TEOLOGIA DAS VIRTUDES ASCÉTICAS : A CASTIDADE - LITURGIA DIÁRIA , 15 DE DEZEMBRO DE 2011

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

TEOLOGIA DAS VIRTUDES ASCÉTICAS : A CASTIDADE
POR UM BREVE MOMENTO VAMOS IMAGINAR OS PAPAS BENTO XVI, JOÃO PAULO II, PAULO VI E PIO XII NUM SÓ ESTUDO, DEPOIS VAMOS UNIR EM UM SÓ CORPO LITERÁRIO AS PESSOAS DE NADA MAIS, NADA MENOS, QUE SÃO PEDRO APÓSTOLO E PAPA, SÃO PAULO APÓSTOLO BISPO, SÃO MÁXIMO CONFESSOR, SANTO AGOSTINHO BISPO DE HIPONA, SANTO TOMÁS DE AQUINO. IMAGINADO ISSO, VAMOS ABRIR O ESTUDO COM SÃO JOSEMARIA ESCRIVÁ. CERTAMENTE, PARA AQUELES MAIS CATÓLICOS, A SIMPLES MENÇÃO DE UM SÓ DELES JÁ SALTA AOS OLHOS E OS PROVOCA UM PROFUNDO ESTUDO


DIANTE DE FALSAS FILOSOFIAS, VÃOS PENSAMENTOS E SISTEMAS MODERNISTAS, DEPARAMO-NOS COM PALAVRAS QUE EXALAM O PERFUME CELESTIAL, QUE UMA VEZ PERCEBIDAS PELA RAZÃO ILUMINADA PELA FÉ, ENTRANHAM-SE COM A ALMA, SENDO ESTA MESMA AQUELA QUE DEVEMOS PERMITIR QUE EXERÇA O COMPLETO DOMÍNIO SOBRE O CORPO. ACREDITANDO NA VERDADE INTELIGENTEMENTE EXPOSTA PELO ANGÉLICO, SABEMOS QUE "SANCTORUM ET PROBORUM VIRORUM IMITARI VESTIGIA NON OMITTAS" - NÃO DESCUIDES DO SEGUIMENTO DO EXEMPLO DOS HOMENS SANTOS E HONRADOS (AQUINO, SANTO TOMÁS: DE MODO STUDENDI), E POR NÃO MENOS VERDADE, SABEMOS QUE CASTIDADE NOS TORNA, NA CAMINHADA TERRENA, EXPLORADORES DA REVELAÇÃO DADA POR DEUS AOS HOMENS DE FORMA DEFINITIVA NO FILHO, A QUAL CONHECEMOS PELO ESPÍRITO SANTO, TENDO OS SANTOS O MODELO IDEAL QUE DEVE SER IMITADO, PORQUE ELES IMITARAM O CRISTO. TEOLOGIA DAS VIRTUDES ASCÉTICAS: A CASTIDADE : “A CASTIDADE - A DE CADA UM NO SEU ESTADO: SOLTEIRO, CASADO, VIÚVO, SACERDOTE - É UMA TRIUNFANTE AFIRMAÇÃO DO AMOR” (ESCRIVÁ, JOSEMARIA: SULCO. SÃO PAULO: QUADRANTE, 2005. P. 267, PONTO 831). É DE SUMA IMPORTÂNCIA VER A CASTIDADE COMO AFIRMAÇÃO DE AMOR, NÃO MERAMENTE COMO NEGAÇÃO DO PECADO DA LUXÚRIA. ASSIM É TAMBÉM COM TUDO AQUILO QUE FAZEMOS PARA DEUS; A SANTA PUREZA, COMO MUITAS VEZES É CHAMADA ESTA VIRTUDE, É UMA RESPOSTA DE AMOR AO AMOR. A CASTIDADE NOS É DADA COMO DOM DO ESPÍRITO SANTO, PRIMÍCIA DA GLÓRIA ETERNA. NÃO É, PORTANTO, COMO NOS LEMBRA O SANTO JÁ CITADO, UM FARDO PESADO, MAS UMA COROA TRIUNFAL PARA AQUELES QUE SE DECIDIREM COM FIRMEZA A TER A VIDA LIMPA (CF. ESCRIVÁ, JOSEMARIA: CAMINHO. SÃO PAULO: QUADRANTE, 1999. P. 59, PONTO 123). “SEDE, POIS, IMITADORES DE DEUS, COMO FILHOS MUITO AMADOS” (EF 5,1), É O QUE PEDE SÃO PAULO NAS SAGRADAS ESCRITURAS. O MESMO AFIRMA A IGREJA, COM SEU MAGISTÉRIO INFALÍVEL: “TODO BATIZADO É CHAMADO À CASTIDADE. O CRISTÃO ‘SE VESTIU DE CRISTO’, MODELO DE TODA CASTIDADE. TODOS OS FIÉIS DE CRISTO SÃO CHAMADOS A LEVAR UMA VIDA CASTA SEGUNDO SEU ESPECÍFICO ESTADO DE VIDA. NO MOMENTO DO BATISMO, O CRISTÃO SE COMPROMETEU A VIVER SUA AFETIVIDADE NA CASTIDADE” (CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA, 2348). SOMOS, PORTANTO, CHAMADOS A SER COMO CRISTO. É ESTE O CONVITE QUE ELE NOS FAZ AO DIZER “SEDE SANTOS, PORQUE EU SOU SANTO” (1PE 1,16). INFELIZMENTE, EM NOSSA SOCIEDADE ATUAL, A CASTIDADE ESTÁ TÃO DETURPADA QUE, NA MAIORIA DAS VEZES, SEQUER TEM-SE A NOÇÃO DE SEU VERDADEIRO SENTIDO, SENDO VISTA MERAMENTE COMO PRIVAÇÃO SEM PROPÓSITO. A PSICOLOGIA FREUDIANA, UNIDA AO PENSAMENTO MARXISTA, INFLUEM DIRETAMENTE NESTA CONCEPÇÃO, E DÃO AS BASES PARA ESTA SITUAÇÃO DA SOCIEDADE QUE VIVEMOS, ONDE A CASTIDADE É TRATADA COMO REPRESSÃO SEXUAL, COM A QUAL O ESTADO E A IGREJA PODERIAM MANIPULAR AS PESSOAS, TORNANDO-AS DEPENDENTES. SEM ESTE “ENTRAVE” AS PESSOAS NÃO SÓ SE VERIAM LIVRES DE MUITAS DOENÇAS PSÍQUICAS, QUE PARA FREUD SÃO LIGADAS À SEXUALIDADE, MAS TAMBÉM SERIAM MENOS ALIENADAS, MENOS SUSCEPTÍVEIS À ORDEM SOCIAL IMPOSTA. MAS HOJE, ONDE A SEXUALIDADE ESTÁ BANALIZADA E SEM FREIOS, QUAL SERIA O MOTIVO DAS PESSOAS CONTINUAREM TÃO DOENTES OU MAIS, COMO HÁ SÉCULOS ATRÁS? OBVIAMENTE, ESTA RESPOSTA APENAS ENCONTRAREMOS JUNTO DE CRISTO. AQUI, COMO EM QUALQUER PONTO DA VIDA CRISTÃ, É PRECISO RECONHECER NA VIRTUDE DA CASTIDADE A SUA PLENA COMUNHÃO COM O AMOR DE DEUS. CRISTO NOS PROVOU ESTE AMOR SE DOANDO NA CRUZ. ELE É “O CRUCIFICADO QUE SÓ DOMINA A PARTIR DA CRUZ” (RATZINGER, JOSEPH – BENTO XVI. JESUS DE NAZARÉ: DO BATISMO DO JORDÃO À TRANSFIGURAÇÃO. SÃO PAULO: PLANETA, 2007. P. 287). NÃO PODEMOS, PORTANTO, PENSAR QUE O CAMINHO SERÁ FÁCIL. “SE ALGUÉM QUISER VIR COMIGO, RENUNCIE-SE A SI MESMO, TOME SUA CRUZ E SIGA-ME” (MT 16,24). O CHAMADO DE DEUS À CASTIDADE, SEM DÚVIDA, PASSARÁ POR ESTA CRUZ, E PENSAR O CONTRÁRIO É UM COMUM ENGANO QUE DIFICULTA AINDA MAIS A PRÁTICA DESTA VIRTUDE. TEMOS QUE FICAR ATENTOS, POIS A LUTA É ÁRDUA, E É PRECISO VIGILÂNCIA CONSTANTE. NESTA BATALHA, A ESPADA É A ORAÇÃO, A PROCURA PELOS SACRAMENTOS E TAMBÉM A MORTIFICAÇÃO, POIS NÃO HÁ CASTIDADE SEM DOMÍNIO DO PRÓPRIO CORPO E DOS SENTIDOS: A ALMA DEVE DOMINAR O CORPO, JAMAIS O CONTRÁRIO. O APOIO DE DEUS NÃO FALTARÁ A NINGUÉM QUE ESTIVER DISPOSTO A TUDO ENTREGAR POR SUA CAUSA, E NÃO HÁ CAUSA MAIOR QUE AGRADAR A DEUS. A HUMILDADE, COMO COMPANHEIRA DA CASTIDADE, NOS LEVA A DESCONFIAR DE NÓS MESMOS E A CONFIAR QUE SOMENTE COM A AJUDA DE DEUS SEREMOS CASTOS. SABENDO DE NOSSAS FRAQUEZAS, RECORREMOS MAIS AGILMENTE AO AUXÍLIO DIVINO. AOS QUE JÁ PECARAM GRAVEMENTE CONTRA A CASTIDADE, A DESCONFIANÇA É NECESSÁRIA PARA QUE NÃO SUCUMBAM NOVAMENTE. AOS QUE CONSERVAM A INOCÊNCIA, É TAMBÉM IMPORTANTE PARA QUE SE FORTALEÇAM MAIS ATRAVÉS DA LUTA, UMA VEZ QUE NINGUÉM PODE DAR-SE POR SEGURO. NÃO É NECESSÁRIO, NO ENTANTO, TEMER A TENTAÇÃO, POIS ASSIM MAIS A ATRAIRÍAMOS. MUITO NOS AJUDA SABERMOS QUE COM DEUS ESTAMOS SEGUROS. NO ANTIGO TESTAMENTO TEMOS O TESTEMUNHO DO JUSTO JÓ, QUE HAVIA FEITO UM PACTO COM DEUS DE NÃO OLHAR MULHERES QUE LHE PODERIAM VIR A SER CAUSA DE TENTAÇÃO (CF. JÓ 31,1). ESTE É UM EXCELENTE CONSELHO QUE NOS TRAZEM AS SAGRADAS ESCRITURAS: NÃO DAR OCASIÃO PARA QUE A TENTAÇÃO SE ACHEGUE A NÓS E, ASSIM, NOS COLOQUEMOS EM SITUAÇÃO DE PECADO. E SE, MESMO FUGINDO DAS TENTAÇÕES, ELAS ADVIEREM, NOSSA LIBERDADE DEVE FAZER COM QUE NEGUEMOS VEEMENTEMENTE O PECADO, NÃO CONSENTINDO NA TENTAÇÃO, AFASTANDO QUALQUER IMAGEM OU PENSAMENTO CONTRA A SANTA PUREZA. TEMOS TAMBÉM O DEVER DE REGULAR AS CONVERSAS QUE INCENTIVEM O PRAZER DESREGRADO, O DESRESPEITO AO CORPO E AO OUTRO, OU QUE PERTURBEM A NOSSA IMAGINAÇÃO, ASSIM COMO EVITAR TODO TIPO DE LIVROS, APRESENTAÇÕES, FILMES, SHOWS E FESTAS ONDE SABEMOS QUE A PRÁTICA DA CASTIDADE SERÁ COLOCADA EM RISCO. “FUGI DA FORNICAÇÃO. QUALQUER OUTRO PECADO QUE O HOMEM COMETE É FORA DO CORPO, MAS O IMPURO PECA CONTRA O SEU PRÓPRIO CORPO. OU NÃO SABEIS QUE O VOSSO CORPO É TEMPLO DO ESPÍRITO SANTO, QUE HABITA EM VÓS, O QUAL RECEBESTES DE DEUS E QUE, POR ISSO MESMO, JÁ NÃO VOS PERTENCEIS? PORQUE FOSTES COMPRADOS POR UM GRANDE PREÇO. GLORIFICAI, POIS, A DEUS NO VOSSO CORPO” (1 COR 6,18-20). MAS, ALÉM DE EVITAR O PECADO, COMO FOI FRISADO INICIALMENTE, IMPORTA CONSTRUIR O SENTIMENTO DE PUDOR, INCENTIVANDO A VONTADE A SEMPRE QUERER O BEM, E TENDO EM VISTA A DIGNIDADE E A BELEZA DA VIDA CASTA. PECAR CONTRA A CASTIDADE É, SEGUNDO SÃO PAULO, PROSTITUIR O PRÓPRIO CORPO DE CRISTO (CF. 1COR 6,16), DO QUAL FAZEMOS PARTE. O CRISTÃO DEVE ESTAR CONSCIENTE DE SUA CONDIÇÃO DE FILHO DE DEUS, TEMPLO DO ESPÍRITO SANTO, MEMBRO DO CORPO DE CRISTO. A CONDUTA DAQUELE QUE É CASTO NÃO É APENAS UMA MERA IMPOSIÇÃO, É UMA CONSEQÜÊNCIA DA DIGNIDADE QUE DEUS DEU A NOSSOS CORPOS, A PONTO DE SEREM CHAMADOS SAGRADOS, POR SEREM HABITAÇÃO DE DEUS (CF. 1COR 3,17-18). ADOLPH TANQUEREY, EM SEU TRATADO DE TEOLOGIA ASCÉTICA E MÍSTICA, A VIDA ESPIRITUAL EXPLICADA E COMENTADA, DESCREVE QUATRO GRAUS DE PRÁTICA DA VIRTUDE CASTIDADE. O PRIMEIRO CONSISTE EM EVITAR CONSENTIR EM QUALQUER PENSAMENTO, IMAGINAÇÃO, SENSAÇÃO OU AÇÃO CONTRÁRIA À VIRTUDE. O SEGUNDO, INDO ALÉM DO APENAS NÃO CONSENTIR, BUSCA AFASTAR TAIS COISAS, IMEDIATA E ENERGICAMENTE, NÃO PERMITINDO QUALQUER COISA QUE POSSA DESLUSTRAR O BRILHO DESTA VIRTUDE. JÁ NO TERCEIRO, ADQUIRIDO APÓS MUITA PRÁTICA DO AMOR DE DEUS, DOMINA-SE OS PENSAMENTOS E SENTIDOS A TAL PONTO QUE SE PODE FALAR SOBRE QUESTÕES RELATIVAS À CASTIDADE ABERTA E SERENAMENTE, COM GRANDE PAZ. POR FIM, À ALGUNS POUCOS SANTOS, POR PRIVILÉGIO ESPECIAL, É CONCEDIDO NÃO TEREM QUALQUER MOVIMENTO DESORDENADO. POR ESTES DEVEMOS DAR GLÓRIA AO SENHOR, QUE MANIFESTA SUA GRANDEZA E BONDADE COM ESTAS GRAÇAS ESPECIAIS DADAS A POUCOS. A CASTIDADE, SENDO CHAMADO UNIVERSAL, ESTÁ CONTIDA EM TODAS AS VOCAÇÕES QUE DEUS SUSCITA EM NOSSO MEIO, TANTO A MATRIMONIAL COMO A RELIGIOSA. NÃO É, COMO MUITOS PENSAM, LIMITADA AOS QUE SE DEDICAM A DEUS DE UMA FORMA MAIS PERFEITA, “POR AMOR DO REINO DOS CÉUS” (MT 19,12), ATRAVÉS DA VIDA CELIBATÁRIA. ASSIM, O SAGRADO MAGISTÉRIO DA IGREJA SEMPRE VIU NA VOCAÇÃO MATRIMONIAL UM GRANDE BEM. “O MATRIMÔNIO QUE, POR VONTADE DE DEUS, CONTINUA A OBRA DA PRIMEIRA CRIAÇÃO (CF. GN 2,18), AO SER INTEGRADO NO DESÍGNIO TOTAL DA SALVAÇÃO, ADQUIRE NOVO SIGNIFICADO E VALOR. NA VERDADE, JESUS, RESTITUIU-LHE A DIGNIDADE PRIMITIVA (MT 19,3-8), HONROU-O (CF. JO 2,1-11) E ELEVOU-O À DIGNIDADE DE SACRAMENTO E DE SINAL MISTERIOSO DA SUA UNIÃO COM A IGREJA (EF 5,32). ASSIM, OS CÔNJUGES CRISTÃOS, NO EXERCÍCIO DO AMOR MÚTUO E NO CUMPRIMENTO DOS PRÓPRIOS DEVERES, E TENDENDO PARA AQUELA SANTIDADE QUE LHES É PRÓPRIA, CAMINHAM JUNTOS EM DIREÇÃO À PÁTRIA CELESTE” (SUA SANTIDADE O PAPA PAULO VI, ENCÍCLICA SACERDOTALIS CAELIBATUS). MUITOS, ENTRETANTO, SÃO LEVADOS POR DEUS A ABRIREM MÃO DESTE BEM QUE É O MATRIMÔNIO POR ALGO MUITO MAIOR. SÃO AQUELES QUE “SE FIZERAM EUNUCOS POR AMOR DO REINO DOS CÉUS” (MT 19,12). NESTE SENTIDO, CONTINUA O PAPA PAULO VI NA ENCÍCLICA ACIMA CITADA: “MAS CRISTO, MEDIADOR DUM TESTAMENTO MAIS EXCELENTE (HB 8,6), ABRIU TAMBÉM NOVO CAMINHO, EM QUE A CRIATURA HUMANA, UNINDO-SE TOTAL E DIRETAMENTE AO SENHOR E PREOCUPADA APENAS COM ELE E COM AS COISAS QUE LHE DIZEM RESPEITO (1COR 7,33-35), MANIFESTA DE MANEIRA MAIS CLARA E COMPLETA A REALIDADE PROFUNDAMENTE INOVADORA DO NOVO TESTAMENTO”. FAZ-SE NECESSÁRIO TER EM MENTE QUE ESTA VIRTUDE NÃO CONSISTE SOMENTE EM USAR MODERADAMENTE DOS PRAZERES SENSUAIS, QUANDO ORDENADOS AOS SEUS FINS NATURAIS, OU EM ABSTER-SE DELES POR AMOR DE DEUS. HÁ TAMBÉM A CASTIDADE ESPIRITUAL, CUJA MATÉRIA CONSISTE DA UNIÃO ESPIRITUAL DA ALMA COM AQUILO QUE LHE DÁ PRAZER. ESTA CASTIDADE METAFÓRICA NOS PRIVA DA UNIÃO COM TUDO QUANTO É ILÍCITO E NOS APROXIMA DE DEUS, QUE É AQUELE EM EXCELÊNCIA COM O QUAL DEVEMOS NOS UNIR. ASSIM DIZ SANTO TOMÁS DE AQUINO: “CHAMA-SE CASTIDADE ESPIRITUAL O DELEITAR-SE O HOMEM NA UNIÃO ESPIRITUAL COM O SER COM QUE SE DEVE UNIR, ISTO É, COM DEUS; E O ABSTER-SE DA UNIÃO DELEITÁVEL COM O QUE É PROIBIDO PELA LEI DIVINA, CONFORME ÀQUILO DO APÓSTOLO: EU VOS TENHO DESPOSADO COM CRISTO, PARA VOS APRESENTAR COMO VIRGEM PURA AO ÚNICO ESPOSO” (AQUINO, SANTO TOMÁS DE: SUMA TEOLÓGICA, SEGUNDA PARTE DA SEGUNDA PARTE. PORTO ALEGRE: SULINA, 1980. P. 3114, Q. 151). O MODO MAIS PERFEITO DE VIVER A CASTIDADE : “A SAGRADA VIRGINDADE E A PERFEITA CASTIDADE CONSAGRADA AO SERVIÇO DE DEUS CONTAM-SE SEM DÚVIDA ENTRE OS MAIS PRECIOSOS TESOUROS DEIXADOS COMO HERANÇA À IGREJA PELO SEU FUNDADOR” (SUA SANTIDADE O PAPA PIO XII, CARTA ENCÍCLICA SACRA VIRGINITAS). DESDE OS PRIMEIROS CRISTÃOS, ESTE TESOURO FOI CULTIVADO, HAVENDO ABUNDANTES TESTEMUNHOS DOS SANTOS PADRES SOBRE SUA IMPORTÂNCIA. ELE É GUARDADO NÃO SOMENTE POR SACERDOTES E RELIGIOSOS, MAS POR UMA LEGIÃO DE LEIGOS. A ENTREGA DA VIRGINDADE A DEUS ENCONTRA FUNDAMENTO NAS PALAVRAS DE NOSSO SENHOR, QUANDO FEITA “POR AMOR DO REINO DOS CÉUS” (MT 19,12). DESTA FORMA, COMO JÁ NOS FALAVA SÃO PAULO, PODE O CRISTÃO CUIDAR INTEIRAMENTE DAS COISAS DE DEUS, SEM QUE FIQUE DIVIDO COM OS CUIDADOS QUE REQUER A VIDA CONJUGAL (CF. 1COR 7,32-35). É CERTO QUE O MATRIMÔNIO É UM BEM, OU JAMAIS TERIA SIDO ELEVADO À DIGNIDADE SACRAMENTAL. ENTRETANTO, A VIRGINDADE OU CELIBATO SÃO MAIS EXCELENTES QUE O MATRIMÔNIO, PORQUE É DA SUA CONSAGRAÇÃO A DEUS QUE VEM SUA DIGNIDADE, E NÃO DE SI MESMOS. TODOS DEVEMOS BUSCAR A FUGA DO PECADO E A PRÁTICA DAS VIRTUDES, MAS ABRIR MÃO DE UM ATO LÍCITO E BOM, COMO É O MATRIMÔNIO E A GERAÇÃO DE FILHOS, ENCONTRA MAIOR MÉRITO DIANTE DE DEUS. SÃO “DUAS OBRAS, DA QUAL UMA É BOA E OUTRA MELHOR”, E “A GLÓRIA DESTE MAIOR BEM NÃO SE BASEIA EM QUE SE EVITA O PECADO DO MATRIMÔNIO, MAS PELO FATO DE ULTRAPASSAR O BEM DO MATRIMÔNIO” (AGOSTINHO, SANTO: A SANTA VIRGINDADE. SÃO PAULO: PAULUS, 2000. P. 120 E 123) . ISSO TAMBÉM DECRETOU O SACROSSANTO CONCÍLIO DE TRENTO, AO ESTABELECER QUE “SE ALGUÉM DISSER QUE O ESTADO CONJUGAL DEVE SER PREFERIDO AO ESTADO DE VIRGINDADE OU CELIBATO, E QUE NÃO É MELHOR OU MAIS VALIOSO PERMANECER NA VIRGINDADE OU CELIBATO DO QUE UNIR-SE EM MATRIMÔNIO: SEJA ANÁTEMA” (DENZINGER 1810, CONCÍLIO DE TRENTO, SESS. XXIV, CÂN.10). ESTA EXCELÊNCIA DA VIRGINDADE E CELIBATO SOBRE O MATRIMÔNIO É, PORTANTO, DOGMA DE FÉ. A IGREJA NOS EXPLICA PORQUE A VIRGINDADE CONSAGRADA A DEUS É A PERFEITA CASTIDADE; ENSINA QUE ESTE ESTADO AUXILIA A PESSOA A ENTREGAR-SE MAIS FACILMENTE ÀS COISAS DIVINAS E À ORAÇÃO, MAIS SEGURAMENTE ALCANÇAR AS BEM-AVENTURANÇAS E CONTRIBUI PARA MAIS LIVRE E EFICAZMENTE PODER LEVAR OUTROS AO REINO DOS CÉUS (CF. SUA SANTIDADE O PAPA PIO XII, CARTA ENCÍCLICA SACRA VIRGINITAS). OS SANTOS PADRES AINDA FAZEM UMA RELAÇÃO ENTRE O PECADO DA LUXÚRIA E A GULA, E, NESTA LINHA, SÃO MÁXIMO, O CONFESSOR, EXPLICA PORQUE A CONTINÊNCIA EXTINGUE A CONCUPISCÊNCIA: “FAZ COM QUE NOS ABSTENHAMOS DE TODAS AQUELAS COISAS QUE NÃO SATISFAZEM UMA NECESSIDADE, SENÃO QUE SOMENTE PRODUZEM PRAZER; E FAZ COM QUE PARTICIPEMOS DE NENHUMA OUTRA COISA SENÃO AS NECESSÁRIAS PARA VIVER; E FAZ BUSCAR NÃO AS COISAS AGRADÁVEIS, MAS AS NECESSÁRIAS; MEDE A COMIDA E A BEBIDA DE ACORDO COM A NECESSIDADE, E NÃO PERMITE AO CORPO UMA MOLEZA SUPÉRFLUA; E MANTÉM A VIDA DO CORPO, PROTEGENDO-A DO IMPULSO CARNAL” (MÁXIMO, SÃO: CENTÚRIAS SOBRE A CARIDADE E OUTROS ESCRITOS ESPIRITUAIS. SÃO PAULO: LANDY, 2003. P. 34). ASSIM, O DOM DA PROCRIAÇÃO NÃO É VITAL AO SER HUMANO, NÃO CONSTITUINDO UMA NECESSIDADE. A PERFEITA CASTIDADE ABSTÉM-SE DESTE DOM, VIVENDO A PERPÉTUA CONTINÊNCIA, TENDO EM VISTA OCUPAR-SE MAIS DO BEM DIVINO. E NISSO AUXILIA A CONSTANTE EDUCAÇÃO DO CORPO, PARA QUE TENHA SOMENTE O NECESSÁRIO E NUNCA ATRAIÇOE, COMO MEIO PARA EXERCITAR O CONTROLE DE SI E PODER VIVER FIELMENTE NESTE ESTADO. “O CORAÇÃO DO HOMEM É FEITO PARA AMAR; O SACERDÓCIO OU O ESTADO RELIGIOSO NÃO NOS TIRA ESTE LADO AFETUOSO DA NOSSA NATUREZA, MAS AJUDA-NOS A SOBRENATURALIZÁ-LOS. SE AMARMOS A DEUS COM TODA A ALMA, SE AMARMOS A JESUS SOBRE TODAS AS COISAS, SENTIREMOS MUITO MENOS O DESEJO DE NOS EXPANDIR SOBRE AS CRIATURAS. [...] EM PRESENÇA DAQUELE QUE POSSUI A PLENITUDE DA BELEZA, DA BONDADE E DO PODER, TODAS AS CRIATURAS DESAPARECEM E NÃO TÊM ENCANTO” (TANQUEREY, ADOLPH: A VIDA ESPIRITUAL EXPLICADA E COMENTADA. ANÁPOLIS: ALIANÇA MISSIONÁRIA EUCARÍSTICA MARIANA, 2007. P. 580). A CARIDADE, SENDO FORMA DE TODAS AS VIRTUDES, INFLUENCIA A CASTIDADE, AO FAZÊ-LA UMA DOAÇÃO POR AMOR. “A CASTIDADE LEVA AQUELE QUE A PRATICA A TORNAR-SE PARA O PRÓXIMO UMA TESTEMUNHA DA FIDELIDADE E DA TERNURA DE DEUS” (CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA, 2346). ESTA CARIDADE SE EXPLICA NA EXORTAÇÃO DE SANTO AGOSTINHO ÀS VIRGENS: “AMAI DE TODO CORAÇÃO ‘O MAIS BELO DOS FILHOS DO HOMEM’(SL 44,3). [...] CONTEMPLAI A BELEZA DAQUELE QUE VOS AMA” (AGOSTINHO, SANTO: A SANTA VIRGINDADE. SÃO PAULO: PAULUS, 2000. P. 169 E 170). AINDA SEGUNDO O SANTO, CRISTO SE TORNA PARA ESTAS ALMAS O ESPOSO QUE NÃO VÊM COM OS OLHOS DO CORPO, MAS A QUEM CONTEMPLAM COM OS OLHOS DA FÉ. NA MESMA OBRA, SANTO AGOSTINHO AFIRMA QUE O MEIO MAIS APROPRIADO DE ASSEGURAR A SANTA CASTIDADE É A HUMILDADE. DIZ QUE SE FALA DE “ALGO TÃO SANTO E GRANDE, QUE SE TORNA NECESSÁRIO CUIDAR AO MÁXIMO PARA EVITAR O PERIGO DO ORGULHO”. AO LEMBRAR AS PALAVRAS DA SAGRADA ESCRITURA, QUE DIZEM QUE “QUANTO MAIOR ÉS, MAIS DEVE HUMILHAR-TE EM TODAS AS COISAS, E ACHARÁS GRAÇA DIANTE DE DEUS” (ECLO 3,20), ELE ESCREVE: “COM A CONTINÊNCIA PERPÉTUA E PRINCIPALMENTE A VIRGINDADE É TÃO GRANDE BEM ENTRE OS SANTOS DE DEUS, ESSE DEVEM GUARDA-LO COM A MÁXIMA VIGILÂNCIA, PARA NÃO O VER CORROMPIDO PELA SOBERBA”. “LOGO, A GUARDIÃ DA VIRGINDADE É A CARIDADE, E A MORADA DESSA CARIDADE É A HUMILDADE” (AGOSTINHO, SANTO: A SANTA VIRGINDADE. SÃO PAULO: PAULUS, 2000. P. 141 E 166). OS QUE GUARDAM A PERFEITA CASTIDADE TÊM UM EXEMPLO A SEGUIR, UM REFÚGIO PARA SE ABRIGAREM: A VIRGEM DAS VIRGENS. A SIMPLES MENÇÃO DE NOSSA SENHORA JÁ NOS INSPIRA A UMA VIDA NA SANTA PUREZA. A PERFEITA CASTIDADE É FOMENTADA COM A SÓLIDA E FERVOROSA DEVOÇÃO À SANTA MÃE DE DEUS. AQUELES QUE GUARDAREM A VIRGINDADE OU O CELIBATO NÃO TERÃO FILHOS, MAS SERÃO FECUNDOS PELA CARIDADE. ASSIM, “O QUE É FRUTO DE UMA ÚNICA SANTA VIRGEM É A GLÓRIA DE TODAS AS OUTRAS SANTAS VIRGENS. POIS ELAS TAMBÉM, UNIDAS A MARIA, SÃO MÃES DE CRISTO, SE FIZEREM A VONTADE DO PAI” (AGOSTINHO, SANTO: A SANTA VIRGINDADE. SÃO PAULO: PAULUS, 2000. P. 105). DESTA SANTA VIRGINDADE, FOI GUARDIÃO FIEL SEU CASTÍSSIMO ESPOSO SÃO JOSÉ, DO QUAL SE AFIRMA: “A CASTIDADE DO ESPOSO HAVERIA DE RECEBER IGUALMENTE O QUE PRODUZIRA A CASTIDADE DA ESPOSA”, “À PIEDADE E CARIDADE DE JOSÉ FOI DADO UM FILHO, O NASCIDO DA VIRGEM MARIA, O MESMO QUE É FILHO DE DEUS” (AGOSTINHO, SANTO: SERMÃO 51 EM A VIRGEM MARIA - CEM TEXTOS MARIANOS COM COMENTÁRIOS. SÃO PAULO: PAULUS, 1997. P. 73 E 74). A VIRTUDE DA CASTIDADE NA VOCAÇÃO MATRIMONIAL : DEUS CRIOU A HUMANIDADE, LIVREMENTE NOS CRIOU, HOMEM E MULHER, À SUA IMAGEM E SEMELHANÇA, IGUALMENTE DIGNOS, MAS COM DIFERENÇAS ENTRE SI QUE APENAS ENRIQUECEM A CRIAÇÃO DIVINA. A UNIÃO ENTRE O HOMEM E A MULHER FOI DESDE O INÍCIO FUNDADA POR DEUS: “POR ISSO O HOMEM DEIXA O SEU PAI E SUA MÃE PARA SE UNIR À SUA MULHER; E JÁ NÃO SÃO MAIS QUE UMA SÓ CARNE” (GN 2,24). O AMOR CONJUGAL A QUE AMBOS SÃO CHAMADOS É IMAGEM DO AMOR ABSOLUTO, QUE É DEUS. SE ESTE AMOR É IMITAÇÃO DA PERFEIÇÃO DIVINA, A UNIÃO CONJUGAL NÃO PODE SER SENÃO SANTA E SAGRADA. NÃO FOSSE O MATRIMÔNIO UM BEM, CRISTO JAMAIS O TERIA ELEVADO À DIGNIDADE SACRAMENTAL. ESTE SACRAMENTO “SANTIFICA A UNIÃO LEGÍTIMA DO HOMEM E DA MULHER E LHES CONFERE AS GRAÇAS NECESSÁRIAS PARA CUMPRIREM SEUS DEVERES DE ESTADO” (BOULENGER, A: DOUTRINA CATHOLICA – TERCEIRA PARTE. RIO DE JANEIRO; SÃO PAULO: F.A.P. AZEVEDO, 1927. P. 190). DEUS QUIS COM ESTA UNIÃO FAZER O SER HUMANO PARTICIPANTE DE SEU PODER CRIADOR. OS ESPOSOS COOPERAM NA TRANSMISSÃO DA VIDA COMO NA EDUCAÇÃO DOS FILHOS COM O AMOR DE DEUS CRIADOR. DESDE O ANTIGO TESTAMENTO, O SENHOR DEMONSTRA QUE A UNIÃO MATRIMONIAL É INDISSOLÚVEL. SE PERMITIU QUE EM ALGUNS CASOS SE ROMPESSE, ANTES DA VINDA DE CRISTO, QUE LEVOU A LEI À PERFEIÇÃO, FOI PELA DUREZA DO CORAÇÃO DOS HOMENS (CF. MT 19,8). “A UNIÃO MATRIMONIAL DO HOMEM E DA MULHER, FUNDADA E DOTADA DE LEIS PRÓPRIAS PELO CRIADOR, ESTÁ POR SUA NATUREZA ORDENADA À COMUNHÃO E AO BEM DOS CÔNJUGES E À GERAÇÃO E BEM DOS FILHOS. SEGUNDO O DESÍGNIO ORIGINÁRIO DE DEUS, A UNIÃO MATRIMONIAL É INDISSOLÚVEL, COMO AFIRMA JESUS CRISTO: «O QUE DEUS UNIU NÃO O SEPARE O HOMEM» (MC 10,9)” (COMPÊNDIO DO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA, 338). TENDO DITO JESUS QUE “QUEM REPUDIA SUA MULHER E SE CASA COM OUTRA, COMETE ADULTÉRIO CONTRA A PRIMEIRA. E SE A MULHER REPUDIA O MARIDO E SE CASA COM OUTRO, COMETE ADULTÉRIO” (MC 10,11-12), AS “LEIS DA IGREJA” SOBRE A INDISSOLUBILIDADE DO MATRIMÔNIO SÃO APENAS SEGUIMENTO DO MANDAMENTO QUE ELE PRÓPRIO DEIXOU. A IGREJA NÃO SE ISENTA DIANTE DA REALIDADE, E VÊ COM ZELO, COMO MÃE PROTETORA QUE É, AQUELES QUE, POR MOTIVOS DIVERSOS, ACABAM POR DIVORCIAR-SE. ESTAS PESSOAS NÃO TÊM PORQUE ACHAR QUE, COM ISSO, NUNCA MAIS SERÃO FELIZES. A FELICIDADE NÃO DEPENDERÁ DO MATRIMÔNIO EM SI MESMO, MAS SIM DE FAZER A VONTADE DE DEUS EM SUAS VIDAS. CADA QUAL EM SEU ESTADO, SE PERMANECER COM CRISTO, ENCONTRARÁ A VERDADEIRA FELICIDADE. SENDO ASSIM, A IGREJA POR FIDELIDADE ÀS PALAVRAS DE CRISTO, NÃO PODE RECONHECER COMO VÁLIDA UMA SEGUNDA UNIÃO MATRIMONIAL, SE A PRIMEIRA FOI VÁLIDA. AOS QUE VIVEM EM SITUAÇÃO DE SEGUNDA UNIÃO, “A IGREJA ENCORAJA ESTES FIÉIS A ESFORÇAREM-SE POR VIVER A SUA RELAÇÃO SEGUNDO AS EXIGÊNCIAS DA LEI DE DEUS, COMO AMIGOS, COMO IRMÃO E IRMÃ; DESTE MODO PODERÃO NOVAMENTE ABEIRAR-SE DA MESA EUCARÍSTICA, COM OS CUIDADOS PREVISTOS POR UMA COMPROVADA PRÁTICA ECLESIAL” (SUA SANTIDADE O PAPA BENTO XVI, EXORTAÇÃO APOSTÓLICA SACRAMENTUM CARITATIS). JÁ DESDE JOVENS E AINDA SEM O COMPROMISSO DO CASAMENTO SELADO, AQUELES QUE TÊM A VOCAÇÃO MATRIMONIAL SÃO EXORTADOS A VIVER A CASTIDADE, QUE ANTES DO MATRIMÔNIO SE DARÁ NA CONTINÊNCIA, E A RESPEITAR ESTE SACRAMENTO. SOBRE ISSO SÃO DE MUITO PROVEITO AS PALAVRAS DO SANTO PADRE, O PAPA BENTO XVI, QUANDO SE ENCONTROU COM OS JOVENS NO BRASIL. DISSE-LHES: “TENDE, SOBRETUDO, UM GRANDE RESPEITO PELA INSTITUIÇÃO DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO. NÃO PODERÁ HAVER VERDADEIRA FELICIDADE NOS LARES SE, AO MESMO TEMPO, NÃO HOUVER FIDELIDADE ENTRE OS ESPOSOS. O MATRIMÔNIO É UMA INSTITUIÇÃO DE DIREITO NATURAL, QUE FOI ELEVADO POR CRISTO À DIGNIDADE DE SACRAMENTO; É UM GRANDE DOM QUE DEUS FEZ À HUMANIDADE. RESPEITAI-O, VENERAI-O. AO MESMO TEMPO, DEUS VOS CHAMA A RESPEITAR-VOS TAMBÉM NO NAMORO E NO NOIVADO, POIS A VIDA CONJUGAL QUE, POR DISPOSIÇÃO DIVINA, ESTÁ DESTINADA AOS CASADOS É SOMENTE FONTE DE FELICIDADE E DE PAZ NA MEDIDA EM QUE SOUBERDES FAZER DA CASTIDADE, DENTRO E FORA DO MATRIMÔNIO, UM BALUARTE DAS VOSSAS ESPERANÇAS FUTURAS. [...] REQUER ESPÍRITO DE SACRIFÍCIO E DE RENÚNCIA POR UM BEM MAIOR, QUE É PRECISAMENTE O AMOR DE DEUS SOBRE TODAS AS COISAS. PROCURAI RESISTIR COM FORTALEZA ÀS INSÍDIAS DO MAL EXISTENTE EM MUITOS AMBIENTES, QUE VOS LEVA A UMA VIDA DISSOLUTA, PARADOXALMENTE VAZIA, AO FAZER PERDER O BEM PRECIOSO DA VOSSA LIBERDADE E DA VOSSA VERDADEIRA FELICIDADE. O AMOR VERDADEIRO PROCURARÁ SEMPRE MAIS A FELICIDADE DO OUTRO, PREOCUPAR-SE-Á CADA VEZ MAIS DELE, DOAR-SE-Á E DESEJARÁ EXISTIR PARA O OUTRO E, POR ISSO, SERÁ SEMPRE MAIS FIEL, INDISSOLÚVEL E FECUNDO”. AS DIFICULDADES DA VIVÊNCIA DA CASTIDADE NA VOCAÇÃO MATRIMONIAL, NÃO SE RESUMEM À FIDELIDADE ENTRE OS ESPOSOS. DENTRO DA PRÓPRIA RELAÇÃO CONJUGAL É NECESSÁRIA A GUARDA CONSTANTE DESTA VIRTUDE. “OS ATOS COM OS QUAIS OS CÔNJUGES SE UNEM ÍNTIMA E CASTAMENTE SÃO HONESTOS E DIGNOS. QUANDO REALIZADOS DE MANEIRA VERDADEIRAMENTE HUMANA, SIGNIFICAM E FAVORECEM A MÚTUA DOAÇÃO PELA QUAL OS ESPOSOS SE ENRIQUECEM COM O CORAÇÃO ALEGRE E AGRADECIDO.’ A SEXUALIDADE É FONTE DE ALEGRIA E DE PRAZER: O PRÓPRIO CRIADOR... ESTABELECEU QUE NESTA FUNÇÃO (I. E, DE GERAÇÃO) OS ESPOSOS SENTISSEM PRAZER E SATISFAÇÃO DO CORPO E DO ESPÍRITO. PORTANTO, OS ESPOSOS NÃO FAZEM NADA DE MAL EM PROCURAR ESTE PRAZER E EM GOZÁ-LO. ELES ACEITAM O QUE O CRIADOR LHES DESTINOU. CONTUDO, OS ESPOSOS DEVEM SABER MANTER-SE NOS LIMITES DE UMA MODERAÇÃO JUSTA” (CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA, 2362). CONSCIENTE DOS FINS DO MATRIMÔNIO, PROCRIATIVO E UNITIVO, DEVE AINDA O CASAL CUIDAR PARA QUE ESTES NÃO SEJAM DISSOCIADOS, DETURPANDO A RELAÇÃO CONJUGAL. NESTE SENTIDO, NA EXORTAÇÃO APOSTÓLICA FAMILIARIS CONSORTIO, SUA SANTIDADE O PAPA JOÃO PAULO II AFIRMOU A TOTALIDADE DA DOAÇÃO MÚTUA QUE DEVE TER O CASAL: “ESTA TOTALIDADE, PEDIDA PELO AMOR CONJUGAL, CORRESPONDE TAMBÉM ÀS EXIGÊNCIAS DE UMA FECUNDIDADE RESPONSÁVEL, QUE, ORIENTADA COMO ESTÁ PARA A GERAÇÃO DE UM SER HUMANO, SUPERA, POR SUA PRÓPRIA NATUREZA, A ORDEM PURAMENTE BIOLÓGICA, E ABARCA UM CONJUNTO DE VALORES PESSOAIS, PARA CUJO CRESCIMENTO HARMONIOSO É NECESSÁRIO O ESTÁVEL E CONCORDE CONTRIBUTO DOS PAIS”. ASSIM SENDO, TODO ATO QUE VISE POR VIAS ARTIFICIAIS IMPEDIR O FIM PROCRIATIVO DO ATO CONJUGAL, É GRAVE OFENSA A DEUS, POR DESVIRTUAR O FIM PRIMORDIAL DESTA UNIÃO, IMPRESSO PELO PRÓPRIO DEUS DESDE A CRIAÇÃO, QUE É A GERAÇÃO DE FILHOS. AOS ESPOSOS É APENAS LÍCITO ESPAÇAR O NASCIMENTO DOS FILHOS POR JUSTA CAUSA, O QUE SE DARÁ SOMENTE ATRAVÉS DOS MEIOS NATURAIS QUE DISPÕEM. ISSO EXIGIRÁ, CERTAS VEZES, PERÍODOS DE CONTINÊNCIA, NÃO DEIXANDO UM PESADO FARDO APENAS SOBRE UM DOS CÔNJUGES. EXIGE CUMPLICIDADE, AMOR E RESPEITO, FORTALECENDO OS LAÇOS DO MATRIMÔNIO, QUE NÃO SE RESUMEM AO ATO SEXUAL, “O QUE NÃO CONSEGUIRÁ SENÃO QUEM HOUVER TOMADO O HÁBITO DE SUBORDINAR O PRAZER AO DEVER E DE BUSCAR NA RECEPÇÃO FREQÜENTE DOS SACRAMENTOS REMÉDIO PARA OS APETITES VIOLENTOS DA CONCUPISCÊNCIA” (TANQUEREY, ADOLPH: A VIDA ESPIRITUAL EXPLICADA E COMENTADA. ANÁPOLIS: ALIANÇA MISSIONÁRIA EUCARÍSTICA MARIANA, 2007. P. 571). PARA ASSEGURAR A VIVÊNCIA DA CASTIDADE, CONTAM OS ESPOSOS COM AS GRAÇAS ESPECÍFICAS CONCEDIDAS PELO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO. ALÉM DISSO, DEVEM BUSCAR A PRÁTICA CONJUNTA DE UMA VERDADEIRA DEVOÇÃO, ESPECIALMENTE ATRAVÉS DA ORAÇÃO EM COMUM, POIS POR MEIO DA ORAÇÃO PODERÃO OBTER GRAÇAS PARA SUPERAR TODAS AS DIFICULDADES E PARA NUTRIR EFICAZMENTE ESTA E TODAS AS DEMAIS VIRTUDES. TERÃO AINDA O AUXÍLIO DOS DEMAIS SACRAMENTOS, OS QUAIS FORTALECEM O CRISTÃO NA PRÁTICA DAS VIRTUDES. TUDO ISSO SE RESUME NAS PALAVRAS DE SÃO PAULO, AO DIZER QUE A RELAÇÃO ENTRE OS ESPOSOS DEVE SER COMO A DE CRISTO COM SUA IGREJA (CF. EF 5, 22-30). QUE AS MULHERES SE SUBMETAM AOS SEUS MARIDOS, NÃO NUMA RELAÇÃO DE ESCRAVIDÃO, MAS DE CONFIANÇA E AMOR, TAL QUAL A IGREJA SE SUBMETE A CRISTO. E QUE O MARIDO SE ENTREGUE POR SUA ESPOSA, E A AME COMO CRISTO AMOU A IGREJA - SOCIEDADE CATÓLICA

LITURGIA DO DIA 15 DE DEZEMBRO DE 2011
PRIMEIRA LEITURA: ISAÍAS 54, 1-10


III SEMANA DO ADVENTO - (ROXO, PREF. DO ADVENTO I - OFÍCIO DO DIA) - LEITURA DO LIVRO DO PROFETA ISAÍAS - 1DÁ GRITOS DE ALEGRIA, ESTÉRIL, TU QUE NÃO TENS FILHOS; ENTOA CÂNTICOS DE JÚBILO, TU QUE NÃO DÁS À LUZ, PORQUE OS FILHOS DA DESAMPARADA SERÃO MAIS NUMEROSOS DO QUE OS DA MULHER CASADA, DECLARA O SENHOR. 2AMPLIA O ESPAÇO DA TUA TENDA, DESDOBRA SEM CONSTRANGIMENTO AS TELAS QUE TE ABRIGAM, ALONGA TUAS CORDAS, CONSOLIDA TUAS ESTACAS, 3POIS DEVERÁS ESTENDER-TE À DIREITA E À ESQUERDA; TEUS DESCENDENTES VÃO INVADIR AS NAÇÕES, POVOAR AS CIDADES DESERTAS. 4NADA TEMAS, NÃO SERÁS DESAPONTADA. NÃO TE SINTAS PERTURBADA, NÃO TERÁS DO QUE TE ENVERGONHAR, PORQUE VAIS ESQUECER-TE DA VILEZA DE TUA MOCIDADE. JÁ NÃO TE LEMBRARÁS DO OPRÓBRIO DE TUA VIUVEZ, 5POIS TEU ESPOSO É O TEU CRIADOR: CHAMA-SE O SENHOR DOS EXÉRCITOS; TEU REDENTOR É O SANTO DE ISRAEL: CHAMA-SE O DEUS DE TODA A TERRA. 6COMO UMA MULHER ABANDONADA E AFLITA, EU TE CHAMO. PODE-SE REPUDIAR UMA MULHER DESPOSADA NA JUVENTUDE? - DIZ O SENHOR TEU DEUS. 7POR UM MOMENTO EU TE HAVIA ABANDONADO, MAS COM PROFUNDA AFEIÇÃO EU TE RECEBO DE NOVO. 8NUM ACESSO DE CÓLERA VOLVI DE TI MINHA FACE. MAS NO MEU ETERNO AMOR, TENHO COMPAIXÃO DE TI. 9VOU FAZER HOJE COMO NO TEMPO DE NOÉ: TAL COMO JUREI ENTÃO QUE O DILÚVIO DE NOÉ NÃO MAIS SE ABATERIA SOBRE A TERRA, DO MESMO MODO FAÇO JURAMENTO DE NÃO MAIS ME IRRITAR CONTRA TI, E DE NUNCA MAIS TE ATEMORIZAR. 10MESMO QUE AS MONTANHAS OSCILASSEM E AS COLINAS SE ABALASSEM, JAMAIS MEU AMOR TE ABANDONARÁ E JAMAIS MEU PACTO DE PAZ VACILARÁ, DIZ O SENHOR QUE SE COMPADECEU DE TI. - PALAVRA DO SENHOR


SALMO RESPONSORIAL (SALMO 29)


REFRÃO: EU VOS EXALTO, Ó SENHOR, PORQUE VÓS ME LIVRASTES!
1. EU VOS EXALTAREI, SENHOR, PORQUE ME LIVRASTES, NÃO PERMITISTES QUE EXULTASSEM SOBRE MIM MEUS INIMIGOS. - R.
2. SENHOR, MINHA ALMA FOI TIRADA POR VÓS DA HABITAÇÃO DOS MORTOS; DENTRE OS QUE DESCEM PARA O TÚMULO, VÓS ME SALVASTES. - R.
3. Ó VÓS, FIÉIS DO SENHOR, CANTAI SUA GLÓRIA, DAI GRAÇAS AO SEU SANTO NOME. PORQUE A SUA INDIGNAÇÃO DURA APENAS UM MOMENTO, ENQUANTO SUA BENEVOLÊNCIA É PARA TODA A VIDA. PELA TARDE, VEM O PRANTO, MAS, DE MANHÃ, VOLTA A ALEGRIA. - R.
4. OUVI-ME, SENHOR, E TENDE PIEDADE DE MIM; SENHOR, VINDE EM MINHA AJUDA. - R.
5. VÓS CONVERTESTES O MEU PRANTO EM PRAZER, TIRASTES MINHAS VESTES DE PENITÊNCIA E ME CINGISTES DE ALEGRIA. - R.
6. ASSIM, MINHA ALMA VOS LOUVARÁ SEM CALAR JAMAIS. SENHOR, MEU DEUS, EU VOS BENDIREI ETERNAMENTE. - R.


EVANGELHO: LUCAS 7, 24-30


PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO, SEGUNDO LUCAS - NAQUELE TEMPO, 24DEPOIS QUE SE RETIRARAM OS MENSAGEIROS DE JOÃO, ELE COMEÇOU A FALAR DE JOÃO AO POVO: QUE FOSTES VER NO DESERTO? UM CANIÇO AGITADO PELO VENTO? 25MAS QUE FOSTES VER? UM HOMEM VESTIDO DE ROUPAS FINAS? MAS OS QUE VESTEM ROUPAS PRECIOSAS E VIVEM NO LUXO ESTÃO NOS PALÁCIOS DOS REIS. 26MAS, ENFIM, QUE FOSTES VER? UM PROFETA? SIM, DIGO-VOS, E MAIS DO QUE PROFETA. 27ESTE É AQUELE DE QUEM ESTÁ ESCRITO: EIS QUE ENVIO O MEU MENSAGEIRO ANTE A TUA FACE; ELE PREPARARÁ O TEU CAMINHO DIANTE DE TI (ML 3,1). 28POIS VOS DIGO: ENTRE OS NASCIDOS DE MULHER NÃO HÁ MAIOR QUE JOÃO. ENTRETANTO, O MENOR NO REINO DE DEUS É MAIOR DO QUE ELE. 29OUVINDO-O TODO O POVO, E MESMO OS PUBLICANOS, DERAM RAZÃO A DEUS, FAZENDO-SE BATIZAR COM O BATISMO DE JOÃO. 30OS FARISEUS, PORÉM, E OS DOUTORES DA LEI, RECUSANDO O SEU BATISMO, FRUSTRARAM O DESÍGNIO DE DEUS A SEU RESPEITO. - PALAVRA DA SALVAÇÃO

MENSAGEM DO DIA 14 DE ABRIL DE 1982 - “DEVEIS SABER QUE O DEMÔNIO EXISTE. ELE UM DIA SE APRESENTOU DIANTE DO TRONO DE DEUS E PEDIU PERMISSÃO PARA TENTAR A IGREJA POR UM CERTO PERÍODO COM A INTENÇÃO DE DESTRUÍ-LA. DEUS PERMITIU AO DEMÔNIO DE PÔR A IGREJA À PROVA POR UM SÉCULO, MAS ACRESCENTOU: ‘TU NÃO A DESTRUIRÁS!’ ESTE SÉCULO NO QUAL VÓS VIVEIS ESTÁ SOB O PODER DO DEMÔNIO, MAS, QUANDO SE REALIZARÃO OS SEGREDOS QUE EU VOS FORAM CONFIADOS, O SEU PODER SERÁ DESTRUÍDO. AGORA MESMO ELE JÁ COMEÇA A PERDER O SEU PODER E POR ESSA RAZÃO ELE TORNOU-SE AINDA MAIS AGRESSIVO: DESTRÓI OS CASAMENTOS, LEVANTA DISCÓRDIAS ENTRE AS ALMAS CONSAGRADAS, CAUSA POSSESSÃO E PROVOCA HOMICÍDIOS. PROTEGEI-VOS, POIS, COM O JEJUM E A ORAÇÃO, SOBRETUDO COM A ORAÇÃO COMUNITÁRIA. CARREGAI CONVOSCO OBJETOS BENTOS E COLOCAI-OS TAMBÉM EM VOSSAS CASAS. RETOMAI O USO DA ÁGUA BENTA!” - MENSAGEM DE NOSSA SENHORA EM MEDJUGORJE
A IGREJA CATÓLICA CELEBRA HOJE , SANTA CRISTIANA - A VIDA DE SANTA CRISTIANA É UM GRANDE TESTEMUNHO DE QUE NADA É COINCIDÊNCIA, MAS TUDO É PROVIDÊNCIA. OS GEORGIANOS CONSIDERAM-NA O INSTRUMENTO PROVIDENCIAL DA SUA CONVERSÃO. ELA ERA UMA ESCRAVA QUE VIVIA NA GRÉCIA NOS PRINCÍPIOS DO SÉCULO IV. TERIA SIDO LEVADA CATIVA PARA ESSA TERRA POR GUERREIROS VITORIOSOS OU TERIA LÁ PROCURADO VOLUNTARIAMENTE ASILO, FUGINDO DA PERSEGUIÇÃO QUE SE DESENCADEARA NA SUA PÁTRIA? NINGUÉM SABIA QUAL ERA SUA VERDADEIRA ORIGEM; SÓ A CONHECIAM PELO NOME DE CRISTIANA OU NINA (CRISTÃ). ERA HUMILDE E CARIDOSA E FAZIA-SE ESTIMAR. QUANDO ALGUMA CRIANÇA CAÍA DOENTE NESSAS REGIÕES, A MÃE LEVAVA-A DE PORTA EM PORTA, A FIM DE CONSULTAR AS VIZINHAS SOBRE OS MELHORES REMÉDIOS A APLICAR. UM DIA, FOI TER COM ELA UMA POBRE MULHER, LEVANDO NOS BRAÇOS UM MENINO MORIBUNDO. AO VÊ-LO, A SANTA, CUJA MEMÓRIA A IGREJA CELEBRA HOJE, DISSE: "EU NÃO POSSO FAZER NADA, MAS DEUS TODO-PODEROSO PODE RESTITUIR-LHE A SAÚDE, SE FOR ESSA A SUA VONTADE". DEITOU O MORIBUNDO NO SEU PRÓPRIO CATRE, COBRIU-O COM O SEU CILÍCIO, OROU A DEUS EM NOME DE CRISTO E, A SEGUIR, RESTITUIU À MÃE O FILHO CURADO. A FAMA DESSE MILAGRE CHEGOU AOS OUVIDOS DA RAINHA DA GEÓRGIA, QUE ESTAVA PRESTES A MORRER DE UMA DOENÇA DESCONHECIDA. PEDIU ELA QUE LHE CHAMASSEM NINA, MAS ESTA, CUJA INOCÊNCIA JÁ TINHA CORRIDO MUITOS PERIGOS, RESPONDEU: "O MEU LUGAR NÃO É EM PALÁCIO". FOI ENTÃO A RAINHA TER COM A ESCRAVA E RECUPEROU A SAÚDE. TANTO ELA COMO O REI MIRIAN QUISERAM RECOMPENSÁ-LA COM RICOS PRESENTES, MAS CRISTIANA OS RECUSOU DIZENDO: "A ÚNICA COISA QUE ME FARIA FELIZ SERIA VER-VOS ABRAÇAR A RELIGIÃO CRISTÃ". MIRIAN LEVOU MUITO TEMPO A TOMAR ESSA DECISÃO, MAS UM DIA, CORRENDO GRAVE PERIGO NUMA CAÇADA ÀS FERAS, PROMETEU QUE, SE ESCAPASSE ILESO, SE TORNARIA CRISTÃO. SABE-SE EFETIVAMENTE QUE, CERCA DO ANO DE 325, ELE PEDIU A CONSTANTINO QUE LHE ENVIASSE MISSIONÁRIOS. O IMPERADOR ENVIOU-LHE O BISPO PEDRO E O SACERDOTE JACOB, QUE BATIZARAM "TODOS OS HABITANTES DA SUA CAPITAL", LANÇANDO ASSIM OS FUNDAMENTOS DO CRISTIANISMO NESSE PAÍS. SANTA CRISTIANA, ROGAI POR NÓS!



Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by