei o Senhor!
- 66Fogo e calor, bendizei o Senhor!*
67Frio e ardor, bendizei o Senhor!
(R.)
- 68Orvalhos e garoas, bendizei o Senhor!*
69Geada e frio, bendizei o Senhor!
- 70Gelos e neves, bendizei o Senhor!*
71Noites e dias, bendizei o Senhor!
(R.)
- 72Luzes e trevas, bendizei o Senhor!*
73Raios e nuvens, bendizei o Senhor!
-74Ilhas e terra, bendizei ao Senhor!*
Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
(R.)
- 75Montes e colinas, bendizei o Senhor!*
76Plantas da terra, bendizei o Senhor!
- 77Mares e rios, bendizei o Senhor!*
78Fontes e nascentes, bendizei o Senhor!
(R.)
- 79Baleias e peixes, bendizei o Senhor!*
80Pássaros do céu, bendizei o Senhor!
- 81Feras e rebanhos, bendizei o Senhor!*
82Filhos dos homens, bendizei o Senhor!
(R.)
- 83Filhos de Israel, bendizei o Senhor!*
Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
- 84Sacerdotes do Senhor, bendizei o Senhor!*
85Servos do Senhor, bendizei o Senhor!
(R.)
- 86Almas dos justos, bendizei o Senhor!*
87Santos e humildes, bendizei o Senhor!
- 88Jovens Misael,Ananias e Azarias, bendizei o Senhor,*
louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
(R.)
- ao Pai e ao Filho e ao espírito Santo*
louvemos e exaltemos pelos séculos sem fim!
- 56Bendito sois, Senhor, no firmamento dos céus!*
Sois digno de louvor e de glória eternamente!


Vésperas

V. Vinde, ó Deus em meu auxílio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Hino

Da Mãe Autor, da Virgem Filho,
que a Virgem trouxe e deu à luz,
ouvi os cantos da vitória
de outra virgem, ó Jesus.

Por dupla sorte contemplada,
sua fraqueza superou:
na virgindade vos seguindo,
por vós seu sangue derramou.

Sem temer a morte nem suplícios,
em duras penas mereceu,
pelo seu sangue derramado,
subir radiante para o céu.

Ó Deus santíssimo, atendei-nos
por sua prece e intercessão.
E os corações purificados
glória sem fim vos cantarão.

Salmodia

Ant. 1 Nem ameaças nem carícias
conseguiram abalar esta Virgem do Senhor.

Salmo 114(116 A)

Ação de graças
É preciso que passemos por muitos sofrimentos para entrar no Reino de Deus (At 14,22).

–1 Eu amo o Senhor, porque ouve *
o grito da minha oração.
–2 Inclinou para mim seu ouvido, *
no dia em que eu o invoquei.

–3 Prendiam-me as cordas da morte, *
apertavam-me os laços do abismo;
= invadiam-me angústia e tristeza: †
4 eu então invoquei o Senhor: *
'Salvai, ó Senhor, minha vida!'

–5 O Senhor é justiça e bondade, *
nosso Deus é amor-compaixão.
–6 É o Senhor quem defende os humildes: *
eu estava oprimido, e salvou-me.
–7 Ó minh'alma, retorna à tua paz, *
o Senhor é quem cuida de ti!

=8 Libertou minha vida da morte, †
enxugou de meus olhos o pranto *
e livrou os meus pés do tropeço.
–9 Andarei na presença de Deus, *
junto a ele na terra dos vivos.


– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Nem ameaças nem carícias
conseguiram abalar esta Virgem do Senhor.

Ant. 2 Sou fiel somente a ele e lhe entrego a minha vida.

Salmo 115(116B)

– 10Guardei a minha fé, mesmo dizendo: *
'É demais o sofrimento em minha vida!'
– 11Confiei, quando dizia na aflição: *
'Todo homem é mentiroso! Todo homem!'

– 12Que poderei retribuir ao Senhor Deus *
por tudo aquilo que ele fez em meu favor?
– 13Elevo o cálice da minha salvação, *
invocando o nome santo do Senhor.
– 14Vou cumprir minhas promessas ao Senhor *
na presença de seu povo reunido.

– 15É sentida por demais pelo Senhor *
a morte de seus santos, seus amigos.
=16Eis que sou o vosso servo, ó Senhor, †
vosso servo que nasceu de vossa serva; *
mas me quebrastes os grilhões da escravidão!

– 17Por isso oferto um sacrifício de louvor, *
invocando o nome santo do Senhor.
– 18Vou cumprir minhas promessas ao Senhor *
na presença de seu povo reunido;
– 19nos átrios da casa do Senhor, *
em teu meio, ó cidade de Sião!

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Sou fiel somente a ele e lhe entrego a minha vida.

Ant. 3 Bendito sede, ó Pai de Jesus Cristo, meu Senhor,
que no Filho concedestes a vitória à vossa serva.

Cântico Ap 4,11; 5,9.10.12

–4,1 Vós sois digno, Senhor nosso Deus, *
de receber honra, glória e poder!

(R. Poder, honra e glória ao Cordeiro de Deus!)

=5,9 Porque todas as coisas criastes, †
é por vossa vontade que existem *
e subsistem porque vós mandais. (R.)

= Vós sois digno, Senhor nosso Deus, †
de o livro nas mãos receber *
e de abrir suas folhas lacradas! (R.)

– Porque fostes por nós imolado; *
para Deus nos remiu vosso sangue
– dentre todas as tribos e línguas, *
dentre os povos da terra e nações. (R.)

=10 Pois fizestes de nós, para Deus, †
sacerdotes e povo de reis, *
e iremos reinar sobre a terra. (R.)

=12 O Cordeiro imolado é digno †
de receber honra, glória e poder, *
sabedoria, louvor, divindade! (R.)

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Bendito sede, ó Pai de Jesus Cristo, meu Senhor,
que no Filho concedestes a vitória à vossa serva.

Leitura breve 1Pd 4,13-14

Caríssimos, alegrai-vos por participar dos sofrimentos de Cristo, para que possais
também exultar de alegria na revelação da sua glória. Se sofreis injúrias por causa do
nome de Cristo, sois felizes, pois o Espírito da glória, o Espírito de Deus repousa sobre
vós.

Responsório breve

R. O Senhor a escolheu,
* Entre todas preferida. R.O Senhor.
V. O Senhor a fez morar em sua santa habitação.
* Entre todas. Glória ao Pai. R. O Senhor.

Cântico evangélico (MAGNIFICAT) Lc 1,46-55

Ant. Jesus Cristo, meu bom Mestre e meu Senhor,
graças a vós, que me fizestes superar
as torturas que sofri de meus algozes!
Que eu alcance a vossa glória imperecível!

A alegria da alma no Senhor

–46 A minha alma engrandece ao Senhor *
47 e exulta meu espírito em Deus, meu Salvador;
–48 porque olhou para humildade de sua serva, *
doravante as gerações hão de chamar-me de bendita.

–49 O Poderoso fez em mim maravilhas *
e Santo é o seu nome!
–50 Seu amor para sempre se estende *
sobre aqueles que o temem;

–51 manifestou o poder de seu braço, *
dispersou os soberbos;
–52 derrubou os poderosos de seus tronos *
e elevou os humildes;

–53 saciou de bens os famintos, *
despediu os ricos sem nada.
–54 Acolheu Israel, seu servidor, *
fiel ao seu amor,

–55 como havia prometido a nossos pais, *
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Jesus Cristo, meu bom Mestre e meu Senhor,
graças a vós, que me fizestes superar
as torturas que sofri de meus algozes!
Que eu alcance a vossa glória imperecível!

Preces

Nesta hora em que o Rei dos mártires ofereceu sua vida na última Ceia e a entregou na cruz,
demos-lhe graças, dizendo:

R. Nós vos louvamos e bendizemos, Senhor!

Nós vos agradecemos, ó Salvador, fonte e exemplo de todo martírio, porque nos amastes até o fim: R.

Porque viestes chamar os pecadores arrependidos para o prêmio da vida eterna:R.

Porque destes à vossa Igreja, como sacrifício para a remissão dos pecados, o Sangue da nova e eterna Aliança: R.

Porque a vossa graça nos mantém até hoje perseverantes na fé:R.

(intenções livres)

Porque associastes à vossa morte, neste dia, muitos de nossos irmãos e irmãs:R.

Pai nosso...

Oração

Ó Deus, que Santa Águeda, virgem e mártir, agradável ao vosso coração pelo mérito da
castidade e pela força do martírio, implore vosso perdão em nosso favor. Por nosso
Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.


Memória



Foi martirizada em Catânia, na Sicília, provavelmente na perseguição de Décio. O seu culto propagou-se

desde a Antigüidade por toda a Igreja e seu nome foi incluído no Cânon romano.


_____________________________________________________________________________





Ofício das Leituras

V. Vinde, ó Deus, em meu auxílio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.
Esta introdução se omite quando o Invitatório precede imediatamente ao Ofício das Leituras.

Hino

Ó Cristo, flor dos vales,

de todo bem origem,

com palmas de martírio

ornastes vossa virgem.



Prudente, forte, sábia,

professa a fé em vós

por quem aceita, impávida,

a pena mais atroz.



O príncipe do mundo

por vós, Senhor, venceu.

Vencendo o bom combate,

ganhou os bens do céu.



Bondoso Redentor,

por sua intercessão,

uni-nos, de alma pura,

à virgem, como irmãos.



Jesus, da Virgem Filho,

louvor a vós convém,

ao Pai e ao Santo Espírito

agora e sempre. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Vós sereis odiados por meu nome;

quem for fiel até o fim há de ser salvo.

Salmo 2

–1 Por que os povos agitados se revoltam? *
por que tramam as nações projetos vãos?
=2 Por que os reis de toda a terra se reúnem, †
e conspiram os governos todos juntos *
contra o Deus onipotente e o seu Ungido?

–3 “Vamos quebrar suas correntes”, dizem eles, *
“e lançar longe de nós o seu domínio!”
–4 Ri-se deles o que mora lá nos céus; *
zomba deles o Senhor onipotente.
–5 Ele, então, em sua ira os ameaça, *
e em seu furor os faz tremer, quando lhes diz:

–6 “Fui eu mesmo que escolhi este meu Rei, *
e em Sião, meu monte santo, o consagrei!”
=7 O decreto do Senhor promulgarei, †
foi assim que me falou o Senhor Deus: *
“Tu és meu Filho, e eu hoje te gerei!

=8 Podes pedir-me, e em resposta eu te darei †
por tua herança os povos todos e as nações, *
e há de ser a terra inteira o teu domínio.
–9 Com cetro férreo haverás de dominá-los, *
e quebrá-los como um vaso de argila!”

–10 E agora, poderosos, entendei; *
soberanos, aprendei esta lição:
–11 Com temor servi a Deus, rendei-lhe glória *
e prestai-lhe homenagem com respeito!

–12 Se o irritais, perecereis pelo caminho, *
pois depressa se acende a sua ira!
– Felizes hão de ser todos aqueles *
que põem sua esperança no Senhor!

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant.Vós sereis odiados por meu nome;
quem for fiel até o fim há de ser salvo.

Ant. 2 Os sofrimentos desta vida aqui na terra

não se comparam com a glória que teremos.


Salmo 10(11)

=1 No Senhor encontro abrigo; †
como, então, podeis dizer-me: *
'Voa aos montes, passarinho!

–2 Eis os ímpios de arcos tensos, *
pondo as flechas sobre as cordas,
– e alvejando em meio à noite *
os de reto coração!

=3 Quando os próprios fundamentos †
do universo se abalaram, *
o que pode ainda o justo?'

–4 Deus está no templo santo, *
e no céu tem o seu trono;
– volta os olhos para o mundo, *
seu olhar penetra os homens.

–5 Examina o justo e o ímpio, *
e detesta o que ama o mal.
=6 Sobre os maus fará chover †
fogo, enxofre e vento ardente, *
como parte de seu cálice.

–7 Porque justo é nosso Deus, *
o Senhor ama a justiça.
– Quem tem reto coração *
há de ver a sua face.



– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.



Ant. Os sofrimentos desta vida aqui na terra

não se comparam com a glória que teremos.

Ant. 3 Deus provou os seus eleitos como o ouro no crisol,

e aceitou seu sacrifício.



Salmo 16(17)

–1 Ó Senhor, ouvi a minha justa causa, *
escutai-me e atendei o meu clamor!
– Inclinai o vosso ouvido à minha prece, *
pois não existe falsidade nos meus lábios!
–2 De vossa face é que me venha o julgamento, *
pois vossos olhos sabem ver o que é justo.

=3 Provai meu coração durante a noite, †
visitai-o, examinai-o pelo fogo, *
mas em mim não achareis iniqüidade.
–4 Não cometi nenhum pecado por palavras, *
como é costume acontecer em meio aos homens.

– Seguindo as palavras que dissestes,*
andei sempre nos caminhos da Aliança.
–5 Os meus passos eu firmei na vossa estrada, *
e por isso os meus pés não vacilaram.

–6 Eu vos chamo, ó meu Deus, porque me ouvis, *
inclinai o vosso ouvido e escutai-me!
=7 Mostrai-me vosso amor maravilhoso, †
vós que salvais e libertais do inimigo *
quem procura a proteção junto de vós.

–8 Protegei-me qual dos olhos a pupila *
e guardai-me, à proteção de vossas asas,
–9 longe dos ímpios violentos que me oprimem, *
dos inimigos furiosos que me cercam.

–10 A abundância lhes fechou o coração, *
em sua boca há só palavras orgulhosas.
–11 Os seus passos me perseguem, já me cercam, *
voltam seus olhos contra mim: vão derrubar-me,
–12 como um leão impaciente pela presa, *
um leãozinho espreitando de emboscada.

–13 Levantai-vos, ó Senhor, contra o malvado, *
com vossa espada abatei-o e libertai-me!
–14 Com vosso braço defendei-me desses homens, *
que já encontram nesta vida a recompensa.

= Saciais com vossos bens o ventre deles, †
e seus filhos também hão de saciar-se *
e ainda as sobras deixarão aos descendentes.
–15 Mas eu verei, justificado,a vossa face *
e ao despertar me saciará vossa presença.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. 3 Deus provou os seus eleitos como o ouro no crisol,

e aceitou seu sacrifício.



V. Tribulação e sofrimento me assaltaram.

R. Minhas delícias são os vossos mandamentos.



Primeira leitura

Dos Atos dos Apóstolos 6,1-6; 8,1.4-8



Os sete ministros escolhidos pelos Apóstolos

6,1 Naqueles dias, o número dos discípulos tinha aumentado, e os fiéis de origem grega

começaram a queixar-se dos fiéis de origem hebraica. Os de origem grega diziam que suas

viúvas eram deixadas de lado no atendimento diário. 2Então os Doze Apóstolos reuniram a

multidão dos discípulos e disseram: “Não está certo que nós deixemos a pregação da Palavra de

Deus para servir às mesas. 3Irmãos, é melhor que escolhais entre vós sete homens de boa fama,

repletos do Espírito e de sabedoria, e nós os encarregaremos dessa tarefa. 4Dese modo nós

poderemos dedicar-nos inteiramente à oração e ao serviço da Palavra”. 5A proposta agradou a

toda a multidão. Então escolheram Estêvão, homem cheio de fé e do Espírito Santo; e também

Filipe, Prócoro, Nicanor, Timon, Pármenas e Nicolau de Antioquia, um pagão que seguia a

religião dos judeus. 6Eles foram apresentados aos apóstolos, que oraram e impuseram as mãos

sobre eles.



8,1 Naquele dia começou uma grande perseguição contra a Igreja de Jerusalém. E todos, com

exceção dos apóstolos, se dispersaram pelas regiões da Judéia e da Samaria.



4 Entretanto, aqueles que se tinham dispersado iam por toda parte, pregando a Palavra.



5 Filipe desceu a uma cidade da Samaria e anunciou-lhes o Cristo. 6As multidões seguiam com

atenção as coisas que Filipe dizia. E todos unânimes o escutavam, pois viam os milagres que ele

fazia. 7De muitos possessos saíam os espíritos maus, dando grandes gritos. Numerosos

paralíticos e aleijados também foram curados. 8Era grande a alegria naquela cidade.



Responsório Mt 10,32; Jo 12,26a



R. Quem de mim der testemunho ante os homens,

* Darei dele testemunho ante meu Pai.

V. Se alguém quer me servir, que venha atrás de mim;

e onde eu estiver, ali estará meu servo. * Darei.



Segunda leitura


Do Sermão na festa de Santa Águeda, de São Metódio da Sicília, bispo



(Analecta Bollandiana,68,76-78)



(Séc. IX)



Dom que nos foi concedido por Deus,

verdadeira fonte da bondade

A comemoração do aniversário de Santa Águeda nos reúne a todos neste lugar, como se

fôssemos um só. Bem conheceis, meus ouvintes, o combate glorioso desta mártir, uma

das mais antigas e ao mesmo tempo tão recente que parece estar agora mesmo lutando e

vencendo, através dos divinos milagres com os quais diariamente é coroada e ornada.



A virgem Águeda nasceu do Verbo de Deus imortal e seu único Filho, que também

padeceu a morte por nós. Com efeito, João, o teólogo, assim se exprime: A todos

aqueles que o receberam, deu-lhes a capacidade de se tornarem filhos de Deus (Jo

1,12).



É uma virgem esta mulher que nos convidou para o sagrado banquete; é a mulher

desposada com um único esposo, Cristo, para usar as mesmas expressões do apóstolo

Paulo, ao falar da união conjugal.

É uma virgem que pintava e enfeitava os olhos e os lábios com a luz da consciência e a

cor do sangue do verdadeiro e divino Cordeiro; e que, pela meditação contínua, trazia

sempre em seu íntimo a morte daquele que tanto amava. Deste modo, a mística veste de

seu testemunho fala por si mesma a todas as gerações futuras, porque traz em si a marca

indelével do sangue de Cristo e o tesouro inesgotável da sua eloqüência virginal.



Ela é uma imagem autêntica da bondade, porque, sendo de Deus, vem da parte de seu

Esposo nos tornar participantes daqueles bens, dos quais seu nome traz o valor e o

significado: Águeda (que quer dizer “boa”) é um dom que nos foi concedido por Deus,

verdadeira fonte de bondade.



Qual a causa suprema de toda a bondade, senão aquela que é o Sumo Bem? Por isso,

quem encontrará algo mais que mereça, como Águeda, os nossos elogios e louvores?



Águeda, cuja bondade corresponde tão bem ao nome e à realidade! Águeda, que pelos

feitos notáveis traz consigo um nome glorioso, e no próprio nome demonstra as ilustres

ações que realizou! Águeda, que nos atrai com o nome, para que todos venham ao seu

encontro, e com o exemplo nos ensina a corrermos sem demora para o verdadeiro bem,

que é Deus somente!



Responsório



R. Eu, porém, no Senhor apoiada,

fico firme no meu testemunho.

* O Senhor me salvou, me deu força.

V. O Senhor, o Cordeiro sem mancha,

todo cheio de amor escolheu

para si esta serva sem mancha.

* O Senhor.



Oração



Ó Deus, que Santa Águeda, virgem e mártir, agradável ao vosso coração pelo mérito da

castidade e pela força do martírio, implore vosso perdão em nosso favor. Por nosso

Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

V. Bendigamos ao Senhor.
R. Demos graças a Deus.
Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by