Quarta feira IV Semana do Advento

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011




LAUDES


V. Vinde, ó Deus em meu auxílio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Os profetas, com voz poderosa,
anunciam a vinda de Cristo,
proclamando a feliz salvação,
que liberta no tempo previsto.

Ao fulgor da manhã radiosa,
arde em fogo o fiel coração,
quando a voz, portadora de glória,
faz no mundo soar seu pregão.

Não foi para punir este mundo
que ele veio na vinda primeira.
Ele veio sarar toda chaga
e salvar quem no mal perecera.

Mas a vinda segunda anuncia
que o Cristo Senhor vai chegar,
para abrir-nos as portas do reino
e os eleitos no céu coroar.

Luz eterna nos é prometida
e se eleva o astro-rei salvador,
que nos chama à grandeza celeste
com a luz do divino esplendor.

Ó Jesus, só a vós desejamos
para sempre no céu contemplar,
e por vossa visão saciados,
glória eterna sem fim vos cantar.

Salmo 100(101)

Propósitos de um rei justo
Se me amais, guardai os meus mandamentos (Jo 14,15).

Ant. 1 O Senhor sai do seu santuário nos céus.
Ele vem libertar e salvar o seu povo.



–1 Eu quero cantar o amor e a justiça, *
cantar os meus hinos a vós, ó Senhor!
–2 Desejo trilhar o caminho do bem, *
mas quando vireis até mim, ó Senhor?

– Viverei na pureza do meu coração, *
no meio de toda a minha família.
–3 Diante dos olhos eu nunca terei *
qualquer coisa má, injustiça ou pecado.

– Detesto o crime de quem vos renega; *
que não me atraia de modo nenhum!
–4 Bem longe de mim, corações depravados, *
nem nome eu conheço de quem é malvado.

–5 Farei que se cale diante de mim *
quem é falso e às ocultas difama seu próximo;
– o coração orgulhoso, o olhar arrogante *
não vou suportar e não quero nem ver.

–6 Aos fiéis desta terra eu volto meus olhos; *
que eles estejam bem perto de mim!
– Aquele que vive fazendo o bem *
será meu ministro, será meu amigo.

–7 Na minha morada não pode habitar *
o homem perverso e aquele que engana;
– aquele que mente e que faz injustiça *
perante meus olhos não pode ficar.

–8 Em cada manhã haverei de acabar *
com todos os ímpios que vivem na terra;
– farei suprimir da cidade de Deus *
a todos aqueles que fazem o mal.
– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.


Ant. O Senhor sai do seu santuário nos céus.
Ele vem libertar e salvar o seu povo.

Cântico Dn 3,26.27.29.34-41

Oração de Azarias na fornalha
Arrependei-vos e convertei-vos, para que vossos pecados sejam perdoados! (At 3,19).

Ant. 2 Nossa cidade invencível é Sião,
sua muralha e sua trincheira é o Salvador.
Abri as portas pois conosco está o Senhor. Aleluia.



–26 Sede bendito, Senhor Deus de nossos pais. *
Louvor e glória ao vosso nome para sempre!
–27 Porque em tudo o que fizestes vós sois justo, *
reto no agir e no julgar sois verdadeiro.

–29 Sim, pecamos afastando-nos de vós, *
agimos mal em tudo aquilo que fizemos.
–34 Não nos deixeis eternamente, vos pedimos, *
por vosso nome: não rompais vossa Aliança!

=35 Senhor Deus, não nos tireis vosso favor, †
por Abraão, o vosso amigo, por Isaac, *
o vosso servo, e por Jacó, o vosso santo!
=36 Pois a eles prometestes descendência †
numerosa como os astros que há nos céus, *
incontável como a areia que há nas praias.

=37 Eis, Senhor, mais reduzidos nós estamos †
do que todas as nações que nos rodeiam; *
por nossos crimes nos humilham em toda a terra!
–38 Já não temos mais nem chefe nem profeta; *
não há mais nem oblações nem holocaustos,

– não há lugar de oferecer-vos as primícias, *
que nos façam alcançar misericórdia!
=39 Mas aceitai o nosso espírito abatido, †
e recebei o nosso ânimo contrito *
40 como holocaustos de cordeiros e de touros.

= Assim, hoje, nossa oferta vos agrade, †
pois não serão, de modo algum, envergonhados*
os que põem a esperança em vós, Senhor!
–41 De coração vos seguiremos desde agora, *
com respeito procurando a vossa face!
– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.
Ant. Nossa cidade invencível é Sião,
sua muralha e sua trincheira é o Salvador.
Abri as portas pois conosco está o Senhor. Aleluia.

Salmo 143(144),1-10

Oração pela vitória e pela paz
Tudo posso naquele que me dá força (Fl 4,13)

Ant. 3 Que na terra se conheça o seu caminho.
e a sua salvação por entre os povos.



=1Bendito seja o Senhor, meu rochedo, †
que adestrou minhas mãos para a luta, *
e os meus dedos treinou para a guerra!

–2 Ele é meu amor, meu refúgio, *
libertador, fortaleza e abrigo;

– é meu escudo: é nele que espero, *
ele submete as nações a meus pés.

=3 Que é o homem, Senhor, para vós? †
Por que dele cuidais tanto assim, *
e no filho do homem pensais?
–4 Como o sopro de vento é o homem, *
os seus dias são sombra que passa.

–5 Inclinai vossos céus e descei, *
tocai os montes, que eles fumeguem.
–6 Fulminai o inimigo com raios, *
lançai flechas, Senhor, dispersai-o!

=7 Lá do alto estendei vossa mão, †
retirai-me do abismo das águas, *
e salvai-me da mão dos estranhos;
–8 sua boca só tem falsidade, *
sua mão jura falso e engana.

–9 Um canto novo, meu Deus, vou cantar-vos, *
nas dez cordas da harpa louvar-vos,
–10 a vós que dais a vitória aos reis *
e salvais vosso servo Davi.
– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.
Ant. Que na terra se conheça o seu caminho.
e a sua salvação por entre os povos.


Leitura Breve Is 7,14b-15
Eis que uma virgem conceberá e dará à luz um filho, e lhe porá o nome de Emanuel; ele se alimentará de manteiga e de mel até quando aprender a fugir do mal e a procurar o bem.

Responsório Breve
R. O Senhor é contigo, ó Maria,
* Alegra-te,cheia de graça! R. O Senhor.
V. Ele chega, o dia já nasce;
a terra inteira exulta.
* Alegra-te. Glória ao Pai.



CÂNTICO EVANGÉLICO(BENEDICTUS) Lc 1,68-79Ant. Confiai e não temais; pois daqui a cinco dias o Senhor virá a vós.

–68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, *
que a seu povo visitou e libertou;

–69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor,

–70 como falara pela boca de seus santos, *
os profetas desde os tempos mais antigos,

–71 para salvar-nos do poder dos inimigos *
e da mão de todos quantos nos odeiam.

–72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, *
recordando a sua santa Aliança

–73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, *
de conceder-nos 74 que, libertos do inimigo,

= a ele nós sirvamos sem temor †
75 em santidade e em justiça diante dele, *
enquanto perdurarem nossos dias.

=76 Serás profeta do Altíssimo, ó menino, †
pois irás andando à frente do Senhor *
para aplainar e preparar os seus caminhos,

–77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados;

–78 pelo amor do coração de nosso Deus, *
Sol nascente que nos veio visitar

–79 lá do alto como luz resplandecente *
a iluminar a quantos jazem entre as trevas

= e na sombra da morte estão sentados †
e para dirigir os nossos passos, *
guiando-nos no caminho da paz.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Confiai e não temais; pois daqui a cinco dias o Senhor virá a vós.

Preces
Supliquemos, irmãos e irmãs caríssimos, a nosso Senhor Jesus Cristo, que em sua misericórdia vem nos visitar; e alegres repitamos:


R. Vinde, Senhor Jesus!


Vós, que viestes do seio do Pai para vos revestirdes da nossa carne mortal,
– livrai de toda mancha do pecado a nossa natureza enfraquecida.

Vós, que, quando vierdes, havereis de manifestar vossa glória nos eleitos,
– mostrai agora, neste advento, a vossa clemência e bondade para com os pecadores. R.

Senhor Jesus Cristo, a alegria de nossa alma é vos louvar;
– visitai-nos com a vossa salvação. R.

Vós, que iluminastes os caminhos de nossa vida com a luz da fé,
– fazei que sempre vos agrademos pelas obras de justiça e fidelidade.R.
(intenções livres)

Pai nosso...

Oração

Ouvi com bondade, ó Deus, as preces do vosso povo, para que, alegrando-nos hoje com a vinda do vosso Filho em nossa carne, alcancemos o prêmio da vida eterna, quando ele vier na sua glória. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Conclusão da Hora
Não havendo presbítero ou diácono e na recitação individual:
V. O Senhor nos abençoe, nos livre de todo mal e nos conduza à vida eterna.
R. Amém.

Se um presbítero ou diácono preside o Ofício:
V. O Senhor esteja convosco.
R. Ele está no meio de nós.
V. Abençoe-vos Deus todo poderoso, Pai e Filho e Espírito Santo.
R. Amém.
V. Ide em paz e o Senhor vos acompanhe.
R. Graças a Deus


VÉSPERAS

V. Vinde, ó Deus em meu auxílio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino
Recebe, Virgem Maria,
no casto seio materno,
dos céus, o Verbo Divino
vindo da boca do Eterno.
Fecunda, a sombra do Espírito
do alto céu te ilumina,
para gerares um Filho
de natureza divina.
A porta santa do templo
eternamente fechado,
feliz e pronta se abre,
somente ao Rei esperado.
Desceu à terra o Senhor,
por Gabriel anunciado;
promessa antiga aos profetas,
antes da aurora gerado.
Exulta o coro dos anjos,
a terra canta louvor:
Para salvar os perdidos,
humilde, vem o Senhor.
Ó Cristo, Rei piedoso,
a Vós e ao Pai toda a glória,
Com o Espírito Santo:
eterna honra e vitória.

Salmo 136(137),1-6

Junto aos rios da Babilônia
Este cativeiro do povo deve-se entender como símbolo do nosso cativeiro espiritual (Sto. Hilário).

Ant. 1 O Senhor sai do seu santuário nos céus.
Ele vem libertar e salvar o seu povo.


=1 Junto aos rios da Babilônia †
nos sentávamos chorando, *
com saudades de Sião.
–2 Nos salgueiros por ali *
penduramos nossas harpas.

–3 Pois foi lá que os opressores *
nos pediram nossos cânticos;
– nossos guardas exigiam *
alegria na tristeza:
– ´Cantai hoje para nós *
algum canto de Sião!´

=4 Como havemos de cantar †
os cantares do Senhor *
numa terra estrangeira?
=5 Se de ti, Jerusalém, †
algum dia eu me esquecer, *
que resseque a minha mão!

=6 Que se cole a minha língua †
e se prenda ao céu da boca, *
se de ti não me lembrar!
– Se não for Jerusalém *
minha grande alegria!
– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.
Ant. O Senhor sai do seu santuário nos céus.
Ele vem libertar e salvar o seu povo.

Salmo 137(138)

Ação de graças
Os reis da terra levarão à Cidade Santa a sua glória (cf. Ap 21,14).

Ant. 2 Nossa cidade invencível é Sião,
sua muralha e sua trincheira é o Salvador.
Abri as portas pois conosco está o Senhor. Aleluia.


–1 Ó Senhor, de coração eu vos dou graças, *
porque ouvistes as palavras dos meus lábios!
– Perante os vossos anjos vou cantar-vos *
2 e ante o vosso templo vou prostrar-me.

– Eu agradeço vosso amor, vossa verdade, *
porque fizestes muito mais que prometestes;
–3 naquele dia em que gritei, vós me escutastes *
e aumentastes o vigor da minha alma. –

–4 Os reis de toda a terra hão de louvar-vos, *
quando ouvirem, ó Senhor, vossa promessa.
–5 Hão de cantar vossos caminhos e dirão: *
´Como a glória do Senhor é grandiosa!´

–6 Altíssimo é o Senhor, mas olha os pobres, *
e de longe reconhece os orgulhosos.
–7 Se no meio da desgraça eu caminhar, *
vós me fazeis tornar à vida novamente;

– quando os meus perseguidores me atacarem *
e com ira investirem contra mim,
– estendereis o vosso braço em meu auxílio *
e havereis de me salvar com vossa destra.

–8 Completai em mim a obra começada; *
ó Senhor, vossa bondade é para sempre!
– Eu vos peço: não deixeis inacabada *
esta obra que fizeram vossas mãos!
– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Nossa cidade invencível é Sião,
sua muralha e sua trincheira é o Salvador.
Abri as portas pois conosco está o Senhor. Aleluia.


Cântico Ap 4,11; 5,9.10.12

Hino dos remidos

Ant. 3 Que na terra se conheça o seu caminho.
e a sua salvação por entre os povos.


–4,1 Vós sois digno, Senhor nosso Deus, *
de receber honra, glória e poder!

(R. Poder, honra e glória ao Cordeiro de Deus!)

=5,9Porque todas as coisas criastes, †
é por vossa vontade que existem *
e subsistem porque vós mandais. (R.)

= Vós sois digno, Senhor nosso Deus, †
de o livro nas mãos receber *
e de abrir suas folhas lacradas! (R.)

– Porque fostes por nós imolado; *
para Deus nos remiu vosso sangue
– dentre todas as tribos e línguas, *
dentre os povos da terra e nações. (R.)

=10Pois fizestes de nós, para Deus, †
sacerdotes e povo de reis, *
e iremos reinar sobre a terra. (R.)

=12O Cordeiro imolado é digno †
de receber honra, glória e poder, *
sabedoria, louvor, divindade! (R.)
– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Que na terra se conheça o seu caminho.
e a sua salvação por entre os povos.
Leitura Breve 1Cor 4,5
Não queirais julgar antes do tempo. Aguardai que o Senhor venha.
Ele iluminará o que estiver escondido nas trevas e manifestará os projetos dos corações. Então, cada um receberá de Deus o louvor que tiver merecido.

Responsório Breve
R. Eis o tempo favorável,
* Eis o dia da salvação!R. Eis o tempo.
V. O Reino de Deus está bem

Glória ao Pai. R. Eis o tempo.
Cântico evangélico (MAGNIFICAT) Lc 1,46-55

Ant. Ó Sol nascente justiceiro, resplendor da Luz eterna:
Oh, vinde e iluminai os que jazem entre as trevas
e, na sombra do pecado e da morte, estão sentados.
A alegria da alma no Senhor

–46 A minha alma engrandece ao Senhor *
47 e exulta meu espírito em Deus, meu Salvador;
–48 porque olhou para humildade de sua serva, *
doravante as gerações hão de chamar-me de bendita.

–49 O Poderoso fez em mim maravilhas *
e Santo é o seu nome!
–50 Seu amor para sempre se estende *
sobre aqueles que o temem;

–51 manifestou o poder de seu braço, *
dispersou os soberbos;
–52 derrubou os poderosos de seus tronos *
e elevou os humildes;
–53 saciou de bens os famintos, *
despediu os ricos sem nada.
–54 Acolheu Israel, seu servidor, *
fiel ao seu amor,

–55 como havia prometido a nossos pais, *
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.
Ant. Ó Sol nascente justiceiro, resplendor da Luz eterna:
Oh, vinde e iluminai os que jazem entre as trevas
e, na sombra do pecado e da morte, estão sentados.
Preces
Roguemos humildemente, irmãos e irmãs caríssimos, a Jesus Cristo que nos libertou das trevas do pecado; e o invoquemos com toda confiança:

R. Vinde, Senhor Jesus!

Reuni, Senhor, numa só fé todos os povos da terra,
– e confirmai para com eles vossa aliança eterna.

Cordeiro de Deus, que viestes tirar o pecado do mundo,
– purificai-nos de toda mancha de pecado. R.

Vós, que viestes salvar o que estava perdido,
– vinde novamente para que não se percam os que remistes com o vosso sangue. R.

Concedei a vossa alegria eterna, quando vierdes no último dia,
– àqueles que vos procuram na fé e na esperança.


(intenções livres)

Vós, que haveis de vir para julgar os vivos e os mortos,
– admiti com bondade entre os eleitos os nossos irmãos e irmãs falecidos. R.
Pai nosso...

Oração
Ouvi com bondade, ó Deus, as preces do vosso povo, para que, alegrando-nos hoje com a vinda do vosso Filho em nossa carne, alcancemos o prêmio da vida eterna, quando ele vier na sua glória. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Conclusão da Hora
Não havendo presbítero ou diácono e na recitação individual:
V. O Senhor nos abençoe, nos livre de todo mal e nos conduza à vida eterna.
R. Amém.

Se um presbítero ou diácono preside o Ofício:
V. O Senhor esteja convosco.
R. Ele está no meio de nós.
V. Abençoe-vos Deus todo poderoso, Pai e Filho e Espírito Santo.
R. Amém.
V. Ide em paz e o Senhor vos acompanhe.
R. Graças a Deus


Ofício das Leituras
V. Vinde, ó Deus em meu auxílio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.
Esta introdução se omite quando o Invitatório precede imediatamente ao Ofício das Leituras.

Hino

Oh vinde depressa,
do seio da virgem,
Beleza dos céus!
O mundo admire:
um tal nascimento
é digno de Deus.

Não germe de homem,
mas sopro divino
no seio o gerou.
O verbo de Deus
se fez nossa carne,
o ventre deu flor.

A vida já cresce
no seio da Virgem
que guarda a pureza.
Deus mora em seu templo
e brilha a virtude
em toda a grandeza.

Que venha o herói
que é homem e é Deus,
do quarto nupcial,
correr glorioso
seu nobre caminho,
a trilha real.

Igual a Deus Pai,
reveste dos homens
a carne, a fraqueza,
e, desta maneira,
nos dá a virtude,
de Deus fortaleza.

Já brilha o presépio,
e um novo esplendor
a noite nos traz.
Que fujam as trevas,
a fé resplandeça
e reine a paz.

A vós, Rei piedoso,
e ao Pai que nos ama,
a glória convém.
Com vosso Espírito
reinais sobre o mundo
nos séculos. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Ó Senhor, chegue até vós o meu clamor,
não me oculteis a vossa face em minha dor!

Salmo 101(102)

Anseios e preces de um exilado
Bendito seja Deus que nos consola em todas as nossas aflições! (2Cor 1,4).

I
–2 Ouvi, Senhor, e escutai minha oração, *
e chegue até vós o meu clamor!
–3 De mim não oculteis a vossa face *
no dia em que estou angustiado!
– Inclinai o vosso ouvido para mim, *
ao invocar-vos atendei-me sem demora!

–4 Como fumaça se desfazem os meus dias, *
estão queimando como brasas os meus ossos.
–5 Meu coração se tornou seco igual à erva, *
até esqueço de tomar meu alimento.
–6 À força de gemer e lamentar, *
tornei-me tão-somente pele e osso.

–7 Eu pareço um pelicano no deserto, *
sou igual a uma coruja entre ruínas.
–8 Perdi o sono e passo a noite a suspirar *
como a ave solitária no telhado.
–9 Meus inimigos me insultam todo o dia, *
enfurecidos lançam pragas contra mim.

–10 É cinza em vez de pão minha comida, *
minha bebida eu misturo com as lágrimas.
–11 Em vossa indignação, em vossa ira *
me exaltastes, mas depois me rejeitastes;
–12 os meus dias como sombras vão passando, *
e aos poucos vou murchando como a erva.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Ó Senhor, chegue até vós o meu clamor,
não me oculteis a vossa face em minha dor!

Ant. 2 Ouvi, Senhor, a oração dos oprimidos!

II
–13 Mas vós, Senhor, permaneceis eternamente, *
de geração em geração sereis lembrado!
–14 Levantai-vos, tende pena de Sião, *
já é tempo de mostrar misericórdia!
–15 Pois vossos servos têm amor aos seus escombros *
e sentem compaixão de sua ruína.

–16 As nações respeitarão o vosso nome, *
e os reis de toda a terra, a vossa glória;
–17 quando o Senhor reconstruir Jerusalém*
e aparecer com gloriosa majestade,
–18 ele ouvirá a oração dos oprimidos *
e não desprezará a sua prece.

–19 Para as futuras gerações se escreva isto, *
e um povo novo a ser criado louve a Deus.
–20 Ele inclinou-se de seu templo nas alturas, *
e o Senhor olhou a terra do alto céu,
–21 para os gemidos dos cativos escutar *
e da morte libertar os condenados.

–22 Para que cantem o seu nome em Sião *
e louve ao Senhor Jerusalém,
–23 quando os povos e as nações se reunirem *
e todos os impérios o servirem.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Ouvi, Senhor, a oração dos oprimidos!

Ant. 3 A terra, no princípio, vós criastes,
e os céus, por vossas mãos, foram criados.

III
–24 Ele abateu as minhas forças no caminho *
e encurtou a duração da minha vida.
= Agora eu vos suplico, ó meu Deus; †
25 não me leveis já na metade dos meus dias, *
vós, cujos anos são eternos, ó Senhor!

–26 A terra no princípio vós criastes, *
por vossas mãos também os céus foram criados;
–27 eles perecem, vós porém permaneceis; *
como veste os mudais e todos passam;
– ficam velhos todos eles como roupa, *
28 mas vossos anos não têm fim, sois sempre o mesmo!

=29 Assim também a geração dos vossos servos †
terá casa e viverá em segurança, *
e ante vós se firmará sua descendência.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. A terra, no princípio, vós criastes,
e os céus, por vossas mãos, foram criados.

V. Convertei-nos, ó Senhor Deus do universo.
R. Mostrai-nos vossa face e nos salvai!

Primeira leitura
Do Livro do Profeta Isaías 48,12-21; 49,9b-13

O novo Êxodo
Eis o que diz o Senhor:
48,12 “Ouve-me, Jacó,
ouve-me, Israel, a quem eu chamei;
eu, eu sou o primeiro
e eu sou o último.
13 Minha mão firmou a terra
e minha direita estendeu os céus;
eu os chamo, e eles se apresentam.
14 Reuni-vos todos e ouvi:
quem dentre estranhos anunciou estas coisas?
O Senhor amou esse homem;
realizará com ele sua vontade na Babilônia
e desfechará a força do seu braço nos caldeus.
15 Eu, eu falei e o chamei;
eu o conduzi, e seu caminho foi vitorioso.
16 Aproximai-vos e ouvi isto:
desde o princípio não falei às escondidas,
eu estava presente aos fatos
antes que acontecessem;
e agora, diz aquele homem,
o Senhor Deus me enviou com o seu espírito”.
17 Isto diz o Senhor, o teu libertador,
o Santo de Israel:
“Eu, o Senhor teu Deus, te ensino coisas úteis,
te conduzo pelo caminho em que andas.
18 Ah, se tivesses observado os meus mandamentos!
Tua paz teria sido como um rio
e a tua justiça como as ondas do mar;
19 tua descendência seria como a areia do mar
e os filhos do teu ventre como os grãos de areia;
este nome não teria desaparecido
nem teria sido cancelado de minha presença.
20 Deixai Babilônia, fugi dos caldeus:
proclamai isto com gritos de alegria;
fazei-vos ouvir até às extremidades da terra,
dizei: ‘O Senhor resgatou seu servo Jacó’.
21 Não sofreram sede,
quando os guiou pelo deserto;
para eles tirou água das pedras,
pois, ao rachar a pedra, as águas correram.
49,9b Alimentam-se pelas estradas
e até nas colinas estéreis se abastecem;
10 não sentem fome nem sede,
não os castiga nem o calor nem o sol,
porque o seu protetor toma conta deles
e os conduz às fontes d’água.
11 Farei de todos os montes uma estrada
e os meus caminhos serão nivelados.
12 Eis que estão vindo de longe,
uns chegam do Norte e do lado do mar,
e outros, da terra de Sinim”.
13 Louvai, ó céus, alegra-te, terra;
montanhas, fazei ressoar o louvor,
porque o Senhor consola o seu povo
e se compadece dos pobres.
Responsório Cf. Is 49,13; Sl 71(72),7
R. Cantai, ó céus, e exulte a terra,
gritai, ó montes, de alegria:
o próprio Deus virá a nós,
* O Senhor se compadece de seu povo, dos aflitos.
V. Nos seus dias a justiça florirá
e grande paz até que a lua perca o brilho. * O Senhor.

Segunda leitura
Da Exposição sobre o Evangelho de São Lucas, de Santo Ambrósio, bispo
(Lib. 2, 19. 22-23. 26-27: CCL 14, 39-42)
(Séc. IV)

A visitação da Virgem Maria
O Anjo anunciara à Virgem Maria coisas misteriosas. Para fortalecer sua fé com um exemplo, anunciou-lhe a maternidade de uma mulher idosa e estéril, como prova de que é possível a Deus tudo que ele quer.

Logo ao ouvir a notícia, Maria dirigiu-se às montanhas, não por falta de fé na profecia ou falta de confiança na mensagem, nem por duvidar do exemplo dado, mas guiada pela felicidade de ver cumprida a promessa, levada pela vontade de prestar um serviço, movida pelo impulso interior de sua alegria.

Já plena de Deus, aonde ir depressa senão às alturas? A graça do Espírito Santo ignora a lentidão. Manifestam-se imediatamente os benefícios da chegada de Maria e da presença do Senhor, pois quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança exultou no seu ventre e Isabel ficou cheia do Espírito Santo (Lc 1,41).

Notai como cada palavra está escolhida com perfeita precisão e propriedade: Isabel foi a primeira a ouvir a voz, mas João foi o primeiro a pressentir a graça; aquela ouviu segundo a ordem da natureza, este exultou em virtude do mistério. Ela percebeu a chegada de Maria, ele, a do Senhor; a mulher ouviu a voz da mulher, o menino sentiu a presença do Filho; elas proclamam a graça de Deus, eles realizam-na interiormente, iniciando no seio de suas mães o mistério de misericórdia; e, por um duplo milagre, as mães profetizam sob a inspiração de seus filhos.

A criança exultou, a mãe ficou cheia do Espírito Santo. A mãe não se antecipou ao filho; mas estando o filho cheio do Espírito Santo, comunicou-o a sua mãe. João exultou; o espírito de Maria também exultou. A alegria de João se comunica a Isabel; quanto a Maria, porém, não nos é dito que recebesse então o Espírito, mas que seu espírito exultou. – Aquele que é incompreensível agia em sua mãe de modo incompreensível – Isabel recebe o Espírito Santo depois de conceber; Maria recebeu antes. Por isso, Isabel diz a Maria: Feliz és tu que acreditaste (cf. Lc 1,45).

Felizes sois também vós, que ouvistes e acreditastes, pois toda alma que possui a fé concebe e dá à luz a Palavra de Deus e conhece suas obras.

Esteja em cada um de vós a alma de Maria para engrandecer o Senhor: em cada um esteja o espírito de Maria para exultar em Deus. Embora segundo a natureza haja uma só Mãe do Cristo, segundo a fé o Cristo é o fruto de todos; pois toda alma recebe o Verbo de Deus desde que, sem mancha e libertada do pecado, guarda a castidade com inteira pureza.

Toda alma que alcança esta perfeição, engrandece o Senhor como a alma de Maria o engrandeceu e seu espírito exultou em Deus, seu Salvador.

Na verdade, o Senhor é engrandecido, como lemos noutro lugar: Comigo engrandecei ao Senhor Deus (Sl 33,4). Não que a palavra humana possa acrescentar algo ao Senhor, mas porque ele é engrandecido em nós: a imagem de Deus é o Cristo e assim, quando alguém age com piedade e justiça, engrandece essa imagem de Deus, a cuja semelhança foi criado; e, engrandecendo-a, participa cada vez mais da grandeza divina.

Responsório Lc 1,45.46; Sl 65(66),16
R. És feliz porque creste, Maria
pois, em ti, a Palavra de Deus
vai cumprir-se conforme ele disse.
* A minh’alma engrandece o Senhor!
V. Todos vós, que a Deus temeis, vinde escutar:
vou contar-vos todo o bem que ele me fez.
*A minh’alma.

Oração
Ouvi com bondade, ó Deus, as preces do vosso povo, para que, alegrando-nos hoje com a vinda do vosso Filho em nossa carne, alcancemos o prêmio da vida eterna, quando ele vier na sua glória. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora
V. Bendigamos ao Senhor.
R. Demos graças a Deus
Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by