Sexta Feira II Semana do Advento

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011




LAUDES
V. Vinde, ó Deus em meu auxílio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.



Hino
Em meio à treva escura,
ressoa clara voz.
Os sonhos maus se afastem,
refulja o Cristo em nós.
Despertem os que dormem
feridos de pecado.
Um novo sol já brilha,
o mal vai ser tirado.
Do céu desce o Cordeiro
Que traz a salvação.
Choremos e imploremos
Das culpas o perdão.
E ao vir julgar o mundo
No dia do terror,
Não puna tantas culpas,
Mas venha com amor.
Ao Pai e ao seu Filho
poder e majestade,
e glória ao Santo Espírito
por toda a eternidade.



Salmo 50(51)
Tende piedade,ó meu Deus!
Renovai o vosso espírito e a vossa mentalidade. Revesti o homem novo (Ef 4,23-24).

Ant.1 Ó Senhor, não desprezeis um coração arrependido!

- Tende piedade, ó meu Deus, misericórdia!
Na imensidão de vosso amor, purificai-me!
- Lavai-me todo inteiro do pecado,
e apagai completamente a minha culpa!
- Eu reconheço toda a minha iniqüidade,
o meu pecado está sempre à minha frente.
- Foi contra vós, só contra vós, que eu pequei,
e pratiquei o que é mau aos vossos olhos!
- Mostrais assim quanto sois justo na sentença,
e quanto é reto o julgamento que fazeis.
- Vede, Senhor, que eu nasci na iniqüidade
e pecador já minha mãe me concebeu.
- Mas vós amais os corações que são sinceros,
na intimidade me ensinais sabedoria.
- Aspergi-me e serei puro do pecado,
e mais branco do que a neve ficarei.
- Fazei-me ouvir cantos de festa e de alegria,
e exultarão estes meus ossos que esmagastes.
- Desviai o vosso olhar dos meus pecados
e apagai todas as minhas transgressões!
- Criai em mim um coração que seja puro,
dai-me de novo um espírito decidido.
- Ó Senhor, não me afasteis de vossa face,
nem retireis de mim o vosso Santo Espírito!
- Dai-me de novo a alegria de ser salvo
e confirmai-me com espírito generoso!
- Ensinarei vosso caminho aos pecadores,
e para vós se voltarão os transviados.
- Da morte como pena, libertai-me,
e minha língua exaltará vossa justiça!
- Abri meus lábios, ó Senhor, para cantar,
e minha boca anunciará vosso louvor!
- Pois não são de vosso agrado os sacrifícios,
e, se oferto um holocausto, o rejeitais.
- Meu sacrifício é minha alma penitente,
não desprezeis um coração arrependido!
- Sede benigno com Sião, por vossa graça,
reconstruí Jerusalém e os seus muros!
- E aceitareis o verdadeiro sacrifício,
os holocaustos e oblações em vosso altar!
- Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém

Ant. Ó Senhor, não desprezeis um coração arrependido.

Cântico Hab 3,2-4.13a.15-19
Deus há de vir para julgar
Erguei a cabeça, porque a vossa libertação está próxima (Lc 21,28).

Ant.2 Ó Senhor, mesmo na cólera, lembrai-vos de ter misericórdia.

- Eu ouvi vossa mensagem, ó Senhor,
e enchi-me de temor.
- Manifestai a vossa obra pelos tempos
e tornai-a conhecida.
- Ó Senhor, mesmo na cólera, lembrai-vos
de ter misericórdia!
- Deus virá lá das montanhas de Temã,
e o Santo, de Farã.
- O céu se enche com a sua majestade,
e a terra, com sua glória.
- Seu esplendor é fulgurante como o sol,
saem raios de suas mãos.
- Nelas se oculta o seu poder como num véu,
seu poder vitorioso.
- Para salvar o vosso povo vós saistes,
para salvar o vosso Ungido.
- E lançastes pelo mar vossos cavalos
no turbilhão das grandes águas.
- Ao ouvi-lo estremeceram-me as entranhas
e tremeram os meus lábios.
- A cárie penetrou-me até os ossos,
e meus passos vacilaram.
- Confiante espero o dia da aflição,
que virá contra o opressor.
- Ainda que a figueira não floresça
nem a vinha dê seus frutos,
- a oliveira não de mais o seu azeite,
nem os campos, a comida;
- mesmo que faltem as ovelhas nos apriscos
e o gado nos currais:
- mesmo assim eu me alegro no Senhor,
exulto em Deus, meu Salvador!
- O meu Deus e meu Senhor é minha força
e me faz ágil como a corça;
- para as alturas me conduz com segurança
ao cântico de salmos.
- Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém

Ant. Ó Senhor, mesmo na cólera, lembrai-vos de ter misericórdia.

Salmo 147(147 B)
Restauração de Jerusalém
Vem! Vou mostrar-te a noiva, a esposa do Cordeiro! (Ap 21,9).

Ant.3 Glorifica o Senhor, Jerusalém; ó Sião, canta louvores ao teu Deus!

- Glorifica o Senhor, Jerusalém!
Ó Sião,canta louvores ao teu Deus!
- Pois reforçou com segurança as tuas portas,
e os teus filhos em teu seio abençoou;
- a paz em teus limites garantiu
e te dá como alimento a flor do trigo.
- Ele envia suas ordens para a terra,
e a palavra que ele diz corre veloz;
- ele faz cair a neve como lã
espalha a geada como cinza.
- Como de pão lança as migalhas do granizo,
a seu frio as águas ficam congeladas.
- Ele envia sua palavra e as derrete,
sopra o vento e de novo as águas correm.
- Anuncia a Jacó sua palavra,
seus preceitos e suas leis a Israel.
- Nenhum povo recebeu tanto carinho,
a nenhum outro revelou os seus preceitos.
- Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém

Ant. Glorifica o Senhor, Jerusalém; ó Sião, canta louvores ao teu Deus!

Leitura Breve Jr 30,21a.22
Eis que diz o Senhor: Para chefe será escolhido um dos seus, e o soberano sairá do seu meio; eu o incitarei, e ele se aproximará de mim. Sereis meu povo e eu serei vosso Deus.

Responsório breve
R. Que o universo rejubile e dê gritos de alegria:
* Pois o Senhor há de chegar! R. Que o universo.
V. Justiça e paz se abraçarão.
* Pois o Senhor. Glória ao Pai. R. Que o universo.

Cântico evangélico (Benedictus)
Lc 1,68-79

Ant. Dizei: Vós que estais desanimados, tende ânimo, coragem! Não temas! Eis que vem o Senhor e nosso Deus!

O Messias e seu precursor
- Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;
- e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,
- como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,
- para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.
- Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança
- e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,
= a, ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele
enquanto perdurarem nossos dias.
= Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,
- anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados,
- pela bondade, e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,
- para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados
- e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.
- Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém

Ant. Dizei: Vós que estais desanimados, tende ânimo, coragem! Não temas! Eis que vem o Senhor e nosso Deus!

Preces
Oremos, irmãos diletos, a Cristo nosso Redentor, que veio ao mundo para nossa justificação; e digamos com alegria:
R. Vinde, Senhor Jesus!

Senhor Jesus Cristo, cujo nascimento segundo a carne foi anunciado pelos antigos profetas,
- dai novo vigor às virtudes que fizestes nascer em nosso coração. R.
A nós que anunciamos ao mundo vossa redenção,
- concedei a salvação e a paz. R.
Vós, que viestes salvar os corações atribulados,
- curai as enfermidades do vosso povo. R.
Vós, que viestes reconciliar o mundo com o Pai,
- livrai-nos de toda condenação quando voltardes como juiz no último dia. R.



(intenções livres)
Pai nosso...
Oração
Ó Deus onipotente, dai ao vosso povo esperar vigilante a chegada do vosso Filho, para que, instruídos pelo próprio Salvador, corramos ao seu encontro com nossas lâmpadas acesas. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora
Não havendo presbítero ou diácono e na recitação individual:
V. O Senhor nos abençoe, nos livre de todo mal e nos conduza à vida eterna.
R. Amém.

Se um presbítero ou diácono preside o Ofício:
V. O Senhor esteja convosco.
R. Ele está no meio de nós.
V. Abençoe-vos Deus todo poderoso, Pai e Filho e Espírito Santo.
R. Amém.
V. Ide em paz e o Senhor vos acompanhe.
R. Graças a Deus

VÉSPERAS
V. Vinde, ó Deus, em meu auxílio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia

Hino
Eterna luz dos homens,
dos astros Criador,
ouvi as nossas preces,
de todos Redentor.
Ao ver compadecido
do mundo a perdição,
em vosso amor viestes
trazer-lhe a salvação.
Se sombra do pecado
a tudo escurecia,
Esposo, vós saístes
do seio de Maria.
Ao simples ecoar
do vosso nome eterno,
joelhos vão dobrando
o céu, a terra, o inferno.
Um dia voltareis,
Juiz e Rei de tudo.
Oh daí-nos hoje a graça,
na tentação escudo.
Ao Pai e ao Filho glória,
ao Espírito também,
louvor, honra e vitória,
Agora e sempre. Amém

Salmo 114(116 A)
Ação de graças
É preciso que passemos por muitos sofrimentos para entrar no Reino de Deus (At 14,22).

Ant.1 Libertai minha vida da morte, e meus pés do tropeço, Senhor!

- Eu amo o Senhor, porque ouve
o grito da minha oração.
- Inclinou para mim seu ouvido,
no dia em que eu o invoquei.
- Prendiam-me as cordas da morte,
apertavam-me os laços do abismo;
= invadiam-me angústia e tristeza:
eu então invoquei o Senhor:
"Salvai, ó Senhor, minha vida!"
- O Senhor é justiça e bondade,
nosso Deus é amor-compaixão.
- É o Senhor quem defende os humildes:
eu estava oprimido, e salvou-me.
- Ó minh´ alma, retorna à tua paz,
o Senhor é quem cuida de ti!
= Libertou minha vida da morte,
enxugou de meus.olhos o pranto
e livrou os meus pés do tropeço.
- Andarei na presença de Deus,
junto a ele na terra dos vivos.
- Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Libertai minha vida da morte, e meus pés do tropeço, Senhor!
e fez a terra.

Salmo 120(121)
Deus protetor de seu povo
Nunca mais terão fome nem sede. Nem os molestará o sol nem algum calor ardente (Ap 7,16).

Ant.2 Do Senhor é que me vem o meu socorro, do Senhor que fez o céu
- Eu levanto os meus olhos para os montes:
de onde pode vir o meu socorro?
- "Do Senhor é que me vem o meu socorro,
do Senhor que fez o céu e fez a terra!"
- Ele não deixa tropeçarem os meus pés,
e não dorme quem te guarda e te vigia.
- Oh! não! ele não dorme nem cochila,
aquele que é o guarda de Israel!
- O Senhor é o teu guarda, o teu vigia,
e uma sombra protetora à tua direita.
- Não vai ferir-te o sol durante o dia,
nem a lua através de toda a noite.
- O Senhor te guardará de todo o mal,
ele mesmo vai cuidar da tua vida!
- Deus te guarda na partida e na chegada.
Ele te guarda desde agora e para sempre!
- Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Do Senhor é que me vem o meu socorro, do Senhor que fez o céu e fez a terra.

Cântico Ap 15,3-4
Hino de adoração

Ant.3 Vossos caminhos são verdade, são justiça, ó Rei dos povos todos do universo!

- Como são grandes e admiráveis vossas obras,
ó Senhor e nosso Deus onipotente!
- Vossos caminhos são verdade, são justiça,
ó Rei dos povos todos do universo!
(R. São grandes vossas obras, ó Senhor!)
= Quem, Senhor, não haveria de temer-vos,
e quem não honraria o vosso nome?
Pois somente vós, Senhor, é que sois Santo! (R.)
= As nações todas hão de vir perante vós,
e prostradas haverão de adorar-vos,
pois vossas justas decisões são manifestas! (R.)
- Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Vossos caminhos são verdade, são justiça, ó Rei dos povos todos do universo!

Leitura Breve 2Pd 3,8b-9
Para o Senhor, um dia é como mil anos e mil anos como um dia. O senhor não tarda a cumprir sua promessa, como pensam alguns, achando que demora. Ele está usando de paciência para convosco. Pois não deseja que alguém se perca. Ao contrário, quer que todos venham a converter-se.

Responsório breve
R. Nossa alma espera no Senhor,
* Nele se alegra o nosso coração. R. Nossa alma.
V. Sua glória habitará em nossa terra. * Nele se alegra.
Glória ao Pai. R. Nossa alma.

Cântico evangélico (Magnificat)
Lc 1,46-55
A alegria da alma no Senhor

Ant. Com alegria bebereis das águas abundantes do manancial do Salvador.

- A minh´alma engrandece ao Senhor,
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador,
- pois, ele viu a pequenez de sua serva,
eis que agora as gerações hão de chamar-me de bendita.
- O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
- Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam.
- Demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos.
- Derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou.
- De bens saciou os famintos
e despediu, sem nada, os ricos.
- Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,
- como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.
- Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Com alegria bebereis das águas abundantes do manancial do Salvador.

Preces
Roguemos, irmãos e irmãs, a Cristo nosso Redentor, que veio à terra para anunciar a Boa-nova aos pobres; e lhe digamos com fervor:
R. Manifestai, Senhor, a todos a vossa glória!
Manifestais-vos, Senhor, a todos que ainda não vos conhecem,
- para que também eles vejam vossa salvação. R.
Seja o vosso nome anunciado até os confins da terra,
- para que todos encontrem vosso caminho. R.
Vós, que viestes, a primeira vez, para remir o mundo de seus pecados,
- vinde novamente para que não se percam os que creêm em vós. R.
Conservai e protegei, com poder da vossa graça,
- a liberdade que nos destes com a vossa redenção. R.
(intenções livres)
Vós, que viestes do céu à terra para nascer segundo a carne, e de novo haveis de vir para julgar os vivos e os mortos,
- dai aos defuntos a recompensa eterna, quando vierdes no último dia. R.

Pai nosso...

Oração
Ó Deus onipotente, dai ao vosso povo esperar vigilante a chegadado vosso Filho, para que, instruídos pelo próprio Salvador, corramos ao seu encontro com nossas lâmpadas acesas. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora
Não havendo presbítero ou diácono e na recitação individual:
V. O Senhor nos abençoe, nos livre de todo mal e nos conduza à vida eterna.
R. Amém.

Se um presbítero ou diácono preside o Ofício:
V. O Senhor esteja convosco.
R. Ele está no meio de nós.
V. Abençoe-vos Deus todo poderoso, Pai e Filho e Espírito Santo.
R. Amém.
V. Ide em paz e o Senhor vos acompanhe.
R. Graças a Deus

Completas
V. Vinde, ó Deus, em meu auxílio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Depois, recomenda-se o exame de consciência (...)

Hino

Agora que o clarão da luz se apaga,
a vós nós imploramos, Criador:
com vossa paternal misericórdia,
guardai-nos sob a luz do vosso amor.

Os nossos corações sonhem convosco:
no sono, posam eles vos sentir.
Cantemos novamente a vossa glória
ao brilho da manhã que vai surgir.

Saúde concedei-nos nesta vida,
as nossas energias renovai;
da noite a pavorosa escuridão
com vossa claridade iluminai.

Ó Pai, prestai ouvido às nossas preces,
ouvi-nos por Jesus, nosso Senhor,
que reina para sempre em vossa glória,
convosco e o Espírito de Amor.

Salmodia
Ant. De dia e de noite eu clamo por vós.

Salmo 87(88)

Prece de um homem gravemente enfermo Mas esta é a hora, a hora do poder das trevas (Lc 22,53).

–2 A vós clamo, Senhor, sem cessar, todo o dia, *
e de noite se eleva até vós meu gemido.
–3 Chegue a minha oração até a vossa presença, *
inclinai vosso ouvido a meu triste clamor!

–4 Saturada de males se encontra a minhíalma, *
minha vida chegou junto às portas da morte.
–5 Sou contado entre aqueles que descem à cova, *
toda gente me vê como um caso perdido!

–6 O meu leito já tenho no reino dos mortos, *
como um homem caído que jaz no sepulcro,
– de quem mesmo o Senhor se esqueceu para sempre *
e excluiu por completo da sua atenção.

–7 Ó Senhor, me pusestes na cova mais funda, *
nos locais tenebrosos da sombra da morte.
–8 Sobre mim cai o peso do vosso furor, *
vossas ondas enormes me cobrem, me afogam.

–9 Afastastes de mim meus parentes e amigos, *
para eles tornei-me objeto de horror.
– Eu estou aqui preso e não posso sair, *
10 e meus olhos se gastam de tanta aflição. –

– Clamo a vós, ó Senhor, sem cessar, todo o dia, *
minhas mãos para vós se levantam em prece.
–11 Para os mortos, acaso, faríeis milagres? *
poderiam as sombras erguer-se e louvar-vos?

–12 No sepulcro haverá quem vos cante o amor *
e proclame entre os mortos a vossa verdade?
–13 Vossas obras serão conhecidas nas trevas, *
vossa graça, no reino onde tudo se esquece?

–14 Quanto a mim, ó Senhor, clamo a vós na aflição, *
minha prece se eleva até vós desde a aurora.
–15 Por que vós, ó Senhor, rejeitais a minhíalma? *
E por que escondeis vossa face de mim?

–16 Moribundo e infeliz desde o tempo da infância, *
esgotei-me ao sofrer sob o vosso terror.
–17 Vossa ira violenta caiu sobre mim *
e o vosso pavor reduziu-me a um nada!

–18 Todo dia me cercam quais ondas revoltas, *
todos juntos me assaltam, me prendem, me apertam.
–19 Afastastes de mim os parentes e amigos, *
e por meus familiares só tenho as trevas!
– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.
Ant. De dia e de noite eu clamo por vós.

Leitura breve Cf. Jr 14,9

Tu, Senhor, estás no meio de nós, e teu nome foi invocado sobre nós; não nos abandones, Senhor nosso Deus.

Responsório breve

R. Senhor, em vossas mãos
* Eu entrego o meu espírito. R.Senhor.
V. Vós sois o Deus fiel, que salvastes vosso povo.
* Eu entrego. Glória ao Pai. R.Senhor.

Cântico evangélico, ant.

Salvai-nos, Senhor, quando velamos,
guardai-nos também quando dormimos!
Nossa mente vigie com o Cristo,
nosso corpo repouse em sua paz!

Cântico de Simeão Lc 2,29-32

Cristo, luz das nações e glória de seu povo
–29 Deixai, agora, vosso servo ir em paz, *
conforme prometestes, ó Senhor.

–30 Pois meus olhos viram vossa salvação *
31 que preparastes ante a face das nações:

–32 uma Luz que brilhará para os gentios *
e para a glória de Israel, o vosso povo.
– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.
Ant. Salvai-nos, Senhor, quando velamos,
guardai-nos também quando dormimos!
Nossa mente vigie com o Cristo,
nosso corpo repouse em sua paz!

Oração
Concedei-nos, Senhor, de tal modo unir-nos ao vosso Filho morto e sepultado, que mereçamos
ressurgir com ele para uma vida nova. Por Cristo, nosso Senhor.
O Senhor todo-poderoso nos conceda uma noite tranquila
e, no fim da vida, uma morte santa.
R. Amém.
Antífona final de Nossa Senhora
Salve, Rainha, Mãe de misericórdia,
vida doçura, esperança nossa, Salve!
A vós bradamos os degredados filhos de Eva,
a vós suspiramos gemendo e chorando
neste vale de lágrimas!
Eia, pois, Advogada nossa,
esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei,
e depois deste desterro mostrai-nos Jesus,
bendito fruto do vosso ventre!
Ó clemente, ó piedosa,
ó doce sempre Virgem Maria
Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by