Quarta Feira I Semana do Tempo Comum

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012




Laudes

V. Vinde, ó Deus em meu auxílio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.
Esta introdução se omite quando o Invitatório precede imediatamente às Laudes.

Hino

Ó noite, ó treva, ó nuvem,
não mais fiqueis aqui!
Já surge a doce aurora,
o Cristo vem: parti!

Rompeu-se o véu da terra,
cortado por um raio:
as coisas tomam cores,
já voltam do desmaio.

Assim também se apague
a noite do pecado,
e o Cristo em nossas almas
comece o seu reinado.

Humildes, vos pedimos
em nosso canto ou choro:
ouvi, ó Cristo, a prece,
que sobe a vós, em coro.

Os fogos da vaidade
a vossa luz desfaz.
Estrela da manhã,
quão doce vossa paz.

Louvor ao Pai, ó Cristo,
louvor a vós também;
reinais, no mesmo Espírito,
agora e sempre. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Em vossa luz contemplamos a luz.

Salmo 35(36)

A malícia do pecador e a bondade de Deus
Quem me segue, não andará nas trevas, mas terá a luz da vida (Jo 8,12).

–2 O pecado sussurra ao ímpio *
lá no fundo do seu coração;
– o temor do Senhor, nosso Deus, *
não existe perante seus olhos.
–3 Lisonjeia a si mesmo pensando: *
‘Ninguém vê nem condena o meu crime!’

–4 Traz na boca maldade e engano; *
já não quer refletir e agir bem.
=5 Arquiteta a maldade em seu leito, †
nos caminhos errados insiste *
e não quer afastar-se do mal.

–6 Vosso amor chega aos céus, ó Senhor, *
chega às nuvens a vossa verdade.
–7 Como as altas montanhas eternas *
é a vossa justiça, Senhor;
– e os vossos juízos superam *
os abismos profundos dos mares.

– Os animais e os homens salvais: *
8 quão preciosa é, Senhor, vossa graça!
– Eis que os filhos dos homens se abrigam*
sob a sombra das asas de Deus.
–9 Na abundância de vossa morada, *
eles vêm saciar-se de bens.

– Vós lhes dais de beber água viva, *
na torrente das vossas delícias.
–10 Pois em vós está a fonte da vida, *
e em vossa luz contemplamos a luz.
–11 Conservai aos fiéis vossa graça, *
e aos retos, a vossa justiça!

–12 Não me pisemos pés dos soberbos, *
nem me expulsem as mãos dos malvados!
–13 Os perversos, tremendo, caíram *
e não podem erguer-se do chão.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Ant. Em vossa luz contemplamos a luz.

Ant. 2 Vós sois grande, Senhor-Adonai,
admirável, de força invencível!

Cântico Jt 16,1-2.13-15

Deus, Criador do mundo e protetor do seu povo
Entoaram um cântico novo (Ap 5,9).

–1 Cantai ao Senhor com pandeiros, *
entoai seu louvor com tambores!
– Elevai-lhe um salmo festivo, *
invocai o seu nome e exaltai-o! –

–2 É o Senhor que põe fim às batalhas, *
o seu nome glorioso é ‘Senhor’!
–13 Cantemos louvores a Deus, *
novo hino ao Senhor entoemos!

– Vós sois grande, Senhor-Adonai, *
admirável, de força invencível!
–14 Toda a vossa criatura vos sirva, *
pois mandastes e tudo foi feito!

– Vosso sopro de vida enviastes, *
e eis que tudo passou a existir;
– não existe uma coisa ou pessoa, *
que resista à vossa palavra!

–15 Desde as bases, os montes se abalam, *
e as águas também estremecem;
– como cera, derretem-se as pedras *
diante da vossa presença.

– Mas aqueles que a vós obedecem *
junto a vós serão grandes em tudo.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Ant. Vós sois grande, Senhor-Adonai,
admirável, de força invencível!

Ant. 3 Gritai a Deus aclamações de alegria!

Salmo 46(47)

O Senhor, Rei do universo
Está sentado à direita de Deus Pai, e o seu Reino não terá fim.

–2 Povos todos do universo, batei palmas, *
gritai a Deus aclamações de alegria!
–3 Porque sublime é o Senhor, o Deus Altíssimo, *
o soberano que domina toda a terra.

–4 Os povos sujeitou ao nosso jugo *
e colocou muitas nações aos nossos pés.
–5 Foi ele que escolheu a nossa herança, *
a glória de Jacó, seu bem-amado.

–6 Por entre aclamações Deus se elevou, *
o Senhor subiu ao toque da trombeta.
–7 Salmodiai ao nosso Deus ao som da harpa, *
salmodiai ao som da harpa ao nosso Rei!

–8 Porque Deus é o grande Rei de toda a terra, *
ao som da harpa acompanhai os seus louvores!
–9 Deus reina sobre todas as nações, *
está sentado no seu trono glorioso.

–10 Os chefes das nações se reuniram *
com o povo do Deus santo de Abraão,
– pois só Deus é realmente o Altíssimo, *
e os poderosos desta terra lhe pertencem!

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Ant. Gritai a Deus aclamações de alegria!

Leitura breve Tb 4,14b-15a.16ab.19a

Meu filho, sê vigilante em todas as tuas obras e mostra-te prudente em tua conversação. Não
faças a ninguém o que para ti não desejas. Dá de teu pão a quem tem fome, e de tuas vestes aos
que estão despidos. Dá de esmola todo o teu supérfluo. Bendize o Senhor em todo o tempo, e
pede-lhe para que sejam retos os teus caminhos e tenham êxito todos os teus passos e todos os
teus projetos.

Responsório breve

R. Para os vossos mandamentos,
* Inclinai meu coração! R. Para os vossos...
V. Dai-me a vida em vossa Lei!* Inclinai...
Glória ao Pai. R. Para os vossos...

CÂNTICO EVANGÉLICO(BENEDICTUS) Lc 1,68-79

Ant. Mostrai-nos, ó Senhor, misericórdia,
recordando a vossa santa Aliança.
O Messias e seu Precursor

–68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, *
porque a seu povo visitou e libertou;
–69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor,

–70 como falara pela boca de seus santos, *
os profetas desde os tempos mais antigos,
–71 para salvar-nos do poder dos inimigos *
e da mão de todos quantos nos odeiam.

–72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, *
recordando a sua santa Aliança
–73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, *
de conceder-nos 74 que, libertos do inimigo,
= a ele nós sirvamos sem temor †
75 em santidade e em justiça diante dele, *
enquanto perdurarem nossos dias.

=76 Serás profeta do Altíssimo, ó menino, †
pois irás andando à frente do Senhor *
para aplainar e preparar os seus caminhos,
–77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados;

–78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, *
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,
–79 para iluminar a quantos jazem entre as trevas *
= e na sombra da morte estão sentados
e para dirigir os nossos passos, *
guiando-os no caminho da paz.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Mostrai-nos, ó Senhor, misericórdia,
recordando a vossa santa Aliança.

Preces

Demos graças e louvores a Cristo pela sua admirável condescendência em chamar de irmãos
àqueles que santificou. Por isso, supliquemos:

R. Santificai, Senhor, os vossos irmãos e irmãs!

Fazei que vos consagremos de coração puro o princípio deste dia em honra da vossa
ressurreição,
– e que o santifiquemos com trabalhos que sejam do vosso agrado. R.

Vós, que nos dais este novo dia, como sinal do vosso amor, para nossa alegria e salvação,
– renovai-nos a cada dia para glória do vosso nome. R.

Ensinai-nos hoje a reconhecer vossa presença em todos os nossos irmãos e irmãs,
– e vos encontrar sobretudo nos pobres e infelizes. R.

Concedei que durante todo este dia vivamos em paz com todos,
– e a ninguém paguemos o mal com o mal. R.

(intenções livres)

Pai nosso...

Oração

Deus, nosso Salvador, que nos gerastes filhos da luz, ajudai-nos a viver como seguidores da
justiça e praticantes da verdade, para sermos vossas testemunhas diante dos homens. Por nosso
Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.



Conclusão da Hora
O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.


Vésperas

V. Vinde, ó Deus em meu auxílio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Santíssimo Deus do céu,
que o céu encheis de cor
e dais à luz beleza
de ígneo resplendor;

criais no quarto dia
a rota chamejante
do sol e das estrelas,
da lua fulgurante.

Assim, à luz e às trevas
limites vós fixais.
Dos meses o começo
marcastes com sinais.

Fazei a luz brilhar
em nosso coração.
Tirai da mente as trevas,
da culpa a servidão.

Ouvi-nos, Pai bondoso,
e vós, único Filho,
reinando com o Espírito
na luz de eterno brilho.

Salmodia

Ant. 1 O Senhor é minha luz e salvação;
de quem eu terei medo? †

Salmo 26(27)

Confiança em Deus no perigo

I
Esta é a morada de Deus entre os homens (Ap 21,3).

–1 O Senhor é minha luz e salvação; *
de quem eu terei medo?
– †O Senhor é a proteção da minha vida; *
perante quem eu tremerei?

–2 Quando avançamos malvados contra mim, *
querendo devorar-me,
– são eles, inimigos e opressores, *
que tropeçam e sucumbem.

–3 Se os inimigos se acamparem contra mim, *
não temerá meu coração;
– se contra mim uma batalha estourar, *
mesmo assim confiarei.

–4 Ao Senhor eu peço apenas uma coisa, *
e é só isto que eu desejo:
– habitar no santuário do Senhor *
por toda a minha vida;
– saborear a suavidade do Senhor *
e contemplá-lo no seu templo.

–5 Pois um abrigo me dará sob o seu teto *
nos dias da desgraça;
– no interior de sua tenda há de esconder-me *
e proteger-me sobre a rocha.

–6 E agora minha fronte se levanta *
em meio aos inimigos.
– Ofertarei um sacrifício de alegria, *
no templo do Senhor.
– Cantarei salmos ao Senhor ao som da harpa *
e hinos de louvor.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Ant. O Senhor é minha luze salvação;
de quem eu terei medo?

Ant. 2 Senhor, é vossa face que eu procuro;
não me escondais a vossa face!

II
Alguns se levantaram e testemunharam falsamente contra Jesus (Mc 14,57).

–7 Ó Senhor, ouvi a voz do meu apelo, *
atendei por compaixão!
–8 Meu coração fala convosco confiante, *
e os meus olhos vos procuram.
– Senhor, é vossa face que eu procuro; *
não me escondais a vossa face! –

–9 Não afasteis em vossa ira o vosso servo, *
sois vós o meu auxílio!
– Não me esqueçais nem me deixeis abandonado, *
meu Deus e Salvador!
–10 Se meu pai e minha mãe me abandonarem, *
o Senhor me acolherá!

–11 Ensinai-me, ó Senhor, vossos caminhos *
e mostrai-me a estrada certa!
– Por causa do inimigo, protegei-me, *
12 não me entregueis a seus desejos!
– Porque falsas testemunhas se ergueram *
e vomitam violência.

–13 Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver *
na terra dos viventes.
–14 Espera no Senhor e tem coragem, *
espera no Senhor!

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Ant. Senhor, é vossa face que eu procuro;
não me escondais a vossa face!

Ant. 3 É o Primogênito de toda criatura,
e em tudo Ele tem a primazia.

Cântico Cf. Cl 1,12-20

Cristo, o Primogênito de toda a criatura
e o Primogênito dentre os mortos

=12 Demos graças a Deus Pai onipotente, †
que nos chama a partilhar, na sua luz, *
da herança a seus santos reservada!

(R. Glória a vós, primogênito dentre os mortos!)

=13 Do império das trevas arrancou-nos †
e transportou-nos para o reino de seu Filho, *
para o reino de seu Filho bem-amado,
–14 no qual nós encontramos redenção, *
dos pecados remissão pelo seu sangue. (R.)

–15 Do Deus, o Invisível, é a imagem, *
o Primogênito de toda criatura;
=16 porque nele é que tudo foi criado, †
o que há nos céus e o que existe sobre a terra, *
o visível e também o invisível. (R.)

= Sejam Tronos e Poderes que há nos céus, †
sejam eles Principados, Potestades: *
por ele e para ele foram feitos.
–17 Antes de toda criatura ele existe, *
e é por ele que subsiste o universo. (R.)

=18 Ele é a Cabeça da Igreja, que é seu Corpo, †
é o princípio, o Primogênito entre os mortos, *
a fim de ter em tudo a primazia.
–19 Pois foi do agrado de Deus Pai que a plenitude *
habitasse no seu Cristo inteiramente. (R.)

–20 Aprouve-lhe também, por meio dele, *
reconciliar consigo mesmo as criaturas,
= pacificando pelo sangue de sua cruz †
tudo aquilo que por ele foi criado, *
o que há nos céus e o que existe sobre a terra. (R.)

Ant. É o Primogênito de toda criatura,
e em tudo Ele tem a primazia.

Leitura breve Tg 1,22.25

Sede praticantes da Palavra e não meros ouvintes, enganando-vos a vós mesmos. Aquele,
porém, que se debruça sobre a Lei da liberdade, agora levada à perfeição, e nela persevera, não
como um ouvinte distraído, mas praticando o que ela ordena, esse será feliz naquilo que faz.

Responsório breve

R. Libertai-me, ó Senhor,
* Ó meu Deus, tende piedade! R. Libertai-me.
V. Não junteis a minha vida à dos maus e sanguinários.
* Ó meu Deus. Glória ao Pai. R. Libertai-me.

Cântico evangélico (MAGNIFICAT) Lc1,46-55

Ant. O Poderoso fez em mim maravilhas,e santo é seu nome.

A alegria da alma no Senhor

–46 A minha alma engrandece ao Senhor *
47 e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
–48 pois ele viu a pequenez de sua serva, *
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

–49 O Poderoso fez por mim maravilhas *
e Santo é o seu nome!
–50 Seu amor, de geração em geração, *
chega a todos que o respeitam;

–51 demonstrou o poder de seu braço, *
dispersou os orgulhosos;
–52 derrubou os poderosos de seus tronos *
e os humildes exaltou;

–53 saciou de bens os famintos, *
e despediu, sem nada, os ricos.
–54 Acolheu Israel, seu servidor, *
fiel ao seu amor,

–55 como havia prometido aos nossos pais, *
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. O Poderoso fez em mim maravilhas,e santo é seu nome.

Preces

Em tudo seja glorificado o nome do Senhor, que ama com infinito amor o povo que escolheu.
Suba até ele a nossa oração:

R. Mostrai-nos, Senhor, o vosso amor!

Lembrai-vos, Senhor, da vossa Igreja;
– guardai-a de todo o mal e tornai-a perfeita em vosso amor.R.

Fazei que os povos vos reconheçam como único Deus verdadeiro,
– e em vosso Filho Jesus Cristo, o Salvador que enviastes.R.

Concedei todo o bem e prosperidade a nossos parentes;
– dai-lhes vossa bênção e a recompensa eterna.R.

Confortai os que vivem sobrecarregados no trabalho,
– e defendei a dignidade dos marginalizados.R.

(intenções livres)

Abri as portas da vossa misericórdia para aqueles que hoje partiram desta vida,
– e acolhei-os com bondade no vosso reino.R.

Pai nosso.

Oração

Acolhei, Senhor, as nossas súplicas e concedei-nos dia e noite a vossa proteção, a fim de que,
nas mudanças do tempo, sempre nos sustente o vosso amor imutável. Por nosso Senhor Jesus
Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora
O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.


COMPLETAS

QUARTA-FEIRA

V. Vinde, ó Deus, em meu auxílio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Depois, recomenda-se o exame de consciência (...)

Hino

Agora que o clarão da luz se apaga,
a vós nós imploramos, Criador:
com vossa paternal misericórdia,
guardai-nos sob a luz do vosso amor.

Os nossos corações sonhem convosco:
no sono, possam eles vos sentir.
Cantemos novamente a vossa glória
ao brilho da manhã que vai surgir.

Saúde concedei-nos nesta vida,
as nossas energias renovai;
da noite a pavorosa escuridão
com vossa claridade iluminai.

Ó Pai, prestai ouvido às nossas preces,
ouvi-nos por Jesus, nosso Senhor,
que reina para sempre em vossa glória,
convosco e o Espírito de Amor.

Salmodia

Ant. 1 Ó Senhor, sede a minha proteção,
um abrigo bem seguro que me salva!

Salmo 30(31),2-6

Súplica confiante do aflito
Pai, em tuas mãos entrego o meu espírito! (Lc 23,46).

–2 Senhor, eu ponho em vós minha esperança; *
que eu não fique envergonhado eternamente!
= Porque sois justo, defendei-me e libertai-me, †
3 inclinai o vosso ouvido para mim; *
apressai-vos, ó Senhor, em socorrer-me!

– Sede uma rocha protetora para mim, *
um abrigo bem seguro que me salve!
–4 Sim, sois vós a minha rocha e fortaleza; *
por vossa honra orientai-me e conduzi-me!
–5 Retirai-me desta rede traiçoeira, *
porque sois o meu refúgio protetor!

–6 Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito, *
porque vós me salvareis, ó Deus fiel!

Ant. Ó Senhor, sede a minha proteção,
um abrigo bem seguro que me salva!

Ant. 2 Das profundezas eu clamo a vós, Senhor!†

Salmo 129(130)

Das profundezas eu clamo
Ele vai salvar o seu povo dos seus pecados (Mt 1,21).

–1 Das profundezas eu clamo a vós, Senhor, *
2 † escutai a minha voz!
– Vossos ouvidos estejam bem atentos *
ao clamor da minha prece!

–3 Se levardes em conta nossas faltas, *
quem haverá de subsistir?
–4 Mas em vós se encontra o perdão, *
eu vos temo e em vós espero.

–5 No Senhor ponho a minha esperança, *
espero em sua palavra.
–6 A minh’alma espera no Senhor *
mais que o vigia pela aurora.

–7 Espere Israel pelo Senhor *
mais que o vigia pela aurora!
– Pois no Senhor se encontra toda graça *
e copiosa redenção.

–8 Ele vem libertar a Israel *
de toda a sua culpa.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Das profundezas eu clamo a vós, Senhor!

Leitura breve Ef 4,26-27

Não pequeis. Que o sol não se ponha sobre o vosso ressentimento. Não vos exponhais ao diabo.

Responsório breve

R. Senhor, em vossas mãos
* Eu entrego o meu espírito. R.Senhor.
V. Vós sois o Deus fiel, que salvastes vosso povo.
* Eu entrego. Glória ao Pai. R.Senhor.

Cântico evangélico, ant.

Salvai-nos, Senhor, quando velamos,
guardai-nos também quando dormimos!
Nossa mente vigie com o Cristo,
nosso corpo repouse em sua paz!

Cântico de Simeão Lc 2,29-32

Cristo, luz das nações e glória de seu povo

–29 Deixai, agora, vosso servo ir em paz, *
conforme prometestes, ó Senhor.

–30 Pois meus olhos viram vossa salvação *
31 que preparastes ante a face das nações:

–32 uma Luz que brilhará para os gentios *
e para a glória de Israel, o vosso povo.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Salvai-nos, Senhor, quando velamos,
guardai-nos também quando dormimos!
Nossa mente vigie com o Cristo,
nosso corpo repouse em sua paz!

Oração

Senhor Jesus Cristo, manso e humilde de coração, que tornais leve o fardo e suave o jugo dos
que vos seguem, acolhei os propósitos e trabalhos deste dia e concedei-nos um repouso
tranqüilo, para amanhã vos servirmos com maior generosidade. Vós, que viveis e reinais para
sempre. Amém.

O Senhor todo-poderoso nos conceda uma noite tranqüila
e, no fim da vida, uma morte santa.
R. Amém.

Antífona final de Nossa Senhora

Ó Mãe do Redentor, do céu ó porta,
ao povo que caiu, socorre e exorta,
pois busca levantar-se, Virgem pura,
nascendo o Criador da criatura:
tem piedade de nós e ouve, suave,
o anjo te saudando com seu Ave!
Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by