O verdadeiro dono do mundo não é o homem, mas Deus, recordou o Papa antes do Angelus com um apelo á ONU para que encontre soluções credíveis para as mudanças climáticas

domingo, 27 de novembro de 2011




O homem pos-moderno pensa que se tornou o dono de todos os aspectos da vida, Deus parece ausente. Mas o verdadeiro dono do mundo não é o homem é Deus. Foi o que afirmou este domingo o Papa por ocasião da recitação do Angelus do meio dia com os milhares de pessoas congregadas na Praça de S. Pedro, citando uma passagem do profeta Isaias da qual partiu para uma reflexão sobre a condição humana contemporânea.
“Também Isaias, o profeta do Advento - disse o Papa – nos faz reflectir hoje com uma oração premente dirigida a Deus em nome do povo. Ele reconhece as faltas da sua gente e a um certo ponto diz: “Não há quem invoque o Vosso nome, quem se levante para se apoiar em Vós porque escondestes de nós a Vossa face e nos entregastes ás nossas iniquidades”
Como não ficar admirados com esta descrição? –acrescentou Bento XVI que salientou; ela parece espelhar certos panoramas do mundo pos-moderno: as cidades onde a vida se torna anónima e horizontal, onde Deus parece ausente e o homem o único dono, como se fosse ele o artífice e o realizador de tudo: as construções, o trabalho, a economia, os transportes, a ciência, a técnica, tudo parece depender apenas do homem.
E às vezes – prosseguiu Bento XVI- neste mundo que parece quase perfeito, acontecem coisas perturbantes, ou na natureza, ou na sociedade, pelas quais nós pensamos que Deus se tenha retirado, por assim dizer, nos tenha abandonado a nós mesmos.
Na realidade, observou ainda o Papa – o verdadeiro dono do mundo não é o homem, mas Deus.
-É necessário dar respostas crediveis e solidarias ás mudanças climáticas. Este o apelo lançado neste domingo por Bento XVI á comunidade internacional na vespera da conferencia mundial sobre o clima que se efectua a partir desta segunda feira em Durban na Africa do Sul.
Amanhã - afirmou o Papa - iniciam em Durban, na Africa do Sul os trabalhos da Convenção da ONU sobre as mudanças climaticas e do Protocolo de Kyoto. Auspicio que todos os membros da comunidade internacional concordem uma resposta responsável, credivel e solidaria a este preocupante e complexo fenomeno, tendo em conta as exigencias das populações mais pobres e das gerações futuras

No final do Angelus Bento XVI dirigiu uma saudação cordial aos responsáveis europeus da Sociedade de S. Vicente de Paulo, presentes na Praça de S. Pedro, encorajando-os no seu empenho no sentido de enfrentar com o espirito do Evangelho antigas e novas pobrezas.

Esta a saudação do Papa em lingua portuguesa neste I domingo do Advento.
Saúdo com particular afecto os peregrinos de língua portuguesa presentes nesta oração do Angelus, nomeadamente os fiéis vindos de Lisboa e de Setúbal. O tempo do Advento convida-nos a fazer nossa a primeira vinda do Filho de Deus a fim de nos prepararmos para o seu regresso glorioso. Neste sentido, tomai por modelo e intercessora a Virgem Maria. E que Deus vos abençoe!
Radio Vaticano
Compartilhe este artigo, evangelize! :

0 comentários:

Deixe seu comentario

O que você achou do artigo... !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Support : | |
Copyright © 2011. Nossa Senhora de Medjugorje - All Rights Reserved
Template Created by Nossa Senhora de Medjugorje, Aparições de Nossa Senhora
Proudly powered by